História Prova de Amor - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Mky, Sakura Diva, Sasusaku
Exibições 281
Palavras 1.832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


MENINASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

PASSANDO PRA ATUALIZAR E INFORMAR QUE ESSA FIC SERA ATUALIZADA TODA SEGUNDA FEIRA...

ESPERO QUE GOSTEM

Capítulo 5 - ANBUs


Fanfic / Fanfiction Prova de Amor - Capítulo 5 - ANBUs

– voltaram finalmente – Kiray falou assim que viu Sakura e Yala atravessarem a porta da frente. Yala correu animada até seu pai que a pegou no colo – por onde andavam?

 

– Yala foi ver Sasuke – Sakura disse tirando seu cabelo do rosto – você acha mesmo que ela teria coragem de dizer que iria brincar com Kazuko?

 

– ela não costumava mentir – Sakura revirou os olhos e começou a subir as escadas. – sobre o que falaram?

 

– digamos que agora ela tem um novo professor – disse Sakura pra finalizar a conversa. Deixou os dois lá em baixo e subiu pro seu quarto. Sabia que pensar nele não ia da certo, mas assim que fechou a porta do seu quarto, ela simplesmente desmoronou, abriu um sorriso alegre escorrendo na porta. Sasuke estava mais bonito, seu cabelo estava grande, ele estava maior, seu corpo mais musculoso, ele estava completamente sexy, bonito e inrresistivel. Mas ela tinha que resistir. Era uma mullher casada e não podia pensar ou muito menos desejar outro homem além de Kiray, mesmo que esse outro homem ainda ocupasse grande parte do seu coração.

 

Ela piscou algumas vezes se levantando, foi até a janela do quarto e abriu as cortinas, inspirou o ar puro que vinha de fora, estava anoitecendo. Riu de lado e entrou de novo, não pegaria um resfriado, no dia seguinte teria que acordar cedo pra voltar a ANBU seu emprego fixo porque assim desejou.

 

*

 

Sasuke suspirou com a imagem dela, sabia que era um erro seguir Sakura até sua casa, mas a curiosidade falou mais alto quando Naruto saiu da sua frente finalmente. Ele correu até sentir o chakra dela, tão forte e gentil ao mesmo tempo. Agora, a via da janela, tão linda, o cabelo grande, toda sorridente, esperava que aqueles sorrisos fossem todos porque ela o viu pela primeira depois dele ter voltando. Logo a visão maravilhosa de Sasuke foi estragada por outro homem, aquele homem que Sasuke sentia inveja.

 

Ele abraçou ela por trás e disse algo em seu ouvido, o sorriso que ela tinha deminuiu, mas logo voltou a rir se jogando nos braços dele e o seguindo pra algum canto. Sasuke abaixou a cabeça, o que ele estava fazendo? Mesmo que Sakura ainda tivesse aquele olhar apaixonado, mesmo que ela ainda sentisse alguma coisa por ele, ele não podia simplesmente dizer que amava ela e esperar que ela terminasse seu casamento e que explique tudo a sua mimada e abusada filha que se mostrou corajosa e Sasuke gostou. Ele tinha que conversar com ela de um jeito ou de outro, e só havia uma pessoa que podia ajudar a fazer isso.

 

Desceu da árvore que estava escondido e pulou pelos telhados até chegar na casa de Naruto, desceu e bateu na porta. Esperou alguns segundos e a porta abriu. Sasuke estreitou os olhos quando viu Hinata, não parecia mesmo aquela menina de sempre. Estava de cabelo curto, sorridente, e com roupas de casa, havia uma menina em seus braços, Sasuke olhou pra garota loira de olhos negros, quem seria aquela agora?

 

– Sasuke, santo cristo, você por aqui?

 

– oi – ele disse, seco como sempre e olhou pra criança – onde esta Naruto?

 

– claro – deu passagem pra ele entrar – está no escritorio dele – apontou pra uma porta do lado direito da sala – e dê pelo menos oi a filha da Ino, não é linda? – Sasuke olhou pra criança de novo. Ino não tinha olhos negros, ou tinha? Ele nem lembrava – filha de Sai também, é uma fofura. – a mais é claro, o seu substituto.

 

– hm – deu as costas meio sem graça, tinha perdido muito daquela vila, seus companheiros que um dia chamou de amigos estavam todos com sua vida seguinda, construida e com seus devidos pares, e ele, como idiota, foi embora da vila sem dizer o que pensava de Sakura, o que sentia por ela – Naruto.

 

– Sasuke. Você aqui? – Naruto levantou a cabeça vendo ele caminhar até sua mesa, seu olho estava negro como a noite e o lado que tinha o Rinnegan brilhavam. – eu acabei de dar as costas pra você.

 

– quero entrar pra ANBU – disse de uma vez. Naruto ficou olhando pra ele, sem piscar.

 

– você quer o que? – perguntou se levantando – Sasuke você ficou doido? Quer mesmo entrar pra ANBU? E pra quê?

 

– isso é coisa minha.

 

– você está entrando porque Sakura-chan faz parte? Não pode e nem deve ficar perto dela e você sabe porque.

 

– isso não é problema pra mim – ele disse e Naruto voltou a se sentar – quero ter certeza de que ela ainda sente ou não algo por mim, não quero desistir e seguir minha vida com outra pessoa, se eu não tiver certeza de que ela não me ama mais. Eu quero ter ao menos uma chance de lutar pelo tempo perdido, eu tenho esse direito, por favor.

 

– eu, como amigo dos dois, sempre apoiei vocês dois ficarem juntos depois que a guerra terminou, mas você passou tanto tempo longe, ela se cansou de esperar. Casou e tem uma filha de oito anos, você devia ficar feliz por ela está feliz.

 

– quero ter certeza de que ela está feliz mesmo – disse meio bruto e Naruto revirou os olhos.

 

– tudo bem! Tudo bem! – Naruto respirou – eu estou mesmo precisando de alguém meu dentro da ANBU as coisas andam muito caladas, e isso nunca é um bom sinal – olhou pra Sasuke – você tem que está no meu escritorio amanhã assim que o sol nascer.

 

– hm – confirmou.

 

– e não quero que se meta em confusão – Sasuke riu de lado dando as costas – é sério.

 

– deixa comigo.

 

– você acabou de chegar na vila, não quero que as pessoas sentem medo de você, ou que fiquem com receio – Sasuke parou – não quero que você dê motivos pra vila falar mal de você – Sasuke suspirou e olhou pra trás.

 

– tudo bem – disse por fim saindo da sala do hokage.

 

*

 

Manhã seguinte, Sakura acordou primeiro. Abriu seus olhos verdes e olhou pro lado, seu marido dormia profundamente abraçado a sua cintura. Respirou fundo voltando a olhar pra cima, seu coração ainda estava acelerado com tudo que aconteceu no dia anterior. Ter Sasuke de novo na vila era realmente surpreendente, mas muito bom. Queria sentir raiva dele por tê-la deixado na vila quando ela pediu para ir com ele, mas ele apenas deu as costas dizendo um obrigado. Obrigado aquele que ela entendia perfeitamente o que queria dizer, mas preferia ter ouvido com as palavras claras quando ela ainda o encontrou mais a frente, não o deixaria ir sem dizer o que estava na cara, ele teve duas chances e nada disse.

 

Queria sentir odio dele por isso, assim como sentiu quando dormiu a primeira vez com outro homem. Ela esqueceu Sasuke naquela noite, mas na manhã seguinte ele estava presente no seu coração. Casar com Kiray foi uma ideia quase boa quando ela aceitou. Ele a fazia esquecer Sasuke por duas horas, três, talvez. Um homem que fosse capaz de fazer isso, era o suficiente.

 

– já está acordada? – ela olhou pro lado de novo e viu Kiray sorrir e a apertou ela em seus braços. – o sol ainda nem nasceu.

 

– é por isso mesmo que vamos levantar agora – disse sorrindo e levantou pra um lado – eu vou primeiro, você cuide de arrumar Yala pra escola. – falou e levantou de uma vez. Kiray ficou deitado enquanto ela ia pro banheiro.

 

Tomou um banho e depois foi pro quarto se arrumar com o uniforme ANBU, tinha um grande orgulho de vesti aquilo. Ela deu duro e preferiu esquecer qualquer coisa que a mantesse queita. Tentou trabalhar no hospital, mas não deu certo, sempre se pagava pensando e se enchendo de odio de Sasuke por ele ter ido e não levado ela. Pediu a Naruto uma missão longa, mas terminou antes do previsto. Então decidiu entrar na ANBU onde o trabalho nunca terminava.

 

– você fica sexy quando está vestida assim – Kiray falou quando ela avivelou o último cinto. Olhou pra ele que estava sentado na cama e riu – todos os dias eu agradeço por ter me escolhido como seu marido.

 

– é pra agradecer mesmo – ela riu amarrando o cabelo e foi até ele na cama – cuide da nossa filha, e não compre doces pra ela de manhã – falou o que pedia todas as manhãs. Foi ao armario e pegou sua máscara de gata. – até mais tarde.

 

*

 

– Sasuke Uchiha? – o homem coçou a cabeça – não tenho vagas pra ele agora.

 

– ah, mas eu não estou pedindo, eu estou colocando Sasuke Uchiha na equipe – Naruto reclamou e cruzou os braços – você vai querer ir contra as ordens do Hakage?

 

– não, desculpe – o homem abaixou a cabeça.

 

– Sasuke, faça tudo que ele mandar e não arrange confusão.

 

– sim, idiota – resmungou baixo. E Naruto deu as costas.

 

– o bom, é que tem uma equipe pra você – o ninja que cuidava de todo o setor ANBU falou – você não veio espionar a vila, não é?

 

– não – revirou os olhos e entraram em outra sala onde os ANBUs estavam reunidos.

 

– é aqui que ficamos. Quando o dever chega, as luzes piscam – apontou pras luzes ao redor – todos ficam a postos porque as missões são de grande importancia.

 

– hm – foi o que ele disse e logo outro ninja se aproximou, se apresentou e convidou o Uchiha pra sentar com eles. Sasuke hesitou um momento, ele não estava afim de se envolver e fazer amigos, ele já tinha problemativos o suficiente, mas mesmo assim aceitou se sentar em uma das mesas com os outros. Eles jogavam um jogo de carta, Sasuke apenas assistia tudo.

 

Aquele parecia ser o jogo preferido de todos, já que a maioria estava presente, Sasuke até pensou em entrar no meio, mas assim que decidiu um cheiro diferente chamou sua atenção, ele olhou pra porta fixamente encarando aquele objeto com os olhos atentos, ele sabia que ela entraria ali, e foi o que aconteceu. Sakura passou pela porta terminando de arrumar o cabelo longo, e depois ajeitou a máscara que estava ao lado da sua cabeça. Ela sorriu pra um dos homens que lhe deu bom dia e logo olhou pra cima, parou no lugar quando avistou ele.

 

Seus olhos se arregalaram e ela já não sabia mais o que fazer, olhou ao redor e todos agiam normalmente, as conversas e risadas foram ficando em silencio quando voltou a olhar pra Sasuke, ele lhe fitava com tanta intensidade que fazia o coração dela disparar pensando em várias coisas, tudo ao redor ia sumindo e ela ia se aproximando de Sasuke. Ele ficou lindo com o uniforme, seus braços estavam de fora, o cabelo solto e perfeito pelo rosto, tão lindo...

 

– bom dia? – ela disse quando parou na frente dele e sentou do outro lado da mesa quando um amigo abriu espaço – minha vez de jogar – ela disse animada e os outros concordaram dando as cartas pra ela. Sasuke ficou a olhando com o cenho franzido, realmente, Sakura estava mudada, e sexy demais naquele uniforme, tão gata que deixava ele com senssações diferentes.

 


Notas Finais


IAI QUERIDAS? SASUKE MERECE OU N MERECE UMA SEGUNDA CHANCE?

ME: SIM, MERECE, PORQUE MAIS QUE SAKURA ESTEJA CASADA, ELE QUER QUE ELA ESTEJA CASADA E FELIZ...

DEIXEM SUA OPNIAO SOBRE ISSO.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...