História Promessa. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Chatice, Crushs, Demência, Drama, Frescura, Idiotice, Loucura, Namoro, Palavrões, Piadas Ruins
Visualizações 4
Palavras 881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Crossover, Fantasia, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


CHEGUEI
:3

Capítulo 4 - Pesadelo da Noite


Beta- QUE PORRA É ESSA?

Era a Thays que tinha se jogado em mim.

Beta- o que tu quer aberração de satanás?!- olhei pra porta e a Juh também tava lá.

Thays- Eu quero sua ajuda.

Beta- tu quer uma faca enfiada na garganta?

Thays- eu quero fazer barraco. Você não tá ouvindo não?

Eu tava tão grogue de sono ainda que só tava prestando atenção no que ela falava e quando ela parou de falar ouvi uma guitarra tocando, bem alto por sinal.

Beta- quem é a desgraça que tá tocando isso a essa hora?- olhei no celular e era 00:59.

Juh- os vizinhos da frente.

Beta- sai de cima de mim- disse olhando pra Thays e ela saiu, peguei um moletom e coloquei por cima do pijama mesmo, a Thays e a Juh estavam de jaqueta. Fui pra sala e vi a Brena sentada no banco do balcão e a Vick tomando água.

Vick- conseguiram acordar ela?

Bre- não, ela ainda tá dormindo.

Vick- baka, ninguém conseguiu dormir, vocês vão reclamar?

Thays- eu fui feita pra fazer barraco e reclamar.

Beta- só vamos lá logo- disse abrindo a porta, a Juh e Thays estavam do meu lado, a Vick e a Brena ficaram na porta só pra ver a confusão.

A Juh bateu na porta.

Mas ninguém veio.  (N/A: os fortes entenderão :3)

Ela bateu de novo.

E a guitarra continuou tocando.

Quando a Thays ia começar a gritar e chutei a porta e a guitarra parou.

Dois garotos um moreno e um branco apareceram na porta.

Garoto moreno- Oi pessoal, e aí?

Garoto branco- quer quebrar a porta menina?

Thays- na verdade, queremos quebrar a cara de vocês.- quando eu ia falar do barulho da guitarra a Juh começou a se lamentar e se encostou na parede amaldiçoando todos os Deuses possíveis.

Garoto branco- que coincidência hein prima?- ele disse enquanto olhava pra Juh. Prima? Que?

Olhei pra nossa porta e a Brena e a Vick estavam tão confusas quanto eu e a Thays.

Beta- Juliana, me explica agora, que merda tá acontecendo?

Juh- malditos garotos, porque? porque?- ela falou (ainda) se lamentando.

Thays- explica logo cacete!

Juh- não reconheceram eles?

Bre- se estamos perguntando, eu acho que não, então fala logo!

Juh- Carlos Fernando e Gerson Lucas.- disse apontando pros dois garotos, ótimo, as desgraças da nossa escola voltaram, bem que eles podiam simplesmente sumir. Olhei pra Thays e parecia que ela ia gritar quando outro garoto moreno apareceu.

Garoto moreno - e aí? o que tá rolando?

Lucas- Aparentemente a Juliana e umas amigas dela.

Juh- então não reconheceram elas?

Fernando- não.- ela falou os nossos nomes e foi apontando pra cada uma de nós.- isso é sério?

Garoto moreno- a gente não reconheceu elas e elas não reconheceram a gente.

Lucas- que seja, vieram aqui pra que?

Beta- pra vocês pararem com essa maldita guitarra.

Fernando- então o papo é com você Matheus.- disse apontando pro garoto moreno que até agora era desconhecido. Outra desgraça.

Thays- AAAAAHH!! URUCA! URUCA! FUJAM PARA AS MONTANHAS! THAYSES E CRIANÇAS PRIMEIRO!- saiu gritando enquanto descia as escadas.

Bre- Ah qual é? de todos os apartamentos do país vocês vem pro mesmo que o nosso?

Matheus- e a gente tem culpa?

Beta- foda-se se somos vizinhos ou não, só parem de tocar a guitarra, ok?

Fernando- ok, Beta.

Beta- não me chame assim.

Matheus- elas te chamam assim, porque a gente não pode?

Bre- nós somos amigas, vocês não.

Beta- tá que seja, entrem no apartamento.- disse pras meninas enquanto as aberrações continuavam na porta deles.

Juh- e a Thays?

Beta- eu vou buscar ela.

Bre- ok, e vocês,- disse apontando pras criações de satanás- não toquem mais essa guitarra senão eu invado o apartamento de vocês e quebro ela em pedaços.- eles apenas riram e entraram no apê deles e elas também.

Desci as escadas e encontrei a Thays na entrada do prédio.

Beta- quer sofrer sequestro relâmpago é?

Thays- depois desse acontecimento horrível, quero sim.

Beta- anda, levanta.

Ela levantou e estávamos subindo as escadas e eu estava torcendo pra que nenhum deles aparecesse senão eu ia sair correndo e gritando que nem a Thays.

Fui pro meu quarto tentar dormir e eu não consegui, a televisão tava ligada. Fui até a sala e encontrei a Thays comendo os biscoitos da Bauducco e assistindo TV, e eu pensando que os vizinhos estavam querendo irritar a gente.

Beta- Thays.

Thays- Oi?

Beta- desliga a TV e vai dormir.

Thays- tá bom.- ela disse desligando tudo.

Mal cheguei na porta do meu quarto e ouvi a TV de novo.

E como eu sou a pessoa mais paciente do mundo eu vou ter outra conversa pacífica com ela. (só que não)

Peguei uma sandália e fui até a sala e joguei nela.

Beta- VAI DORMIR!

Thays- EU NÃO TÔ COM SONO!

Beta- ENTÃO DEIXA AS OUTRAS PESSOAS DORMIREM SENÃO EU TE BOTO PRA DORMIR FORA!

Thays- EU NÃO SOU OBRIGADA!

Bre- CALEM A BOCA!

Beta- você ouviu, desliga essa TV e acha outro jeito de se distrair.

Thays- Aff- ela desligou a TV e pegou o celular.

Voltei pro quarto e finalmente consegui dormir sem nenhum barulho de guitarra ou de TV, e também sem nenhum peso se jogando em mim.

 


Notas Finais


daqui a pouco vão tá achando que eu tô fazendo propaganda da Bauducco :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...