História Proteção... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 108
Palavras 505
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Magia, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Recusa...e lágrimas.


Fanfic / Fanfiction Proteção... - Capítulo 1 - Recusa...e lágrimas.

 

Marinette/Ladybug:

Trim! Trim!

- Marinette, acorda vais chegar atrasada!

- Já vou mamã! Só mais 5 minutos!

- A tua mãe têm razão, Marinette! Tens de te levantar!

- Eu sei Tikky! Hoje é um grande dia!

- Porquê?

- É hoje que vou confessar tudo o que sinto ao Adrien!

- É a Marinette que está a dizer isto?! 

- Sou mesmo eu!

- Oh! Hoje é um dia especial!

Preparei-me para mais um dia de escola. Não sei onde fui arranjar tanta coragem para confessar o que sinto ao Adrien. Espero que corra bem! Já ando apaixonada por ele há muito tempo! Desci as escadas e fui tomar o pequeno-almoço. Comecei a cantar, e a mamã reparou:

- Hoje estás bem-disposta!

- Acordei bem só isso! - menti.

Corri para a escola, e escrevi num bilhetinho:

Adrien,

Vem falar comigo no intervalo! É importante!

Beijos,

Marinette

A Alya chegou nesse momento, leu o bilhete e disse:

- Que tens para lhe dizer?

- Vou-lhe confessar tudo!

- Não pode! Falas a sério?

- Claro que sim!

- Boa miúda! É assim que é!

Depois das aulas, por incrível que pareça, não estava nervosa por ir falar com ele. O Adrien chegou e perguntou:

- Olá! De que me querias falar?

Agora já estava nervosa.

- O-olá! E-eu queria dizer-te u-uma coisa!

- O quê?

- E-eu g-g-gosto de ti! Pronto!

Devia estar bem corada. Pensei:"Oh meu deus! Oh meu deus! O que acabei de fazer!":

- Desculpa Marinette.

Não percebi logo o que ele quis dizer. Mas quando percebi, a realidade cortou-me como faca.

- Desculpa...

Já sentia as lágrimas a escorrer.

- N-não f-faz mal! Eu fico bem!

Olhei para ele. Não o devia ter feito. Viu-me a chorar. Fugi dali o mais depressa que pude:

- Marinette! Desculpa!

A Alya parou-me:

- O que se passa miúda?

- Nada Alya! 

Fugi a correr. Ela não foi atrás de mim. Parei num sítio bem longe. Sentei-me e comecei a chorar.
A Tkky encostou-se ao meu ombro, sem saber o que dizer. Afoguei-me em lágrimas e sofri em silêncio. Até que vi uma explosão. Transformei-me e tentei dissipar a tristeza:

- Tikky, transforma-me!

Cheguei até ao sítio da explosão, já com as lágrimas secas.

Adrien/Gato Noir:

Combater junto á Ladybug é um privilégio para mim. Estou apaixonado por ela há muito tempo, e tencionava confessar-lhe tudo! Depois da luta, chamei-a:

- My lady, posso te dizer uma coisa?

- Hoje não é muito boa altura...

Parecia triste, mas insisti:

- Por favor!

- Diz!

- Há muito tempo que queria te dizer isto! L-ladybug, eu am-amo-te!

Estava feito. Agora era só esperar a resposta:

- Desculpa Gato Noir.

Caiu-me tudo. Aguentei as lágrimas e disse:

- N-Não faz mal! Eu entendo! Adeus my lady!

Corri, com as lágrimas a escorrem pelo rosto. Quando parei, vi a Marinette a chorar. "A culpa foi minha...": Abracei-a:

- Está tudo bem?

- Gato Noir?

- Vai ficar tudo bem!

Afogámo-nos em lágrimas, abraçados. Foramos ambos recusados...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...