História Proibido para mim - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Erasmo Padilla, Fernando Mendiola, Julieta Solís de Padilla, Letícia "Lety" Padilha Solís, Márcia Vilarroel, Omar Carvarral
Visualizações 214
Palavras 1.256
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Meu Deus que homem lindo



.

Meu nome é Letícia, tenho 1,65mt, cabelos negros e olhos esverdeado, rosto de anjo e corpo de uma diabinha gostosa. Estou falando isso, pois Fernando falou algumas vezes para mim em algumas circunstâncias que causei para ficarmos sozinhos.

Amanhã farei 18 anos e queria contar para vocês o drama que estou passando desde os 16 anos de idade. E o causador desse drama todo é justamente esse dito homem mais gostoso do mundo. Senhor Fernando meu tio, irmão mais novo do meu pai.

Vocês podem me achar doida e mimada achando que eu o quero por capricho, mas não é. Eu o amo de verdade e faria de tudo por esse homem e é por isso que amanhã quero corrigir as burradas que andei fazendo e vou tentar mostrar-lhe que sou uma mulher e não uma menina mimada e carente.

Porém vamos aos fatos de como tudo começou. Sei que peguei pesado com ele, mas vocês tem que me dar um desconto quando o conheci só tinha 16 aninhos.

***

– Leticia, Letícia… – Ouço mamãe batendo na porta para me acordar. Nossa será que o mundo está caindo pra que esse escarcéu todo! Só pode alguém ter morrido e se não morreu deveria. O primeiro pecado de um adulto é no fim de semana acordar um adolescente cedo gente é o fim da picada.

Abro a porta mal humorada – O que foi mãe? Alguém morreu?

– Não acredito que você se esqueceu que seu tio chega hoje para morar conosco.

E seu pai te pediu tanto, para que quando ele chegar estivéssemos todos reunidos para recepciona-lo…– Coloquei a mão para cima interrompendo-a.

– Entendi mãe não precisa mais explicação, vou me arrumar e te prometo que quando meu tio chegar estarei lindíssima para recebe-lo de braços abertos.

Digo com sarcasmo, em seguida caindo na gargalhada. Minha mãe balança a cabeça em reprovação, porém não diz nada e fecha a porta do quarto em seguida.

A última vez que vi meu tio, tinha 10 anos. Não me lembro muito dele, tomara que não seja um daqueles adultos chatos que pega no pé. Basta meus pais para fazerem isso, mais um vai ser foda é duro ser filha única é muita cobrança.

Tomo um banho e visto um vestidinho florido e bem fresquinho o calor de Brasília está escaldante esses dias.

Ao descer ouço vozes e risadas na sala e quando chego me deparo com os olhos mais lindos que já vi na vida. Que Deus grego é esse? Não é possível que seja meu tio.

– Desceu na hora certa minha filha. – meu pai vem em minha direção e me dá um beijo na testa. – Seu tio acabou de chegar. – Fala me pegando pela mão me levando em direção ao pecado em pessoa. Ele é alto deve ter 1,90mt, cabelos negros escuros, olhos negros  iguais aos do meu pai e o que me chamou à atenção não foi seu rosto que parece de ator de cinema e sim seu corpo escultural. Um pecado em pessoa!

Depois de acomodá-lo em seu quarto que coincidentemente é de frente com o meu, perto do banheiro pois o único com suíte é dos meus pais.

Passamos uma semana agradável e hoje a noite fiquei de leva-lo a um luau que estará acontecendo no pontão do lago.

Ouço alguém pater na porta e olho para o relógio e são 19:30. Peço para entrar, deve ser minha mãe me chamando para descer. Meu tio já deve estar me esperando para irmos e é melhor me apreçar pois tenho hora para chegar em casa. Não sei se com ele poderei chegar mais tarde, espero que sim.

– Entra – Grito pensando que é minha mãe e quando vejo é meu tio que leva um susto pois estou de calcinha e sutiã corro e pego minha toalha morrendo de vergonha. – Desculpa tio pensei que fosse minha mãe.

– Tudo… Bem. – fala gaguejando sem graça. – Sua mãe pediu para chama-la. – Diz virado para a parede e sai em seguida.

O apresentei para meus amigos e eu acho que por mais que tentamos ele não curtiu muito, deve ser por quase todos termos as idades entre 16 a 20 anos o vi um pouco deslocado. Ele foi dá uma volta sozinho e combinamos de nos encontramos duas horas depois em frente ao carro do meu pai.

Assim que termino de me despedir dos meus amigos sigo meu caminho por entre as arvores indo em direção ao carro do meu pai e o que vi quase me fez dar um infarto de tão excitada que fiquei.

Fico escondida entre as arvores e assisto a tudo de camarote.

Fernando esta agarrado a uma lambisgoia, E que beijo é esse meu Deus! Não dá para passar um mosquito. Ai! Não acredito ela está pegando no pau dele é isso mesmo que estou vendo? Fico com a cabeça um pouco mais elevada para ter uma melhor visão da pegação dos dois.

E é isso mesmo, ela está pegando no pau dele por cima da calça jeans e abaixando seu zíper. Deixando seu pau exposto.

Caralho que PAU grande e GROSSO é esse! Deve ter mais ou menos uns 25 cm. Nossa! Bem dotado ele. Ela segura seu pau com as duas mãos e ainda fica um pedaço exposto.

De repente ela se abaixa e começa a chupar o pau dele lambendo da ponta da cabeça até o saco. Fazendo um vai e vem que o deixou alucinado, ela tentou abocanha-lo inteiro, mas não conseguiu.

Também com pau desse tamanho é complicado fazer uma garganta profunda.

E meu tio a puxa pelo braço não se fazendo de rogado apalpando seus seios com maestria, Puxando seu sutiã para abocanhá-lo mordendo o bico do peito. Enquanto uma mão massageava um peito a outra espremia sua bunda, indo em direção a sua calcinha. Beijavam-se de uma forma explicita e sem pudor.

Ele se esfrega nela colando-a na arvore e descendo em direção a sua calcinha colocando de lado e deixando uma de suas pernas em seu ombro para poder chupá-la.

Já não me aguento de tanto tesão, minha buceta está completamente encharcada por meu mel doce. Começo a passar meus dedos entre minhas pernas e começo a me masturbar alucinadamente.

De repente ele a pega pela bunda fazendo-a entrelaçar suas pernas ao redor de sua cintura começando um vai e vem frenético. Deixando-a gemendo e pedindo que ele vá mais rápido, fazendo-a morder seu ombro de tanto prazer, Gozando e dizendo que nunca tinha encontrado uma pica tão gostosa quanto a dele.

E sinceramente é uma pica das galáxias essa a dele. Me masturbei como louca, gozando e mordendo minha mão para não gritar e ser pega em flagrante.

Foi quando vi ele tirando sua enorme vara de dentro dela, depois fazendo-a abaixar e abocanhar seu pau gozando em sua boca o deixando todo limpo.

É nesse momento que desperta uma coisa estranha dentro de mim, uma mistura de sentimentos até então desconhecidos. Não sei se é tesão apenas ou um algo mais. Só sei que queria muito provar esse pica das galáxias do meu tio.

Assim que os vejo se recompor e trocar telefones, saio de fininho para que não percebam minha presença, só que um galho fila duma mãe quebra me delatando a meu tio. O vejo fazendo uma cara espantada e muito sem graça vindo rapidamente em minha direção.

– Oi Letícia o que está fazendo aqui?

– Eu…Eu, estava passando agora e indo em direção ao carro foi uma coincidência vê-lo indo pela mesma direção se tivesse marcado aqui não teria dado tanto certo – Faço uma brincadeira para tentar distraí-lo.

– Hum sei! – Fala um pouco desconfiado. Então vamos, já está tarde e seu pai deve estar preocupado com você.

CONTINUA…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...