História Psycho Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Demi Lovato, Fifth Harmony, Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Selena Gomez
Tags Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Dinah Jane, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Lemon, Normani Hamilton, Romance, Selena Gomez, Sexo, Yaoi
Exibições 43
Palavras 1.564
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Turma, tudo bem? Eu sou o Luba... Mentira! :P. Ai esta mais um cap, e a partir de hoje, não sei a partir de que hora, a fic vai ter mais uma autora. O nome dela é Raphaela e ela tem 13 anos, assim como eu. Aposto que vamos nos dar bem, ela é mto legal! Bom, chega de enrolação e vamos pro cap. Boa leitura e estarei lá em baixo. :)

Capítulo 2 - Chapter Two


Fanfic / Fanfiction Psycho Love - Capítulo 2 - Chapter Two

 

Camila Pov

Acordo com batidas na porta. Me levanto lentamente e caminho até a porta, a abrindo. Só podia ser.

- Bom dia filha - minha mãe entrou no quarto me empurrando. - Vou precisar sair, resolver algumas coisas importantes - reviro os olhos e bufo, sei que ela estava mentindo.

- Bom dia. Sim, você pode entrar, fique a vontade, por que não deita um pouquinho? - falo sarcástica enquanto ela abria as cortinas do meu quarto, fazendo com que a luz natural entrasse pela janela.

- Mais respeito mocinha, eu sou sua mãe! - Revirei os olhos, enquanto pensava rapidamente em algumas maneiras de matar Sinu Cabello sem deixar pistas.

Vocês devem pensar: Credo Camila, matar sua própria mãe! Mas é por que vocês não a conhecem como eu conheço. Sinu é uma mulher calculista e gananciosa, prepara o bote com precisão para que nada saia errado, e ela vem fazendo isso a alguns anos com meu pai, que cai na dela direitinho e nem percebe que é corno e está sendo roubado pela própria esposa. 

Abandonei meus pensamentos e fui para o banheiro, escovando meus dentes e domando minha juba, vulgo cabelo. Calcei minhas pantufas de gatos pretos e desci as escadas, indo pra cozinha.

Pelo que falei acima, você já presume que não somos uma família tão unida, mas se ainda acha que pelo ao menos nas refeições, se enganou. Meu pai, Alejandro Cabello, saiu a mais ou menos uma hora atrás. Sinu deve estar em seu quarto, conversando com seu amante. Preparo meu café da manhã, um copo de suco de laranja e um sanduíche de pasta de amendoim e geleia. Subo para meu quarto novamente e tranco a porta, indo pra varandinha, sento na rede e começo a comer.

Comi calmamente e quando acabei levei minha louça para a pia e a lavei. Subo para meu quarto e me jogo na cama, meus pensamentos indo para a unicamente bela morena dos olhos mais lindos que já vi na vida. Liguei a Tv e zapeei pelos canais, deixei em um canal aleatório e durante o programa acabei pegando no sono.

Acordei com o bip do celular, me dizendo que já era hora de acordar. O peguei e assim que liguei a tela achei que ficaria cega pelo brilho máximo da tela em meus olhos. Olhei a hora e ainda tinha um bom tempo pra me arrumar.

Me levantei com preguiça e caminhei até o banheiro, me despindo no caminho. Liguei o chveiro em temperaturamorna e entrei debaixo do mesmo, deixando que as gotas d'água caissem sobre meu corpo e molhando meus cabelos. Lavei meus cabelos e em seguida me enxaguei, me enrolei em uma toalha fazendo o mesmo com meus cabelos.

Coloquei um moletom branco com touca e uma saia estampada marrom, calçando botas de cano baixo marrom claro. Arrumei meus cabelos em uma trança desfiada com minha franja caindo sobre o olho (look da capa) e me olhei no espelho, gostando do que vi. Coloquei meus óculos de grau e peguei meu celular e minhas chaves. Peguei minha mochila e sai de casa, caminhando rumo a faculdade. Eu até poderia ir de carro, já que eu tenho um, mas prefiro ir andando, já que me exercito.

Assim que cheguei em frente a faculdade, , pude ver minhas amigas,Lucy, Normani, Ally, Ariana e Selena. Cumprimentei cada uma com um beijo na bochecha e entramos juntas para a sala, todas fazemos o mesmo curso. Depois de aulas extremamente chatas, fomos para o nosso intervalo. Odeio administração com todas as minhas forças, só faço a mando de Sinu e pedido de meu pai. Também odeio morar naquela casa, ter que ver minha mãe se agarrando com Joshua, seu amante, enquanto papai trabalha... Argh... Ninguém merece. Se tivesse dinheiro suficiente não estaria ali. O dinheiro de meu trabalho não sobra pra isso. Sim, eu trabalho, só estou de férias. Meu pai se ofereceu pra pagar, mas ainda não sei se devo aceitar, vou ver se alguma das meninas pode morar comigo e dividir as despesas. 

Sou tirada de meus devaneios quando ouço o sinal tocar. É, meu momento de paz acabou. Suspiro e volto pra sala. Depois de algumas horinhas que pareceram ser anos, finalmente podemos ir embora. Antes que pudesse seguir caminho de casa, sinto Normani me puxar pelo braço.

- Você vai no Starbucks com a gente né? - nego - Ah Mila, por favor, só hoje. - Faz cara de cachorro abandonado e as outras a imitam.

- Ai meu deus! Não resisto. Ta bom, vamos - rio.

Normani comemorou e eu ri. Sou puxada para a cafeteria no outro lado da rua. Entramos e eu senti o delicioso cheiro de chocolate quente.  Nos sentamos e uma garçonete veio nos atender.

- Olá, meu nome é Verônica, mas podem me chamar de Vero - sorri diretamente pra Lucy - O que desejam/

Lucy, Ally e Normani pediram Capuccino, enquanto Ariana e Selena pediram café. Eu pedi um chocolate quente com marshmellows. Quando nossos pedidos chegaram, o copo de Lucy continha o nome de Vero e um número abaixo. Fizemos um coro de "Hmmm" e Lucy ficou mais vermelha que tomate, nos fazendo rir. Passei mais de uma hora conversando com elas até que decidi ir embora. Me despedi das meninas e quando sai do café, senti que estava sendo observada. Olhei ao redor e não vi ninguém, dei de ombros ignorando isso e caminhei para casa.

Assim que cheguei, tomei um banho rápido e coloquei meu pijama: Um short curto preto e uma blusa de alças finas, ambos com estampas de gatinhos. Coloquei um moletom grande que ia até a metade das minhas coxas por cima por causa do frio e destranquei a varanda. Peguei meu caderno e coloquei Lana del Rey pra tocar no fone, no volume máximo. Comecei a desenhar sem prestar muita atenção no que estava fazendo. Passaram-se uns trinta minutos mais ou menos, senti mãos geladas cobrindo meus olhos e já sabia quem era, aliás, quem mais poderia ser?

- Adivinha quem é? - Escutei sua voz baixa e rouca ao pé do meu ouvido e me arrepiei, sentindo sua respiração batendo contra a pele exposta do meu pescoço, senti ela sorrir.

- Olá Angel of Dead - sorrio

- Como sabia que era eu? E o por que do apelido - pergunta quando me viro para ela.

- A essa hora, quem mais poderia ser? E te chamei assim por que ainda não sei seu nome - ela sorriu e coçou a nuca.

- Ah okay... Hm... Meu nome é Lauren, Lauren Jauregui - sorri sem jeito.

- Ah okay Lauren - sento de frente pra ela e a chamo pra fazer o mesmo, cruzando minhas pernas em perninhas de indio. - O que veio fazer aqui hoje?

- Saber mais sobre você - cruzou os braços - Quantos anos tem?

- 20 - ela me fitou surpresa.

- Sério?! - assenti - Você não parece ter essa idade, parece ter uns... Sei lá, 18? - Sorri grande e convencida.

- Obrigada - largo o caderno - E você Jauregui, quantos anos tem?

- 24 anos - coço a nuca

- Você também parece ter uns 19 - sorrio

- Eu sei - se gaba e eu reviro os olhos rindo - Sei que não é uma pergunta normal mas... Eu não sou normal então... - dá de ombros - Como você mataria uma pessoa? - 

- Se eu soubesse usar algum tipo de arma ou me defender... Acho que a facadas ou decaptados - falo como se fosse a coisa mais normal do mundo.

- uau, você é bruta - ri - fez mais algum desenho?

- Sim - entrego o caderno pra ela.

- Eu? - pergunta meio encabulada.

- Que? Como assim? Eu não... - Olho e vejo que desenhei mesmo ela - Acho que me distrai e desenhei o que estava em minha mente - sorrio.

- Então quer dizer que pensava em mim - arqueou a sobrancelha e eu corei, percebendo o que eu havia falado. Dei um tapa em seu braço - Ouch! Doeu! - falou rindo.

- Era pra doer mesmo- rio de sua cara e bocejo.

- Eu vou indo... você precisa dormir - se levanta

- Não! - soo desesperada e seguro em seu braço, corando em seguida - Er... Fica aqui, por favor... - falo baixo e ela pega em meu queixo, levantando meu rosto e colando nossos lábios. 

De início não correspondi, a fazendo ficar apreensiva. Mas assim que voltei a mim, envolvi meus braços em seu pescoço a puxando para mais perto. Uma de suas mãos foi para minha nuca, adentrando meus cabelos e puxando, me fazendo gemer baixo. A outra mão foi para a minha cintura, colando meu corpo ao seu em uma maravilhosa pegada. 

Lauren me empurrou na cama levemente com seu corpo, ainda me beijando e deitando por cima de mim. Senti sua coxa roçar em minha intimidade e me separei de seus lábios pra gemer baixinho. Nos separamos ofegantes e Lauren se deitou ao meu lado.

- Boa noite My angel - sussurrou em meu ouvido.

- Boa noite Dear Killer - dei um beijo em sua bochecha e me aconcheguei em seu peito, bocejando e adormecendo rapidamente ao escutar a doce voz de Lauren cantar Love Yourself.


Notas Finais


Bom, esse foi o cap de hoje. espero que tenham gostado, Comentem o que acharam e obrigado por lerem. E como sempre, um beijo pra quem quiser Turma. Falooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooowwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...