História Proposta indecente - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano, Personagens Originais
Tags Catarina, Família Tavares, Henrique, Juliano, Lucas Lucco, Mohana, Thiago Brava
Exibições 412
Palavras 710
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi suas goxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxtosas... Tdb?
Bora aos trabalhos???
Beijos de luz hehehe

Capítulo 45 - Me apaixonei pelo que eu inventei de você


Fanfic / Fanfiction Proposta indecente - Capítulo 45 - Me apaixonei pelo que eu inventei de você

Passo o batom escuro sob meus lábios, ouvindo os gritos vindo do palco. Estava orgulhosa com o rumo que a carreira dos meninos estavam tomando, era o resultado do esforço e do carinho que ambos tinham em tudo que faziam.
- Te achei fujona. - Henrique diz, enquanto abre a porta, revelando um largo sorriso em seus belos lábios.
- E ai?... que loucura esse show. - Digo animada, olhando o transito de pessoas dentro do camarim aumentando cada vez mais. - Foi um dos melhores, e olha que teve show bom hein!. - Falo, passando os braços por seu pescoço. - Estou morta de cansaço, não vejo a hora de cair na cama.
- Meninos. - O segurança nos interrompe. - Tem algumas meninas aqui...- Ele me encara, provavelmente se recordando da grosseiria de Henrique na ultima vez em que lhe critiquei por não a atenção merecida as fãs, no fim do show. -... eu libero ou não?.
- Mas é claro que libera. - Henrique responde de imediato, fazendo-me abrir um sorriso bobo. - ...de voce eu cuido mais tarde. - Ele diz, lançando-me um olhar quente.

Saio do banheiro tranquilamente, ouvindo os risos vindo da roda de conversa. Engolindo seco, ao entrar na sala, assistindo Vanessa acompanhando Henrique nas fotos com as fãs.
.............." Aquilo era brincadeira...só poderia ser brincadeira!. ".
Assisto o casal sorridente a tirar foto abraçados com algumas garotas. Apesar de na minha opinião ambos não terem nada em comum, não seria hipócrita ao ponto de negar que formavam um belo casal...era nítido a alegria de Henrique em ter Vanessa ali, acompanhando-o... " COMO ELE SEMPRE QUIS..." 
Tudo era por Vanessa... talvez eu houvesse misturado as coisas... Sinto um nó na boca do estomago, sentindo uma onda fria gelar meu corpo todo.

 

                                                                               ~~  ❣❣❣❣ ~~

Entro no quarto do hotel calada, apenas com um sorriso forçado estampado em meu rosto. 
- O que foi?, voce não falou nada o caminho todo de volta para o hotel, me respondeu meio que por educação...o que esta acontecendo?. - Henrique pergunta, enquanto coloca a chave sob o aparador. 
- Nada...canseira - Digo sem graça. - Só preciso deitar e dormir!. - Digo, girando na ponta dos pés dando-lhe as costas, sentindo uma ponta de esperança de sentir seus braços fortes me agarrarem por trás como de costume....mas em vão!
- Vá!...- Ele diz docemente, seguindo para o outro lado do quarto.- Tome um banho e descanse!. - Ele fala, enquanto troca a camiseta roxa pela polo preta.
- Aonde você vai?. - Pergunto sentindo meu coração apertar e o ar perder-se em minhas costelas.
Como se eu não soubesse onde ele iria...
- Descanse morena. - Ele diz, depositando um leve beijo sob minha testa. 

 

                                                                  ~~ ❣❣❣❣ ~~

Me olho espelho engolindo o nó em minha garganta, vendo apenas uma imagem patética em cima de um belo par de Vouitton em camurça, enquanto ouço a porta batendo.
Minha vista se embassa, deixando com que a dor em questão de segundos se transformasse ira. 

Num impulso, corro até a porta, chegando rapidamente até o elevador, apertando desesperadamente os botões que piscavam.
Chego ao saguão, procurando por Henrique em meio as lágrimas...
O vejo sair pela porta rapidamente, cumprimentando o porteiro. Numa tentativa falha de chama-lo suspiro, minhas pernas estremecidas e a dificuldade de respirar impossibilitavam que o acompanhasse. 
 

Corro até a calçada tropeçando sob algumas pessoas que passavam por ali, vendo-o abrir a porta do taxi branco.
- Henrique... - Grito, chamando sua atenção. 
Henrique me olha, colocando uma perna para dentro do carro, e num impulso, corro em sua direção, ouvindo as buzinas sendo abafadas pelas batidas descompassadas de meu coração. 
- Não finja que não estou falando com você... - Grito, enquanto o Vectra prata freia bruscamente quase em cima de mim.
- Vá para a cama Cacau...- Henrique diz tranquilamente. -... esta tarde. 
Assisto Henrique entrar e bater a porta, sem sequer olhar para o lado, indicando o caminho para o taxista que sai cantando pneu. 

 

Como eu pude me enganar tanto?. Como pude me deixar levar por um sentimento louco, como esse?. Henrique não havia mudado em nada, era nítido... Havia me apaixonado pelo que havia inventado e não pela pessoa que realmente era...
 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...