História Protegida Por Um Criminoso - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Dylan O'Brien, Justin Bieber, One Direction
Personagens Barbara Palvin, Chaz Somers, Christian Beadles, Harry Styles, Liam Payne, Lily Collins, Niall Horan, Pattie Mallette, Ryan Butler, Zayn Malik
Tags Drama, Justin Bieber, Sequestro, Sexo
Exibições 177
Palavras 1.697
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sei que passei do prazo que disse que ia postar :( Sorry!!!! Meu celular não quer postar,então eu estou escrevendo pelo computador,e é bem difícil escrever por aqui(Não sou acostumada) Me desculpem :( *-*

Capítulo 17 - Yes,she's my woman


Fanfic / Fanfiction Protegida Por Um Criminoso - Capítulo 17 - Yes,she's my woman

                     

Passei do prazo que disse ia portar,mas está ai...Desculpa a demora :)

         

 

 

                    P.O.V Justin 

 

 

                           -Evans?-Pergunto com o cenho franzido.

 

                        -Sim,Evans!-Diz com um sorriso sarcástico nos lábios.-Pai de Rebecca Juliette Evans!-Diz como se estivesse falando de um prêmio. 

 

                                     -Então é você o doador de esperma da Rebecca?!-Digo serio.

 

                                     -Prefiro pai,mas tudo bem-Diz com a voz cheia de ironia,ouso um risinho da menina que estava ao seu lado.

 

                                  -Sabe,isso deveria ser para o final da história-Faço uma pausa-Sempre é assim.O traficante fica com a garota,destrói seu inimigo ou é destruído por ele.Mas sempre o destino é a favor do lindo amor bandido...Ai quando tudo parece estar bem,aparece o pai mal da garota querendo a matar ou estupra-la-Conto com a cara mais lavada.

 

                                     -Você deveria ser contador de histórias-Assinto passando a língua preguiçosamente pelos lábios-O comum não me atrai.Gosto mais do inesperado...Você esperava que eu aparecesse aqui bem agora? Não!-Diz,não esperava mesmo.

 

                                  -Esperto você em-Falo em um tom irônico-Vamos direto ao ponto!-Prossigo-Sai da minha casa!-Completo.

 

                                     -Não antes de vê minha filha-Sem querer acabo dando um gargalhada alta.

 

                              -Por algum acaso está escrito bem grande na minha testa,''Trouxa''?-Pergunto serio dessa vez.

 

                                     -Justin.Olha,você não sabe o que tem em mãos-Diz-O irmão dela morreu por culpa dela-Diz,trinco meu maxilar.

 

                                       -Ela não teve culpa disso.E fala isso baixo-Digo entre os dentes.

 

                                    -Que foi,Justin?! Agora vai se dar de bom moço?!-Seu tom sarcástico me irritava.-Você quer dinheiro por ela? Pode falar que eu te dou o que você quiser-Aquilo me deu mais vontade de o socar.

 

                                         -Não quero seu dinheiro e nem preciso dele-Digo levantando ás duas mãos na intenção de fazer ele olhar envolta e olhar a casa-Pode deixar,sua filha está nas melhores mãos-Dou-lhe um sorriso irônico.

 

                                          -A vadia já se abriu pra você né?!-Pergunta com desgosto,filho da puta.

 

                                    -Primeiro,ela não é vadia.Diferente dessa ai-Aponto para a garota-Amorzinho,você não tem vergonha de estar dando para um cara tão velho desse?-Pergunto,vejo o rosto de George de endurecer.

 

                               -Se ela é puta,puxou a irmã-Diz,levanto as sobrancelhas em ato de surpresa.

 

                          -Já arrumou outa cria?! Essa você não abandonou! Nem fez alguma experiencia maluca né?-Pergunto em um tom sarcástico.

 

                            -Diferente de Rebecca,eu amo Rachel-Diz,vejo se formar um sorriso igual ao do pai no rosto da garota.

 

                              -É o que essa menina pensa né?!-Olho para a garota e dou lhe mostro um sorriso forçado porém irônico.

 

                            -Rebecca tem sorte-A garota se pronuncia pela primeira vez.

 

                       -Depois diz que não é puta-Falo para George-Bom,amei conversar com voc...-Sou interrompido pela voz de Rebecca vindo da cozinha.Só chega em hora errada!

 

                 -Justin-Me chama,me viro a olhando,tentando me controlar para não voar em seu pescoço por ter aparecido em hora inapropriada.

 

                         -O que você quer,Rebecca?-Pergunto respirando fundo.

 

                    -Então você é Rebecca?-Pergunta George indo em seu direção,em um ato rápido me ponho na frente do pequeno corpo de Rebecca.

 

                       -Sai-Digo o fazendo rir.

 

                      -Que foi,Bieber?-Pergunta com seu famoso sorriso sarcástico nos lábios.

 

                      -Para com isso,Justin-Diz Rebecca saindo de trás de mim.Como eu queria ter metralhadoras em meus olhos.

 

                       -Oi,sou George-Diz estendendo a mão para Rebecca que logo aperta a mesma.

 

 

 

                    P.O.V Rebecca

 

 

 

                             Justin olhava para aquele homem como se quisesse o fulminar.

 

                             -Meu nome é Rachel-Diz a garota que não parava de olhar pro Justin.

 

                               -O meu é Rebecca-Digo fingindo simpatia.

 

                                -Você tem muita sorte,Justin.Ela é linda-Diz o homem.

 

                            -Eu sei-Diz Justin vindo em minha direção e colocando uma de suas mão ao redor de minha cintura.Confesso que gostei daquilo,mesmo sabendo que ele fez aquilo só para se amostrar.

 

                             -Vocês são namorados?-Pergunta Rachel olhando para a mão de Justin.

 

                             -N...-Sou interrompida por Justin.

 

                                -Sim,ela é minha mulher-Aperta minha cintura.

 

                                  -Muita sorte-Diz a menina me olhando.

 

                                   -Obrigada-Digo lhe mostrando um  sorriso pequeno.

 

                                   -Bom já vamos indo-Diz o homem,George,eu acho-Foi um prazer lhe conhecer,Rebecca.Espero lhe vê mais vezes-Diz,que pena que não posso lhe dizer o mesmo.

 

                 -Claro-Lhe mostro um sorriso-Tchau Rachel-Digo e ela me mostra um sorriso e vem em minha direção e me dá um pequeno abraço,fingida!

 

                             -Tchau querida-Diz,saio de seus braços e ela vai até Justin que a impede de o abraçar.Abaixo a cabeça e dou um pequeno sorriso.

 

                               -Bem,vocês sabem aonde é a porta,então...-Diz Justin praticamente os expulsando.

 

                                -Lhe vejo na festa de amanhã-Diz George para Justin.O mesmo não diz nada.

 

                          Assim que os dois saem da casa,Justin pega a chave de seu carro e segue para a porta,antes que o mesmo saia o chamo.

 

                        -O que?-Pergunta serio.

 

                        -Aonde você vai?-Pergunto sem querer parecer intrometida.Mas acho que não funcionou. 

 

                        -Trabalhar-Diz como se fosse obvio.

 

                         -Vai voltar tarde?-Indago.

 

                         -Que foi,Rebecca? Virou minha mãe?-Pergunta em um tom irônico.

 

                            -Por nada-Digo baixo.Ele respira fundo e sai de porta a fora.-Toma cuidado-Digo mesmo que ele não pudesse ouvir.

 

 

 

                      P.O.V George

 

 

                          -Está tudo dando certo Sophia-Digo e a ouso rir.

 

                              -Agora só falta eu entrar em ação.

 

 

 

 

                        P.O.V Rebecca

 

 

 

                               Já fazia algum tempo que Justin tinha saindo de casa.E já fazia também um tempo que eu estava jogada no sofá.

 

                                -Oi gata-Ouso a voz de Megan,levanto minha cabeça e a vejo com um sorriso enorme.

 

                                -Viu um passarinho azul?-Pergunto rindo da cara dela.

 

                            -Não! Toda mulher ficaria desse jeito se seu melhor amigo te desse seu cartão de crédito sem limite para fazer compras-Diz toda eufórica se sentando ao meu lado no sofá.

 

                                   -Quem fez isso?-Pergunto com  o cenho franzido.

 

                             -Estava eu no galpão no meio de uma simulação de um racha quando meu amigo,parceiro,chefe...Me chama e me dá seu cartão sem limite para levar um certo alguém para comprar a roupa para a festa de amanhã.-Diz e eu a olho confusa.

 

                            -Veio um cara aqui em casa,acho que o nome dele era George.Negócios do Justin...Bom,ele falou sobre essa festa-Digo,Megan dá de ombros sem dá muita importância.

 

                            -É a festa de união de reinos.Mas nós só vamos porque Justin é exibido e quer mostrar o que ele tem...Essas festas sempre são uma chatice,o bom é que nego fica muito bêbado-Diz e aponta para si mesma me fazendo rir.-Bom,vai colocar uma roupa-Diz e eu a olho sem entender o motivo de sua ordem.-Você vai com Justin nessa festa-Digo e eu arregalo os olhos.

 

                                 -Não sabia disso não-Digo.

 

                                    -Agora tá sabendo.Anda,Anda!!-Me empurra me fazendo levantar do sofá.

 

                                  -Eu não vou nessa festa,Megan-Digo e ela revira os olhos.

 

                          -Vai sim.Ou você quer que as mulheres de lá fiquem em cima do Justin?-Pergunta,me sinto um pouco incomodada com isso.

 

                            -Tô nem ai-Digo emburrada.

 

                        -Para de graça,e vai trocar de roupa-Diz me empurrando em direção a escada.

 

                           -Eu não quero ir-Resmungo.

 

                         -Para de graça porra-Diz com a voz brava.

 

                       -Só com uma condição- Digo e ela me olha.

 

                        -Fale-Diz com cara de tédio.

 

                   -Que você convença o Justin á deixar eu ligar para minha mãe-Digo e ela me olha com uma das sobrancelhas arqueada.

 

                    -É mais fácil você pedir,mas tudo bem-Diz e eu sorri-Agora vai logo-Diz e eu saio correndo para o quarto.

 

 

 

                                 P.O.V Justin

 

 

 

                             Mas uma vez tentava acertar o tiro no alvo,mas arrei.

 

 

                                     -PORRA-Grito.

 

 

                                       -Que foi,Justin?-Pergunta Chaz.

 

 

                                            -Nada-Respiro fundo

 

 

                                      -Cara tu ta com uma cara horrível-Diz colocando a mão em meu ombro.

 

                                    -Tu ta assim desde que você nasceu mas nem por isso eu saio por ai falando.-Digo e ele fica serio.

 

                            -Para de graça e fala logo o que está acontecendo-Pede,respiro fundo.Hoje era para ser um dia maravilhoso,mas nem tudo é como queremos.

 

                                             -O pai da Rebecca apareceu lá em casa-Digo e ele me olha espantado.

 

                                             -Como assim?-Dessa vez quem se pronuncia foi Chris.

 

                                     -Ele apareceu lá em casa.Pediu para vê ela,eu neguei é claro,ele disse que ele vai acabar com a minha vida assim como acabou com a de Tyler-Digo,Chaz me olhava apreensivo.

 

                                        -Já pensou em perguntar para ela se ela sabe de algo?-Pergunta, o olho sem entender.

 

                               -Ta querendo dizer que ela está escondendo algo que pode acabar com as nossas vidas,inclusive a dela?-Pergunto sem acreditar no que ele acabara de dizer.

 

                              -Justin,você mal conhece ela-Diz Chaz,ele ta querendo apanhar né?!

 

                        -Conheço ela o bastante para saber que ela não sabe de nada.Se ela soubesse de algo com certeza teria contado.-Digo e ele arqueia uma das sobrancelhas.

 

                            -Você também confiava no Ryan,e aonde ele está agora?-Pergunta com a voz carregada de ironia.

 

                        -Que foi em,Chaz?!-Chego mas perto dele e coloco meu dedo indicador em sua cara-Ta com ciume?-Pergunto e ele solta um riso debochado.

 

                -Que foi em,Justin?! Ta apaixonado?-Pergunta-Não sabia que que era só a garota se abrir para você que você já se apaixonava-Diz com deboche,vou pra cima dele mas sou impedido por Chris.

 

           -Ou,ou,ou Pode parando com o love!!-Me empurra-Você são amigos,caralho! Pode parando com a graça-Diz em um tom firme.

 

                       -Foi mal ai,cara-Diz Chaz vindo em minha direção.Seguro no colarinho de sua camisa e o levanto.

 

                    -Da próxima vez que você falar desse jeito de Rebecca,eu acabo com a tua raça-Digo e ele assente.

 

                              -Vamos voltar ao treino-Diz Chris.

 

 

                                 

                                  P.O.V Rebecca

 

                             Era estranho andar rodeada por seguranças enormes.Parecia que eu era a rainha da Inglaterra.

 

                         -Não sei para que tanto segurança-Digo enquanto olhava alguns vestidos.

 

                      -Pergunta para o loco do Justin-Diz-Olha esse Rebecca,que lindo-Diz me mostrando um vestido preto brilhoso curto.

 

                               -Eu não vou usar isso de jeito nenhum-Digo e ela revira os olhos.

 

                               Continuo a olhar os outros vestidos.Era um mais lindo que o outro.

 

                     -Eles são lindos,se eu pudesse eu levava todos-Digo e Megan me olha com as duas sobrancelhas arqueadas.

 

                   -Tu transa com o meu chefe,o dono de Atlânta,o Bieber...Tu pode comprar esse shopping inteiro-Diz em um tom alto,fazendo as pessoas ao lado me olharem estranho.

 

                           -Dá pra você falar um pouco mais baixo?!-Pergunto sussurrando e ela ri.

 

                        -Se eu fosse tu,eu gritava pro mundo inteiro ouvir EU TRA...-A interrompo colocando a mão em sua boca.

 

                       -Mas você não é eu,então shiu-Tiro minha mão de sua boca e ele revira os olhos,mais uma vez.

 

                           -Achamos!-Ela praticamente grita.Olho para suas mãos e nas mesmas tinha um vestido longo vermelho,maravilhoso!-Vai vestir-Diz,pego o vestido de suas mão e vou até o provador.

 

             Coloco o vestido.Ele era lindo,só não gostei do decote que era um pouco grande de mais.

                                        Saio do provador e assim que Megan me vê arregala os olhos.

 

                                              -Tu ta muita linda-Diz e eu sorri.

 

                                           -Só não gostei desse decote-Digo gesticulando com a mão.

 

                                        -Tô nem ai,você vai arrasar nessa festa-Diz empolgada.

 

                                    -Espero que dê tudo certo.

 

 

 

 

               ~~~~~~O Tradicional não me atrai-Autora.


Notas Finais


Até o próximo *-* 😍😍💗 Tô ansiosa para escrever o próximo!!!*-* *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...