História Psycho - Imagine Jungkook ( Repost) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jungkook, Psicótico, Você
Visualizações 103
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Survival, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aí está o passado do Jeon, porém um pouco diferente. Espero que gostem ❤

Capítulo 2 - Before him


Fanfic / Fanfiction Psycho - Imagine Jungkook ( Repost) - Capítulo 2 - Before him


Jeon. 

Nunca foi próximo com os pais.. Na maioria das vezes sua mãe conversava com o mesmo infelizmente não sabia que aquela seria sua ótima conversa.

Flashback On. 

__    Faça à atividade querido. – Acariciou meus cabelos.

__   Vou aproveitar e trazer um lanchinho para você. – Comentou Yerim.

__   Ta bom, obrigado. – Sorriu. – Mamãe, o papai irá demorar para chegar?

__   Eu não sei querido, ele não atendeu minhas ligações. Deve está muito ocupado.

Obscuro. 

Estranho.

Eram assim que Jeongguk era chamado.. Seus onze anos foram como uma tortura.

Seus braços tem cicatrizes visíveis, suas dores ainda estão abertas. Talvez essa dor não tenha fim.

Seu pai chegou sem dá nenhuma palavra, minha mãe foi atrás.. Tive que ficar esperando, mas não aguentei e tive que vê-los.

Eu não poderia fazer absolutamente nada, às lágrimas estavam caindo.. A dor estava se abrindo.

__ Querido, retire-se.. Ela está completamente descontrolado.

__    Eu não posso perdê-la.. Eu não quero.

__     Eu sinto muito.. – Sussurrou.


__     Eu te odeio papai porque vai retirará tudo que tenho.

Ele apertou o gatilho.. Rapidamente ela caiu de joelhos, o rapaz totalmente desequilibrado jogou-a no chão com brutalidade.. Deu passos até a saída, batendo-se em alguns móveis.


__    Mamãe.. – Chamei-a.



__  Eu te amo.. – Foram às únicas palavras ditas. Seus olhos se fecharam por completos.

Jeongguk não queria de jeito nenhum sair dos braços da mãe.. Abraçava-a.. Sem ser retribuído, já não há mais vida nela.


__  Jeongguk.. Ela já se foi. – Tentei pegá-lo, mas foi em vão.

O mesmo cantava uma música baixinho.. Enquanto balançava lentamente, suas mãos faziam carícias no cabelo da mesma.

Ele não teve piedade de matá-la, é um verdadeiro assassino.

[Segunda, 9:30]

Todos estavam presentes.. Alguns amigos distantes compareceram.. Jeongguk chorava intensamente. 



__  Eu vou matá-lo mamãe.. Ele vai pagar por tudo que fez. – Sussurrou dando um sorrisinho satisfeito nos lábios.

Os dias foram se passando, Jeon estava distante. Sua prima Jennie veio visitá-lo, com umas das melhores intenções possíveis.


__  Vamos brincar. – Disse sorrindo.


__    Poderíamos brincar sim. – Sorriu se aproximando.


__    Que tipo de brincadeira seria?


__    Vou matá-la. – Disse em meu ouvido.


__    Afaste-se. – Empurrou-o.


__   Não deveria ter feito isso. – Suas mãos já estavam em meu pescoço, apertando-me com brutalidade.

__    Solte-me..


__    Matá-la é meu objetivo. Sorriu.

A mesma acabou desmaiando.. Jeon levou-a arrastando seu pescoço se encontravam marcas visíveis.

Jeongguk não teve nenhuma piedade, e matou-a.

Sua morte ainda é um mistério.

(...)

Jeongguk foi deixado no orfanato.. Sofria bullying constantemente.. Chorava às escondidas para que ninguém notasse que alí havia um menino que não sabia lidar com seus problemas, e medos constantes.


__   Jeon? – Uma linda jovem chamou-o.

__   Diga.


__  Venha uma família bem agradável.. Estão querendo te adotar. – Sorriu



__    A família que um dia tive, acabou-se.

__   Venha, será legal. – Puxou-me.


Seu histórico foi mudado, para que fosse adotado.

As coisas estavam indo bem.. Jeongguk parecia feliz em uma nova família.


__  Jeon. – Sua irmã Jennifer chamou-o.

 

__   O que você quer? – Cruzou os braços.

 

__ Não seja tão grosso comigo. – Reclamou.

__   Deixe-me em paz.


__ Eu vou contar tudo para mamãe quando ela chegar. – Disse e subiu até uma árvore, era aonde a mesma costumava ficar.

Jeongguk não teve sentimentos.. Nem bondade, aproveitou que sua irmã estava lá e colocou álcool naquela região.. Queimou-a completamente.

[Quarta, 15:30].

__    Eu sei que você matou ela. – A Senhora Hellen disse.

__ Não tem como provar. – Sorriu vitorioso.

__   Você é um monstro da pior espécie.. Você voltará para o lugar que nunca deveria ter saído.

O jovem retornou para aquele orfanato.. Viveu sua vida distante das outras crianças, Jeongguk era um perigo para todos.

Passou até um tempinho com sua mãe de criação, mas novamente voltou para aquele local novamente.


Flashback Off. 

__   SeokJin? – Chamei-o.


__   Eu mesmo.


__  Vou indo mais cedo, não tô muito bem.

__   Posso levá-lo ao médico se quiser.


__    Obrigado pela preocupação, não precisa.

__    Okay, qualquer coisa só ligar.


Jin é uns dos meus melhores cozinheiros.

Uma vez eu amei. Ela se chamava Bella, foi meu primeiro amor. Eu à amava de todas as formas possíveis.. Mas ela deixou-me, quando resolvi contar meu outro lado.

Eu acreditei em suas palavras, quando dizia me amar.


Eu confiei em você. 

Eu te amei intensamente.

Mas você acabou comigo. 


S/N. 

Acordar as 7:00 virou costume. Fiz minha higiene normalmente, coloquei um vestido azul.. Um converse preto, deixei meus cabelos soltos e desço, Taehyung já teve ter chegado. És um grande amigo. Como um irmão.

__   Bom dia querida. – Disse Yumi.


Meus pais saíram mais cedo do que imaginei.


__   Bom dia. – Sorri.


__  Achei que não ia acordar. – Pronunciou Taehyung.

__    Desculpe, eu não estava nem afim de acordar. – Riu.


__  Com licença, vou deixá-los à vontade.

__  Já estamos indo. – Puxei-o. Tenha um bom dia. – Beijei sua bochecha e saímos.

Mark se encontrava trabalhando.. Foi estranho, em nenhum momento ele veio falar comigo, nem um Oi. Resolvi arriscar.

__   Mark?


__     Só um minuto.


__  Tudo bem, não era nada demais. Com licença.

Ele tá me evitando.



19:30.

__  Está com fome? – TaeTae perguntou.

__    Um pouco.

__    Então vamos ao um restaurante bem conhecido, próximo daqui. É do meu amigo bem antigo.

__   Eu preciso falar com Mark.


__  Marcaremos outro dia então.


__    Obrigado. – Abracei-o.


Mark. 

E por um momento eu gostaria que as situações se invertessem. Gostaria que você sentisse tudo o que sinto, que enxergasse como é doloroso ver algumas coisas que vejo. Como é terrível ficar um dia sem saber algo sobre você, sem saber onde está, o que fez, ou ao menos se está bem. É tão ruim sentir saudades de alguém e se refugiar nas lembranças para amenizar esse sentimento sufocante. É tão ruim não poder te ter por perto a todo momento. Eu só queria que você sentisse um pouco, todo o amor que sinto por você ….

S/N se aproximava.. Como eu à amo.

__   Até quando irá me evitar?

__   Só cansei, S/N.

__      Eu não faço idéia do que você esteja falando.

__   Eu queria beijá-la. – Tocou em meu rosto. – Você é tão linda. – sorriu.

Fiquei sem palavras, apenas sentir suas mãos em rosto.

__     Eu amo você. – O mesmo beijou-me com urgência.. Como se quisesse isso à muito tempo.

[…]

Depois daquele beijo vieram muito mais.

__   Quero lhe pedir algo.


__   O que seria? – Perguntei curiosa.


__   Aceite ser minha namorada. – Retirou do seu bolso uma caixinha preta, dentro dela havia dois anéis. – Só depende de você.

__  Não acha que está indo rápido demais?

__    Eu não consigo parar de pensar em você.. Eu tô apaixonado por você garota. – Disse se aproximando.

__   Mark..


__  Eu preciso de uma chance, apenas uma.

__    Desculpa.. Mas tenho que pensar.


__   Eu espero o tempo que for preciso.


Jeon. 

__    Meu amor. – Charlotte abraçou-me.

Não posso dizer que à amo, mas me faz bem.

Jeongguk selou os lábios da loira.

__   Como foi hoje? – Perguntou.


__   Cansativo. – Retirou seu terno.


__   Vou preparar seu banho.


__   Obrigado meu bem.


__   Magina.


[Sexta,20:39]

O restaurante repleta de gente.. Adentrei na minha sala, foi um alivio.

__   Chegaram clientes novos. – Disse Hoseok.

__   Estou indo.



Hoseok é meu sócio de confiança.


S/N. 

Estávamos á espera do dono desse restaurante.. Virei meu rosto, e me ví diante daquele homem... Cabelos pretos e um sorriso nos lábios.

__    Boa noite, sejam bem vindo ao meu restaurante. – Disse o próprio.


__    Obrigado. – Agradeci.


__   Jeon Jungkook não seja tão formal. – Disse TaeTae animado.



__  Estou no local de trabalho, com licença. Tenham um bom apetite. 


Notas Finais


Devo continuar? Deixem seus comentários por favor é muito importante ♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...