História Proibidona - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Incesto, Sadomasoquismo, Sexo
Visualizações 92
Palavras 1.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Demorei um pouco para postar o capitulo pq tava com preguiça, (sim eu não tenho vergonha na cara ) mais enfim aqui esta o capítulo se divirtam e boa leitura

Capítulo 4 - Decisão part 1♡


Fanfic / Fanfiction Proibidona - Capítulo 4 - Decisão part 1♡

Os raios solares adentravam a janela e se direcionaram ao meu rosto , abri os olhos devagar e ao perceber que estava sem roupas me lembrei da noite passada,meus olhos marejados arderam com a presença de lágrimas que logo caíram olhei pro lado e vi meu pai que ainda dormia como um anjo , retirei a coberta de cima do meu corpo vagarosamente e me levantei , fui em passos lentos até o banheiro entrei no mesmo e logo estava em baixo do chuveiro gelado derramando minhas lágrimas freneticamente cenas da noite passada rondava minha cabeça me fazendo chorar cadê vez mais aquilo não podia tá acontecendo mais que merda é essa Annanda o homem que está deitado na sua cama é seu pai , a porta do banheiro foi aberta bem devagar e logo tive a completa visão de papai o mesmo me olhou triste ao perceber que eu estava chorando ele entrou e fechou a porta atrás de si abriu a porta do box e adentrou o mesmo já que estava sem roupas , estava com a cabeça abaixada não podia ver ele daquele jeito novamente ele se aproximou de mim e logo ouvir sua voz rouca e suave 

 Adriano : olha pra mim - levantei a cabeça para olhar o homem em minha frente - qual o motivo do choro? 

 Nnanda : ainda pergunta - minha voz saiu fraca por conta do recente choro 

 Adriano : Annanda eu não te forcei a fazer aquilo então para de chorar eu quero muito ficar com você sei que é errado mas o que posso fazer... sim eu estou apaixonado pela minha própria filha sim tenho vontade de tela na minha cama todos os dias , mais se no dia seguinte eu a encontrar chorando no banheiro arrependida da transa anterior prefiro não levar esse sentimento adiante mais antes preciso de uma resposta, você que ficar comigo ou não? - Balancei a cabeça em reprovação e ouvi seu suspiro ele se virou e logo saiu do banheiro batendo a porta me xinguei mentalmente e logo mais lágrimas se misturam com a água do chuveiro 

 ........P.O.V. Adriano.............

     Sai do banheiro onde se encontrava Annanda voltando ao seu quarto peguei minhas roupas as vestindo sai do seu quarto batendo a porta e caminhei em passos rápidos e pesados para o meu quarto no caminho vi Sula sai do quarto de Leo  com seu travesseiro em mãos ela veio até mim me dando doce beijo na testa

 Adriano : dormiu com o Leo? - falei abraçando a mesma 

 Sula : sim já que meu papai querido não cumpriu sua promessa 

Adriano : nossa filha desculpa eu esqueci me perdoe - falei lembrando que tinha prometido a mesma que iria dormir com ela

 Sula : tudo bem- falou ele se afastando indo em direção ao seu quarto, e eu fiz o mesmo entrei no meu quarto logo  segui para o banheiro tomando um longo banho, terminei e vesti uma bermuda sem camisa pois estava calor sai do quarto novamente e fui tomar café      

  Adriano : cadê a sua irmã ? - perguntei a Sula que botava o café na mesa

 Sula : passei no quarto dela e ela disse que não tá com fome o que é MUITO estranho - Sula falou se sentando na mesa ao lado de Leo

 Adriano:hmm,  tá bom - terminei meu café e fui assistir TV Leo se sentou ao meu lado no sofá e me olhou como se estivesse algo de errado em mim 

Leo: tá pai agora fala o que tá acontecendo - o olhei e franzi o cenho 

Adriano : nada ue - forcei um sorriso e voltei a olhar a TV 

 Leo : você tá estanho de cara fechada não fez nenhuma gracinha hoje no café 

 Adriano : problemas na empresa, algumas cargas foram roubadas

 Leo : nossa pai que barra em , mas você dá conta - falou ele me dando um meio abraço

 Adriano : valeu campeão - devolvi o abraço

 Leo : pai a Sula tá enchendo o saco pra mim levar ela na praia, posso? 

 Adriano : se eu não deixar ela me deixa sem janta como no mês passado então vai ne, se não trouxer minha pequena inteira arranco seu brinquedo - falei sério

 Leo : isso é inveja mano , mo invejoso elas adoram meu brinquedo - falou o garoto do lado 

 Adriano : tá de graça né ? Sai daqui muleque - sorri e o empurrei para fora da sala e o mesmo saiu rindo    ...............P.O.V, Annanda. ...............                      12:23 

 Ainda estou deitada no meu quarto chorando feito um marica  quando  vejo Leo adentrar meu  quarto e seu lindo sorriso se desfaz ao me ver naquele estado ele vem em minha direção com carinha de cachorro abandonado se deitando ao meu lado e me abraçando

 Leo - o que minha princesa tem ? - falou com um tom preocupado 

 Nnanda - nada , não acordei muito bem - ele beija minha testa

 Leo - vou levar a Sula na praia, que ir? Assim você se diverte um pouco pequena 

 Nnanda : Desculpa meu amor mais não estou com cabeça para isso - dou um beijo na bochecha no mais alto a minha frente - vão e se divirtam , se cuidem hein - ele me da um último beijo na testa e sai do quarto 

 Depois de tanto chorar, pensar,esmurrar a cama decidir que tinha que dá um fim no que estava acontecendo, levantei da cama e fui para o banheiro tomei um banho longo e perfumado , saio do banheiro e jogo a toalha longe , abro uma gaveta pegando um conjunto de lingerrie rosa choque com detalhes preto e rendada, colo minha meia 6/8 de renda preta coloco um salto 15 de camurça também preto , faço um rabo de cavalo bem alto com dois cachos na frente , passo um batom vinho , passo perfume de rosas vermelhas respiro fundo umas mil vezes e finalmente saio do meu quarto indo em passos trêmulos até o quarto de papai a porta está entre aberta dou uma olhada pela greta e vejo o mesmo deitado olhando pra cima usando uma calça moletom preto deixando o cos da cueca a mostra ele está sem camisa expondo seus músculos o deixando mais sexy, empurro a porta com delicadeza e adentro o quarto mais ele não percebe minha presença

 Nnanda - Pai - ele se assusta e seus olhos vão de encontro ao meu corpo a boca do mesmo se abre e seus olhos brilham em sinal de pura luxúria sinto meu corpo queimar sobe o seu olhar,( com certeza minhas bochechas estão semelhantes a tomates ) Caminho até a cama do mesmo me sentando na ponta ele se aproxima de mim para olhar melhor o corpo a sua frente fazendo minhas mãos ficar como gelo

 Nnanda : sobre a sua pergunta de mais cedo- dou uma pausa - eu tenho uma nova resposta... sim eu quero ficar com você, quero amanhecer todos os dias ao seu lado,quero que seja meu primeiro,  quero conquista meus sonhos com você ao meu lado eu te quero para sempre eu te amo muito, e não vou tentar jogar esse amor no lixo 

 Adriano : Annanda espero não te encontrar cho...- não deixei ele termina sua frase e ataquei seus lábios matando minha vontade, nosso beijo foi acelerado , mas também apaixonado nossa línguas brigavam por pode e logo ele vence fazendo com que eu me derreta em seus braços

 Nnanda - você não vai me encontrar chorando no banheiro no dia seguinte nunca mais - dou um celinho no mesmo - eu te amo 

 Vejo seu sorriso se estampar em sua sua face , e logo voltamos a nos beijar suas leves mãos foram de encontro a minha cintura e mesmo me deita com cuidado sobe sua cama nosso beijo e separado e ele me observa mais uma vez

 Adriano - já que sou o primeiro - sua mão esquerda desliza pelo meu corpo - vou fazer valer a pena  

                CONTINUA...  


Notas Finais


Sim eu aprontei uma com vocês kkk mais em breve tem a continuação amores bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...