História Procura-se um Namorado - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Chinchila, Kookv, Minjoon, Propriedade Da Chin, Taegguk, Taegi, Taejin, Taekook, Vhope, Vkook, Vmin, Vmon, Whyseokgirl, Yoonseok
Visualizações 3.269
Palavras 994
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Sempre


O sinal do intervalo havia tocado e TaeHyung não havia percebido, o rapaz continuava imóvel fitando o caderno. 

Ele estava muito pensativo. 

— Jovem Kim, a aula já terminou. — a professora chamou-lhe a atenção.

— Ah, desculpe, eu estava distraído.

— Você esteve disperso durante toda a aula, está acontecendo alguma coisa com você? — a mulher grisalha parecia estar preocupada com o aluno.

— Está tudo bem senhora Choi, obrigado pela preocupação.

— Qualquer coisa me procure. — se despediu sorrindo, deixando o rapaz sozinho na sala.

TaeHyung arrumou suas coisas para a próxima aula e pegou o celular e a carteira para ir ao intervalo. Ele só não esperava ser parado no meio do corredor por Jimin.

— Estava esperando por você, Taetae.— sorriu malicioso, fazendo movimentos circulares com um pirulito na boca.

— Não sei se Jeongguk vai gostar de nos ver juntos. — olhava para todos os lados, tentando se esquivar do ruivo e encontrar o seu moreno.

— Mas vocês ainda nem namoram, — abraçou TaeHyung por trás, colocando a cabeça na curva do seu pescoço — você acha mesmo que ele teria ciúmes de mim, uh?

— Com certeza sim, eu conheço o Jeon muito bem. — respondeu se afastando do Park. — O que você quer falar comigo? 

— Você sabe muito bem o que eu quero conversar com você, ou você me pagou pra nada? 

— Jimin, nós não podemos conversar sobre esse tipo de coisa aqui na faculdade, ninguém pode saber. Só eu e você.

— E quando vamos conversar sobre isso? — perguntou com uma das mãos na cintura e a outra no pirulito.

— Em breve eu vou te ligar e marcamos tudo direitinho.

— Vão marcar o quê? — e para a surpresa dos dois, Jeongguk apareceu ali. — Fala TaeHyung! O que você vai marcar com o Jimin?

— Em briga de marido e mulher, não se mete a colher. — o ruivo saiu de fininho — Te ligo depois, Taetae.

— "Taetae"?! — o moreno fez uma expressão sarcástica — Que intimidade toda é essa de vocês dois, hein?!

— Você está entendendo tudo errado Jeon! 

— POR ACASO EU TENHO CARA DE PALHAÇO KIM TAEHYUNG?!

— Eu não mereço isso! — puxou o mais novo para dentro de uma sala vazia — Agora sim você pode gritar comigo à vontade.

— É SÓ EU VIRAR AS COSTAS E VOCÊ COMEÇA DE PAPINHO COM PARK JIMIN?! LOGO O JIMIN! — ele dava tapas em TaeHyung, que apenas recebia os tabefes e permanecia em silêncio. — E VOCÊ É TÃO CARA DE PAU QUE NEM TENTA SE DEFENDER!

— Eu te amo. — respondeu, singelo — Não tem motivo para eu me defender, eu não fiz nada e você sabe disso.

— MAS VOCÊS... Vocês...

— Não existe "vocês", eu e Jimin só estávamos conversando. — suspirou — Você entendeu tudo errado.

— Desculpa... Eu vi vocês dois tão próximos e o ciúmes falou mais alto.

— Ciúmes? — TaeHyung se fez de sonso — Não imaginava que você sentia ciúmes de mim.

— Eu sempre senti.

— Sempre? — perguntou com as sobrancelhas arqueadas e o moreno assentiu — Nunca demonstrou.

— Não seja bobo TaeHy. — o abraçou por trás e deu um breve selar em seu pescoço — Vamos procurar o Yoongi?

— Claro. — andaram de mãos dadas até a porta, mas quando atravessaram a mesma, apenas continuaram andando lado a lado. Sem contato físico.

- ♡ -

— Estamos aqui! — Hoseok estava sentado em cima de uma mesa e acenava freneticamente para os amigos — Jeon! Tae! 

— Amorzinho, senta a sua bundinha na cadeira e para de dar vexame.

— Por acaso eu tô te envergonhando, Min Yoongi?!

— Eita, o quê tá acontecendo aqui? — Jeongguk se aproximou já dando uma colherada no iogurte natural de Hoseok.

— Esse branquelo azedo tá falando que euzinho estou fazendo ele passar vergonha. — dramatizou, se afastando do namorado e sentando-se ao lado do Kim. — Vê se eu mereço isso Kook!

— Poxa hyung, que maldade.

— Aliás, Hobi, você não deveria estar trabalhando na joalheria?

— Deveria. — olhou incrédulo para TaeHyung enquanto terminava seu iogurte — Mas eu estava no tédio e decidi vir fazer uma visitinha para o meu amorzão. 

— Vê se eu mereço isso gente, — o esverdeado terminava de anotar algumas partituras — além de aturar o Hobi à noite, sou obrigado a ver essa carinha linda dele na faculdade também! 

— ENTÃO VOCÊ TÁ RECLAMANDO? — aquele comentário enfezou o acastanhado, que já estava de pé indo em direção a porta principal — Nos vemos em casa senhor Min Yoongi.

— 'Tô lascado. O quê eu faço?

— Vai atrás dele! — aconselhou Jungkook, que sorriu vitorioso quando o mais velho largou as folhas de anotação e foi atrás do namorado. — Sempre tem que ser assim.

— Hum? Assim como? — TaeHyung passou a mão discretamente pela sua cintura, no intuito de puxá-lo para mais perto de si.

— Temos que ir atrás do que amamos, antes que seja tarde demais.

— Do mesmo jeito que eu sempre corri atrás de você?

— É.

— Não é legal ser feito de bobo.

— Eu estava confuso e não sabia o que você sentia por mim. Não me culpe.

— Eu não estou culpando, — TaeHyung olhou de soslaio para o relógio de pulso — mas poderia ter sido tarde demais. Imagina se tivéssemos nos envolvido com outras pessoas?

— Não fala isso, Taetae. — colocou o polegar sobre os lábios do Kim — Agora é só eu e você.

— Só eu e você. — se aproximou lentamente do moreno, agradecendo aos céus pela cantina estar quase vazia; antes de sussurrar-lhe ao pé do ouvido — Eu quero muito beijar você e sentir o seu corpo colado ao meu.

Jeongguk sorriu com a revelação, olhou para todos os lados e deu um selinho rápido em TaeHyung. — Tudo tem a hora certa.

— Eu sei. — fez carinhos delicados em sua bochecha — Eu já esperei por você durante a minha vida toda, quem disse que eu não posso esperar mais um pouco? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...