História PSYCHO - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags Drama, Romance, Yaoi
Visualizações 11
Palavras 1.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa os erros! E espero que gostem! ❤❤

Capítulo 2 - 2 Capítulo


" E a dor se espalhou por seu coração, a loucura tomou conta do seu ser, já não havia mais esperança para a pobre criança."

~~

Com o tempo as coisas na casa da família Wang foram piorando, alegria já não pairava mais por aquele lugar, apenas dor, tristeza, ódio e arrependimento. Sr. Wang já não focava mais no seu trabalho, e nem no seu filho Jackson, Sr. Wang vivia em um pequeno bar que havia  perto de sua casa.

 Jackson perguntava todas as noites a si mesmo, se ele tivesse partido no lugar de sua mãe o que aconteceria? Será que seu pai ficaria mais feliz? Ele se culpava pela morte de sua mãe, dizia sempre a si mesmo que iria recompensar aquilo da melhor maneira, que a vida de sua mãe valia mais que a dele.

Os problemas em sua casa aos poucos foram aumentando, com apenas 12 anos de idade Jackson era zoado na escola por não ter mãe,  e para não chorar na frente de seu pai ele se escondia em meio as árvores que havia atrás de sua casa, e implorava ao céus pra que levasse ele e deixasse sua mãe voltar. Em seu aniversário de 13 anos, ele foi para seu quarto e sentou-se em sua cama, recolheu suas pernas e abraçou estás, apoiando seu queixo em um dos seu joelhos, ele cantou baixinho pra si "Parabéns pra você" e sentia as lágrimas rolarem por suas bochechas, seu corpo se esfriar, e o medo tomar conta de seu ser, mesclado com a dor que sentia em seu coração.

 Ele foi pra cama mais cedo aquela noite, ele sentia que alguém o observava, que alguém estava de uma certa forma o protegendo como também havia alguém que estava pronto pra lhe atacar. Deitou-se na cama, puxou a coberta e cobriu seu pequeno corpo, e naquele momento seu corpo inteiro se congelou quando sentiu algo gelado tocar em sua pele.

-Você pensou que eu iria te esquecer?

Uma voz fina e doce invadiu o quarto, os olhos do garoto se abriram lentamente, e este se deparou com uma moça de cabelo escuro, rosto fino e a pele levemente pálida, um sorriso se estampava por seu rosto, e seus olhos brilhavam mais do que nunca. Sua mãe estava em sua frente, ela deslizava as pontas dos seus dedos por seu rosto.

-Omma?!!

Disse o garoto abismado, não acreditando no que estava vendo, era sua mãe, não pensou duas vezes antes de abraçar a mulher e deixar selares pelo rosto da mulher.

Aquele noite foi a primeira vez que houve a aparição de algum "fantasma" em sua vida, e depois disso não iria parar. Jackson não pensou muito no que estava acontecendo ali, ele só queria aproveitar aquele momento com a única mulher que amou na vida, a única pessoa que seu coração bateu mais forte desde a primeira vez que ele á viu.

Na manhã seguinte de seu aniversário, o garoto correu para onde estava seu pai, e sentou-se ao seu lado com um largo sorriso estampado em seu rosto. Seu pai estava fumando um cigarro, e tomando um pouco de soju, como ele fazia todas as manhãs de sábado.

-Appa! Eu vi a omma, ela disse que está feliz, que ela tem sau...

Antes do mais novo terminar a frase, ele sentiu a ardência no lado direito de seu rosto, seu pai havia lhe dado um tapa. Jackson segurou as lágrimas e pressionou os lábios vendo seu pai se levantar  e logo puxar os fios de seu cabelo.

-Nunca mais diga isso pra mim,  não faça esse tipo de brincadeira.

Balbuciou o mais velho, soltando o mais novo ali no chão,  e entrou em sua casa com a garrafa de soju em mãos e o maço de cigarro.

~~

No passar do tempo as coisas haviam piorado, com apenas 16 anos de idade Jackson já tinha surtos, ele não conseguia mais sair de casa, e todos os dias haviam aparições em seu quarto pedindo pra que ele se vingar-se de pessoas que nunca ouviu falar na vida, ou pedia para que ele acabasse com aquele sofrimento. No meio de tudo aquilo, o moreno acabava quebrando tudo que havia na casa, ele não conseguia se controlar não sabia como fazer aquilo parar, ele tampava os ouvidos e gritava pedindo ajuda, seu corpo eram cheio de marcas que ele havia feito ou que seu pai tinha feito por conta de chegar bêbado em casa.

Sr. Wang já não aguentava mais aquela loucura, Jackson foi encaminhado para um psiquiatra que o diagnósticou com esquizofrenia, o adolescente ficou internado por dias, e nenhuma das vezes ele recebeu a visita de seu pai, ele não tinha mais ninguém em sua vida, além dos "fantasmas" que o perseguia por todos os lugares.

 Metade das vezes que o garoto estava naquele hospital psiquiátrico internado, ele passava dormindo ou passando por vários exames que pra ele eram desnecessário.

Jackson já não era mais aquela pessoa sorridente, que vivia cantando pela casa e tentando fazer o melhor pra vida de todos. Seu coração sentia medo e dor, ele não falava muito como antigamente, não dormia bem e nem conseguia se mexer direito, ele não conseguia mais abrir os olhos, porque a cada vez que ele fazia isso, parecia que ele seria surpreendido por uma pessoa que ele não desejava ver.

°•○°•●°•○°•●°•○°•○

5 Anos Depois - 9:00 -AM

A sua cabeça girava e seu corpo tremia, novamente ele estava tendo alucinações,  o garoto recolheu suas pernas e abraçou estás com todas as suas forças. A alucinação que ele estava tendo, era de uma mulher com os  fios de cabelo bagunçado escuros, estavam na altura de seus ombros, suas roupas estavam rasgadas e seu corpo cheio de hematomas, ela se ajoelhou perto da cama do rapaz e levantou seu olhar.

-Mate ele...apenas tire a vida dele, ele merecer morrer te fez sofrer, fez com que nós sofressemos... acabe com ele.

Sussurrou a mulher em meio as lágrimas, pressionando os lábios, está se levantou e encostou suas mãos no corpo do garoto. Estavam geladas, ele sentiu todo seu corpo se arrepiar e levantou-se rapidamente da cama.

-Sai!! Eu não mereço isso!!! Eu não mereço ouvir isso!!

Gritou o rapaz e caiu no chão em meio ao choro, sentindo seus braços serem agarrado por dois homens altos, ele se debatia e pedia pra que aquilo acabasse, eram apenas alucinações, mas porque ele estava tão assustado? Ele já não sabia diferenciar do que era real e do que era mentira.

Jackson foi sedado, e foi levado a um quarto maior, já que teria mudanças naquele hospital, seu pulsos foram presos na cama fortemente, junto de suas pernas, pra que ele não pudesse surtar novamente.

-Essa é a pessoa que você vai cuidar, o nome dele é Jackson Wang.

Disse o médico em um tom baixo, para o menino alto e magro ao seu lado, de cabelo escuro. O garoto olhou para o médico e sorriu, fazendo um pequeno sinal pra se aproxima, assim que o médico concedeu que ele fizesse aquilo, ele tocou o rosto do garoto com as pontas dos dedos o seu rosto.

-Tem certeza que não quer trocar? Ele é doido.

Perguntou o doutor com um certo receio, não sabia se ele realmente iria cuidar do menino corretamente, ou se não iria acabar surtando igual.

-Todos somos doidos, Doutor. E sim, eu quero cuidar dele.

Disse o moreno olhando o doutor com um largo sorriso estampado em seu rosto, vendo este fazer um pequeno sinal com a cabeça concordando  com o garoto, e logo saiu da sala, deixando os dois garotos a sós.

-Prazer Jackson, meu nome é Mark, e eu vou cuidar corretamente de você.

Sussurrou o garoto, inclinando seu corpo minimamente para frente, deixando um selar rápido pela testa do rapaz, e logo  sentou-se na poltrona que havia perto da cama, apoiando seu cotovelo sobre o  braço desta. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...