História Psycho Love (Namjin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jin, Namjin, Psicopatia, Rap Monster, Seokjin, Yadere Simulator
Exibições 115
Palavras 578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie :3

Aqui estou com a fic que prometi pra vcs, Psycho Love! Yay *-*

Essa tbm é solo assim como Oh Daddy (minha outra fic solo) mas esse perfil é em dupla com a Madu, como as leitoras já "antigas" chamam de Appa <3

Pra quem é novo, olá somos TwoArmys! Meu nome é Keh e essa é uma fic que vou escrever sozinha (a não ser que a Madu queira escrever tbm) mas como já disse o perfil não é só meu.

Apenas dizendo pra quem é novo por aqui, pra minhas leitoras velhas apenas: i love u babies <33

Tbm amo mto as leitoras novas que mal conheço e já considero pakas

Boa leitura ❤

Capítulo 1 - Yandere 1


Fanfic / Fanfiction Psycho Love (Namjin) - Capítulo 1 - Yandere 1

-Olhe aqui e não se mexa. - o homem que tirava foto das pessoas que iam presas para a delegacia falou para o garoto alto que revirou os olhos bufando e fazendo o que lhe foi mandado estendendo a plaquinha e dando um sorrisinho irônico para a câmera. - Podem levar ele.

 

Dois policiais entraram, cada um segurando um braço do garoto algemado o levando para a sala de interrogação.

 

-Sente-se e espere até o detetive vir aqui te fazer algumas perguntas. - um dos homens disse e saiu fechando a porta de forma que fizesse o som alto ecoar por todo o lugar fechado em que o assassino se encontrava.

 

Esse começou a analisar o local vendo o grande vidro preto na sua frente e também duas câmeras monitorando tudo o que se passava ali.

 

Riu pelo simples fato de saber que provavelmente haveriam pessoas o olhando enojadas e até mesmo assustadas do outro lado daquele vidro no qual não se podia ver nada de dentro mas por fora sim.

 

Logo após um tempo em que ficara encarando profundamente quem quer que estivesse o observando por trás daquela enorme “janela” viu a porta de ferro ser aberta e uma figura baixa entrar na sala e cruzar os braços sério.

 

Deu uma checada na ficha do criminoso lançando um olhar frio ao garoto que começava a sentir talvez - eu disse apenas talvez - um tanto de remorso por tudo o que havia feito.

 

-Olá, sou Choi Seung-hyun.

 

-Que honra conhecer o homem que vem me perseguindo e atrapalhando meus planos há tempos. - o mais novo falou com um sorrisinho cínico no rosto e o detetive cerrou os dentes lhe lançando um olhar mortal.

 

-Sou detetive e trabalho no seu caso há um ano. Gostaria de fazer algumas perguntas. - sentou-se na cadeira que ficava de frente ao serial killer e pousou a pasta com arquivos e documentos na mesa. - Você, conhecido como “Dark Knife” mata estudantes de seu colégio durante a noite e no período das aulas até o final da tarde é um estudante normal, bem aplicado, representante da sua classe, assistente da diretora. De dia apenas um adolescente comum e de se admirar e de noite um psicopata que se diverte com os cadáveres de suas vítimas simplesmente por achar engraçado.

 

O garoto negou com a cabeça tendo um sorriso no canto dos lábios.

 

-Sua forma de pensar é interessante detetive. Mas sinto te dizer que não é apenas por diversão. Vejamos bem: se eu acho engraçado ver aquelas pessoas, tão entregues, tão inofensivas, suas vidas em minhas mãos, os olhos marejados e implorando para eu não cortar sua garganta e acabar com sua existência miserável na terra? Acho hilário! Mas digamos assim que meus motivos principais matando elas não seja apenas para alimentar minha psicopatia…

 

-E o que seria então? - Choi tentava desvendar o enigma que era aquele ser humano na sua frente, sem sucesso obtido.

 

-E se eu te disser que é por vingança? E se eu te disser que tudo isso é por vingança e amor? - perguntou deixando um suspense pairar no ar e tomar conta da mente do detetive.

 

Aquele garoto seria mesmo louco o bastante para tirar a vida de quase todas as pessoas de seu colégio apenas por amor e vingança?

 

-Porque não me conta do início? Afinal temos tempo suficiente para isso. Não saio daqui até você não abrir o jogo comigo, Kim Seokjin.


Notas Finais


Espero que gostem 🌚

É inspirado no jogo Yandere Simulator❤❤

Pra quem acompanha Oh Daddy amanhã tem att (eu acho)

Pra quem acompanha minha fic em pareceria com a Madu Appa, Good Boy, as att podem demorar um pouco mais...

Enfim, pretendo fazer atualizações frequentes nessa aqui assim como Oh Daddy, bjos chuchus

Omma ama vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...