História Psycho Love - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bromance, Jikook, Shipp, V-hope, Vmin, Yandere
Exibições 113
Palavras 804
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura^^

Capítulo 10 - Granada


Fanfic / Fanfiction Psycho Love - Capítulo 10 - Granada

-Appa! Appa! - Eu gritava balançando o cadáver de meu pai que estava jogado no chão da cozinha. 

Enquanto chorava sobre o cadáver de meu pai, comecei a perguntar em voz alta quem havia feito aquilo. Ao levantar meu olhar, vi Namjoon, Taehyung, uma mulher que eu não conhecia e um homem, que eu também não conhecia ao lado da mesma. 

-Me ajudem! - Falei para eles - Quem fez isso? - Perguntei para eles que apontaram em direção a porta. 

-Fui eu, meu amor. - Olhei para a porta. 

Fui subindo o olhar de seus pés até seu rosto, mas não consegui ver quem era pelo fato de estar usando uma máscara totalmente preta que deixava apenas seus olhos a mostra. Ele começou a se aproximar de mim e então ergueu a máscara deixando apenas sua boca aparecendo. 

-Eu fiz isso por você, Jimin. - Sorriu. 

-Quem é você? - Perguntei. 

-Eu... 

Acordei com um pulo. Jungkook me acordou e isso me assustou. 

-Você está bem? - Perguntou assustado. 

-Sim, foi só um pesadelo. - Respondi. 

-Agora está tudo bem. - Beijou minha testa - Foi só um sonho! Vai tomar um banho e coloca a roupa que eu deixei para você no banheiro, eu fiz um café da manhã para você. - Me deu um selinho e saiu do quarto. 

Me levantei e fui tomar um banho. Afinal, depois da noite de ontem, eu acho que estava precisando de um banho. 

(Quebra de tempo) 

Após tomar o café da manhã, eu e Jungkook decidimos faltar a escola e apenas passar o dia juntos vendo um filme. Mas, durante o filme, meu celular tocou. Era o médico do hospital do V, então achei que Tae tivesse acordado, por isso dei um pulo do sofá e atendi o celular rapidamente.

-Alô? - Falei.

-Alô, Jimin, aqui é do hospital Gangnam Yonsei. - Disse o médico do outro lado da linha. 

-Sim, é sobre o paciente Kim Taehyung? Ele acordou? - Perguntei animado, fazendo com que Jungkook pulasse do sofá e me olhasse assustado, eu diria. 

-Não. - Suspirou o médico - Jimin, sinto lhe informar que seu pai veio em estado grave para o hospital, ele estava internado e...- 

Desliguei a ligação sem nem mesmo deixar o médico terminar sua fala. Meu corpo congelou, meu coração parou e o celular caiu no chão. Senti meus olhos se encheram de lágrimas, mas não tinha tempo de sentar e chorar, eu tinha que ver se era real e o que realmente aconteceu. Sem nem olhar para Jungkook, eu abri a porta e sai correndo em direção a o hospital, apenas ouvi Jungkook gritar meu nome e pedir para eu lhe esperar, mas ignorei o pedido e continuei correndo o mais rápido possível. Demorou uns 26 minutos para chegar no hospital, mas não me importei de estar cansado e suado, preciso ver o appa. 

-Moça, onde está o médico Kang Se Jung? Preciso falar com ele. Agora! - Falei em um tom alto fazendo com que a mulher da recepção com quem falava se assustasse. 

-Ele está ali. - Apontou em direção a ala C do hospital. 

-Doutor Kang! - Chamei o mesmo assim que o avistei - Onde está meu pai? Eu quero vê-lo. 

-Jimin... Precisamos conversar. - Ele falou suspirando. 

 *Jimin Off* 

 *Jungkook On* 

Corri atrás de Jimin até chegar no hospital Gangnam Yonsei. Oque aconteceu para o meu ChimChim sair correndo daquele jeito? Será que V está aqui e ele acordou? Olhei para o hospital e depois para a entrada. Ao olhar para mesma, vi o meu baixinho ali, chorando. Me aproximei dele e sentei-me ao seu lado. 

-Oque houve, ChimChim? - Perguntei abraçando ele de lado. 

-Meu pai... Morreu. - Ele disse chorando mais ainda - Falaram que era suicídio, que ele deixou uma carta e que não foi assassinato. Mas, eu conheço meu pai, ele não se mataria assim! - Ele chorava cada vez mais. 

-Meus pêsames, pequeno. - Encostei sua cabeça no meu ombro e beijei sua testa tentando o confortar. 

Deixa eu adivinhar... O pai de Jimin foi encontrado com um tiro no peito, um pouco mais acima do coração. Seu vizinho chamou a polícia e a ambulância porque ficou com medo. A polícia ia delatar como assassinato, mas achou uma carta de homicídio que dizia: "Sou culpado pela morte de minha esposa e também sou culpado por machucar meu amado filho. Saibam que não sou eu que estou me matando, mas sim, a culpa". Sim, eu matei ele. Eu falei que não queria meu amor machucado, e ele estava machucado graças a seu pai. Não gostei nada disso. 

-Kookie.- Jimin me chamou - Apenas pessoas próximas de mim estão morrendo. Eu pareço uma granada, machuco todos ao meu redor. E se o próximo for você? Oque fazer?- Perguntou secando as lágrimas.


Notas Finais


Até o próximo capítulo^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...