História Professora da minha irmã - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello
Personagens Camila Cabello
Tags Camilacabello, Camren, Fifthharmony, Laurenjauregui
Visualizações 231
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, estou de volta, tudo bem???

Desculpem a demora, eu estava estudando demais!

Espero que gostem...

Capítulo 28 - Capítulo 28


Fanfic / Fanfiction Professora da minha irmã - Capítulo 28 - Capítulo 28

Pov: Lucy:


- Lo? - Vero chamou. Ela levantou a cabeça e nos encarou.

- Oi meninas! - Falou forçando um sorriso.

- Levanta dessa cama, vamos sair! - Vero disse.

- Ah... Não estou no clima! - Disse Lauren.

- Não aceitamos não, vamos nos arrumar e quando voltarmos aqui queremos ver você pronta. - Vero disse e então saímos.

Fomos para nosso quarto para nos arrumarmos.

...

Pov: Camila:


- Eu perdi Lauren mama! - Falei chorando. Eu tinha chegado aqui agora pouco, estava pedindo conselhos.

Ela ficou acariciando meus cabelos.

- Filha, você sabe que errou! Dê um tempo a ela! - Falou.

- Mas é difícil para mim... ela é tão perfeita e todo mundo quer ela, eu não aguento! - Confessei.

- Você continua errada filha, eu vi como você agiu aqui em casa e... eu também terminaria com você! - Ela disse.

- Mas eu a amo, eu... preciso dela mama! - Falei.

- Você pode conversar com ela, sem agressividade, converse com calma! - Falou.

- Mas ela não quer, eu tentei... Ela não me quer mais! - Falei.

- Mostre mudança, você estava exagerando no ciúme... Dinah me contou! - Falou. Tinha que ser Dinah!

- Mas quando eu do por mim, já fiz a cena toda! - Falei. Eu fico fora de mim, é difícil explicar.

- Você tem que procurar ajuda! - Minha mãe disse.

- Não vem com história de psicólogo, eu não vou, eu não sou louca! - Falei.

- Psicológo não é para loucos Camila, e você precisa, vai te ajudar a ter Lauren de volta... Essas crises não vão fazer bem para nenhuma das duas! - Minha mãe disse.

- Eu só queria ficar com ela em paz! - Falei. Eu realmente queria. - Eu moraria em algum lugar onde não tivesse mais ninguém, então seríamos felizes. - Falei e sorri.

- Você não quer nem que pessoas olhem para ela, Camila... Procure ajuda! - Minha mãe disse.

- Eu não quero, eu só preciso dela! - Falei um pouco irritada.

- Nunca mais faça oque fez aqui, segurar ela daquela forma... Você poderia ter a machucado Camila, eu me assustei! - Minha mãe disse.

- Eu não machucaria ela, eu a amo mãe! - Falei.

- Mas a forma como você a segurou, deve ter machucado! Eu achei que você ia bater nela! - Confessou.

- Eu pedi desculpas, perdi a cabeça! - Falei. - Vou procurar conversar com ela com calma! - Afirmei.

- Faça isso e não apronte mais nada Karla Camila, se não eu que vou procurar psicólogo para você! - Minha mãe disse.

- Eu prometo que vou mudar, basta ela me dar mais uma chance! - Falei.

Minha mãe me abraçou forte, e fiquei um pouco mais ali com ela e depois fui para casa.

...

Pov: Lucy: 


Depois de uma hora, voltamos ao quarto de Lauren, ela tinha mesmo se arrumado.

- Uau garota, você está linda! - Falei a fazendo sorrir.

- Olha para vocês, estão maravilhosas! - Ela disse.

Então descemos, fomos para uma balada que tinha aqui perto.

Quando chegamos, ficamos perto do bar.

- Você quer beber algo? - Lucy perguntou para Lauren, ela negou.

Depois de algum tempo, começamos a dançar e Lauren avisou que ia ao banheiro.

...

Pov: Lauren:

Eu estava em uma balada, Vero e Lucy me arrastaram para cá.

Eu não gosto muito de festa, mas eu vim de boa vontade para agradar elas, pois sei que elas só querem o meu bem.

Depois que fui ao banheiro, decidi tomar um ar lá fora.

Quando cheguei lá, tinham alguns casais se beijando ferozmente nos cantos.

Vi Camila, ela estava com um copo de alguma bebida e tinha algo na mão que ela levava até o nariz.

Pensei em voltar para dentro e ignorar, mas eu fiquei paralizada, ela estava mesmo usando drogas? Caminhei até ela, que estava tão focada que nem me viu.

- Oque está fazendo? - Perguntei quando parei ao lado dela. Ela se assustou e me encarou.

Os olhos dela não eram os mesmos, eles estavam esquisitos, ela parecia uma louca me encarando com eles arregalados.

- Estou curtindo a festa! - Ela disse!

- Sério Camila? Com isso? - Apontei para a mão dela onde ainda tinha um pouco do pó branco.

- Não se meta nisso, é problema meu! - Ela disse. Dei um tapa na mão dela fazendo cair o copo e o resto do pó branco.

Ela me encarou imediatamente, senti medo do olhar que ela me lançou mas não desviei meu olhar do dela.

- Por que fez isso? Está doida? - Ela perguntou. Ela estava agitada, as mãos dela tremiam.

- Você sabe que não precisa disso! - Falei.

- Me deixa em paz, já me fez ficar sem você e agora quer me tirar isso? - Perguntou. Eu não posso acreditar que ela está fazendo isso consigo mesma.

- Você tem noção do que esta fazendo? - Perguntei incrédula.

- VOCÊ TEM NOÇÃO DO QUE FEZ COMIGO QUANDO ME DEIXOU? - Ela gritou.

- Você sabe oque fez antes para que eu te deixasse! - Falei. As pessoas da volta pareciam não se importar com o grito que Camila tinha dado.

Ela virou de costas para mim, vi que ela mexia nos bolsos.

A puxei pelo braço fazendo ela se virar para mim. Encarei ela incrédula vendo ela segurando um saquinho cheio daquele pó branco.

- Você está maluca? - Perguntei. Peguei o saquinho das mãos dela.

No mesmo momento ela pegou meu braço com brutalidade.

- Lauren... Me devolva isso agora! - Falou com o maxilar travado.

- Não! Vou jogar isso fora! - Falei.

Ela respirava pesadamente, não parecia a mesma Camila que encontrei no parque mais cedo.

- NÃO ME FAÇA PERDER A PACIÊNCIA! - Gritou e parecia irritada.

- Eu não vou te devolver isso! - Falei. Ela soltou o ar pela boca.

- Eu... eu estou sentindo tanto sua falta! - Falou. Escorregou as mãos para meus quadris, senti meu corpo todo se arrepiar com aquele toque.

- Desde quando você usa isso? - Perguntei.

- Eu... Faz alguns dias! - Falou.

- Quantos dias Camila? - Perguntei. Estava me sentindo tão mal por vê-la assim.

- Sei lá, três... - Deu de ombros. - Mas eu te amo! - Ela disse.

- Eu... eu v-vou colocar isso fora! - Falei.

- Amor... - Ela chamou. Fechei os olhos e respirei fundo.

- Fique longe dessas coisas Camila! - Pedi.

Entrei de volta e fui para o banheiro, encarei o saquinho cheio na minha mão, entrei em uma das cabines e joguei tudo dentro do vaso e depois dei descarga.

Lavei as mãos e voltei para o bar, encontrando Vero e Lucy, estavam com um olhar preocupado.

- Onde se meteu? - Vero perguntou.

- Fui tomar um ar! - Falei. Decidi não comentar sobre o ocorrido lá fora.

- Avisa da próxima vez, ficamos preocupadas! - Lucy disse. Apenas assenti.

Peguei um copo com vodka, eu não gosto de beber mas eu vou tomar um pouquinho.

Meu pensamento não saia de Camila, fiquei pensando se ela pretendia usar tudo aquilo, eu não conheço muito sobre drogas mas creio que não iria fazer nada bem para ela.

- Vamos dançar Lo? - Vero chamou.

- Ah... Podem ir, vou ficar bem! - Falei.

- Tem certeza? - Lucy perguntou e eu assenti e elas foram para a pista.

Bebi mais um pouco, credo isso é tão ruim, como as pessoas conseguem beber isso e continuar sorrindo?

- Alguém aqui não gosta de beber! - Ouvi alguém falando e olhei pro lado. Zyan!

- Não estou acostumada! - Falei. Voltei a atenção para o copo.

- Posso ser sincero? - Perguntou. O encarei e assenti. - Eu também não! - Falou e sorriu. - Veio com a Camila? - Perguntou.

- Não! - Respondi.

- Desculpe pela confusão naquele dia, eu não queria... Você sabe... - Ele disse.

- Está tudo bem! - Falei e sorri.

- Bom... Quer dançar? - Ele perguntou sorrindo, neguei mas sorri.

- Posso ser sincera? - Perguntei, ele sorriu a assentiu. - Eu nem queria estar aqui! - Confessei.

- Mas então oque faz aqui? - Perguntou.

- Minhas amigas queriam que eu viesse! - Respondi.

Ele me encarou, então sorri e eu sorri de volta.

- Com todo respeito, você está linda! - Ele disse. Sorri.

Fiquei conversando com Zyan por vários minutos e ele é muito legal. Mas ele teve que ir, o amigo dele estava muito bêbado e precisava ir para casa então ele teve que levar.

Depois que ele foi, fiquei parada no mesmo lugar passando os olhos pelo local tentando achar Vero e Lucy.

Consegui avistar elas, fui até lá.

- Vero? - Chamei. Ela parou de dançar e me encarou.

- Oi bebê! - Disse.

- Eu vou para casa! - Falei. Lucy e ela trocaram olhares.

- Vamos! - Lucy disse.

- Não, podem ficar, não é tão longe! - Falei.

- Tem certeza? - Vero perguntou.

- Claro! - Falei.

- Então pega o celular da Vero, quando chegar em casa manda uma mensagem para o meu, ok? - Lucy disse. Assenti.

Vero me deu o celular dela, e eu me despedi das duas.

Quando estava passando pela porta de saída, esbarrei em alguém, quase cai mas a pessoa me segurou.

- Ai, descul... - Não terminei de falar, era Camila.

- Cuidado gatinha! - Ela disse sorrindo e piscou.

Me afastei dela rapidamente, ela me causa tantas sensações diferentes só de estar perto!

Ela me puxou pela cintura me levando para o canto que tinha perto da porta, ela me colocou contra a parede e colou seu corpo no meu.

- Não pode trancar a saída docinho! - Falou com o rosto muito próximo do meu.


...


Notas Finais


Então???? Camila usando drogas? Que?

Acham que a atitude da Lauren foi boa???

E oque vai acontecer agora???

Qualquer erro me desculpem❤

Até o próximo capítulo 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...