História Procure a luz mais brilhante nessa profunda escuridão - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassinato, Creepypasta, Passadotriste, Poderes, Sociedadecreepypasta, Violencia
Exibições 7
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


quero pedir desculpas pelos erros e também tem um aviso nas notas finais
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 4 - Minha culpa?


enquanto eu estava perdido em meio a pensamentos triste e depressivos o telefone começou a tocar

eu andei hesitante até o telefone e o atendi

alô - eu falei desanimado

Ruan Lins por favor - disse a voz masculina no outro lado

sim, é o próprio - respondi

Senhor Lins aqui é representante da SCJ, eu recebi a informação de que o Senhor perdeu os seus pais e não tem ninguém para cuidar de você certo? - perguntou o homem

sim isso é verdade - eu disse triste

eu e o governo vamos decidir pra onde você vai daqui a quatro dias, quer dizer, se o Senhor quiser - falou o moço e eu pude ouvir o som de papéis do outro lado da linha

eu não tenho dinheiro nem trabalho muito menos um responsável por mim então por que não aceitar - eu disse frio e sem emoção

"exatamente eu não tenho mais ninguém pra cuidar mim então por que fazer essa pose de coitado eu vou cuidar de mim mesmo não preciso de ninguém eu não quero me aproximar de alguém se ele for morrer também eu consigo sozinho"

eu vou mandar uma quantia de dinheiro pra você durante esses quatro dias quando estiver tudo pronto venha até a prefeitura municipal e fale comigo - disse o moço - ahh eu nome é Jóakin até lá Senhor Lins - ele desligou

coloquei o telefone no gancho e fui para a cozinha e preparei um lanche para mim, depois de comer eu fui direto para o meu quarto me deitar

"se as pessoas que eu me aproximo acabam sofrendo então eu vou seguir essa trilha sozinho, me desculpe por não saber como te vingar mãe mas eu prometo que vou vingar o papai"

QUEBRA DE TEMPO

eu estava na sala de aula já era quase hora do intervalo quando o professor chamou a atenção dos alunos

muito bem prestem atenção aqui pirralhos - chamou o professor - vocês vão fazer um trabalho em dupla agora por falta de livros - assim que o professor disse isso todos começaram a fazer as duplas e conversar - PORÉM - chamou atenção de novo - eu vou escolher as duplas

ele foi fazendo as duplas e ninguém estava gostando de como ele escolhia

agora... Sr. Lins e Sr. Markes... vai ser isso então podem começar - falou o professor

espera professor por que eu tenho que ficar com aquele esquisito? - não sei quem disse isso mas acho que foi o garoto que seria minha dupla

uh, veja bem vocês serão uma dupla simplesmente por que eu quis - todos riram do garoto ele veio até mim com cara de ódio

vê se não me atrapalha seu lixo - eu não entendo o motivo de todos serem assim comigo - olha ja começaram a fofocar - eu olhei e que vários alunos cochichavam e olhavam discretamente pra nós

qual é o problema de estar comigo? - eu perguntei e o garoto começou a rir baixinho

ah então não sabe né - ele estava se segurando pra não rir alto - deixa eu te dizer você é estranho só fica sozinho é nerd feio e também todos ja sabem da sua maldição por isso ninguém fala com você - ele não estava se aguentando

que maldição? - eu perguntei inocentemente ele parou de rir na hora e me olhou

como assim "que maldição?" é brincadeira né? - eu neguei com a cabeça - nossa que idiota é aquela que diz que qualquer um que se aproxime de você acaba morrendo todo mundo sabe do seu pai e da sua que morreu esses dias atrás - pera eles sabem? - e também tem a sua irmã coitada morrer por culpa sua

"a Lola morreu por minha culpa?...  não não foi culpa minha foi culpa daquele desgraçado" 

o que você sabe sobre a Lola? você conheceu ela? você sabe o que aconteceu? - eu olhava pra baixo se olhar pra esse moleque agora eu mato ele

o que eu sei? bom eu sei que ela era muito legal e que morreu por sua culpa - ele esta me irritando - não sei se você se lembra mas eu morava em frente a sua casa na época eu sei que ela morreu quando você entrou no quarto dela eu ouvi ela gritando - o tom de vóz dele mudou ficou mais serio - eu gostava muito dela mesmo não conhecendo ela direito eu gostava dela e você a matou não é? - eu olhei pra ele e o olhar que ele tinha em mim era puro ódio - foi você que fez aquilo não foi?

o que você sabe você não estava lá pra saber o que aconteceu - eu estou com muita raiva desse idiota

EU SEI QUE FOI VOCÊ - ele gritou e se levantou batendo as mãos na cadeira

você não precisa se intrometer na minha vida você não sabe o que aconteceu eu nunca faria isso! - eu disse mais alto e me levantando também

NÃO MINTA PRA MIM TODO MUNDO SABE QUE VOCÊ MATOU ELA SEU AMALDIÇOADO - todos olhavam pra mim com desprezo - DE QUEM É A CULPA QUE A LOLA MORREU GENTE? - ele perguntou pra sala

todos começaram a gritar coisas do tipo "seu assassino", "a culpa é toda do Ruan" ou "foi ele que matou ela"

O QUE ELE É PESSOAL? - perguntou novamente pra todos na sala

todos e até o professor começaram a gritar "amaldiçoado, amaldiçoado"

SEUS INÚTEIS O QUE VOCÊS SABEM DE MIM OU DA MINHA FAMÍLIA? ISSO NÃO TEM NADA A VER COM VOCÊS - eu gritei e todos ficaram quietos mas o garoto de antes se aproximou de mim

o que você quer dizer com isso? isso tem tudo a ver conosco nós não podemos deixar um assassino entre nós - ele disse isso e as minhas mãos e me arrastou até a janela

o-oque você vai fazer? - eu disse assustado

eu vou tirar uma escória como você daqui antes que mate mais um de nós - ele me colocou na beira da janela e me segurou - antes que o aconteceu com a Lola aconteça com a gente é melhor nós nos livrar de você o quanto antes - ele me empurrou mais um pouco eu estava quase caindo

"será que eu vou acabar assim? será que eu não vou me vingar pelo papai ou pela Lola? eu não posso morrer antes realizar meu objetivo eu... simplesmente não posso morrer... ainda"   

CONTINUA


Notas Finais


não vai mais ter capítulos nos finais de semana mas pode ter pelo menos um capitulo por semana e também pode ter mais de um por semana o aviso é esse espero que tenham gostado comentem oque acharam criticas ou dicas
um abraço lendário pra todos e até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...