História Prostitute ° Taekook° - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~MEOW6868

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Block B, EXO
Personagens D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Taeil, V, Xiumin, Zico
Tags Babyboy, Bangtan Boys, Crossdresser, Daddy, Jimon, Lemon, Minjoon, Monmin, Nammin, Pra Mim Hoseok É Hetero, Taekook, Yoonjin
Exibições 256
Palavras 702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Segunda Opção.


— deixa só a gente chegar em casa, kook.—nam estava emputecido. — você deixou ele encostar em você?

 — Hyung, acho que gosto dele! — Namjoon parou o carro no mesmo instante. 

 — você gosta de quem?! — ele me encarou corado. — kook... Ele... Kook, ele é de todo mundo, não tem sentido. — colocou o cabelo atrás da minha orelha. — ele não vai mudar.

 — e se eu disser que gosto dele? Talvez ele mude, huh? 

 — sinceramente kook, você se ouve? Ele nunca faria isso você sabe. — Namjoon voltou a dirigir. — é tudo por dinheiro, ele é incapaz de amar. 

 — mas hyung, ele disse que sou dele. — sorri ao lembrar. —ele não quer que eu seja de mais ninguém. 

 Namjoon virava as esquinas calmamente. 

 — você é dele, mas ele não é seu.— Namjoon revirou os olhos. — bem cliché não acha? 

 Voltei minha atenção para rua, Namjoon estava certo, mas não quero aceitar... No fundo, sei que no fundo Taehyung pode mudar. Como alguém se torna uma borboleta? 

 Namjoon estacionou na garagem, desci e logo entrei dentro de casa. Me joguei no sofá e fiquei encaram o nada.

 — o que esse menino tem? — perguntou minha omma. 

 — dor pós fixa caida. — disse Namjoon. 

 Eu estou determinado a fazer Taehyung mudar, nem que seja a última coisa que eu faça. Nem que pra isso eu tenha que enchê-lo de porrada até cair na real, mas vou fazer... Eu não me chamo Jeon Jung kook. 

 Peguei meu celular e fui conversar com o idiota: 

 [chat] 

 PTD: como assim mais tarde? 

 Jungkook : agora. 

 PTD: vai fazer as fotos? 

Jungkook: sim, quando pode ser? 

Jungkook: posso levar meu irmão? 

Jungkook: e um amigo? 

 Jungkook : talvez a polícia... 

 PTD: não exagera, pode vim amanhã mesmo meu endereço é [imagine um lugar bacana] 

 Jungkook: ok, amanhã estarei lá.

 ////// ° \\\\\\ Manhã seguinte. 

 — e se ele for um pervertido? — Namjoon falava de isso pela milésima vez. 

 — Yoongi disse que ele é o melhor fotografo da cidade. — respondi. — se Yoongi falou tá falado. 

 — ele deve ter personalidade. — falou jin no banco de trás.

 Namjoon olhou o endereço novamente, virou a esquina e logo parou em um prédio enorme, deu até um frio.

 — e rico. — completou Namjoon. 

O porteiro perguntou meu nome e logo me deixou entrar, eu estava meio acanhado ainda...eu ia a casa de um tarado, cheio de personalidade e rico. Saímos do carro e entramos na recepção. 

 — convidados do senhor Park? — já deu pra ele com certeza. 

 — sim. — Namjoon respondeu. Nos puxou pelas orelhas até o elevador. — está vendo?! Ela o chamou de senhor...deve ser um velho tarado de 70 anos, que vai estuprar a gente.

 — Namjoon. — jin deu um tapa no braço dele.— fecha a boquinha. 

 Assim que a porta se abriu no tal andar, fomos em direção a o apartamento 69,Namjoon bateu algumas vezes na porta e esperamos o ser humano atender.

 — ainda dá tempo de ir embora. — falou Namjoon. 

 A porta se abriu, revelando um garoto ruivo, devia ter a mesma idade que eu... Ou não, ele abriu um sorriso e colocou as mãos nos bolsos da calça.

 — melhor idoso de 70 anos que eu já vi. — disse Namjoon. 

 Namjoon estava a babar pelo garoto, um ciúmes bateu assim... Tipo um saco no meio da minha cara, abracei nam pela cintura. 

 — meu nome é Park Jimin, prazer. — o garoto estendeu a mão para mim mas quem a segurou foi Namjoon. 

 — o prazer é todo meu. — falou Namjoon. 

 ///0/// 

 Depois da sessão de fotos do meu corpinho, Jimin me deu o dinheiro e se surpreendeu quando eu entreguei tudo a jin, que chorou e me abraçou diversas vezes... Era bom as pessoas que você gosta era melhor ainda ajudar jin.

 — por que está emputecido? —perguntou Namjoon. 

 — você ficou babando no garoto.

 — ele é extremamente bonito. — falou Namjoon. — e sinceramente kook, não vou ficar aqui sendo feito de segunda opção.

— Tenho que lembrar de trazer pipoca quando sair com vocês. — falou jin. 


Notas Finais


O que falar quando o senpai te faz de segunda opção...
Lições da tia moon.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...