História Procura-se um Namorado - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Chinchila, Kookv, Propriedade Da Chin, Taegguk, Taegi, Taejin, Taekook, Vhope, Vkook, Vmin, Vmon, Whyseokgirl, Yoonseok
Exibições 880
Palavras 1.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


FINALMENTE MEU HIATUS DE FANFIC ACABOU VAMO QUE VAMO

Capítulo 15 - Sempre


O sinal do intervalo havia tocado e TaeHyung não havia percebido, o rapaz continuava imóvel fitando o caderno. Ele estava muito pensativo. 

— Jovem Kim, a aula já acabou. — a professora chamou-lhe a atenção.

— Ah, desculpe, eu estava distraído.

— Você esteve disperso durante toda a aula, está acontecendo alguma coisa com você? — a mulher grisalha parecia estar preocupada com o aluno.

— Está tudo bem senhora Choi, obrigado pela preocupação.

— Qualquer coisa me procure. — se despediu sorrindo, deixando o rapaz sozinho na sala.

TaeHyung arrumou suas coisas para a próxima aula e pegou o celular e a carteira para ir ao recreio, ele só não esperava ser parado no meio do corredor por Jimin.

— Estava esperando por você Taetae.— sorriu malicioso, fazendo movimentos circulares com um pirulito na boca.

— Não sei se Jeongguk vai gostar de ver nós dois juntos. — olhava para todos os lados, tentando se esquivar do ruivo e encontrar o seu moreno.

— Mas vocês ainda nem namoram, — abraçou TaeHyung por trás, colocando a cabeça na curva do seu pescoço — você acha mesmo que ele teria ciúmes de mim, uh?

— Com certeza sim, eu conheço o Jeon muito bem. — respondeu se afastando do Park. — O que você quer falar comigo? 

— Você sabe muito bem o que eu quero conversar com você, ou você me pagou atoa? 

— Jimin, nós não podemos conversar sobre esse tipo de coisa aqui na faculdade, ninguém pode saber. Só eu e você.

— E quando vamos conversar sobre isso? — perguntou com uma das mãos na cintura e a outra no pirulito.

— Em breve, eu vou te ligar e marcamos tudo direitinho.

— Vão marcar o que? — e para a surpresa dos dois, Jeongguk apareceu ali. — Fala TaeHyung! O que você vai marcar com o Jimin?

— Em briga de marido e mulher não se mete a colher, — o ruivo saiu de fininho — te ligo depois Taetae.

— "Taetae"?! — o moreno fez uma expressão sarcástica — Que intimidade toda é essa de vocês dois, hein?!

— Você tá entendendo tudo errado Jeon! 

— POR ACASO EU TENHO CARA DE PALHAÇO KIM TAEHYUNG?!

— Eu não mereço isso! — puxou o mais novo para dentro de uma sala de aula — Agora sim você pode gritar comigo à vontade.

— É SÓ EU VIRAR AS COSTAS E VOCÊ COMEÇA DE PAPINHO COM PARK JIMIN?! LOGO A PUTA DO JIMIN! — ele dava tapas em TaeHyung, que apenas recebia os tabefes e permanecia em silencio. — E VOCÊ É TÃO CARA DE PAU QUEM NEM TENTA SE DEFENDER!

— Eu te amo. — respondeu singelo — Não tem motivo para eu me defender, eu não fiz nada e você sabe disso.

— MAS VOCÊS... Vocês...

— Não existe "vocês", eu e o Jimin só estavamos conversando — suspirou — Você entendeu tudo errado.

— Desculpa... Eu vi vocês dois tão próximos e o ciúmes falou mais alto.

— Ciúmes? — TaeHyung se fez de sonso — Não imaginava que você sentia ciúmes de mim.

— Eu sempre senti.

— Sempre? — perguntou com as sobrancelhas arqueadas e o moreno assentiu — Mas nunca demonstrou.

— Não seja bobo TaeHy. — o abraçou por trás e deu um breve selar em seu pescoço — Vamos procurar o Hoseok e o Yoongi?

— Claro. — andaram de mãos dadas até a porta, mas quando atravessaram a mesma, apenas continuaram andando lado a lado. Sem contato físico.



— Estamos aqui! — o acastanhado estava sentado em cima de uma mesa e acenava freneticamente para os amigos — Jeon! Tae! 

— Amorzinho, senta a sua bundinha na cadeira e para de vexame.

— Por acaso eu tô te envergonhando Min Yoongi?!

— Eita, o que tá acontecendo aqui? — Jeongguk se aproximou já dando uma colherada no iogurte natural de Hoseok.

— Esse branquelo sem sal tá falando que euzinho tô fazendo ele passar vergonha — dramatizou, se afastando do namorado e sentando-se do lado do Kim. — Vê se eu mereço isso Kook!

— Poxa hyung, que maldade.

— Aliás, Hobi, você não deveria estar trabalhando na joalheria?

— Deveria. — olhou incrédulo para TaeHyung enquanto terminava seu iogurte — Mas eu estava no tédio e decidi vir fazer uma visitinha para o meu amorzão. 

— Vê se eu mereço isso gente, — o esverdeado terminava de anotar algumas partituras — além de aturar o Hobi a noite, sou obrigado a ver essa carinha linda dele na escola também! 

— ENTÃO VOCÊ TÁ RECLAMANDO? — aquele comentário enfezou o acastanhado, que já estava de pé indo em direção a porta principal — Nos vemos em casa senhor Min Yoongi.

— Tô lascado. — passou a mão na testa e ficou desconsolado — O que eu faço???? 

— Vai atrás dele! — aconselhou Jungkook, que sorriu vitorioso quando o mais velho largou as folhas de anotação e foi às pressas atrás do namorado. — Sempre tem que ser assim.

— Hum? Assim como? — TaeHyung passou a mão discretamente pela sua cintura, no intuito de puxá-lo para mais perto de si.

— Temos que ir atrás do que amamos, antes que seja tarde demais.

— Do mesmo jeito que eu sempre corri atrás de você?

— É.

— Não é legal ser feito de bobo.

— Eu estava confuso e não sabia o que você sentia por mim. Não me culpe.

— Eu não estou culpando, — TaeHyung olhou de soslaio para o relógio de pulso — mas poderia ter sido tarde demais. Imagina se tivéssemos nos envolvido com outras pessoas?

— Não fala isso, por favor TaeHy. — colocou o polegar sobre os lábios do Kim — Agora é só eu e você.

— Só eu e você. — se aproximou lentamente do moreno, agradecendo aos céus pela cantina estar quase vazia, antes de sussurrar-lhe ao pé do ouvido — Eu quero muito beijar você e sentir o seu corpo colado ao meu.

Jeongguk sorriu com a revelação, olhou para todos os lados e deu um selinho rápido em TaeHyung. — Tudo tem a hora certa.

— Eu sei. — fez carinhos delicados na bochecha dele — Eu já esperei por você durante a minha vida toda, quem disse que eu não posso esperar mais um pouco? 



Notas Finais


QUE SAUDADE EU SENTI DE VOCÊS!!!!!!!!!
DEMOREI, MAS VOLTEI e com novidadesssssss!

Primeiro: a fanfic está sendo betada (ouvi um amém?) e é provável que até sábado esteja tudo corrigido.
Segundo: A fanfic ganhou capa fixa! E eu estou absurdamente feliz porque ficou do jeitinho que eu queria! Muito obrigada a ~strangerkpopper! ❤
Terceiro: P-sun finalmente está TODA escrita, então as atualizações vão voltar a acontecer semanalmente, do mesmo jeitinho que era antes.

Enfim, meus anjinhos, era isso, eu realmente espero que vocês perdoem o meu semi-hiatus de última hora (Mas eu bem que escrevi um jornal viu!) e espero que tenham gostado desse capítulo! Beijos da Chin ❤

Ps; tem comentários dos capítulos anteriores que eu não vi, mas pode deixar que eu vou ler e responder um por um com muito carinho! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...