História Problems in my family - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellps, Jvtista, Ldss, Mitw
Visualizações 124
Palavras 606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ouçam milk and Cookies

Capítulo 10 - Leite e biscoitos


Fanfic / Fanfiction Problems in my family - Capítulo 10 - Leite e biscoitos

P.o.v Cell

Me levanto quando ouvi a porta sendo destrancada, limpei minhas lágrimas e o olhei com ódio

Pai: lembra dos Cookies que você fazia junto com sua mãe? Então, quero que você faça alguns deles pra mim.

Ele se aproximou e segurou o meu queixo, olhou nos meus olhos sorrindo, sinto algo fazer um corte em meu braço, ao olhar pra baixo o vi fazendo um corte no meu braço e na minha barriga, eu gemi de dor, ao encarar ele novamente ele me deu um selinho

Pai: faça ou morra

Ele saiu do quarto é uma lágrima caiu dos meus olhos.

P.o.v Felps

Faz 1 dia e meio que o Cell não vem na aula(o Cell ficou desacordado durante um dia) acho que vou na casa dele ver se ele está bem. O sinal toca e eu me levanto. Saio da sala correndo e só parei quando cheguei na porta de sua casa, bati na mesma e quem abriu a porta foi a Nay

Nay:oi Felps.

Felps:oi, o Cell está?

Nay: não, ele está desaparecido há uns dias, 2 dias para eu ser exata. Eu e meus irmãos até queríamos que avisasse a polícia mas nossa mãe nos ameaça e taca o foda-se pro nosso irmão.

Felps: que absurdo. Precisamos encontrar ele.

Nay:se nós formos atrás dele é nossa mãe descobrir estamos mortos

Felps: calma, eu vou procurar ele...qual é o número dele?

Nay:ah... é *********

Felps: obrigado

Eu saí da casa dele, adicionei o seu número e o adicionei no zap, procurei sua localização...puts está muito longe, mas eu não vou desistir dele. Ele é muito importante para mim! Chego na minha casa, entro na mesma e vou para a garagem. Entro no meu carro, programo o GPS para o local onde ele está e dirijo até lá

P.o.v Cell

Enquanto eu fazia os biscoitos eu coloquei melatonina pra o meu pai, coloquei os biscoitos no forno e arrumei o local ainda sendo observado, quando ficaram prontos eu os coloquei em um prato e coloquei leite em um copo pra ele, uma porta se abriu, eu entrei pela mesma e coloquei a comida em cima de sua mesa enquanto ele observava cada movimento meu enquanto mordia os lábios, eu terminei e quando ia sair ele segurou meus pulsos com força me fazendo soltar um leve gemido de dor

Pai:senta aqui comigo, me faça companhia, agora!

Eu assenti, ele me puxou me fazendo me sentar no seu colo, ele comia tudo enquanto passava sua mão pelo meu corpo e eu só observava, ele ficou sonolento e eu me levantei de seu colo e o encarei se engasgando, sorri, beijei a sua cabeça

Cell:leite e biscoitos pra você daddy, durma por bastante tempo e feliz dia dos pais

Me levantei e sai do local, enquanto corria por alí com a minha mochila, que acabara de encontrar no jardim do local, sinto alguém me puxar contra si e enfiar uma faca de raspão em minha barriga, me viro pra trás e ele me dá um soco, era o blue boy, ele era a minha paixão quando criança mas depois se juntou ao meu pai, eu pego a faca de suas mãos e envio em seu pescoço logo depois em sua barriga, coloco a mão sobre o local onde eu fui atingido e saio correndo pra rua, sangrava pouco, já o canto da minha boca continha muito sangue. Olhei em volta tentando me localizar, ao atravessar a rua um carro estava vindo em velocidade em minha direção, ao me ver freiou bruscamente, eu me "defendi" com minhas mãos, logo depois as abaixei e vi o Felps sair do carro, corri até ele chorando e o abracei.

Felps: calma meu pequeno, está tudo bem, eu estou aqui com você, pra sempre



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...