História Psíco (VHope) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Hoseok, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjon, Romance, Suga, Taehyung, Taeseok, Vhope, Yaoi, Yoong
Visualizações 293
Palavras 1.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente 😂😂😂😂 sério eu estava lendo uma fic muito boa, mas era tão boa, mas tão boa que me senti pequena e perdi toda a inspiraçao....
Ai hoje que eu estava bem radical saii esse cap se não gostarem, miiiiil desculpas kkkkkkkkkkkkkkk

Capítulo 11 - Cuidado...


Fanfic / Fanfiction Psíco (VHope) - Capítulo 11 - Cuidado...

Se procurassem a definição de desespero no dicionário com certeza a primeira coisa que encontraria escrita seria Hoseok, pois era assim que ele estava agora, bom pelo menos por dentro já que por fora ele mantinha toda uma pose calma, assim que Taehyung posicionou a faca em seu próprio pulso Jung já não ligava mais para o que aconteceria consigo mesmo e avançou em direção ao mais novo, já Taehyung assim que percebeu o que o mais velho queria fazer voltou a apontar a faca na direção dele esperando que ele recuasse pois realmente havia gostado dele, mas apesar disso ele não pensaria duas vezes em atacá-lo, mas diferente da outra vez o mais velho não parou, muito pelo contrário avançou.

Quando o mais novo viu que Jung estava perto o bastante para ser atingido pela faca, ele avançou com a mesma em direção aa Hoseok que por sua vez desviou do objeto que acertaria sua barriga, mas em contraposição Jung perdeu o equilíbrio e sabia que o mais novo lhe atacaria novamente assim que atingisse o chão, e assim foi, no mesmo instante que Hoseok foi ao chão Tae tentou lhe acertar novamente, Seok sabia que se continuasse desviando ficariam naquilo o dia todo então assim que viu a faca vindo em sua direção levou a mão em direção a mesma e a segurou, a lamina da faca cortava sua mão e apesar disso não sentia dor alguma, sabia que era pela adrenalina do momento e não queria abusar da sorte, então assim que Kim se distraiu olhando para sua mão Hoseok chutou seu braço, e assim que sentiu a dor Taehyung largou a faca e quando o fez Hoseok a jogou longe. O mais novo agora chorava, chorava por ser fraco, não ter conseguido atingir o outro e não ter conseguido se matar, e chorava por ser ter incompetente ao ponto de ter sido atingido.

Hoseok ainda que começasse agora a sentir a dor na mão que sangrava sem parar, ainda precisava fazer algo sobre o estado emocional de Kim, então mesmo que quisesse gritar de dor e chorar desesperadamente se conteve, foi em direção ao mais novo que agora chorava com certo desespero e o abraçou forte, fazendo com que o choro aumentasse, assim que sentiu que o mais novo se acalmava do desespero, passou a lhe fazer perguntas para tentar fazer com que voltasse a sua personalidade normal, ou quase normal já que sua sanidade era algo questionável.

-Me diga... qual o seu nome ? Quantos anos tem e onde está agora okay ?- O mais velho lhe pedia com calma.

-E-eu me chamo Ta-Taehy-Hyung e eu tenho, quan-quantos anos eu tenho ?- Apesar de mais calmo o mais novo ainda Soluçava- Te-tenho 27 anos- o mais novo começou a olhar ao redor como se estivesse se situando e como se sua mente tivesse voltado de um outro mundo o garoto parou de chorar- Eu estou na sua casa e em prisão domiciliar- Assim que disse isso empurrou Hoseok para longe de si- Mas que porra aconteceu aqui ?- O mais novo gritou, o que fez com que Hoseok começasse a rir, rir auto, rir muito.

-Você pirou cara- ele agora gargalhava- você seu imbecil idiota tentou me matar e fodeu toda a minha mão que está sangrando pra caralho e a dor é insuportável- Hoseok pulou em cima do mais novo e novamente o abraçou com força o apertando em seus braços- Mas graças a Deus, graças a Deus nada aconteceu com você.

Taehyung nunca, em toda sua vida, teve alguém que se preocupasse consigo, ou que se tivesse se machucado em seu lugar, então involuntariamente lagrimas passaram a escapar de seus olhos, e assim que Hoseok sentiu lágrimas molhando sua camisa fez menção de se afastar, mas Tae o puxou e apertou contra si, seu orgulho já havia se quebrado demais para permitir que Hoseok visse suas lágrimas.

-Você está bem ? Não me diga que está pirando de novo eu não posso perder mais sangue- Hoseok disse quase que em desespero o que fez Tae rir contra seu peito.

-Idiota, só não quero que meu orgulho se quebre mais do que isso- Respondeu o mais novo.

-Hun... Tae ?- Chamou o mais velho, recebendo um “Hun ?” com resposta- Realmente, realmente gostei de você, mas eu te avisei para não me atacar, então eu vou te punir assim que eu melhorar- Disse rindo.

-Você está sangrando, com dor, eu te cortei e provavelmente vai querer aumentar a quantidade de remédios que eu preciso ingerir, eu provavelmente devo ter te dito alguma coisa enquanto pirava e estou chorando agarrado em você sem deixar que vá cuidar do ferimento e a única coisa que consegue pensar é em me punir ?- Perguntou o mais novo indignado e rindo.

-Claro, se você soubesse como eu fico excitado só de pensar nas várias formas de te punir não me faria uma pergunta dessas- Gargalhou- Sabe ? Acho que eu vou desmaiar, meus olhos estão pesando e o sangue não para de escorrer e a dor só está piorando- Assim que disse isso Taehyung se afastou o olhou nos olhos abriu e fechou a boca diversas vezes como se precisasse dizer algo e assim que conseguiu formular um “Eu...” foi interrompido por um grito que veio do outro lado da cozinha.

-Porra, será que dá pra vocês se foderem em silêncio ?- Gritou Suga e passou os olhos pela cozinha- Eu como nessa mesa, e, wow, a foda foi tão boa que seu cuzin até sangrou Hoseok ?- Suga gargalhou, e os dois que estavam sentados no chão também.

-Só agora você acorda ? Filho da puta eu quase morri- respondeu Hoseok quase em um sussurro e depois olhou para Tae e disse- Me segura que eu vou...- seus olhos se fecharam  e seu corpo caiu antes de completar a frase.

-Chame um médico- Gritou Tae para Suga enquanto segurava o corpo de Hoseok que havia caído em sua direção, odiava o psiquiatra e odiava tudo o que ele fazia, mas ele foi a unica pessoa que fez qualquer coisa boa por si e não o retribuiria o deixando morrer...








Também ele era uma tentação
Também ele era uma conexão para uma existência além
BST-BTS



Notas Finais


UHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
🦄🦄🦄🦄🦄🦄💮


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...