História Psycho Love — Min Yoongi - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Drogas, Longfic, Min Yoongi, Possessive, Sexo
Visualizações 2.018
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, oi. <3

Bora pra safadeza! hajshsssmbs. Boa leitura. ^^

Capítulo 16 - Está gostoso, Yoongi-ah?


Fanfic / Fanfiction Psycho Love — Min Yoongi - Capítulo 16 - Está gostoso, Yoongi-ah?

         Algumas horas antes...

       Point Of View Min Yoongi.

Eu havia saído para comprar algumas coisas, e passei em frente a uma loja, e uma cesta chamou a minha atenção. Parei o carro e resolvi comprá-la para a minha garota. Comprei também uma lingerie e pedi para que colocassem dentro da cesta. Suzie iria adorar.

Quando eu cheguei em casa e encontrei-a desmaiada fiquei cego, como nunca fiquei antes. Peguei a Yang pelo cabelo e saí puxando-a escada abaixo. Joguei-a com tudo contra a parede e apertei o seu pescoço, sufocando-a.

— Yoonie, por favor! — Ela pediu com a voz falha.

— Por que você fez aquilo com ela, porra?! — Apertei-a ainda mais contra a parede.

Yang ficou mole e acabou caindo no chão desmaiada. Liguei para o Soohun e ele chegou em minha casa em menos de cinco minutos, o mesmo sabe que detesto ficar esperando.

— Coloque ela junto com os ratos, tire a roupa dela e coloque vários pedaços de queijo no corpo dela, presos com uma fita. — Sorri.

— Certo, Yoongi. Mais alguma coisa? — Perguntou.

— Só isso por enquanto, essa vadia vai sofrer e muito! — Dei as costas e saí correndo em direção ao quarto da minha menina. Peguei-a no colo e dei-lhe um beijo na testa. — Você vai ficar bem, meu amor.

[...]

Suzie estava deitada em meu colo, enquanto eu brincava com os seus fios de cabelo, a minha garota acariciava o meu joelho com um sorrisinho. Suspirei e encarei a TV, que no momento passava um programa qualquer. Ela usava a minha camiseta, e suas lindas coxas estavam à mostra, causando-me um certo incômodo.

— Oppa, posso te pedir uma coisa? — Indagou deitando para o meu lado, Suzie acariciou o meu abdômen e sorriu sapeca.

— Peça o que quiser, amor.

— Podemos ir ver o papai? — Fez bico.

— Suzie...

— Por favor, Yoonie-ah... — Seus olhos azuis chegavam a brilhar. — Faço o que você quiser, hm?

— Certo. Arrume-se, sairemos daqui uma hora. — Ela sorriu e sentou em meu colo.

— Obrigada. — Passou seus braços por meu pescoço, roçando nossas bocas.

Eu tirei a inocência dessa garota.

— Tudo tem um preço, você sabe, não é? — Acariciei suas coxas, seguindo o carinho até a sua intimidade, coberta por uma calcinha rendada.

A sensação de tê-la sentada em mim é deliciosa.

— E o que você quer, hm? — Suas orbes azuis fitavam-me.

— Eu quero carinho, Suzie. — Adentrei a sua blusa, acariciando o seu ventre com a ponta dos dedos. — Você sabe o que tem que fazer, não sabe?

Movi seu quadril contra a minha ereção, ela grunhiu manhosa e assentiu. Ela ficou de joelhos sob o sofá e passou suas unhas em meu abdômen desnudo. Puxei-a para um beijo totalmente excitado e mordi o seu lábio inferior, puxando-o com os meus dentes.

— Oppa... — Sussurrou ofegante. Seu peito subia e descia.

Puxei a sua blusa para cima e fiquei ainda mais excitado quando toquei seus seios. Suzie estava sem sutiã e arqueou as costas quando levei o destro até a boca, circulando o biquinho com a língua. Meu falo estava dolorido e a minha box estava bem mais apertada. Coloquei-a sentada sobre as minhas pernas novamente e subi minhas mãos por todo o seu corpo, até chegar em seu cabelo. Puxei-a para outro beijo e a morena movimentava a sua intimidade contra o meu pau. Arfei e arrastei minha boca até o seu pescoço.

— Gostosa... — Sussurrei em seu ouvido.

— Hm, Yoonie... — Ditou dengosa.

Esfreguei dois dedos em sua calcinha úmida e levei até a boca, chupando. Afastei a sua calcinha para o lado e passei o indicador sobre o seu clitóris rosinha. Esfreguei novamente e levei até a língua.

— Saborosa... — Dei um tapa em sua coxa. — Tire a calcinha para o Oppa.

Suzie sorriu e se pôs de pé, tirando a minúscula peça, deixando-a no chão. Livrei-me de minhas roupas rapidamente, deslizei minha mão por toda a extensão dolorida e pendi a cabeça para trás, mordiscando o meu lábio inferior. A minha garota ficou de joelhos no chão entre minhas pernas e acariciou a glande.

— Você é tão grande... — Suspirei ao ouvi-la falar daquela maneira.

— Coloque na boca! — Rosnei.

A menor agarrou-o com firmeza e aproximou sua língua do falo, circulando toda a ponta, vagarosamente enquanto olhava-me nos olhos. Revirei os olhos quando ela desceu sua boquinha até os testículos.

Porra! — Revirei os olhos. 

— Huh, está gostoso, Yoongi-ah? — Questionou empinando o quadril.

Aquilo foi demais para mim. Agarrei-a pelo pulso e a coloquei de quatro sobre o estofado. Abri a sua vagina afoito e totalmente sedento. Suzie sussurrava algumas palavras desconexas enquanto eu acariciava o seu botãozinho.

— Oppa... — Choramingou.

— Tão sensível. — Fiz carinho em sua bocetinha melada.

— Isso é delicioso! — Riu sapeca quando lambi o seu buraquinho.

— E você gosta, princesa? — Sussurrei rente ao seu bumbum avantajado.

— Muito... — Outra risada.

Agarrei o seu quadril e meu pau escorregou para o seu interior. Suas paredes vaginais apertavam-me e eu estava me segurando para não machucá-la, afinal, Suzie era sensível e apanhou até desmaiar. Senti a raiva apossando-se do meu ser e meti com força, fazendo-a arrebitar ainda mais o seu traseiro.

— Mais forte, Yoonie. — Pediu manhosinha.

Suzie moveu seu quadril contra o meu, e eu penetrei com força, encostando em seu ponto sensível. A minha menina era tão gostosa, tão saborosa. Os nossos grunhidos misturavam-se, afundei dentro dela mais três vezes antes de gozar.

— Eu quero mais! — Pediu ofegante.

Seus olhos estavam cheios de desejo. Sentei-me no sofá e ela pincelou meu pau em sua entradinha. Escorregadio, entrei novamente em sua bocetinha. Era tão quente e tão apertada que faltei enlouquecer, quando a morena rebolou contra mim.

— Não faz isso, Suzie. — Pedi apertando a sua cintura. — Eu posso te machucar...

— Me machuque então... — Mordeu a minha orelha, ofegando alto em meu ouvido.

— Suzie, não faz isso... — Pedi novamente. Respirei fundo e ergui o quadril.

— Vamos Oppa, eu quero ser sua. Quero que você afunde em mim. Quero que você me coma bem gostoso... — Rebolou novamente.

— O que fizeram com você?! — Rosnei, empurrando-a para baixo.

Eu estava todo dentro dela.

— Você me deixa assim, Yoonie... — Roçou seus seios em mim.

— Aish, eu vou enlouquecer! — Ofeguei.

Suzie começou a movimentar-se cada vez mais rápido, gemendo em meu ouvido. Eu estava louco, literalmente. Coloquei-a deitada no chão e apoiei minhas mãos sobre o piso gelado. Entrei mais uma vez, estocando até o fundo. Forte e duro.

Porra! — Cheguei ao meu orgasmo pela terceira vez.

A minha garota sorriu e deitou em meu peito. Estávamos deitados sobre o piso gelado, nús e ofegantes. Seus seios estavam marcados por sucções, assim como o seu pescoço. Suas pernas estavam vermelhas, e minhas costas ardiam.

— Você pode me pedir o que quiser daqui para frente, princesa. Desde que transemos assim... — Falei desembaraçando seus fios lisos.

Ela riu e beijou a minha testa.

...

— Oppa, o que acha dessa saia? — Perguntou vindo até mim, enquanto eu tentava passar uma camisa.

— Muita curta, vista outra. — Suas coxas estavam à mostra.

— Mas eu já vesti quase todas as minhas roupas... — Fez bico.

— Pegue uma calça e uma blusa, ou quer que seu pai veja as suas pernas todas marcadas, hm? — Revirei os olhos.

— Chato! — Resmungou saindo do quarto.

— É Suzie, você está me mudando e isso não é bom.

Só espero que o Choi não descubra o que pretendo fazer com a minha Suzie.


Notas Finais


Safados quase nada MSNSKSJSJ.

Perfil: @rabetania ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...