História P.S: O amor... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Capítulo Único, Decepções, Drama, Historia De Amor, Jovens
Visualizações 11
Palavras 1.096
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem e boa leitura! 😘

Capítulo 1 - P.S: O amor...


Fanfic / Fanfiction P.S: O amor... - Capítulo 1 - P.S: O amor...

Era uma vez... 

Uma garota acostumada a brincar, quebrar, pisar e destruir todos os corações que cruzavam o seu caminho.. Só que um dia, seja por acaso ou ironia do destino ela encontrou um coração que não queria quebrar, mas sim cuidar..Pena que ela escolheu o único coração que nunca poderia ter..

Essa garota era Akyo, não ela não era a típica patricinha que toda escola tem, ela era apenas mais uma das centenas de garotas que existem na sua escola, apenas mais uma jovem de 16 anos que está no segundo ano do ensino médio, e o que a faz diferente do resto?

Bom ela era a típica nerd que quando era criança parecia o patinho feio, a que era desprezada por todos os garotos, mas o tempo passou e só fez bem a ela, que começou a chamar a atenção dos garotos (os mesmo que a desprezavam), mas esse lance de quebrar corações não era nenhum tipo de vingança ela apenas fazia isso porque não queria que ninguém criasse expectativas sobre ela e tenta-se muda-la, por isso ela vivia quebrando corações apenas para afastar todos que pudesse a machucar..

Isso, isso a fazia ser diferente Akyo era uma espécie de "bad girl" misturado com nerd, e os dois lados odiavam patricinhas e ser confundida com uma, o que sempre acabava acontecendo.

Outra coisa que a fazia diferente, era o fato de não se dar bem com apenas uma garota, Miyuki essa que infelizmente não morava na mesma cidade que Akyo (que por algum motivo, Miyuki havia a dado o apelido de Kin), mas ela era feliz por ter uma amiga garota já que todos os outros eram garotos, incluindo seus dois melhores amigos..

Cho e Hideky, eram os melhores amigos que alguém poderia querer mas não era o mesmo de ter uma amiga, pois existem coisas que não da para se falar com meninos..

Akyo ou Kin era acostumada a conquistar qualquer garoto que olha-se para ela, mas nenhum daquela escola chamava sua atenção, nenhum com exceção de Lucas..

Akyo não sabia muito sobre ele, pois além de não serem da mesma sala (apesar de estarem no mesmo ano), não conversavam mesmo ele sendo amigo de todos os amigos dela. Apenas sabia que ele não era des outro país, que era muito tímido e por sorte (bom até aquele momento ela achou que era sorte) ele não gostava de ninguém...

Apenas quatro pessoas sabiam quem era a pessoa pela qual Kin (talvez finalmente) havia se apaixonado, Cho (seu melhor amigo, que mesmo que ela não contasse iria descobrir pois a conhece muito bem) e que era da sala de Lucas, o que poderia ajudar ou não, Miyuki (que mesmo estando longe, para Kin era como uma melhor amiga), Sam (um dos amigos de Lucas e pessoa que se prontificou a ajuda-la) e Hideky (seu outro melhor amigo, mas esse tinha muito ciúmes de Kin então preferia não tocar no assunto).

E todos diziam a mesma coisa para ela "conversa com ele", mas ela nunca teve coragem por incrível que pareça a menina que não tinha medo de nada (ou pelo menos dizia não ter), não tinha coragem de falar um "Oi" para o garoto que gostava e tudo isso porque não entendia o que Lucas causava nela, não entendia o por quê dele chamar tanto a sua atenção (quando nenhum outro garoto havia conseguido faze-lo), o por que de toda vez que ele passava por ela..tirava seu ar (quando nenhuma outra pessoa, tirou seu ar), o por que de gostar tanto do sorriso dele (quando ela nunca havia se apaixonado por um sorriso), o por que de gostar tanto dele, sem ao menos ele saber quem ela era (quando todos os amigos dele sabiam) e o pior..Logo ela que sempre sabia o porque, de tudo..

E a coragem que ela quase não tinha, desapareceu quando seu melhor amigo acabou deixando escapar que Akyo gostava de Lucas perto de um amigo dele, que obviamente não ia perder a oportunidade de contar e "zoar" tanto ela, quanto ele.. Kin só quis morrer naquele momento, quando o garoto voltou e falou que Lucas achou que era brincadeira, porque nenhuma garota iria gostar dele, mas não era ela realmente gostava dele, a vontade piorou desde de quando se apaixonar é "zueira?"

Ele também disse que Lucas, passaria a "prestar mais atenção" nela..mas isso nunca aconteceu.

E ela realmente pensou em se matar conforme os dias foram passando, Lucas praticamente passou a ignorar, sempre que a via ia para outro lugar, passou a chegar mais cedo para não encontra-la, trocou o lugar que ficava até a hora do sinal, Kin ficou com muito medo de estar sendo ignorada, o que cconfsua mente mais ainda foi seu amigo Sam disse que Lucas não estava a ignorando, mas que ele só era muito tímido por isso não tinha coragem de nem ao menos olhar para ela, imagina ficar no mesmo lugar ou conversar..

Mas ela teve a certeza de que não era timidez, quando um dos amigos dele (amigo de longa data dela) falou que nem Lucas nem sabia quem ela era..isso só fez com que Akyo ficasse mais triste (se possível), e as palavras de Cho não só ecoavam na sua mente, como também machucavam, ela lembrava claramente das palavras "Essa é a primeira vez que você se apaixonou de verdade".

Não, Kin não queria admitir mas era verdade, ela realmente estava apaixonada e se odiou por isso, já que sua regra sempre foi "Nunca se apaixonar de verdade" ainda mais por alguém que não sabe da sua existência..

Inúmeros garotos se jogavam aos seus pés, mas o único que ela queria não a queria e toda vez que ela lembrava do sorriso dele (que na sua opinião era um dos mais lindos que já havia visto) chorava, pois nunca seria o motivo dele..

Kin (que até poderia ser a garota dos sonhos de muitos garotos, mas não era a garota dos sonhos de Lucas) passou a desacreditar no amor (se é que um dia já acreditou), a pergunta que sempre se fazia "Tell me..what is love?", que na verdade era uma frase da sua música preferida, passou para "Na verdade, ele existe?"

A garota acostumada a brincar com corações, se apaixonou..

A garota taxada como fria, encontrou alguém que a fazia se derreter apenas com um sorriso..

Mas diferente do que pensava, foi ignorada..

Então esse Era uma vez, é um clichê, pois era uma vez só cabe a histórias que contém um final feliz, e essa não é uma delas, histórias reais nem sempre acabam feliz..

E quer saber o resto do título? 

P.S: O amor...não exite! 

 

 


Notas Finais


Eu realmente espero que tenham gostado, postei e sai correndooo.. ❤😶


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...