História Private Hell - Newtmas fic - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Kaya Scodelario, The Maze Runner, Thomas Sangster
Personagens Ava Paige, Ben, Brenda, Gally, George, Mark, Minho, Newt, Personagens Originais, Sonya, Teresa, Thomas, Trina
Tags Dylmas, Dymas, Lemon, Maze Runner, Minho, Newt, Newtmas, Teresa, Thomas, Tmr, Yaoi
Exibições 113
Palavras 1.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oeeee amores

Desculpem a demora e espero que gostem.

Boa Leitura!

Capítulo 7 - Trina


Fanfic / Fanfiction Private Hell - Newtmas fic - Capítulo 7 - Trina

            Point of View of Newt Sangster  

 

Após ter uma tarde incrível com Thomas, agora eu teria que lutar e sobreviver à um jantar com Trina. 

 

Vocês podem achar que é exagero ou frescura da minha parte já que eu nem a conheço direito.

 

Mas se vocês tivessem que se casar com alguém que nem conhece, iriam entender perfeitamente.

 

Assim que chego em casa a primeira coisa que vejo é Rosa e outros empregados arrumando a mesa de jantar.

 

Meus pais não estão por aqui, agradeço mentalmente por isso.

 

Subo rapidamente até o meu quarto. Chegando no mesmo vou até o meu closet onde pego um terno e um par de sapatos, ambos da cor preta.

 

Me dirijo até o banheiro. Me livro da minha roupa e entro embaixo da água morna do chuveiro.

 

O contato da água com o meu corpo é reconfortante e me faz relaxar. Após alguns minutos eu saio do banho e começo a me arrumar.

 

  (....)

 

Devidamente vestido e bem arrumado decido descer e esperar por Trina na sala.

 

Ao chegar no local observo meus pais tendo uma breve conversa. Apenas os ignoro e me sento em uma poltrona.

 

Após lentos e torturantes minutos a campainha da casa toca. Minha mãe faz um leve aceno com a cabeça indicando a porta.

 

Me levanto e sigo até a mesma. Levo a mão até a maçaneta da porta. Dou um suspiro pesado antes de abri-lá. Vamos lá, Newt. A brincadeira começa agora.

 

Abro a porta e a vejo. Trina abre um pequeno sorriso para mim. Ela está linda, isso eu não posso negar. Trina veste um vestido rosa bebê com detalhes em renda branca, um scarpin preto e uma pequena bolsa da Chanel também preta.

 

- Boa noite, Newt. - Trina me cumprimenta. 

 

- Boa noite. - Eu falo com um sorriso de canto. - Você está linda. 

 

- Ah, obrigada. - Ela agradece timidamente. - Você também está lindo.

 

- Obrigado. - Eu rebato. - Por favor, entre. - Eu digo dando passagem para a loira entrar.

 

Assim que Trina entra, Ava e Janson vem em nossa direção.

 

- Trina querida, você está encantadora. - Ava diz cumprimentando a loira.

 

- Senhora Sangster, que bom vê-lá. - Trina diz animadamente. - A senhora está encantadora também.

 

- Por favor, me chame de Ava. - Minha fala sorrindo.

 

- Trina, é muito bom revela. - Janson diz atenciosamente. 

 

- Senhor Sangster, é um prazer revê-lo. - A loira comenta.

 

- Por favor, apenas Janson. - Meu pai diz e dá uma piscadela. - Não há necessidade de formalidades aqui.

 

- Venha Trina, vamos para sala, poderemos conversar melhor lá. - Ava anuncia sorrindo.

 

Sigo meu pais e Trina até a área de jantar. Chegando lá nos acomodamos em nossos devidos lugares.

 

Meus pais e Trina começam uma animada conversa. Eu fico apenas quieto no meu canto. Vez ou outra eu falo algo como “claro” “concordo” “sim” “exato”.

 

Penso em Thomas. Gostaria de estar com ele agora. Ele é um garoto legal e apesar do pouco tempo que o conheço, posso dizer que ele me faz muito bem.

 

Estou igual a uma criança quando vai pra escola pela primeira vez e arruma um amiguinho. 

 

Volto minha atenção para a conversa de Trina e meus pais. Eles estão falando de uma viagem à França que Trina terá que fazer amanhã.

 

Trina é modelo. Então a vida dela se resume a viagens, desfiles e photoshoot para revistas. 

 

Por Trina ser modelo, eu estranho o fato de ainda não ter saído em nenhuma revista de fofoca a notícia de que ela está namorando comigo. 

 

Apesar de não estarmos de fato namorando. A mídia adora inventar fofocas não é mesmo?

 

Quando uma das empregadas da casa avisa que o jantar está pronto, uma enorme alegria me atinge. Estou morrendo de fome e de tédio também.

 

  (...)

 

O jantar passou de modo calmo e silencioso para a minha felicidade.

Rosa como sempre fez uma comida divina. E a sobremesa? Pudim. O melhor doce de todos. Eu poderia comer pudim para sempre. Eu sou uma Luna Lovegood da vida.

 

- Por que vocês não vão para o Jardim conversar um pouco a sós? - Janson sugere.

 

- O que você acha, Trina? - Ava completa entrando no joguinho do meu pai.

 

- Se o Newt quiser, por mim tudo bem. - Trina responde e me encara.

 

Noto meu pai me encarando com olhar sério.

 

- Claro, vamos. - Eu falo me pondo de pé.

 

Trina e eu seguimos em silêncio até o Jardim. O lugar está sendo iluminado apenas pela claridade da lua.

 

- Gostou do jantar? - Eu pergunto tentando puxar assunto.

 

- Sim. - Trina responde com um sorriso de canto. - Seus pais me tratam super bem e a comida também era ótima. - Ela completa dando uma risada.

 

- A comida dela é maravilhosa mesmo. O pudim então nem se fala. - Eu comento com um sorriso.

 

- Sim, são realmente muito bons. - Trina concorda. - Esta ficando tarde, e logo o meu motorista vai chegar.

 

- Ah, entendo. - Eu falo. - Você vai viajar amanhã né? 

 

- Uhum. - Ela concorda. - Bom, é melhor eu ir.

 

- Espera. - Eu falo me lembrando do colar que comprei para ele. - Aqui, um presente para você.

 

- Meu Deus, Newt. - Trina fala admirando o pequeno colar. - É lindo, não precisava se incomodar 

 

- É só um presente. - Eu falo dando de ombros.

 

- Põe pra mim, por favor? - A loira pede ficando de costas para e exibindo todo o seu pescoço.

 

- Pronto. - Eu comento assim que prendo o colar.

 

- Muito obrigada. - Trina agradece sorrindo. - Eu adorei.

 

- Que bom gostou. - Eu rebato com leve sorriso de canto.

 

Percebo que eu e Trina estamos bem perto. Devido aos saltos a loiro ficava praticamente da minha altura.

 

Trina se aproxima mais e da um leve sorriso. A loira deposita suas mãos em meus ombros. Sinto um nervoso me atingir.

 

E então ela faz. Trina me beija. Não um beijo de língua ou algo assim. Apenas um selinho. Mantenho meu corpo estático. Sem reação.

 

Trina se afasta e da mais um dos sorrisinhos dela.

 

- Boa noite, Newt. - Ela se despede e então sai em direção ao lado interno da casa.

 

  (...)

 

Sinto o cansaço me atingir no momento em que me jogo na cama. Foi uma noite e tanto. Uma leve dor de cabeça me atinge.

 

Me giro na cama e estico o braço para pegar meu IPhone em cima da mesa de cabeceira.

 

Desbloqueio a tela e vejo que tem uma mensagem no Whattsap. 

 

THOMAS

Oi Newt, e o jantar? Sobreviveu?

 22:55hr 

 

Um sorriso involuntário brota em meus lábios. Rapidamente digito uma resposta e envio.

 

NEWT

Foi difícil e extremamente chato, mas consegui sobreviver.

 23:15hr 

Espero pôr uma resposta e logo ela chega.

 

THOMAS

Ainda bem kk

Ainda não consigo acreditar que seus pais querem que você case :o 

 23:16hr 

 

NEWT 

Pra você ver como eles são ruins. 

Por isso minha irmã fugiu.

 23:16hr

 

THOMAS

O QUE? VC TEM IRMÃ? ELA FUGIU?

Menino me explica isso direito 

 23:17hr

 

NEWT 

Tenho, ela fugiu quando fez dezoito anos.

 23:17hr 

 

THOMAS

Que babado gnt, e ela ta aonde agora?

 23:18hr 

 

NEWT

Não sei :/

 23:18hr 

 

THOMAS

Vcs não se falam?

 23:19hr 

 

NEWT

Tem um mês que ela me abandonou, não manda e nem responde mensagens e nem me liga..

 23:19hr 

 

THOMAS 

Sinto muito Newt, tenho certeza que ela deve ter motivos :/

 23:20hr

 

NEWT

Está tudo bem :)

 23:20hr 

 

THOMAS

Bom loirinho, vou ir dormir ok?

Tenho um dia cheio amanhã. 

 20:21hr 

 

NEWT 

Ok, boa noite :)

 20:21hr 

 

THOMAS

Até amanhã ;)

 20:22hr 

 

Bloqueio a tela do celular e o deixo de lado. Mais uma vez Thomas salvou meu dia. Talvez ele seja a pessoa que salve a minha vida.


Notas Finais


Alguém shippando Trinewt? Hahahaha

Preparem o coração que o próximo é bombástico muhahahaha

Segunda é meu aniversário gnt, aceito mensagens de parabéns aqui ou no meu Twitter @Aluada2 sjsksks

Enfim, até o próximo babys

Nhac


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...