História PSYCHO - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags Drama, Romance, Yaoi
Visualizações 4
Palavras 1.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu realmente espero que vocês estejam gostando, por ser minha primeira fic estou tentando dar de tudo pra essa estória ( sim, tá certo) dar certo!

Capítulo 3 - 3 Capítulo


" O anjo caído encontrou seu amor em meio à escuridão, e pela primeira vez  ele se sentiu protegido." ~

~~~~~~~

[...]  Estava tudo escuro, Jackson entre abriu os olhos e seu peito doía a ideia de ter alguem pra si o comovia.
Mark estreitou os olhos e sorriu, seus dedos lentamente roçaram os lábios do rapaz. O moreno aproximou-se e ambas respirações se mesclavam.

  -Eu quero você pra mim...

Sussurrou o moreno,  fazendo uma trilha de beijos no pescoço do mais velho , ele não relutou deixou-se envolver pelo carinho.

  - Eu já sou seu.

Após dizer tais palavras, sentiu o mais novo deslizar sua língua por sua pele, a sua calça foi invadida pela mão alheia. Sentia seu membro já totalmente rígido. 

 Mark deslizou seus lábios para a barra da calça do moreno, abaixou as baixas vestes deixando o membro do rapaz exposto. O mais novo teve seu corpo puxado e seus lábios novamente beijados, agora em um beijo mais intenso.

Jackson deslizava ambas mãos pelo corpo alheio, apaupou as nádegas do mais novo, ouvindo este arfar baixinho entre o beijo. O beijo foi cessado com alguns selares, e novamente  Mark levou seus lábios para o membro do rapaz, passou  a  língua por toda extensão do membro e sua destra fazia movimentos de vai e vem  estimulando mais um pouco o membro do moreno. Logo que isso aconteceu, deslizou à  língua pela glande inchada, sentindo pré gozo ser liberado  melando totalmente aquela área, olhou o moreno de um jeito inocente.

O mais novo abocanhou o membro, fazendo movimentos de vai e vem com sua boca lentamente, sentindo os fios de seu cabelo serem agarrados. Jackson arfava, pressionando os fios de cabelo entre seus dedos, fazendo com que o mais novo movimenta-se mais rápido os seus lábios contra seu membro.

Jackson sentia seu corpo inteiro se estremecer, ao ter o mais novo fazendo aqueles movimentos contra seu membro. Ele não sabia mais se permitir aquilo, seria correto? O que o pai pensaria? Mas ele nao estava aqui agora, nada mais importava.

Mark sentia o membro do rapaz pulsar violentamente contra sua cavidade bucal, continuo com aquele movimentos intensos, esperando que o mais velho goza-se em sua boca. 

O moreno arqueio suas costas, puxando os fios escuros do mais novo entre seus dedos, sentindo que já chegaria ao seu limite.

Jackson estava quase lá, seu corpo inteiro se estremecia, ele se deliciava com a boca do rapaz e o modo que Mark o olhava.

E fi....

°•°•°•°•°•°•°•°•

Jackon abriu os olhos lentamente, sentindo um pequeno incomodo por conta da luz forte que bateu contra seu rosto. O moreno sabia que novamente tinha dado seus surtos, seus pés e braços estavam presos na maca, ele pressinou os lábios cerrando minimamente os olhos.

-Boa tarde, espero que esteja bem.
 
Uma voz meio grossa tomou conta do local, Jackson olhou para o lado vendo um menino magro, de cabelo escuros sentando na poltrona que havia perto de sua maca, com um livro em mãos e um sorriso estampado em seu rosto.

Era o menino dos sonhos, mais uma ilusão? Jackson estava horrizado, ele teve um sonho sexual com uma de suas ilusões? Como isso era possível?

O sonho parecia tão real, ele realmente sentiu que seu corpo havia sido tocado por alguém, mas era apenas mais um ilusão.

Mark levantou-se da poltrona e se aproximou do mais velho, abaixou o olhar vendo o volume marcar a sua calça branca. Este soltou uma risada soprada, desviando seu olhar e logo indo para a mesa que havia no outro canto da sala, pegando uma pequena pasta com o perfil do rapaz que estava na maca. 

Ele retirou os papéis da pasta, e sentou novamente perto do rapaz, analisando os papéis em silenciou.

Jackson abaixou o olhar, vendo que seu membro rígido marcava sua calça, não tinha nem como tampar aquilo, seus braços estavam presos.

Em nenhum momento ele tirou o olhar do rapaz que estava ali sentando, ele já não podia mais acreditar em si mesmo, não sabia mais o que era real do que era uma ilusão. E se aquilo fosse mais ilusão, que com o tempo iria tortura-lo como todas as outras, que chegavam na surdina e depois o atacavam com palavras de ódio.

Um silêncio pairava pelo local, podia se ouvir o moreno na poltrona separar as folhas e cantar baixinho uma música. Este levantou o olhar e foi novamente para perto da cama do rapaz.


-Eu me esqueci...

Disse o rapaz em um tom baixo, com um largo sorriso estampado em seu rosto, tirando as amarras que prendiam os pulsos e os calcanhares do garoto que estava na maca.

-Estou aqui pra te ajudar, ser um uma espécie de refúgio.

Disse tais palavras, entregando um copo d'água que ele havia pego no bebedouro que estava na sala. Jackson segurou o copo de plástico e desviou seu olhar, derramando a água do copinho no chão da sala.

-Fique longe de mim, eu já estou cheio disso...

Sussurrou Jackson se levantando da maca com uma certa dificuldade, pressionando novamente seus lábios. Apoiou uma de suas mãos na parede e abaixou o olhar.

-Estou cheio de vocês! Cheio de sofrer por causa de vocês.

Mark não estava entendendo nada que estava acontecendo, ele apenas sabia que Jackson tinha esquizofrenia. Será que ele estava tendo mais uma de suas alucinações? Aquilo era difícil de entender, mesmo que fosse algo difícil de lidar ele faria de tudo para ajudar o mais velho.

O mais novo se aproximou de Jackson e levou sua destra ao pulso alheio, sentiu seu corpo ser empurrado contra o outro lado da sala. Jackson estava novamente surtando? 

-Apenas pare de aparecer pra mim, eu não mereço isso, não mereço sofrer desse jeito.

Dizia o mais velho em meio as lágrimas, sentindo seu corpo se deslizar pela parede, recolheu suas pernas abraçou estás escondendo seu rosto.

Mark levantou-se e aproximou-se sutilmente do mais velho, levando sua destra aos fios do cabelo alheio.

-Eu estou aqui pra te ajudar e te proteger, apenas deixe eu ser o seu refúgio.

Sussurrou Mark, vendo Jackson levantar a cabeça deixando uma risada soprada escapar de seus lábios.

-Eu já não acredito mais.

Disse o mais velho, empurrando novamente Mark vendo este cair ali no chão. Jackson levantou-se do chão e saiu da sala às pressas.
 


Notas Finais


E como sempre, espero que vocês estejam gostando.! S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...