História Protect the Angels - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Anjos, Bts, Jeon Jeong Guk, Jimin, Jungkook, Mistério, Romance
Visualizações 8
Palavras 989
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Reescrevi a história, espero que gostem :D

Capítulo 1 - Algo que mudou minha vida


Fanfic / Fanfiction Protect the Angels - Capítulo 1 - Algo que mudou minha vida

-Completei 18 anos, sou independente agora!- exclamei para minha mãe, nervosamente. -Mas você ainda não está preparada para isso!- minha mãe gritou, completando a frase, foi então que eu virei-se em direção a porta, mas quando eu virei para fecha-la, minha mãe estava caída, no chão, foi então que eu levemente voltei para lá e comecei a chamar minha mãe, balançando-a de um lado para o outro, tentando acorda-la. Ela lentamente abriu os olhos e disse bem baixo três palavras - ago..ra.. o mundo está em…. Sua….e foi então que ela parou de falar, e apontou para a janela, e fechou os olhos.

Eu desesperadamente fui para a janela, que estava aberta e vinha um leve vento para dentro do quarto, e então pude olhar através da janela um homem,o capuz dele cobria todo o seu rosto, mesmo assim, podia-se ver que ele tinha uma aparência bem jovem e bonita. E naquele momento, não sabia que conheceria meu anjo.

Ele veio em minha direção, e então, pediu para mim abrir a porta da sala, e eu, sem pensar muito, ainda assustada, abri a porta e deixei ele entrar.

Ele dava passos leves e longos, então perguntei -o que está fazendo aqui?- porém ele nem sequer falava nada, e parecia estar preocupado, então perguntei novamente - o que está fazendo aqui?- bem devagar, então ele olhou para mim e tirou seu capuz, ele tinha cabelos pretos e olhos incrivelmente negros, sua aparência era a de um garoto de 14 anos, e seu rosto parecia bem preocupado.

Ele pegou levemente em um de meus braços, e falou bem baixo -eu sei o que aconteceu com sua mãe.- eu comecei a balançar seus ombros desesperadamente -me conte, por favor, me conte por favor!- falei repetidas vezes, até ele me puxar para a parede, e depois disso, não me lembro de mais nada do que aconteceu aquela hora.

Acordei em uma cama flutuadora, pensei que estava sonhando, então comecei a olhar para os lados, e ele estava no chão, mesmo assim podia se ver seu rosto.

-Você está bem?- perguntou, enquanto se levantava do sofá que estava sentado. -só vou estar quando descobrir onde estou e por quê estou aqui.

- você está em outra dimensão, mas não posso dizer o porquê, até você se sentir melhor.

-o-outra d-di-dimensão?- gaguejei, e logo em seguida, comecei a ficar pálida.

-sim, e...ah! Aliás, meu nome é Jungkook, sou seu anjo.

-como assim, um anjo? Ok, eu até aceito você ser um anjo, mas antes, me conte o que aconteceu com minha mãe.- ele então, parou de falar e olhou para mim, e lentamente disse "eu não sei.", Então eu desci da cama voadora e apontei o dedo a ele dizendo -se você fez algo a ela, ira pagar.- e então ele pegou minha mão, e disse -como vou fazer algo a sua mãe?eu protejo todos, ao menos que tenham sido os…- e parou de falar na hora, olhando para mim com um olhar preocupado disse -deixe para lá.

E então entramos em uma conversa eterna, até ele se cansar e ir para a porta. -fique aqui!- exclamou, olhando para mim com um olhar ameaçador.

Em meus pensamentos, eu estava dormindo ainda, é que tudo o que havia acontecido tinha sido um sonho. Em meio a tantos pensamentos e mais pensamentos, acabei a obedecer o "Jungkook", e acabei indo de volta para a cama, para dormir.

Acordei com três pessoas conversando, então eu sonolenta, olhei para baixo, tinham três pessoas com asas brancas, e mesmo com o olhar meio embaçado, consegui ver Jungkook, ele olhou para mim e disse -ah! Você acordou!- então todos olharam para mim, eram homens parecidos com ele, pareciam até irmãos.

-permita-me apresentar Lalitic e Plopy.- ele falou sorridente, enquanto os outros me olhavam sério.

-prazer, Valentine.-todos me olharam sério, fazendo eu ficar com cara de idiota.-prazer! Um dos dois disse, com uma cara simpática, eu não fazia ideia do que estava acontecendo.

Eles me fizeram varias perguntas, acho que eles queriam me avaliar, e eu obviamente não fui grossa, respondendo todas.

No final, os três se reuniram e cochicharam, e então Steve se virou para mim e falou -Você está bem agora.

Olhei para eles novamente, eles tinham asas realmente gigantes, pensei, enquanto os dois que eu havia conhecido saiam para fora.

-Você passou por um teste, você passou para ser um anjo, como nós. - me engasguei com o ar na mesma hora, e quase sem respirar, falei -Você é cruel.-, ele deu um sorriso tímido, e falou que eu estava em um campo de anjos, e entrar naquele lugar já significava muita coisa, o que eu não sabia, era que aquele dia mudaria toda a história de minha vida.

-seus ancestrais humanos vieram de anjos, mas você só é metade-anjo, pois sua tatatatataravó se casou com um anjo, e ela era humana.

-isso… não é possível!- gritei, arregalando os olhos.

Tivemos mais uma longa conversa, nisso ele me explicou que minha mãe perdeu as asas, pois cada vez que você fazia alguma coisa ruim, perdia uma pena de cada vez, mas eu não tinha asas, então não havia problema nisso.

Ele disse que estava mentindo que era meu anjo da guarda, pois o anjo da guarda que REALMENTE foi meu anjo da guarda, foi minha própria mãe.

Comecei a chorar muito e muito, sabendo que ela só queria me proteger, e eu fui rude com ela, isso fez eu ficar realmente muito triste.

Eu teria de escolher entre ficar no campo e se tornar uma total-anja, ou ir novamente para a terra e se tornar completamente humana, mas depois de tudo o que havia acontecido, não queria voltar a terra, eu queria ser uma Anja da guarda, ajudar alguém, a mesma coisa que minha mãe fez por mim!

Ele me explicou algumas etapas para se tornar uma Anja, e aceitei todas, sem hesitar.

No próximo por do sol me tornaria completamente uma anja, e se eu se tornasse, poderia reviver minha mãe, isso era tudo o que eu mais queria, estava determinada a fazer isso 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...