História Project 36 - Camren - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren, Camren G!p, Lauren G!p
Exibições 156
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção Científica, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Adivinha quem voltou ?

Ps: Não fui eu.

Capítulo 21 - Different


Fanfic / Fanfiction Project 36 - Camren - Capítulo 21 - Different

 Uma fraca luz azul iluminava todo o ambiente, uma musica baixa tocava, era possivel ouvir os sons das risadas de algumas pessoas que estavam pelo local, as pessoas bebiam e se divertiam.

Sentado em silencio em seu respectivo lugar, Thomas segurava em uma de suas mãos um copo qualquer cheio de whisky, estava sozinho em um dilema interior, pensava em muitas coisas, tinha muitas perguntas e nenhuma resposta.

Tudo estava uma enorme bagunça.

A postura desajeitada, os olhos fundos, a pouca vontade da vida. Eram suas principais caracteristicas naquele momento.

No fundo daquele Pub qualquer em Londres, as portas foram novamente abertas, dando lugar a roupas caras e perfume suave. 

Em passos largos a mulher caminhava em caminho ao seu destino fixo, seus olhos azuis procuraram de maneira costumeira o garoto alto de cabelos rebeldes, ao avista-lo,logo a frente de si, um sorriso singelo nasceu em seus labios. Thomas, por outro lado, estava perdido em pensamentos desconexos, quando foi tirado de seus desvaneios por alguem que tomava o lugar ao seu lado.

Cabelos loiros, olhos azuis, roupas escuras e curtas, era como se sequer estivesse frio naquele lugar.

_Um Soraia, por favor.- sorriu ela ao apontar para o garçom que logo acentiu antes de lhe dar as costas, Thomas estava entretido com a forma com o liquido em seu copo se movimentava dentro de seu copo - oque faz tão longe de casa ? - perguntou ela ao ter seus olhos fixos no garoto que a olhava com curiosidade, era como se ele estivesse ficando louco a ponto de ouvir coisas estranhas de pessoas mais estranhas ainda.

_Esta falando comigo ? - questionou de maneira rude ao olhar seu rosto de maneira minunciosa, a mulher logo acentiu de maneira costumeira ao observar a forma como ele estava fechado a tudo.

_Certamente que sim, Thomas.

_Como sabe o meu nome ? - perguntou certamente espantado.

_Sei o suficiente sobre você, e vou ser direta, preciso de você.

_Olha...você deve estar me confundindo com alguem...e-eu - o garoto logo congelou ao ver a forma intensa como aquela mulher a olhava, aquilo so podia estar errado, ele bebeu muito, desmaiou e caiu sobre uma calçada qualquer e esta sonhando com uma mulher perfeita que diz precisar dele - quem é você ? 

_Meu nome é Katherine, Katherine Marlowe - disse em bom som ao esticar a mão em direção ao garoto que ainda parecia incerto com aquilo - eu faço parte de um trabalho especial, tenho certeza que esse em especial lhe diz muito a respeito.

Algo em sua mente havia sido reativado, a ficha do garoto caia aos poucos com aquele assunto, não demorou para que Marlowe e Grant saissem daquele Pub a caminho de um lugar mais reservado para que pudessem conversar com mais calma.

- Lauren Jauregui -

Levantado-se, Lauren andou ate a janela e olhou para fora. Ainda estava nevando; havia um vento forte que levava os flocos cristalinos dançando por ali, e no solo ainda estavam se acumulando. Havia um cobertor de neve embaixo, e sob a pálida lua esta pura coberta parecia tecida com fios de prata. O vento sacudiu todas as janelas subitamente, mas tudo ainda estava firme e solido.

Atras de si estava a cama da qual Camila serenamente descansava, como sempre dando destaque a sua beleza independente do momento, em passos lentos e curtos, Lauren se colocou ao seu lado da cama, e ainda que soubesse todas as palavras que significam amor, ainda faltaria muito para explicar oque sentia por Camila.

Durante os ultimos dias, Lauren se dedicou em fazer Camila sorrir de variadas formas, seu coração estava vivo novamente, sem a poluição da tristeza de do medo. Elas apenas queria passar um tempo em especial com ela, era tudo oque desejava.

_Eu ainda estou em uma temporada de testes - disse a morena ao levar uma de suas mãos ate a nuca como se estivesse sem jeito, Camila riu. Não apenas com oque ela tinha dito, nas ultimas horas os assuntos conversados eram sempre coisas aleatorias que terminavam com risadas hilariantes de ambos.

_Aposto que você consegue se sair bem se quiser.

_Não acho que consigo te segurar em minhas costas e correr por ai como aquele vampiro do filme. - ela deu de ombros ao ficar de frente a garota que sorria de forma engraçada.

_Podemos tentar - aquilo estava devidamente fora de cogitação, ja que ela temia o fato de coloca-la em perigo. Era apenas mais uma das ideias absurdas de Camila.

_Eu tenho uma ideia melhor - disse Lauren ao segurar suavemente as mãos da garota em sua frente, seus olhos estavam devidamente conectados, transbordando o amor que as duas sentiam, sem medo e sem receio.

Existe grandezas por tras de pequenos momentos, naquele momento, de mãos dadas, dividindo sorrisos, elas não sabiam o qual especiais eram por estar juntas naquele exato momento, Camila se curvou para frente para que pudesse colar seus labios junto aos de Lauren que não recusou o beijo da latina.

Sua mente se encontrava em um estado curioso, em parte enevoada, grogue por essa onda de sentimentos que a atingiu com força, ela não reclamava, não por isso.
Cada um sente o amor de sua maneira, mas sempre faltam palavras para explicar.

(....)

_Nós trabalhamos para pessoas exigentes, Thomas. Eu sei de suas qualidades, de seus defeitos, dos seus medos...do seu...odio. - sorriu Marlowe ao se virar em direção ao garoto sentado em sua frente - juntos podemos nos livrar dessa ameaça, e quem sabe...você podera ter de volta a atenção daquela que tanto ama.

 


Notas Finais


As coisas vão desandar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...