História Psycho - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens BamBam, Chanyeol, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, V
Tags Bts, Deathfic, Exo, Got7, Psycho, Taekook, Vkook
Visualizações 82
Palavras 808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu tenho mesmo que parar pra pensar nos nomes desses capítulos... Vejo vocês nas notas finais.
Boa leitura!

Capítulo 5 - Crise aleatória.


Eu disse que precisava dormir, mas eu havia conseguido? Não, definitivamente não. O quarto estava vazio e escuro, eu queria sair, mas a porta não queria abrir. Ela estava trancada. Eu gritei, mas ninguém estava vindo me salvar, então tudo começou a ficar abafado e eu sabia que as paredes estavam se fechando, eu sentia o ar se esvair de meus pulmões, como se fosse aquilo que deveria acontecer. Eu tentava gritar, mas a minha voz já não estava mais saindo, lágrimas grossas escorriam pelo meu rosto e eu não estava entendendo o que estava acontecendo comigo, sentia meu corpo ficar mais pesado, uma grande tontura se apossar de mim, então com o resto das minhas forças, sentei no chão, sentindo as paredes me apertarem e logo perdi a consciência.


.

.

.

.

.

.


ㅡ Jeongguk-ah! - senti alguém me balançar, abri meus olhos, forçando minha vista, até que reconheci o rosto do meu irmão - Finalmente você acordou, eu estava preocupado.


ㅡ O que aconteceu? - perguntei, tentando me levantar, mas ele me empurrou levemente de volta para cama e o encarei. - Eu não estou em um hospital… Então eu morri e você veio comigo? Eu pensava que o inferno era um lugar mais legal, mas ele é muito parecido com o meu quarto.


ㅡ Talvez seja porque esse é nosso quarto, seu idiota, nem fala isso, eu vou para o céu. E não me olhe assim, você ainda está fraco. Bom, eu não sei o que aconteceu, quando eu entrei aqui, você estava no chão, desmaiado. SunHee disse que te ouviu gritar e bater na porta, disse até que ouviu você chorar dessa vez. Não foi bem chorar que ela disse, foi algo como berrar… E isso tudo aconteceu enquanto eu ia tomar um ar e caminhar?! Emocionante.


ㅡ E porque ela não veio aqui ver o que estava acontecendo? - perguntei ficando irritado, ignorando tudo o que ele disse depois do “berrar”. - Se eu berrei, foi de desespero, ela é paga para cuidar de nós, não é? Então ela tinha que ver o que caralhos estava acontecendo aqui, porra.


ㅡ Yah! Calma, garoto. E você lembra muito bem o que aconteceu da última vez, acho que ela ficou assustada. - ele deu de ombros e sentou em sua cama.


Eu não me recordo muito, mas eu tinha essas crises aleatoriamente e nenhum médico descobriu o que tinha de errado comigo. Eles dizem ser algo muito semelhante a claustrofobia, porque a própria eu sabia que não era, por isso sempre ficavam na dúvida. Da última vez que eu tive uma crise dessas, ao despertar, peguei a faca que eu havia escondido embaixo do travesseiro e quase matava a babá, deve ter sido muito traumático para ela. Mas quem acorda uma pessoa desmaiada, gritando e sacudindo? Então eu estava apenas assustado, mas confesso que a adrenalina foi uma sensação maravilhosa.


ㅡ Não importa, vai que eu morro? - ele riu - E porque eu ainda estou falando com você, JungHyun?


ㅡ Eu também não sei, mas gostei, mostra que você gosta um pouco de mim. - ri, confesso, eu não gostava de ninguém.

ㅡ Quem você acha que é pra achar que eu gosto “um pouco” de você? - perguntei já revirando os olhos.


ㅡ Seu irmão, aquele que nasceu primeiro, então exijo respeito - ele falava fingindo ser autoritário alguma vez na vida.


Eu até poderia pensar em falar algo,mas estava cansado, sempre ficavam assim. Quando ia fechar meus olhos, a porta se abriu bruscamente e minha mãe entrou desesperada no quarto. Vai começar a encenação, com certeza a SBS está perdendo essa mulher.


ㅡ Meu filho, você está bem? Quer ir em para o hospital? - ela perguntava enquanto botava sua mão gélida em meu pescoço - Ai meu Deus, Jeon, você está muito quente. Que remédio se toma para febre?


ㅡ Você não acha que é a sua mão que está fria demais? E não finja que se importa com o meu estado, você sempre faz a mesma cena, não cansa? - ri em escárnio.


ㅡ Meu filho, não fala assim com a mamãe. Eu te amo, você sabe disso.


ㅡ Eu sei que estou com sono e preciso dormir, se você puder sair daqui, velha, não estará fazendo mais do que sua obrigação. - falei me cobrindo e pegando meu celular, apenas para não ter que encarar a mesma que tinha uma expressão horrorizada em seu rosto.


ㅡ Hm… Mãe? Acho melhor a senhora sair, o Jeongguk precisa descansar - JungHyun dizia enquanto retirava a senhora montada em roupas de grifes do nosso quarto, voltando logo depois. - Cara, ela nunca se acostuma com isso? Não sei por que ela tenta se aproximar de você.


ㅡ Talvez isso não seja da sua conta, eu já fui muito amigável com você hoje. Apenas… cala a boca, JungHyun. - ditei e fechei meus olhos, indo para o mundo dos sonhos rapidamente. 


Notas Finais


VOLTEI, CARAAAA. QUE SAUDADE.
Bom, tá diferente? Está! Eu pensei e repensei, decidi mudar um pouquinho o rumo dessa coisa linda, mas eu salvei dois capítulos ~aqueles que... Vocês sabem, mortes rolam~ por que eles ainda vão estar aqui. Só que melhorados. Então abstraiam tudo o que vocês lembram do último capítulo até o final, por que vai ser bem diferente, mas prometo que vai ficar melhor. E dessa vez vou escrever sem pressão, só quando eu estiver no ápice da inspiração e totalmente convicta de que é o que vou postar. Espero que gostem e apoiem. Byeeee ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...