História Promise? - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Chefe Hopper, Dustin, Eleven (Onze), Jonathan Byers, Joyce Byers, Karen Wheeler, Lucas, Mike Wheeler, Nancy Wheeler, Personagens Originais, Steve Harrington, Will Byers
Exibições 96
Palavras 1.251
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O próximo sai sexta!!! (Postando junto com minha amiga cerejinha, ela tbm tem fic "The key -Stranger things" podem ler, mt boa)

Capítulo 9 - Jealous


Fanfic / Fanfiction Promise? - Capítulo 9 - Jealous

*Mike*

O que estava acontecendo ali era surreal para mim, então eu estava simplesmente sentando olhando pra frente e pensando em como a minha vida havia mudado em um ano. Primeiro a El se foi, o que me fez entrar em algo que minha mãe chamava de "início de depressao" aí ela simplesmente volta e tudo fica maravilhoso, perfeito, e cá estou eu, me sentindo o cara mais sortudo desse mundo com ela ao meu lado, do nada me veio uma ideia.

-El?- ela virou seu rosto que antes encarava as flores no chão para mim- vamos, tenho que te levar a mais um lugar

Subimos rapidamente na bicicleta e não demorou muito até chegarmos lá, no meio da floresta das, El já estava assustada.

-calma, o lugar onde estamos indo é bom- eu disse sorrindo

Ela se apertou minha cintura um pouco mais forte, mas logo chegamos.

-o que é aqui?- ela perguntou

-El... foi aqui que nós nos conhecemos- eu disse me lembrando daquele dia - estava chovendo, e você usava uma camiseta amarela, você me assustou, mas mesmo assim te levei para casa.

-obrigada Mike, por tudo- ela disse me abraçando

-eu que tenho que te agradecer por fazer minha vida melhor- eu disse dando um beijo em sua testa.

Minha mãe dizia que beijos na testa era sinal de carinho, quem te desse um beijo na testa queria te proteger, te dar carinho e etc, e era exatamente assim que eu me sentia com ela.

Vi que ela ainda segurava uma flor na mão, então ela arrumou meu cabelo para trás da orelha, assim como eu fiz em baixo da árvore e colocou a flor lá, depois deu um sorriso.

-ficou perfeito - ela disse

-você também está perfeita- eu disse sem pensar

Ela não disse nada, só sorriu e me abraçou, mas deu um abraço apertado, me fazendo cair no chão com ela por cima, enquanto nós dois ríamos

-quer ver uma coisa legal?- ela perguntou

-pode ser...

Ela fechou os olhos por alguns segundos e a flor que estava no meu cabelo saiu flutuando junto com a flor que estava no cabelo dela, as duas ficaram lado a lado e voaram para fora da minha vista.

-você está controlando melhor os seus poderes...- eu disse sorrindo- fico feliz com isso

-eu também- ela disse rolando para o lado, fazendo com que ficássemos deitados lado a lado olhando para as estrelas e árvores que ali haviam.

Ficamos ali por aproximadamente 5 minutos quando o meu relógio apitou 2 horas da manhã, era hora de ir para casa, então pegamos minha bicicleta e fomos, pedalando devagar até a porta da minha casa

*Max*

Tudo de ruim tinha acontecido noite passada, briguei com meu irmão, vi os dois pombinhos, e para completar tive o mesmo pesadelo : o do dia do acidente, mesmo muito nova eu me lembrava perfeitamente, meu pai praticamente esmagado, com sangue para todos os lados, minha mãe gemendo de dor, meu irmão com seus 15 anos de idade aflito ao meu lado, e eu que era apenas uma criança de 8 anos chorava desesperada.

Já acordei com o pensamento de que o dia seria horrível, mesmo sendo sexta feira.

Tomei um banho rápido e coloquei uma calça folgada e uma blusa igualmente folgada, não que estivesse na moda, não que eu me importasse mas eu me sinto confortável e é assim que eu me visto.

Peguei a bicicleta e saí, antes de todos na casa acordarem, por que não quero escutar sermão do meu irmão ou da minha mãe, mesmo não andando ela falava mais do que tudo.

Como cheguei cedo, a escola estava vazia, então resolvi tomar um suco de maçã, já que nem café da manhã eu tinha tomado.

Me sentei na mesa e fiquei lendo um livro que eu peguei na biblioteca quando cheguei e ainda não tinha nem começado, quando alguém sentou em minha frente

-Bom dia - ele disse esboçando um sorriso fofo

-Bom dia Will- sorri de volta a ele- por que tão cedo na escola?

- não tive que passar na casa do Mike, a bicicleta dele voltou do mecânico, e você?

-sempre chego mais cedo pra não ter que aturar o mau humor matinal da minha mãe

-lendo o que?

-na verdade nem eu sei- eu disse olhando para a capa- a aventura das terras desconhecidas, peguei na biblioteca

-deve ser realmente interessante, já que você nem sabia o nome - ele disse irônico

-na verdade eu realmente nem comecei- eu disse fechando o livro - nem estou com vontade de começar, vamos conversar

-tudo bem - ele sorriu

-como foi ficar esse tempo no "mundo invertido"?

- na verdade eu não me lembro muito bem... mas sei que estava frio, eu tinha fome e medo, tinha uns barulhos estranhos e as vezes eu podia escutar as pessoas que me chamavam, mas se eu respondesse o demogorgon me pegaria.

-e aquela conexão que você em com ele?

-Hopper criou a teoria de que ele tentou me levar como "sucessor" mas prefiro acreditar que é só um efeito que ainda ficou sobre mim, mas se ele realmente quiser me pegar,  estou seguro em Hawkings.

-qualquer coisa conta comigo- eu falei sincera- podemos ser amigos

Ele abriu um largo sorriso, que o deixou ainda mais fofo e agradeceu, logo Dustin se aproximou da mesa.

-bom dia mais novo casal, tá ficando difícil pra mim e pro Lucas segurar esses candelabros.

Will ficou vermelho e não disse nada

-vai pegar seus pudins Dustin- eu disse rindo

-tem pudim?sério? Não brinca com pudim não garota, pudim é assunto sério.

-a aula vai começar, temos que ir-Will disse- no intervalo você pega seu pudim

Chegamos na sala e Lucas já estava lá, faltavam apenas 2 pessoas: Mike e El.

Passei a primeira aula toda olhando pela janela, e já no final dela os dois chegaram na bicicleta.

Entraram na sala quando o sino da segunda aula tocou.

-senhor Wheeler, está atrasado

-eu sei- ele disse revirando os olhos

-essa é a aluna nova que a professora me falou? Jane...?

-Ives- ela respondeu completando

-tudo bem senhorita Ives, sente-se e seja bem vinda.

-obrigada - ela sorriu se sentando.

Me impressionava ela ter todo o material incluindo livros e cadernos, sendo que ela chegou ontem, e me impressionava ela já estar inscrita na escola, mas eu não me importava, ela não estava grudada com Mike e isso era o que importava.

O sino para o intervalo bateu mais rápido que o normal, dessa vez eu consegui prestar atenção nas aulas, já que Mike estava ali e eu não tinha que me preocupar.

Logo saindo da sala, os garotos foram ao banheiro e eu fui com El.

-El...?

-oi Max - ela disse sorridente

-o que você tem com o Mike?- perguntei me aproximando da pia onde ela lavava as mãos

-ele é meu namora... namorado!- ela disse sorrindo, e por alguns minutos cogitei estapear seu rosto

-ah sim... - eu disse me virando - vocês fazem o que como namorados?

-ele disse que cuida de mim, que me ama, me dá presentes e me beij... como é? Beijar...

-El, isso não é namorar

-não?

-não, ele também faz isso comigo- menti- todos os dias

-faz?- ela parecia triste

-sim, por isso te perguntei, mas deve ser alguma coisa dele não é?- eu disse saindo pela porta - felicidades ao casal- eu fechei a porta e Saí correndo.

Por que eu fiz isso?


Notas Finais


Pra quem gostava da Max... relaxa, ela foi fdp só agora, calma e desculpa alsjdkfkjfjt


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...