História Private Lessons - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Kira Yukimura, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Scott McCall
Tags Stydia
Visualizações 276
Palavras 1.578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pessoas, eu sei que demorei okay? Não fiquem bravos por causa disso, até porque esse capitulo vai recompensar a espera de vocês u.u
Eu realmente acho que vocês vão gostar e olha que é difícil eu achar que vocês vão gostar, então deve estar mesmo bom!
Olha gente, eu juro que não sei o que deu em minha pessoa para escrever o que escrevi no final desse capitulo, sei que vocês vão gostar maaaas, enfim não posso falar muito.

Boa leitura ♥

Capítulo 9 - Essa arvore vai representar nossa amizade


E ali estavam mais uma vez debaixo daquela arvore, a arvore que Allison tanto gostava, talvez fosse o seu lugar preferido no mundo. As duas estavam em silencio, perdidas em seus próprios pensamentos.

— Lydia, me promete uma coisa? – Perguntou Allison, fazendo Lydia levar um pequeno susto e a olhar – Promete que nunca vai me deixar?

— Claro que eu nunca vou te deixar, Alli – Disse Lydia, com um pequeno sorriso segurando na mão da amiga – Eu prometo.

— Então, essa arvore aqui vai representar nossa amizade – Falou Allison, logo depois as duas riram – Agora só é permitido trazer alguém aqui se for muito importante pra uma das duas, combinado?

— Combinado, mas também tem que dizer antes de trazer alguém aqui, ok Argent?

— Ok Martin!

Elas se levantaram do chão, e Allison estava olhando para Lydia com um sorriso ‘’maligno’’ no rosto, a ruiva já sabia o que aquilo significava. Faziam aquilo desde a primeira vez que foram a aquele parque, agora eram adolescentes, mas continuavam a fazer mesmo assim.

Lydia foi para trás da arvore e Allison se aproximou ficando em frente a ela, porém com o tronco da arvore as separando, então começaram uma espécie de ‘’pega-pega’’, Allison tentava alcançar a Lydia, que corria o mais rápido que conseguia. Aquilo podia parecer uma coisa idiota, afinal não eram mais crianças, mas elas não se importavam nem um pouco.

Quando estavam juntas não importava o quão imaturas parecessem para os outros, até porque era como se só existissem as duas no mundo.

A ruiva continuava a correr até que decidiu olhar para trás, Allison não estava mais lá. Ela parou rapidamente e olhou para os lados, esperando ver a amiga escondia em algum lugar só para conseguir pega-la, mas não a viu em lugar nenhum.

— Alli? – Ela chamou, mas não obteve respostas – Vamos lá Allison, pare com essa brincadeira e apareça logo.

E mais uma vez não teve nenhuma resposta, sua coração começava a ficar apertado e suas pernas tremiam. Ela andava rapidamente, com a esperança de ver Allison em algum canto daquele imenso parque, porém não conseguia encontra-la em nenhum lugar.

— Allison, por favor, aparece! – Suplicou Lydia, a garota já sentia as lágrimas saírem de seus olhos – Por favor, Allison!

A ruiva começou a correr, como se sua vida dependesse daquilo, como se aquilo de alguma forma fosse trazer sua amiga de volta. Seu coração estava acelerado, parecia um motor de carro, o vento gelado batia contra seu rosto, e os cabelos se movimentavam livremente. Nada disso realmente importava para ela naquele momento, estava mais preocupada em conseguir prestar atenção no local, para conseguir encontra-la.

Lydia acabou chegando à mesma arvore, depois de correr muito, ela estava cansada demais para continuar, então se sentou no chão para se recompor. A realidade foi como um soco no estomago, a verdade era que Allison se foi para não voltar mais, e aquilo fazia o coração da ruiva se quebrar em mil pedaços, fazia cada parte de seu corpo doer, uma dor insuportável.

— ALLISON!

Ela gritou o mais alto que conseguiu, mesmo sabendo que ela não iria ouvir, mesmo sabendo que aquilo não a faria voltar. A arvore estava lá, Lydia também, menos a Allison.

Talvez seu erro tenha sido não pedir para que ela prometesse que nunca a deixaria também.

 

Lydia abriu seus olhos lentamente, com uma certa dificuldade por conta da claridade, seu coração ainda estava meio apertado por conta do sonho que havia tido com Allison, fazia tempo que ela não aparecia em seus sonhos. Devia ser porque a ruiva acabou dormindo lá mesmo no parque, mas nem conseguia se lembrar direito de quando foi que pegou no sono.

Estava tão atordoada que só depois notou que tinha um braço envolta de seu corpo, lembranças do dia anterior voltaram a sua cabeça. Stiles estava lá, eles dormiram juntos no parque. Aquilo fez com que ela abrisse um sorriso e esquecesse o seu sonho com a Allison, antes seu coração estava apertado, agora ele batia aceleradamente. A garota se virou, ficando de frente para ele.

Ele parecia dormir tão tranquilamente, que aquilo fez com que Lydia sentisse uma sensação boa, uma paz. Ela sentiu uma vontade imensa de acariciar os cabelos de Stiles, como havia feito na festa, quando tentava desesperadamente acalma-lo.

Hesitou por alguns instantes, mas logo se rendeu e fez o que queria, colocou a mão naqueles cabelos macios, acariciando com delicadeza. Após um tempo, Lydia decidiu levar suas mãos ao rosto dele, passando os dedos por sua bochecha e boca.

Stiles acordou com as carícias da ruiva, todavia continuou com os olhos fechados. De início até pensou que estava sonhando, então sorriu sem nenhuma vergonha, não imaginava que ela realmente estava o observando.

Ele abriu os olhos e mesmo com sua visão embasada, conseguiu ver Lydia o olhando com um lindo sorriso.

— Bom dia, dorminhoco! – Lydia disse, os dois riram e trocaram olhares – Como foi dormir no chão?

— Cara, minhas costas doem – Os dois riram mais uma vez. – Mas, não foi tão mal quanto imaginei que era... Dormir em um chão.

— É, talvez dormir no chão não seja tão mal assim, não é mesmo? – Disse ela, passando sua mão de leve na barriga dele – Mas, você ta bem?

— Claro tô ótimo! – Falou Stiles, sentando-se com ajuda de Lydia – E você, como está?

— Estou muito bem.

Os dois ficaram um tempo em silêncio, só observando as coisas ao redor.

Naquele horário ainda não tinha ninguém no parque, estava bem cedo. Stiles se encantou por aquele lugar, de noite ele não conseguiu ver toda a beleza que havia lá. Observando o parque, ele se lembrou de quando fazia piqueniques com sua mãe em um local igual ao que estava naquele momento, ele sorriu mesmo seu coração estando apertado por conta da saudade que sentia.

— Stiles, agora precisamos ir! – Indagou Lydia, já se levantando do chão e estendendo a mão para ajuda-lo a fazer o mesmo. – Minha mãe deve estar preocupada, eu nem imaginava que não dormiria em casa então não avisei nada.

— Claro, vamos... – Disse Stiles, que estava se levantando com ajuda de Lydia. – Também não avisei nada pro meu pai.

Lydia ligou para sua mãe enquanto ia em direção ao jeep, informou que acabou dormindo com Stiles, e Natalie acabou deduzindo outras coisas. A ruiva até tentou explicar que ela tinha apenas dormido com ele, mas sua mãe não acreditou muito nisso.

Quando entraram no jeep, decidiriam que iriam passar primeiro na casa de Stiles, pois ele precisava urgentemente de um banho, e o celular dele estava descarregado.

--- x ---

Stiles estacionou na frente de sua casa, Lydia a analisou pela parte fora, parecia ser bonita. A ruiva mordeu seu lábio inferior, demonstrando seu nervosismo, ela nunca entrou na casa dele antes.

— Você tá bem? – Perguntou Stiles, com a testa franzida. Lydia levou um pequeno susto por estar distraída, olhando para a casa dele.  – Parece estar nervosa...

— Hã... Não, não estou nervosa – Ela mentiu e soltou uma pequena risada, mas claro que Stiles não acreditou. – Podemos ir agora?

— Claro, vamos.

Ele desceu rapidamente do carro, e Lydia desceu logo em seguida.

Adentraram a casa, Lydia analisou aquele lugar por completo, olhou para cada detalhe, tudo era bem simples, mas perfeitamente arrumado e bonito.

Stiles pediu para que eles fossem para o quarto, pois ele tinha que tomar um banho e Lydia poderia ficar esperando lá, a garota assentiu e subiu com ele.

Enquanto Stiles tomava banho, Lydia o esperava analisando seu quarto, cada detalhe. As coisas eram um pouco bagunçadas, mas mesmo assim ela gostou, achou confortável. Havia cadernos e livros, também tinha vários bolos de lã, de cores diferentes como azul e vermelho. Além das coisas normais que qualquer quarto tem, ela viu algumas coisas dos Mets, e também viu de Star Wars.

Ela estava tão distraída vendo cada canto do quarto, que só percebeu que Stiles já estava no quarto quando ouviu o barulho de algo caindo.

Pelo susto Lydia se virou rapidamente com os olhos arregalados, e após isso ficou sem reação. Ela ficou sem reação, pois acidentalmente Stiles se esqueceu de levar suas roupas para dentro do banheiro, então mesmo contra sua vontade teve que sair só com a toalha tampando sua parte íntima.

Lydia analisou o corpo do rapaz, logo um sorriso malicioso tomou conta de seu rosto, ela explodiu de desejo por dentro. Já Stiles se sentiu tremendamente envergonhado, estava parecendo um pimentão de tão vermelho, a ruiva estava admirando seu corpo sem ao menos disfarçar, aquilo era constrangedor.

— Hã, me desculpa! Eu acabei me esquecendo de pegar as roupas, sabe? – Disse Stiles, e Lydia pôde notar seu nervosismo – Mas... Já vou me vestir, desculpa mesmo, eu...

— Não precisa ficar nervoso, Stiles! – Ela o interrompeu, se aproximando bastante dele.  – E se, você não precisar das roupas?  

— Como assim? Não entendi... – Disse Stiles, embora os dois soubessem que ele entendeu muito bem. Lydia sorriu, colocando uma de suas mãos em seu peitoral – O que você tá querendo dizer?

— Você entendeu, sei que entendeu – Lydia olho nos olhos de Stiles, e colocou as mãos em seus ombros, fazendo uma massagem. – Se acalma, podemos nos divertir um pouquinho aqui, não acha?

Sem esperar que o garoto respondesse, Lydia iniciou um beijo, e mesmo com seu corpo em chamas, o beijo era doce e calmo. Ela não sabia de onde tinha vindo tanta coragem para fazer aquilo, em alguns minutos atrás estava nervosa, mas a ruiva também não procurava entender, só queria curtir aquele momento.


Notas Finais


Então genteeee, o que acharam? Gostaram? ♥
Como eu disse nas notas inciais, não sei o que deu em mim para escrever esse momento stydia, vocês viram que o capitulo começou tristinho, com aquele sonho da Lydia e no final já ta tendo pegação shdjsdf mas a vida é assim mesmo, me desculpem por isso :v

Ah, por falar no sonho da Lydia, o que vocês acharam? Não ficou confuso não, né? De qualquer maneira, mais pra frente vocês vão entender melhor o que aconteceu com Allison.

Genteeee, tem uma fanfic stydia que eu gostei bastante, deem uma olhada lá: https://spiritfanfics.com/historia/teen-wolf--i-hate-you-i-love-you-6734595
Ela ta no começo mas já é bem lacrante!

E é isso, até o próximo capitulo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...