História Promessas - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Romance, Sasosaku, Sasuino, Sasusaku
Exibições 159
Palavras 1.152
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


CHEGUEI COM PÉSSIMAS NOTICIAS. ESTAMOS CHEGANDO NA RETA FINAL ;-;. Mas eu acho que não vou fazer isso e vou prolongar.

Capítulo 12 - Culpa


Fanfic / Fanfiction Promessas - Capítulo 12 - Culpa

_ Ama quem Ino? _ O Uchiha falou.

Agora me lasquei! O que eu iria dizer?  

_ Er.. ninguém não. _ tentava arrumar alguma desculpa.

Sasuke POV ON

Após conversar com Naruto eu fui à procura de Ino. Teria que falar com ela. Ela estava no banheiro do quarto e no telefone. Olhava as marcas da mão de Sakura que ficara maquiado em sua face. Ino tentava esconder aquelas marcas, ela foi totalmente humilhada. Cheguei e escutei o pouco da conversa. Ela disse que amava alguém e mandou beijo. Perguntei então, quem era e ela mentiu. Disse que não era ninguém.

_ fala a verdade. _ pedi.

_ Minha mãe. _ ela falou.

_ Sua mãe tem voz de homem? _ zombei. _ contra outra menina. Quer saber Yamanaka Porca. Entre nós não existe mais nada. Nunca existiu mesmo. Até mais.  _ falei e a deixei ali. Precisava falar com minha mãe e desculpar-me com Sakura. Beleza provei meu próprio veneno. Fui corno.

Sai do hotel e fui para minha casa. Ou melhor, a casa da minha mãe. Cheguei naquele lugar enorme, toquei a campainha a espera da empregada. A folgada tinha escapado novamente. Droga!

Toquei-a novamente e alguém finalmente atendeu. Era minha querida mãezinha.

_ Não sei como tem coragem de ficar aqui após o que fez. Seu maldito. Nunca queria um filho assim. Até seu irmão que quase virou vagabundo ficou melhor que você. Deixe-me adivinhar, Sasuke. A namorada te deu um pé na bunda? _ minha mãe disse.

Quando ela tinha ficado assim. Ela sempre foi doce, sempre me tratava bem. Minha mãe antiga sumiu. O que eu fiz? Simplesmente minha vida caiu muito. Se eu fosse fazer um gráfico iria até me arrepender.

_ Mãe. Eu estou arrependido. Eu.. Não fiz por querer. Nunca quis trair ela. _ falei contendo o choro, já não estava suportando essa dor. _ eu aguentei o peso. Mas simplesmente foi sem querer. Eu só queria ver o nível de interesse daquela puta loira. Mãe me perdoa. No fim eu acabei sendo corno. _ expliquei.

_ Foi corno? Deu uma de machão e aconteceu isso? Poupe-me Sasuke. Não é só a mim que deve desculpas. A Sakura também.

_ Ela não ira me ouvir. Eu estou arrependido. Muito arrependido. Bate aquela vontade imensa de chorar. É um enorme peso isso. Eu aprendi a lição.

_ Pois bem meu querido. _ ela se aproximou. Encostou a mão em meu rosto, afastou a mesma novamente e deu-me um tapa na cara. _ Você devia aprender a pensar melhor. Esse é seu defeito. Vamos, entre. Temos muito o que conversar. _ ela falou e saiu da porta. Fez um sinal coma mão de “venha” e fui atrás da mesma.

Subimos até o 2º andar da casa e chegamos em seu escritório. Parecia casos empresarial, mas não era.

Autora POV ON

Mikoto trancou a porta do escritório, chamou Sasuke para sentar-se em sua frente e foram conversar.

_ Meu querido. _ ela começou. _ Arrependimento dói não é mesmo? _ ela continuou. _ Se arrepender faz parte da vida, mas nunca vi alguém fazer tantas besteiras como fez. E tudo em pouco tempo. Ah e sobre o filho da Ino. Ele não é seu filho. Ela te fez de trouxa várias vezes. Acho que descontou pela Sakura. _ Mikoto deu uma pausa, então deu espaço para o uchiha falar.

_ Eu suspeitava. Ela só queria seu filho em berço de ouro. Eu nunca gostei dela. Mas nem me importo com aquela loira. Quero saber da Sakura.

XXX Do outro lado da porta XXX

Sakura conversava com Sasori, ela andava de um lado ao outro. Estava espantada com a visita do Uchiha. Ela queria debochar de sua cara, já que a mesma ouviu a conversa dos uchihas que estavam trancados naquele escritório. Ria bastante da situação do uchiha.

_ Tive uma ideia. _ ela parou de andar e disse.

_ O que foi dessa vez? _ Sasori disse.

_ Vou fazer o Uchiha de trouxa novamente. Quero vê-lo sofrer um pouco mais. O que acha? _ a haruno/uchiha diz.

_ Nada mal. Quem ira usar nessa historia?

_ Olha, vou ver o que ele pretende comigo. No fim eu penso em algo. Enquanto isso vamos ouvir o resto da conversa. _ Saky fala.

_ Parecemos crianças curiosas. _ Sasori fala arrancando uma risada da Rosada.

XXX De volta ao escritório XXX

_ Sasuke. Eu vou até te ajudar. Mas você vai ter que parar com essa de trair. Você não é criancinha e a Sakura não é boneca para brincar com ela. Vamos continuar esse papo logo. Você precisa arrancar esse par de chifres que a Yamanaka te pós. _ ela debocha. _ Vamos saindo daqui. Já falamos mais que devíamos. _ Mikoto fala e se levanta da cadeira. Sasuke faz o mesmo.

XXX Lado de fora XXX

_ Vamos para o quarto. Eles estão saindo. Preciso pensar em algo. _ Sakura diz.

_ Então vamos, pois tive uma ideia.

XXX Dentro do escritório XXX

_ Mãe. Aquele ruivo está ali? _ Sasuke pergunta.

_ É Sasori. E acho que já foi embora. Não vejo os dois muito por aqui. _ Mikoto responde e logo destranca a porta. _ vai falar com ela agora? _ ela pergunta já saindo dali.

_ irei sim. Obrigado pelos conselhos. Mãe... _ ele diz e sai.

Sasuke passa por vários quartos até que chega ao quarto da Haruno. Ele bate na porta e espera um tempinho.

_ Olá. Uchiha Sasuke. _ Sakura abre a porta e fala com uma expressão de nojo.

_ precisamos conversar. _ Sasuke diz firme.

_ Não precisamos não. _ Sakura responde.

_ Por favor. Eu juro que não irei te fazer mal. Sakura escute-me. _ ele diz.

Sakura vira as costas e anda em direção à cama. O uchiha puxa seu punho e da um selinho nela e a Haruno se solta o empurrando.

_ Está maluco? _ ela fala.

_ Desculpe-me. Eu precisava arrumar um jeito de te falar. Mas Sakura, por favor. Desculpem-me. Eu ainda te amo.

_ Sasuke, somos como joias, temos sempre o nosso suporte, que no caso é alguém que nos amamos. Quando nos conhecemos nos unimos e transformamos em uma única joia. Mas até a joia mais casa mais cara do mundo se mal cuidada se quebra. Transforma-se em três pedaços e cada um vai para um lugar diferente. Entenda-me. Você cuidou mal de mim e no fim perdeu. Não quero mais nada. Talvez amizade. Mas irei pensar.

_ Sakura precisamos conversar.

_ UCHIHA ME DEIXE! EU JÁ DISSE QUE NÃO QUERO NADA? _ Ela grita.

_ Me encontra logo, por favor. Vamos acertar isso. Vá para o parque pelas 8 da noite e conversamos sobre isso.

_ Eu vou pensar. Agora me da licença. _ ela fala e fecha a porta com força. Estava com muita raiva.

To be continued 


Notas Finais


Ai espero que não me odeiem pelo que fiz com a tia Miko. Mas deixa isso. É temporario.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...