História P.S. I Love You - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Jikook, Jimin, Jungkook, Taehyung, Vmin
Visualizações 90
Palavras 899
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E chegamos ao último :)

Capítulo 10 - 9 - P.S. Adivinha?


#9

P.S. Adivinha?

“Querido Taehyung, eu acho que nunca escrevi uma carta para alguém, mas acredito que a melhor forma de me comunicar com você seja através de uma. Como você pode perceber, alguns anos se passaram desde a última carta que você me mandou. Me perdoe por não ter vindo mais cedo para te dizer tudo que aconteceu, eu apenas não encontrava palavras que fossem significativas o suficiente para colocar em um papel para você. Agora eu acho que encontrei.

Muitas coisas aconteceram nos últimos cinco anos, algumas coisas boas, outras nem tanto. Yoongi se casou, eu fiz um lindo terno de noivo para ele e, as pessoas gostaram tanto, que começaram a me pedir para desenhar suas roupas. Uma marca muito famosa de Seul acabou me contratando e eu ainda trabalho para eles, mesmo não morando mais na Coreia do Sul. Jin adotou uma criança, ele e seu marido acabaram tendo outro filho também com a ajuda de uma menina, o qual eles deram o nome de Kim Taehyung e eu sou o padrinho dele.

Minha mãe resolveu fechar sua cafeteria e viver viajando, até que eu pedi ela para me acompanhar em uma viagem específica e ela encontrou novamente o amor.

Mas e eu, não é mesmo? Bom, eu estou muito bem, embora sinta sua falta todos os dias. A sua última carta me fez abrir os olhos para uma realidade sobre a qual eu havia esquecido a existência e eu só tenho que te agradecer por tudo isso.

Depois de ler a última carta que você escreveu, eu liguei para Jungkook e finalmente admiti aquilo que eu tanto queria. Aquilo nos levou a uma conversa de horas, onde ele disse que não sabia viver sem mim e queria que passássemos o resto de nossas vidas juntos. Eu conversei com minha mãe e meus amigos, fora meu chefe e, depois de quatro meses, eu e minha mãe nos mudamos para Irlanda. Quer dizer, minha mãe se mudou para Irlanda, eu me mudei diretamente para a casa de Jungkook.

A empresa para a qual trabalho tem uma filial aqui na Irlanda e eles me aceitaram de muito bom grado, alegando que eu era o jovem mais talentoso que eles já tinham visto. Trinta anos nem é tão jovem assim, mas você sabe que não resisto a um bom elogio.

Eu conheci lugares sobre os quais sempre falávamos no nosso ensino médio e, em todos esses lugares, eu deixei uma flor branca de recordação, com uma fita azul amarrada. Nessa fita estava escrito o seu nome e essa foi uma boa maneira de manter você perto de mim, não importando para onde eu fosse.

Eu e Jungkook começamos a namorar, mas decidimos não nos casar. Adotamos um menino de três anos e meio, chamado Eric. Nós estamos vivendo uma vida muito boa aqui na Irlanda e não há um só dia em que não sintamos sua falta. Dói pensar que você não está aqui conosco e que nunca mais estará. A única coisa que nos conforta, é saber que o nosso amor se tornou algo que você queria ver.

E só para te dizer, por mais que eu tenha ido trabalhar com moda, algo que eu nem planejava, eu também realizei o meu sonho de escrever um livro e o publicar. E nesse livro, eu escrevi a nossa história.

Os trinta anos que você viveu não foram o suficiente, os quatorze que passou ao nosso lado muito menos, mas nós continuamos te amando. Eric agora está com seis anos e ele adora quando contamos uma história para ele dormir e nós sempre contamos a mesma história, a de um homem que sabia que estava para partir, mas que passou seus últimos dias tentando garantir que seu grande amor tivesse o melhor futuro possível.

Eric sabe sobre você e sabe que você é o homem da história. Sabe também que eu sou o grande amor e, sabe mais ainda que, tanto eu quanto Jungkook, sempre te respeitamos e te amamos. Para nós, a saudade é gigante, ainda mais quando paramos para nos lembrar de quando nos conhecemos e de todas as promessas que fizemos juntos.

Algumas vezes, até sentimos raiva, porque nunca entendemos o que exatamente você teve, poderia ter sido algo que tinha tratamento, eu não sei. Só sei que queríamos que tudo tivesse sido bem diferente.

Sabe o que eu mais sinto falta em você? O fato de que você sempre soube tudo sobre mim antes mesmo de eu saber. Você sempre me entendeu e me amou acima de tudo. Você pediu perdão por ter me ‘separado’ de Jungkook, mas eu te entendo. Não me restou nenhuma mágoa, porque você me fazia feliz e eu te amava (ainda amo). Mas se você precisa ouvir (ou, nesse caso, ler), eu te perdoo, Tae.

Você também precisa me perdoar por tudo que fiz. Te beijei por raiva dele, fiquei com você para magoar ele e fingi ser completamente apaixonado por você. Te amar não era o suficiente, porque eu te amava de outra maneira. O pior de tudo, é que você sempre soube disso, só não foi capaz de me parar, porque sabia que nos quebraríamos por completo se isso acontecesse.

Eu prometo que vou escrever mais para você, sempre te contando o que acontece por aqui. Você nunca será esquecido, nós sempre iremos te amar incondicionalmente.

P.S. Adivinha?”


Notas Finais


Espero que tenham gostado ♥ Um beijo pra vocês ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...