História Professor substituto (Imagine Jungkook) - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster
Visualizações 1.044
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi lindezas da omma, eu voltei, Hehe... Trouxe um capítulo novo, e peço perdão por não ter postado últimamente, eu tenho estado muito ocupada... Mas bem é isso espero que gostem desse cap

Boa leitura

Capítulo 34 - O Inesperado


Fanfic / Fanfiction Professor substituto (Imagine Jungkook) - Capítulo 34 - O Inesperado

Horas depois...

Acordei nervosa e assustada.

Meu coração acelerado, a boca seca... Eu havia dito um pesadelo.

Jungkook acordou, provavelmente com meus gritos.

- Está tudo bem?

- Eu... Eu... Jungkook me abraça.

- O que aconteceu meu amor?

- Eu tive um pesadelo.

- Como foi, quer me contar?

- Não, não, só não me solta, eu estou com medo.

Provavelmente não iria querer contar, foi a pior coisa que eu já sonhei, ver Jungkook, foi horrível tão real, sorte que foi apenas um sonho.

Jungkook se levantou e ligou o abajur e me perguntou como estava?

- Amor, você está bem?

- Sim.

Me levantei e me sentei na cama, Jungkook logo em seguida ao meu lado, ele segurou meu rosto e me deu um beijo.

- Está tudo bem mesmo?

- Sim.

Nós abraçamos e ele se deitou, e eu ao seu lado.

Jungkook se levantou e depositou seu corpo em cima do meu, e começou a beijar meu pescoço.

- Amor o que está fazendo?

Perguntei, enquanto acariciava seus cabelos macios.

Ele não me respondeu, e começou a passear sua mão por meu corpo, até chegar em baixo de minha blusa.

- Eu sinto tanto a sua falta, de sua boca, seu corpo.

Após seus dizeres ele voltou a beijar-me, e então retirou minha peça de cima, podia sentir seus lábios molhados tocar meus seios, o que me deixou excitada ao extremo, minha respiração estava acelerada, meu corpo estava completamente arrepiado, como eu sentia falta dos seus toques, de seus beijos.

- Ah Jung-Jungkookie.

Jungkook havia tocado minha intimidade, e me fez gemer alto seu nome.

Após o ato, vi um sorriso brotar em seu rosto, um sorriso malicioso, eu sabia o que vinha depois.

Jungkook desceu seus beijos pelo meu abdômen, enquanto acariciava meu seio.

- Ahh, ah Kookie.

Eu tentava, juro que tentava mas não saía uma palavra se quer de minha boca.

Ele finalmente chegou até a barra do meu short e foi retirando o mesmo lentamente, depositando beijos por minha intimidade, a mesma pulsava pedindo por mais, logo Jungkook subiu e me beijou, então senti sua mão me tocar, seus dedos foram até meu clitóris e estimulou o mesmo.

A-ah oh... Jung-kook ah.

Era apenas o que saía de minha boca, o prazer que eu sentia era enorme, ele conseguia me tal de uma forma maravilhosa.

Sua boca se encontrava no meu pescoço, dando chupões fortes, provavelmente a marca ficaria.

Jungkook já estava sem camisa, rapidamente tirou a única peça que faltava, sua box, seu membro saiu completamente ereto.

E ele logo introduziu em mim, meus gemidos de intenso passou para extremamente alto, suas estocadas eram rápidas e precisas, me causando um prazer inexplicável.

- Oh S/N eu te amo, eu te amo tanto.

Jungkook disse antes de se desfazer dentro de mim...

Por fim caiu completamente suado e cansado ao meu lado na cama, me virei na tentativa de dizer algo, porém fui impedida por ele pondo seu indicador em meus lábios.

Jungkook depositou um beijo em minha testa e me abraçou...

[Manhã seguinte]

Acordei já de manhã e me levantei, estava nua então resolvi vestir a blusa de Jungkook, coloquei meu short e fui ao banheiro, estava na pia escovando meus dentes quando senti um abraço por trás e um beijo no pescoço.

- Bom dia amor...

Disse e Jungkook respondeu.

- Bom dia querida, olha eu amo quando me chama de amor.

- Se veste, vamos descer e preparar o café.

- Você quem manda... Espera, você está com a minha blusa.

- E eu não vou tirar.

- Tudo bem, eu visto uma das suas.

- Tá, pode vestir...

Jungkook apenas vestiu sua calça, eu amarrei meus cabelos e descemos.

Ao chegar na cozinha tomei um susto.

- Appa, o que faz aqui?

Meu pai estava na cozinha, sentado a mesa tomando café, Jungkook ao vê-lo, tentou se esconder atrás de mim já que estava sem camisa.

- Bom dia filha, eu moro aqui esqueceu?

- É-é... Que horas chegou?

- Pela madrugada, senta meu amor, você também Jungkook, vamos tomar café.

Sentamos os dois.

- Vocês são muito barulhentos de madrugada hein.

Papai disse e olhou para meu pescoço arqueando as sobrancelhas e Jungkook se engasgou com seu suco, eu tentei por a mão mas ele disse.

- Não tampa não S/N, eu já vi.

- Papai, eu...

-Amor, relaxa, você não é mais a minha garotinha, eu devo aceitar o fato de que você cresceu e logo tera sua família... Fico feliz por terem reconciliado.

Ele disse e levantou da cadeira...

- A propósito, não grite tão alto, tudo bem?

Saiu da cozinha e se despediu indo em direção a porta.

Eu sinceramente não sabia onde colocar minha cara, estava com tanta vergonha. Jungkook o mesmo.

Terminamos o café em silêncio os dois até um quebrar o mesmo.

- Hoje eu tenho o dia livre, quer sair?

Jungkook perguntou.

- Me leva no hospital?

- Pra ver o Taehyung?

- Sim, Yoongi me mandou uma mensagem dizendo que ele havia acordado, mas estava me esperando para ir vê-lo.

- Quem é Yoongi?

- O namorado do Taehyung.

- Namo, o que?

- Sim namorado do Taehyung.

- Taehyung é gay?

- Sim, ele é.

- Por essa eu não esperava.

- Nem eu, mas então me leva?

- Claro amor.

(Minutos depois)

Nos arrumamos e partimos para o hospital.

Assim que chegamos Yoongi veio correndo em minha direção e me abraçou.

- Está tudo bem Yoongi?

- Eu estou nervoso, nós brigamos, brigamos antes dele vir, tenho medo da sua reação.

- Esquece isso, ele vai amar lhe ver.

- Você acha?

- Sim, vamos lá.

Puxei Yoongi e entramos no quarto.

Taehyung estava sentado na cama finalizando sua refeição, dada por uma das enfermeiras.

Quando viu quem entrava fechou seus olhos, e virou o rosto.

- Meu amor.

Yoongi correu até Taehyung e o abraçou.

Taehyung não esboçou se quer reação alguma.

- Oi, você está bem, que bom.

Eu me pronunciei mas não fui respondida.

- Saiam daqui...

Foi apenas o que ele disse.

- O que? Por que, Taehyung...

- Sai Yoongi, vá embora, eu não te mereço, você precisa me deixar.

- O que como assim, por que?

Yoongi estava muito preocupado.

- Porque eu te trai, tá legal, agora vai embora daqui.

A reação que Yoongi teve foi de correr e sair do quarto.

Ficamos apenas Taehyung e eu, e eu estava disposta, a saber o que havia acontecido, Taehyung já chorava.

- O que eu fiz? Ele deve estar me odiando, eu o amo, e você também se souber.

- Como assim? Porque? Me diz o que está acontecendo.

- Os médicos não contaram? Eles não contaram para vocês?

- Não contaram o que? Não entendo o que quer dizer.

- S/N, eu...eu... Eu não posso, não consigo. Não consigo dizer, Yoongi é uma pessoa boa, não merece alguém como eu, eu só trago desgraça.

- Taehyung, por favor, me diz o que está acontecendo.

- Eu, contrai, o vírus, da AIDS.

Suas palavras saíram pausadamente e seu choro era incessante.

- O que? Como? De quem?

- Seu irmão, Jung Hoseok...


Notas Finais


Então o que acharam? Hmmm comentem pleaseeeeeeeee, até o próximo capítulo, um bjin da omma Jani, depois que eu acabar de jantar eu volto pra gente interagir um pouco bbjins


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...