História Prova de Fogo - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Ashley Benson, Camila Cabello, Camren, Claire Holt, Dinah Jane, Elizabeth Olsen, Lauren Jauregui, Logan Lerman, Normani Kordei, Vero Iglesias
Visualizações 207
Palavras 607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


desculpa pela demora meus babys ❤
Erros arrumo depois, boa leitura.

EU NÃO SOU CULPADA PELAS CALCINHAS/CUECAS DE VOCÊS

Capítulo 18 - 18 - Hot


Camila Cabello Point of View

Sorri e me pus de pé, Enzo me encarou ainda com a respiração falha.

- Então, você vai me acompanhar ou terei que fazer o serviço sozinha? - Caminhei para cozinha e olhei por cima do meu ombro, ele levantou e ajeitou a calça para logo vim atrás de mim.

Me apoiei na bancada e tirei meus saltos, puxei a arma que estava em minha cintura e coloquei sobre o balcão. Assim que fiquei reta novamente, Enzo me agarrou por trás.

- Já falei que você fica gostosa vestida assim? - Sussurrou plantando beijos por minha nuca.

- Fico, não é?! - Ele soltou uma risadinha.

- Você se acha muito. - Me virou de frente para ele.

- Aprendi com Sam. - Ele assentiu. Me colocou sentada sobre o balcão e tirou a camisa. - Você tem um puta corpão.

- Treino muito. - Assenti.

- Vai ficar parado aí ou vai fazer o que temos que fazer?

- Você tá muito apressadinha não tá.

- Eu apenas quero que você me tenha encima desse balcão. - Passei minhas mãos por seu peitoral onde havia a marca das minhas unhas.

- Acho que está na hora de você receber...

- Uma chupada? - Ele sorriu de lado. - Acho que será maravilhoso.

Enzo me puxou para perto de seu corpo e me beijou, suas mãos desceram para minha calça e desabotoou, nós separamos para tirar minha blusa e minha calça, estou apenas com uma calcinha preta, eu havia decidido não colocar sutiã já sabendo sobre o que queria fazer.

- Você deveria ser presa por isso. - Analisou meu corpo, passou as mãos por minha barriga e subiu até abaixo dos meus seios. - Seu corpo é lindo.

- Pare de falar e me mostre que essa sua boca é capaz de fazer algo maravilhoso. - Me empurrou de leve, fazendo-me deitar no balcão.

- Eu vou chupar sua boceta e espero que grite alto.

- Com certeza vou. - me apoiei nos braços e presenciei ele deslizar minha calcinha por minhas pernas. Ele jogou minha calcinha no chão e passou os dedos por minhas coxas, aproximou eles da minha virilha e voltou para minha coxa. - Se você demorar mas um pouco eu juro que levanto daqui e vou embora.

- Relaxe Karla. - Colocou minha perna direita sobre seu ombro. - E aproveite.

Então aquela linda e gostosa boca foi de encontro com a minha boceta, sua língua deslizou sobre meu clitóris, e a ponta dela adentrou minha entrada, arquei a costa e gemir alto.

Suas mão seguraram em minha coxa e apertaram a carne dali.

- Ah, assim. - Gemir mais alto quando ele lambeu os lábios da minha boceta.

Ele assoprou alí o que me fez segurar firme na beirada do balcão e gritar sentindo sua língua trabalhar.

- Porra! - Gritei quando ele me penetrou com um dedo enquanto me chupava. Joguei a cabeça pra trás deixando meu cabelo cair em cascata. Levei uma das minhas mãos ao seu cabelo e segurei com força, forcei mas sua cabeça alí.

Eu estava quase atingindo meu ponto máximo, mas não queria agora, eu queria sentir mais aquilo. Ele me penetrou o segundo dedo, e com a língua brincava com meu clitóris, sua mão em que estava em minha coxa subiu para o meu seio direito e apertou, alí foi o meu fim, gozei vergonhosamente em seus dedos.

Abrir os olhos e o encarei, tive a maravilhosa imagem de vê-lo chupando os dedos onde meu gozo estava, gemir apenas de olhar.

- Minha garagem está com dois carros novos lá, e tem uma mesa de ping pong, o que acha de usar?

- Vou adorar. - Sorriu me carregando no colo.


Notas Finais


E então, o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...