História Psycho Love 2 - Imagine Jeon Jungkook - BTS - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagien Jeon Jungkook, Imagine, Imagine Jungkook, Imagine Kook, Jeon Jungkook, Jungkook, Você, Yuki_dark
Exibições 678
Palavras 1.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá quem voltou :3
Meu
Ser
sahsuahs

Ta parei :v

Bem, eu prometi voltar com um puta de um cabelo, aqueles bem grande né. Mais acabei não conseguindo escrever muito grande, por que eu queria meio que acabar com um suspense - que eu espero que tenha acabado -
De qualquer forma, o que importa é que eu voltei né, só digo que eu gostei muito desse capítulo e principalmente do final.
"Então vc não gosta dos outros?"
Eu gosto sim, é que, nesse a S/n - no caso vc - não teve muito aparecimento, e sim mais os meninos, como o Jimin, Yoongi, Taehyung - que foi curto, mas apareceu - e o JongKook.
E eu não sei se a Luna vi ver esse capítulo o não, mas meu ser agradece você, por que se você não tivesse falado comigo, eu teria desistido da fanfic, pelo simples fato da minha escrita não me agradar :´)
Mais agr não irei mais fazer isso, então relaxem.

Agr, espero que gostem do capítulo >3<
~Boa leitura

Capítulo 11 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Psycho Love 2 - Imagine Jeon Jungkook - BTS - Capítulo 11 - Capítulo 11

Capítulo anterior...

Aceno positivamente, dou meio volta e adentro o prédio, em meio o caminho olho para trás e vejo que Park andava de um lado para o outro, xingando alguma coisa. Paro de olhar para trás, volto a olhar para frente, tomando o meu caminho até meu quarto, deixando o local onde Park estava... 

JungKook Off

Jimin On 

XXX-XXX

"Só o louco tem asas para viajar por lugares nunca antes viajados"

 

Capítulo 11

Jimin On

- Por que?... Por que diabos isso está acontecendo?... Tudo estava indo tão bem... tudo em seu devido lugar, todos estavam felizes... por que? Por que você teve que aparecer... Jeon... -  Acabei  parando de andar, suspirei alto e olhei pro céu, que estava um pouco nublado, logo iria cair uma chuva...

- Pronto, cheguei, demorei um pouco, mas eu cheguei. – Escutei a voz de (S/n), me virei e a vi sorrir.

- E-então vamos indo? – Dei um sorriso forçado para a mesma.

- Jimin? -  Escutei a doce voz de (S/n) me chamar.

- Sim? – Eu ainda a olhava, em seu olhar, ela parecia estar preocupada.

- Aconteceu alguma coisa? Por que você está assim?

- Não, não aconteceu nada. -  Acabei sorrindo forçado. -  Eu só estou cansado por causa do trabalho, mas não é nada de mais. – De alguma forma, minha reposta convenceu a (S/n). – Então vamos indo? Parece que vai chover a qualquer momento. – Olhei novamente para o céu que tinham as nuvens  em uma tonalidade escura.

- Sim, parece que vai chover. – (S/n) começou a andar na minha frente, indo até o meu carro. (S/n) andava em passos calmos, a mesma olhava as árvores que balançavam devido ao vento, seu olhar era calmo, não tinha medo e nem raiva, apenas inocência...

- Se Jeon vai ser aquele que ira tentar trazer a memória da (S/n)... eu serei aquele que ira impedir que isso aconteça...

(...)

- Obrigada por me trazer pra casa Jimin.

- Imagina, amigos servem para isso, certo? – Vi (S/n) dar uma risada baixa, logo a  mesma acenou para mim e adentrou no seu prédio. Fiquei com o carro parando vendo-a entrar até sua casa. Ao sumir por completo de minha vista, dou partida com o carro, indo até Taehyung. – Acho que o Taehyung iria quere ficar sabendo sobre o paradeiro do Jeon... – sussurrei pra mim mesmo.

(...)

Taehyugn, o irmão de (S/n), não mora mais na mesma casa que ele morava quando eu e a (S/n) estava no tempo de escola. Ele recentemente se mudou para um apartamento pequeno. Eu estava fora do carro, olhando o prédio onde ele mora.

Logo depois do ocorrido com a (S/n), acabamos meio que prometendo não contar sobre aquilo e muito menos falar sobre a cicatriz, que ela ficava perguntando toda hora.

- Ei, Jimin, quanto tempo. – Escutei a voz de Taehyung atrás de mim. – O que o trás aqui?

- Eu vim falar com você. – Me virei para o mesmo, percebo que ele tinha em mãos algumas sacolas. – Foi fazer compra? – O perguntei, que acenou positivamente.

- O que você tem a me falar? – Taehyung se encontrou no carro e ficou me olhando.

- O Jeon é uns dos pacientes da (S/n).

- Como assim? – Taehyung parecia não acreditar no que eu falei.

- Ele foi transferido do seu antigo hospício para onde a (S/n) está trabalhando. -  O mesmo parecia surpreso, bem, qualquer um ficaria, não é? Qual é a chance disso acontecer?

- Ele esta igual como antes? – Taehyung perguntou-me sério.

- Pelo que eu vi, não... hoje mesmo... ele se ajoelhou para mim e começou a chorar... E sem falar que ele quer tentar trazer a memória da (S/n) de volta. – Vejo o mesmo em minha frente bufar alto.

- Eu não acredito que ele possa ter mudado, ele pode ter chorado, mas mesmo assim, pra mim ele sempre vai ser um psicopata maníaco... – Taehyung demonstrava uma certa raiva. – Bem, valeu por dizer Jimin. – O mesmo pegou as sacolas, que estavam no chão. – Eu vou deixar as compras dentro de casa, logo vou pra casa da (S/n) e conversar com ela. – Me despido do mesmo e logo vou pra minha casa, pra pensar no que eu posso fazer a respeito do Jeon e da (S/n)...

Jimin Off

JungKook On

- Me pergunto como vai ser as coisas daqui em diante... – Eu caminhava em passos calmos pelo corredor deserto. – De alguma forma, to com um mal pressentimento...

- O que tanto pensa JungKook? – Levantei meu olhar e vejo que Yoongi estava encostado na parede. – Você ta pensando tanto que está até saindo fumaça pela sua cabeça. – O mesmo riu com o que disse.

- O que você está fazendo aqui. – O olhei sério.

- É hora livre, a gente pode ficar livre, fora dos quartos, é isso que eu estou fazendo. Sendo livre. – Olhei para a janela, vejo que não tinha ninguém no pátio.

- Não tem ninguém no pátio, ou seja, a gente deferia estar no quarto. – Vejo Yoongi soltar uma risada de leve. – Seu louco. -  Falei suspirando baixo.

- Saiba que só os loucos tem asas para irem ao outro mundo.

- EI! POR QUE VOCÊS DOIS NÃO ESTÃO NO QUARTO?! – Olhei para trás e vi um enfermeiro, olhei para Yoongi que estava sem reação. – VOCÊS DOIS AI! NÃO SE MEXEM! – Gritou o enfermeiro correndo em nossa direção.

- Ta bom, como se a gente fosse ficar aqui parado. – Senti a minha blusa ser puxado. – Vamos JungKooK! – Yoongi acaba me puxando, o enfermeiro gritava e mandava a gente parar de correr, só que isso fazia a gente correr mais e mais.

De alguma forma.

Eu estava me divertindo.

Estava me divertindo de fugir do enfermeiro que gritava igual um louco pelo corredor.

Eu estava rindo.

De alguma forma.

Esse lugar, não é tão desumano.

Eu me sentia vivo.

Me sentia mais humano.

(...)

- Pronto, aqui ele não irão nos encontrar. -  Yoongi abriu uma porta meio velha.

- Onde estamos? – Eu olhava de um lado pro outro, as paredes não tinham mais corres, nelas as tintas estavam saindo e as rachaduras eram bem vista.

- Estamos em uma parte onde os enfermeiros não vem muito.  Digamos, que aqui é meio que o porão do hospício. Eles jogam as coisas inúteis, como moveis, livros, e outras coisas que na usam nos pacientes. – Percebo que Yoongi tentava abrir a porta com um grampo de cabelo.

- Onde você tirou esse grampo? – Perguntei olhando para suas mãos.

- Do meu cu que não foi. Peguei de uma enfermeira. – Quando ia protestar, a porta foi aberta. – Pronto.

Yoongi foi na frente, o mesmo descia umas escadas, que estavam sujas. Não tinha iluminação, a única coisa que iluminava era o brilho do dia que entrava pela pequena janela. O corrimão eram feito de ferro, que estava enferrujado.

Ao descermos um pequeno lance de escadas, chegamos a outra porta, mas essa estava aberta.

- Bem vindo ao meu segundo quarto. – Yoongi me deu passassem, o quarto não era grande, não se tinha iluminação, apenas grandes janelas, que ajudava na iluminação do pequeno quarto.

O mesmo tinha cheiro de poeira forte, tinha uma cama, que estava rasgada no meio, e um sofá bem antigo, mas nada que se poda utilizar. Mesmo sendo pequeno esse quarto, eu me sentia bem, não era como no os quartos dos pacientes.

Quando dou por mim, eu já estava deitado no sofá, mesmo sendo velho e cheirava a poeira, era confortável.

- Toma. – Escutei Yoongi falar, logo vejo uma latinha de refrigerante ser jogado para mim.

- C-como você tem isso? – Vejo que o mesmo estava perto de uma pequena geladeira.

- Ela esta quente, porque a geladeira não funciona ainda. Mais eu pretendo fazer ela funcionar, assim como a iluminação desse quarto. – Yoongi deu um gole de seu refri.

- Mais como  você pegou isso? – Abri o meu refri e dei um gole. – Quanto tempo eu não tomo refrigerante?

- Ouve um tempo que eu ajudei na cozinha, e com isso roubei algumas coisas. – Yoongi abriu a mini-geladeira, revelando algumas comidas, que além de estarem em bom estados, pareciam boas de se comer. -  Eu andei pensando em colocar você para ser ajudante do cozinheiro, porque assim podemos roubar mais comidas, e quem sabe, descobrir onde ficar o roteador para ligar a energia daqui, ou até mesmo, sair desse lugar. Mais claro, se você topar em fazer isso. – Fiquei em silêncio olhando para a latinha em minha mão.

- E o que eu ganho com isso? -  Olhei para o mesmo.

- Você poderá vir aqui, ou melhor, aqui poderá ser o nosso quarto, eu sei os horários que os enfermeiros passam nos quartos vendo se os pacientes estão neles e também sei a hora que todos levantam.

- Okay... eu irei te ajudar. – Vejo um sorriso ser feito nos lábios de Yoongi. – Mais... você terá que me ajudar a recuperar as memórias da (S/n). – Ao dizer minha proposta, o sorriso no seu rosto some completamente.

 

 


Notas Finais


Esse é o capítulo 11 :3
Espero que tenham gostado
Perdoe os erros, eu não reli, pq tive q escrever rapidinho para postar pra mim poder estudar pro simulado de amanhã <3
De qualquer forma, espero q tenham gostado msm
~Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...