História Psycho ✴ Vmin - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Kai, Lay, Mark, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags apelidos, Bangtan Boys, Bts, Chanbaek, Clínica, Comedia, Crazy, Dahyun, Jikook, Markson, Medicamentos, Namjin, Psycho, Sana, Shipps, Vmin, Yoonkook, Yoonmin
Exibições 510
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Luta, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura!

E há! Capítulo com mil palavras, dessa vez não foi curto.

VRAU

Capítulo 11 - Mortes e Melhores Amigos


Fanfic / Fanfiction Psycho ✴ Vmin - Capítulo 11 - Mortes e Melhores Amigos

— Ninguém gostaria de morrer por querer. - ele fala irritado dando um murro na mesa.

Fazendo sua bebida, tremer.

— Bem, ele sim. Aqui é um "mortífero" completo. Se você pedir por sua morte, será atendida com sucesso... - encaro com um sorriso maldoso. — e sem pensar duas vezes.

— Quem era ele? - pergunta.

Dou um risinho de canto.
Jackson Wang.

Ele era um psico totalmente fora do padrão, pior que eu, muitas vezes. Estávamos na mesma cela, todo dia íamos cumprir tarefas, punições por desobedecer os militares. Éramos incríveis. Outros temiam ao meu nome e ao dele... Mais precisamente, todos não se atreviam à desafiar Crazy e Wang.

— Então o meu Psico era o mais legal de todos!? - ele pergunta animado.
Sim, eu era. - mas logo, muda para triste.
— Então, por quê não é mais? - um biquinho se forma nele.

Que encantador!

— Porque eu matei meu parceiro! Agora, tem uns outros por aí "maiores" que eu. Tiraram minha coroa, meu castelo, meu reino e meu trono. - falo bravo, dando olhares mortais para alguns caras.

Idiotas.

— Ele quis morrer por quê?

Quantas perguntas, Antigo Inocente... Acalme-se. Temos longos tempos juntos.

Depois eu conto sobre tudo... Aqui é um lugar muito... Público. - me deito na cadeira e olho fixamente para o copo de suco.

Que estava vazio.

— Ainda vamos fugir, não é? Percebi que agora não é o exato momento... - ele comenta tentando quebrar o silêncio que havia entre nós.

— Tá legal, retirem-se. - Yoongi se aproxima. — Jimin e Taehyung, agora já estão amigáveis? - ele sorri com deboche.

— Não, estamos encenando. Quero ser um ator futuramente. - Tae faz um coração com os dedos.

Como é que é? - Yoongi estranha.
— Foi isso mesmo que você ouviu, aliás, você é um bom doutor, sabe? - Muda o assunto.

Yoongi com um sorriso vitorioso, me olha rapidamente e volta seu olhar para o Antigo Inocente.
Eu sei muito bem. Agora andem logo.

Cela 342: Park Jimin e Kim TaeHyung (ant: Jackson W.) •

Chegamos em nossa cela, a porta se fechou e então, me sentei em minha cama, de pernas cruzadas. Mas por incrível que pareça, ao invés de Taehyung se sentar na dele, pôs a vir até a minha cama e me encarar.

— O que olha? - pergunto.
— Os seus olhos, dã. - ele faz uma careta. — São bonitos.

— Os seus também. - elogio.
— Obrigado! - seu sorriso quadrado se forma novamente. — Agora, conte-me sobre a morte dele.

— "Você viu o quão bom é o sangue? Acho que é uma bela tinta que mais liquida." ele falava isso para mim, toda noite quando ambos estávamos madrugando sem sono algum.

— Quero apenas que resuma. - ele me interrompe. Bufei e então, pensei nas melhores partes.

— Seu pedido não será atendido. – ele ri.
Lancei um olhar desafiador e um sorriso de canto. — Era uma vez...

Jackson tinha trocado de cela, pois causava problemas com o outro e veio para a minha, que antes eu era só. Desde que ele pôs os pés em meu território, eu era 'transformado" então nos entendemos bem. Nós dois fazíamos bagunça...

Flashback On (curta) •

Vamos acabar com esse local, Jimin... - ele falava alegre.
Meu sonho é isso. - digo.
Então por quê não realizar? - ambos abrimos sorrisos.

Que o inferno de todos esteja começando...

Flashback Off (curta) •

Sempre encrencados, mas sempre se divertindo.

Agora você se pergunta... Por quê fazíamos isso?
Simples... Porque era legal, forma de fugir da realidade, e não pensar que tudo está perdido dentro da prisão para loucos, diga-se de passagem.

que Jackson teve uma notícia, eu até agora não sei o que é, ele nunca me contou.

Ele deixou de falar comigo, durante exatas 4 semanas.
Eu contei segundos, porque queria um amigo e ele existia em minha mente apenas.

Para mim, Jackson Wang deixou de existir.
Mas ele, numa madrugada foi retirado da minha cela, pensaram que eu estava a dormir e em silêncio, acordaram Jackson e levaram para fora. A cela estava apenas com a porta encostada, eu pude sair.

Segui os militares e Jackson.

Flashback On (curta) •

Que bom que meus amáveis colegas... Me tiraram de . - ele riu.
Sentimos muito... - um dos militares falou.

Que trouxa! Sentir muito? - suas gargalhadas eram altas e de bom tom, mas iam parando. — ... Era. - ele ficou em silêncio, parecia que estava a ver um fantasma.

Quer voltar agora? - o mesmo militar pergunta.
Não. - de ombros. — Eu quero morrer. - ele sorri. — Assim ficarei junto, certo?

Não sabemos... Er... Vamos! Eu deixei a porta encostada, Jimin acorda e some. - outro comenta.

Flashback Off (curta) •

O mais rápido que pude eu voltei para a cela. Ainda completando, não fui pego.

Lerdos.

Quando fechado aquela cela, Jackson me chamou, ele sabia que eu não estava dormido. ele me falou que estava triste, que não queria voltar a ser seu eu de antes, queria ficar pra sempre naquele local comigo para nos divertir como irmãos.

Mas para isso, eu precisava matá-lo.
Esse era seu pedido, para viver sempre ali.

Embaixo de sua cama, retirou uma faca e me entregou.

Flashback On (curta) •

É um golpe, não vale dois!
Eu não vou fazer isso, posso ser louquinho mas não pra tanto.

— Se não fizer, eu farei.
— Vai doer?

Não, nadinha.
Pare, me recuso à...

Lembra dele? Usa sua raiva. Vamos ! Lembre que ele te deixou, ele traiu você!

PARA COM ISSO! - eu lhe acertei uma facada, e me arrependi no mesmo segundo.

Foi grave, a ponto de seus olhos fechando vagamente.

Siga em frente, seja o melhor Crazy de todos, baixinho. No bom sentido, claro. Boa sorte com sua vida aqui, lembre que esse ato foi algo bom, eu não irei morrer, está bem? Faça um reino e nunca acorde... Para a realidade.

Flashback Off (curta) •

Os militares ouviram meus chamados pelo Jackson, chegaram , retiraram o ser morto e me prenderam à correntes. Eu fui para a sala de recuperação, fiquei sozinho novamente e...

Vezes pior que antes.

Como está agora? - diz focado na história.
— Exato, Antigo Inocente!

— Você matou ele porque o mesmo quis. - ele olhava seus pés, parecia pensativo, assenti. — QUE LEGAL!

Está certo, isso é legal.

— Você vai me matar se eu pedir também!? - ele pergunta com olhos esperançosos, segurei as mãos de meu Antigo Inocente, o olhando sério.
— Não. - fez careta desanimada.

— Por que não? Sem graça! - ele bufa e cruza os braços.
Com graça... Porque eu gosto de você.

— Você também gostava de Jackson Wang. - ele me encara.
Isto é diferente...

Qual diferença..? - senti que Tae compreendia aonde estávamos indo parar. — Não responda, eu já me liguei, Psico. Ainda somos melhores amigos.

— Ainda somos. - ele morde o lábio inferior, encarava os meus.

Eu quero beijar você. - Tae fala e eu apenas sorri.
Eu também quero. - digo.

Me deitei e ele, por cima de mim.

Três...

Nossos rostos próximos.

Dois...

Respirações alteradas.

Um...

Os lábios se chocaram, tão suave mas tão quente.

Zero...

— Sempre seremos melhores amigos, Psico.


Notas Finais


E essa foi a morte de Jackson Wang.

(se é que ele está morto.....)

Quem traiu o Jimin gente, quem que deixou o Jimin? QUEEEEM?

Agora sim vrá

Espero que tenham gostado!

Bjusss e até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...