História Propriedade do Coringa - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida
Personagens Barbara Gordon, Bruce Wayne (Batman), Comissário James "Jim" Gordon, Coringa (Jack Napier), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), Oswald Chesterfield Cobblepot (Pinguim), Pamela Lillian Isley / Poison Ivy (Hera Venenosa), Personagens Originais, Selina Kyle (Mulher-Gato)
Tags Amor, Coringa, Harley Quinn
Exibições 330
Palavras 1.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa postar tarde...
Boa leitura...

Capítulo 7 - Foi só uma lágrima salgada!


Fanfic / Fanfiction Propriedade do Coringa - Capítulo 7 - Foi só uma lágrima salgada!

Coringa On

Como eu posso ter chorado, tudo bem que foi só uma lágrima salgado, mas eu chorei... Como assim?

- Mr. J? O que você colocou na minha boca? -- ela dizia com a voz sonolenta

- Como assim? -- fiquei um pouco confuso não havia colocado nada em sua boca... a não ser a lágrima que caiu

- É meio salgado. -- sua voz soou por todo o carro, era boa de se ouvir

- É... bom... você não acordava aí eu puxei você, e você tava chorando ai escorreu uma lágrima do teu olho e foi na tua boca. -- se controle Coringa, você acabou de falar mais embolado que um embolo

- Puddin teu olho ta vermelho! -- ela apontou para meu olho direito

- Eu sei. -- Harley tentou se mover, mas ela soltou um gemido de dor

- Meu Deus o que você fez comigo? Me colocou em uma máquina de tortura? -- não pude deixar de dar uma risada

- Eu não sou uma máquina de tortura, eu sou uma máquina que tortura e eu só apertei você até seus ossos estalarem!

- Só? -- ela tentou sair de cima de mim, mas eu a puxei devolta

- Só! -- falei próximo ao seu ouvido e senti ela se arrepiar

- Deixa eu sair. -- ela pediu tentando sair, mas eu não deixava, era até engraçado ver Harley tentando se livrar de meus braços que a apertavam

Harley On

Minhas articulações estavam doloridas e o Coringa não queria me soltar, aquela posição que estávamos era muito ruim. Eu estava em cima dele, com os pés no outro banco, seus braços me circundavam e minha nuca encostava na porta.

- Puddin? -- minha voz era inocente

- Você me chamou do que? -- seu tom era de irritação

- Puddin... -- falei tentando me encolher um pouco, o que não adiantaria nada já que eu estava em cima dele, ele apenas deu uma risada sarcástica ao ver o meu medo

- Eu por acaso tenho cara de pudim? -- eu assenti com a cabeça -- Como assim eu tenho cara de pudim?

Harley Off

- Pudim é gostoso! -- Harley falava inocentemente, parecia não ter muita noção do que acabará da falar, e não tinha

- Harley Quinn você é muito inocente! -- Joker deu uma risada vendo um enorme ponto de interrogação se formar na cara da garota

- Harley Quinn? Inocente? -- ele apenas revirou os olhos

- Harley Quinn! Inocente! -- exclamou se divertindo com a careta que ela fazia -- Tortinha de abóbora! -- Harley fez o rosto mais confuso que pode -- Que foi? Você me chamou de Puddin então eu te chamo de torta.

- Ta bom então... -- ela deu uma risada tentando se ajeitar de novo

Coringa observava com luxúria aquele corpo coberto por de gosma verde, as bochchas coradas e aquele olhar inocente, ele a puxou mais para cima colocando suas pernas uma de cada lado.

Coringa rasgou a blusa dela fazendo-a corar violentamente, depois deu um beijo selvagem nela, arrancou o que o ácido não havia corroído de sua calça e puxou suas peças íntimas, Harley estava completamente exposta.

A lua brilhava e os gemidos de Harley e Joker se misturam, um carro não é o melhor local para fazer sexo, mas era isso que fazia ele ficar mais excitado.

(...)

A respiração ofegante do dois, o suor se misturando e o calor tomava conta do lugar.

- Harley? -- ele chamou-a vendo que estava bem quieta -- Harley? -- Coringa a virou vendo que sua respiração era calma, já havia dormido -- Bons pesadelos tortinha!

Joker estava se arrumando quando viu que as roupas de Harley estavam todas rasgadas, não se importaria muito, mas não daria para sair com ela completamente nua, então Coringa colocou nela sua blusa social na cor roxa puxado para o vinho.

Ele a carregava com uma criança com sono que dorme no ombro do pai, mesmo que sua blusa ficasse longa na garota ao segura-la era quase inevitável que sua bunda não ficasse meio a mostra, é claro que Coringa não deixou de reparar que um de seus capangas mais respeitados não disfarçou ao olhar para o corpo de Harley.

- TA PERDENDO A NOÇÃO DO PERIGO? -- mesmo segurando ela isso não o atrapalhou de sacar uma de suas armas e atirar na cabeça do homem, ele era muito explosivo -- QUE ISSO FIQUE DE LIÇÃO PARA OS OUTROS!

- Puddin? -- a voz sonolenta de Harley ecoou na sala onde estava e vários capangas simplesmente fingiram que nada tinha acontecido

- Torta? -- era possível perceber o tom de irritação em sua voz

- Que barulho foi esse? -- não teve resposta -- onde a gente ta indo?

- A gente ta indo tomar banho!

- Você e eu?

- Você e eu!

(...)

As bochechas da Harley coraram enquanto ele passava as mãos em seu corpo retirando o ácido. A garota passou a mão nos ombros de Joker retirando um pedaço da gosma...

A água quente escorria pelo corpo dos dois, mesmo que os dois já tiveram se vistos nus antes Harley continuava sentindo vergonha.

- É sério isso? -- disse ele dando uma risada sarcástica -- Vamos lá não fique com vergonha! -- pediu Joker enquanto prensava Harley na parede dando-lhe chupões e mordidas no pescoço

A garota gemeu de prazer e dor, Coringa a suspendeu do chão levando sua mão até a entrada dela, que teve o gemido alto abafado pelo beijo, ele a prensou mais na parede e então ela pode sentir a bem aparente ereção, Harley levou a pequena mão até o membro de Joker e o masturbou enquanto ele massageava o seio dela com brutalidade a beijando. Coringa se afastou dela, ambos afegantes, já não aguentando mais ele a penetrou com força dando estocadas leves torturando ela que soltava gemidos quentes, depois foi aumentando a velocidade e quando estavam prestes a gozar ela mordeu de leve o ombro dele para não gritar. Escondendo o rosto no pescoço dele ela soltou uma gemido alto.

- Não vai dormir desta vez! -- ele disse se afastando dela fazendo-a se desenrolar dele

(...)

- Onde você pensa que vai? -- disse Coringa

- Para o meu quarto abraçar meu travesseiro imaginado que é você é sonhar que eu estou comendo pudim! -- Harley falou naturalmente vendo Joker se segurar para não morrer dando risada

- Sua modéstia me espanta, e suas ideias também, mas eu não disse que você poderia sair desse quarto, você vai dormir a qui!

- Melhor para mim, não vou ter que imaginar que você é um travesseiro, mas eu ainda quero comer um pudim! -- ela disse fazendo beicinho

- E você já comeu. -- disse ele fazendo tom de falsa irritação e apontando para seu ombro onde tinha uma marca de mordida que provavelmente ficaria muito tempo ali

- Não você, me refiro aquele pudim amarelo e molenga.

Harley se deitou abraçando Coringa, enquanto o mesmo via o noticiário. Ela já havia dormido quando passou uma notícia sobre o Batman.

- DROGA, DROGA, DROGA... -- ele começou a gritar acordando Harley


Notas Finais


Gente eu nunca fiz uma hot então da uma desconto, pq eu sei q ficou ruim!
Flw fui...
Até a próxima pudins...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...