História Prostitute ° Taekook° - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~Mona-ssi

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Block B, EXO
Personagens D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Taeil, V, Xiumin, Zico
Tags Babyboy, Bangtan Boys, Crossdresser, Daddy, Jimon, Lemon, Minjoon, Monmin, Nammin, Pra Mim Hoseok É Hetero, Taekook, Yoonjin
Exibições 287
Palavras 878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Meow de novo!

Dessa vez com algumas explicações sobre certos chupões que apareceram em certas pessoas (postes) com certos nomes que se chamam Kim Namjoom................

Capítulo 17 - Caixinha de Surpresas.


Me despedi de Jungkook e peguei o carro indo em direção a casa do Jimin. Esse garoto já estava me perturbando, ele queria que o Jungkook fosse um modelo de corpo... Ele vai ganhar dinheiro mostrando o corpo... Tipo... O Taehyung.

 

[novas mensagens]

Jimin: Hyung?

Jimin: Você está vindo?

Jimin: Eu preciso falar com você

Namjoon está off-line

 

Cheguei e falei com o porteiro que deixou eu entrar rapidamente. Quando cheguei até a recepcionista ela nem me falou nada direito só disse: “Pode ir.”

Subi até o andar dele e fui até o apartamento 69, bati na porta três vezes e de repente ela se abriu mostrando o Jimin com roupas normais e cabelo levemente bagunçado.

Tá, eu confesso, ele é muito lindo.

-Hyung, você veio! –ele me abraçou e eu logo o afastei.

-Não temos tanta intimidade. –entrei e deixei ele na porta com um bico –O que você queria falar? –ele se aproximou e eu me sentei no sofá com ele na minha frente.

-Namjoon, gostaria de conversar com você sobre...  As fotos do Kookie. –ele sorriu –O que acha dele ser... Hã... Modelo? –se sentou ao meu lado e eu senti a vontade de bater nele subindo.

-Acho que vou te bater. –fiz uma cara irritada.

-E por que você iria me bater?-me olhou no fundo dos olhos.

-Por que... –tentei achar um motivo –Você quer expor meu irmão. E se continuar com isso eu vou expor sua cara quando eu deixar uma marca roxa nela. –levantei o punho.

-Você quer me deixar roxo Namjoonie? –mordeu o lábio inferior.

-N-não... –abanou as mãos –Digo... Sim... Aish...

-Namjoon hyung, que feio. –ele se levantou lentamente e sentou no meu colo.

-J-Jimin... –ele rebolou no meu membro –N-não. –tento empurrar ele.

-Hyung... –sussurrou bem perto do meu ouvido e me arrepiei –Não precisa ter medo de mim... –sorriu malicioso –Só mordo se você pedir...

-E-eu não... Quero.

-Não escuto firmeza em suas palavras. –mordeu o lóbulo da minha orelha –Tem certeza que você não quer?  -deixou um chupão no meu pescoço.

-Jimin... –ele moveu sua cintura mais uma vez –E-eu quero isso. –coloquei ele deitado sobre o sofá e um sorriso apareceu em sua boca.

-Então faça.

Comecei a tirar sua camisa branca devagar e ele não tirou os olhos de mim em momento nenhum. Estimulei seus mamilos com meus dedos e ele gemeu manhoso.

-Hyung, ande logo com isso... –colocou as mãos no zíper da minha calça e abriu.

Eu terminei de tirar nossas roupas e Jimin se ajoelhou na minha frente e começou a masturbar meu membro. Suas mãos já estavam lambuzadas pelo pré-gozo. Colocou apenas a glande dentro na boca e de repente colocou todo o resto me fazendo gemer ao sentir sua garganta se chocando com meu membro.

Os seus lábios se moviam para cima e para baixo e seus dedos gordinhos envolviam as partes que não entravam em sua boca. Insatisfeito, eu o afastei do meu membro e bati as mãos nas coxas e Jimin pareceu entender o recado.

Se levantou e colocou as pernas uma de cada lado das minhas coxas, posicionou sua entrada na minha glande e foi descendo seu corpo, fazendo meu membro entrar totalmente dentro de si.

-H-hyung  é-é   gran-grande... –ele gemeu e mordeu os lábios cheinhos.

 -Quem pediu por isso foi você. –encarei ele que estava lacrimejando -Agora se mexe, Park.

Ele começou a se mexer devagar e com dificuldade já que sua entrada não estava preparada para o meu membro. Se acostumou aos poucos e foi aumentando a velocidade a cada ‘cavalgada’.

Segurei em sua bunda para facilitar os movimentos e apertei a mesma enquanto sentia as unhas de Jimin perfurando minha pele.

Jimin gemia tão alto e eu tinha certeza que os vizinhos dele iriam reclamar depois, mas eu não ligava, afinal os gemidos dele apenas me excitavam mais.

Os movimentos dele ficaram mais rápidos e de repente ele gemeu alto e arregalou os olhos, deduzi que tinha acertado sua próstata então deitei no sofá com o meu membro ainda dentro dele, o que fez ele gemer desconfortável.

Comecei a estoca-lo naquela posição, tentando atingir seu ponto sensível mais vezes e fiquei observando sua expressão.  Suado, ofegante, com as bochechas de cor avermelhada e os lábios sangrando um pouco de tantas mordidas.

Não acredito que estou transando com um idiota.

O idiota mais gostoso e mais apertado.

Comecei a ir bem mais rápido fazendo o que estava a minha frente gemer alto e revirar os olhos.

Nem 15 segundos se passaram e Jimin chegou ao ápice, sujando ambos abdomens e fazendo sua entrada se contrair e que fez com que eu também me desfizesse dentro dele.

Deitamos juntos, ofegantes e cansados, Jimin me olhou e sorriu, fazendo com que os seus olhos ficassem como duas linhas.

-Jimin, você é fofo. –passei a mão pelo seu rosto.

-Hyung, você é gostoso. –ele passou a mão pelo meu abdômen.

-Jimin, você é um tarado.-beijei o canto da sua boca.

-Hyung, você é o meu primeiro. –ele falou tímido, com medo da minha reação.

-Nossa... Me desculpe. Eu fui muito ruim? –ele negou fazendo uma carinha fofa.

-Tão bom que eu quero de novo, Hyung. –ele olhou para os lados desajeitado.

 

Esse garoto é uma caixinha de surpresas.


Notas Finais


Eu queria escrever algo melhor, mas saiu isso...

Mas enfim...

Não podemos TT pelo leitinho do Yoongi derramado...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...