História Psicótico - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfredo Flores, Ariana Grande, Ashley Benson, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Nina Dobrev
Personagens Alfredo Flores, Ariana Grande, Ashley Benson, Chaz Somers, Christian Beadles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Nina Dobrev, Personagens Originais
Exibições 55
Palavras 843
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Singapura


Fanfic / Fanfiction Psicótico - Capítulo 15 - Singapura

 Se você optar pelo orgulho , aprenda a lidar com a saudade 

P.O.V Angeline Qtyshia 

Meu dia havia começado bem com o meu homem ao meu lado ou meio homem até por que não houve nenhum tipo de pedido concreto mas mesmo assim havia sido mágico .

Não havíamos transado nem tão pouco "fodido" pela primeira vez senti que havíamos feito amor e não era só da minha parte o que é melhor ainda , estávamos deitados ainda na verdade eu já estava acordada a minutos mas estava pensando em tudo que ocorreu meus pensamentos vagarem em Hiago será que ele se resolveu com a irmã dele , ele é tão maravilhoso um verdadeiro cavalheiro sinto que ele não irá  gostar nada de eu e Justin .

O mesmo começou a se mexer ao meu lado logo abrindo os olhos e olhando em volta quando seus olhos pararam em mim ele abriu um sorriso do tamanho do mundo totalmente lindo que me fez retribuir na hora .

-Bom dia baby -ele disse com a voz rouca sorrindo de lado

 -Bom dia - disse e me levantei indo até o banheiro logo me despindo eu só estava esperando ele acordar mesmo assim que meu corpo entra em contato com a água fria um gritinho se forma em minha garganta . 

Assim que acabo meu banho , vou até o closet e vejo o que vou usar hoje pra um dia de nadas a se fazer , eu poderia ter ido trabalhar? poderia ,  mas esse ser humano me deixou de uma forma que nem tem como explicar , opto por um short jeans extremamente curto que aparecia a polpa da minha bunda mas que era largo nas  coxas e um cropped branco passei perfume e penteiei meus cabelos e sai de dentro do closet vendo Justin com os cabelos molhados e com um dos meus perfumes sorri pro mesmo que me analisou de cima abaixo e parou em meu short .

-Da uma voltinha ai - ele disse com um tom ríspido ri de leve e dei a volta e sorri quando seu olhar era de total reprovação 

-O que tem ?-provoquei me fazendo de sonsa 

-Nada por tanto que você não saia de casa -ele disse e eu revirei os olhos me sentando e ligando a televisão .

-Preciso ir pra casa resolver umas coisas mas tarde se tiver tempo eu te ligo - ele disse e eu bufei assentindo o mesmo me deu um selinho e saiu pela porta .

E agora o que eu vou fazer nesse momento de tédio ? 

Nessas horas e que eu sinto faltas de amigos , talvez até uma irmã que me entendesse e que você praticamente da minha idade , amigo é um sinônimo de algo que eu nem faço ideia eu nem sei o que significa a palavra amizade eu não sei ser amiga  .

Se um dia eu ter um filho eu irei ensinar pra ele que sempre iremos errar mas que nunca devemos optar pelos piores erros são eles que nós destroem ,  mostram as pessoas o que no final nem sempre somos de verdade e irei dizer a ele que nunca é tarde para se amar , nunca é tarde para se perdoar aqueles que deixaram as maiores feridas em nossos corações na verdade eu irei ensinar a ele a não ser o mostro que eu fui .

(.....)

"Se arruma em meia hora e faça malas também iremos viajar xoxo Justin "

Assim do nada ? ele é louco? sim eu arrumei louco  para passar ao lado , eu não poderia sumir assim eu tinha trabalho e estava formando uma vida a quem eu quero enganar? eu só tenho esse homem como felicidade e eu sei lá até quando .

Depois de exatamente meia hora um homem apareceu trajado de terno falando qus Justin havia o mandado para me levar até o aeroporto que o mesmo me esperava lá com muita pressa , no começo fiquei com um pouco de receio mas mesmo assim fui e se ele tentasse alguma graçinha minha faca estava muito bem afiada .

P.O.V Justin Bieber

Algumas horas atrás 

-Como foi lá brô ?- Ryan perguntou e eu suspirei

-Normal , eu disse o que eu relamente sentia e correu tudo de boa - disse sem dar detalhes ele riu e assentiu .

-Bom brô , se eu fosse você depois que acabarmos nossa conversa mande mensagem pra dizendo que vai viajar e se prefirir a leve - ele disse e eu me sentei prestando atenção  - Jeremy Bieber está vivo e agora quer te ver .

Mas o que ? meu pai biológico está vivo todos esses anos ? eu não podia acreditar em tal coisa , como eu destruí minhaa família e ele não veio atrás para interferir ?  como a filha dele morreu e ele não viu isso ? esse homem merece uma surra e umas boas palavras doloras para se  por em meu lugar

-Okay eu vou sim brô , arruma um jatinho particular e um segurança para ir buscar Angeline na casa dela em meia hora . 




       




Notas Finais


Ke issun
O que será que irá acontecer
Meu deus
O pai de biológico apareceu monamour


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...