História Psycho ✴ Vmin - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Kai, Lay, Mark, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags apelidos, Bangtan Boys, Bts, Chanbaek, Clínica, Comedia, Crazy, Dahyun, Jikook, Markson, Medicamentos, Namjin, Psycho, Sana, Shipps, Vmin, Yoonkook, Yoonmin
Exibições 258
Palavras 2.643
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Luta, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Recomendado:
Twenty Øne Piløts - Heathens
B.A.P - Skydive


Boa leitura...

Capítulo 27 - O que Nos Leva à Loucura • Penúltimo Capítulo


Fanfic / Fanfiction Psycho ✴ Vmin - Capítulo 27 - O que Nos Leva à Loucura • Penúltimo Capítulo

JIMIN

— Olha só quem resolveu aparecer... - dou um sorriso falso. — Veio brincar? - pergunto e solto uma gargalhada.

Minha loucura querendo agir.


— Nós vamos embora. - afirma realmente irritado. Dou de ombros.

M-E O-B-R-I-G-U-E. - Bato pé e cruzo os braços. — Espera só o Antigo Inocente chegar, ele me verá, ele nos verá, saberá com quem estaria lidando, saberá quem sou eu e no que você me transformou. - ameaço com um sorriso maldoso estampado nos lábios maltratados, Jungkook ri debochado.

— Se ele chegar aqui. - meu coraçãozinho congelou, engoli a seco.
— Você não ouse nada... - ameaço novamente. — Senão irá ver o amado Lúcifer e olha que não estou falando do KyungSoo.

Indiretas pro colega.


Jungkook ri e estala a língua, entendi seu recado... Estava acontecendo alguma coisa, ou iria acontecer. Fui prestes a sair correndo para encontrar Tae, mas ouvi sua voz e senti um alívio. O garoto vinha entre pulinhos e então ao ver Jeon, deixa de se animar.
— Você que é o cara que tenta tirar o Psico de mim? - entre olhares furiosos. — Foi o que acabei pensando... Sabe! Descobri algo muito revolucionário para a porra nenhuma, você é um merda. Olha que legal! - o de cabelos coloridos ri com sua piada, assim eu acabei também rindo.
Era bastante divertido ver a cara de Jungkook com ódio, assim como é divertido zoar com aquelas crianças filhinho de appa, que faz um bico imenso e cruza os braços emburrada.

— Quem pensa que é, seu verme? - o moreno pergunta revirando os olhos, enquanto eu e Taehyung ficamos apenas a olhar para o mesmo a nossa frente, um tanto afastado, já que estávamos meio longe um do outro.

Ao certo dava nojo ver eu me dando bem. 

Se ferrou, Jungkookie <3


— Sou alguém melhor que você, eu acho. - Antigo Inocente ataca!

— Com certeza é, olha só esse jovem a nossa frente, todo destruído, vida cagada, garanto que bebeu aquele vinho caro que meu pai lhe deu como um presente, certo? - Jungkook arregala os olhos. — Ahhh eu sei das coisas, aquilo deveria ser uma espécie de veneno pra cobras. - vejo seus punhos fechados e seu peito pra cima e pra baixo, sua fúria de arrebentar alguém era vista de longe.

— Já podemos ir embora? - pergunta Tae sorrindo, nos olhamos e então assenti.
— Jimin vai embora comigo e você não poderá fazer nada, sou o responsável dele. - fala com voz convencida.


~imitando Jungkook, só que com uma bem fina e nojentinha: Jimin vai embora comigo e você não poderá fazer nada, sou o responsável dele, blá blá blá sou mesmo é idiota blá blá blá


— Que Jimin? Aquele ali? - aponto para uma parede, Jungkook segue onde eu apontei.


PFF KKKKKKK QUE TROUXA MANO


— Ou aquele? - dessa vez, o Antigo Inocente desvia o olhar de Jeon, o moreno se vira e bufa. Não tinha nada atrás dele.

MEU DEOSSSSSSSS


AÍ O CRAZY JIMIN PARK É O LOUCO, O IDIOTA, O... ah vai morrer em paz.


VAMOS EMBORA AGORA. - ele dá passos rápidos em minha direção, prestes a pegar em meu pulso e me puxar. Mas ao piscar de olhos, Tae avança acertando lhe um soco no rosto, o moreno dá alguns passos pra trás colocando a mão no local machucado.

Nunca encoste em meu Psico... Ele é apenas meu. - sua voz saiu em um tom sombrio, em minha cabeça ficou repetindo variadas vezes a frase dita.

Mas tem razão, eu sou apenas dele.


— Estou largando mão de tudo por você e ainda me trata assim? - diz tentando ser o salvador da pátria.
— Conta outra seu banana. - ele arregala os olhos e fica de boca aberta.

— Jimin se continuar desse jeito...


"Você continuara aqui" amém era isso que eu queria, tchau menino falsiane.


— Iremos mesmo embora por mal e nem poderá se despedir desses seus amiguinhos loucos idiotas. - minhas esperanças zeram, ele ficou bravo e eu fiquei mais ainda. — Eu não aguento mais.

Ninguém chama meus amigos de loucos idiotas, só eu. 


E o Chanyeol também porque somos, né, parceria.


É nois Chanyeol! 


— Repete, moreninho... - ouvi Tae com tom de voz mais alto e claro, Jungkook o olhou com reprovação.
Loucos idiotas, assim como você. - quando percebo, o Antigo Inocente avança e lhe dá um soco no rosto e um chute no peito, Jeon caí no chão com dor.

— Experimenta falar assim que eu irei te matar. - acerta mais um chute na perna de Jungkook, os militares chegam e o pegam.

Agora vocês aparecem né veados.

Não, não, não, não tudo menos Taehyung.


Vou até os que estavam a prender o de cabelos coloridos, o mesmo ainda estava se debatendo. Vejo rapidamente Jungkook correr pra longe, exibindo um sorriso malvado e com o celular em mãos.
— Larguem ele por favor!! - imploro tentando soltar aquelas algemas, militares também tentavam me tirar dali.

— CALE A BOCA, PARK JIMIN, SEU ESTÚPIDO! - um deles diz.

Como é que é, caro amigo? 


— Ouse me chamar de estúpido mais uma vez pra você ver o que te acontece... - ameaço, ele ri debochado.

— Seu estúpido. - diz, dou um riso com o nariz e um sorriso de canto.

Foi o que pensei. - retiro a faca rapidamente e faço um corte fundo em seu braço, o mesmo grita de dor com o sangue saindo sem parar.

Tão belo para obras de arte.


— Vocês também querem? - vou andando até os outros militares, uns davam passos para trás assustados, começo a rir sádico enquanto segurava a faca com um fio de sangue. Passo meu dedo no mesmo e levo até a boca.

Era metálico porém doce. 


Gente eu não como pessoas, tipo não curto canibalismo é só por fazer mesmo, técnica de susto.


— Largue isso, Park. - um louro manda e continuo a gargalhar.
Meu nome é Psico, meu nome é Crazy, mas meu nome não é Park Jimin. - avanço até o idiota louro e acerto lhe uma facada no ombro direito, ele também grita e leva sua mão até a ferida cheia de sangue, então, novamente soltei risos doentios, era tão divertido.

Corri rapidamente à Tae, que estava preso e o soltei daquelas algemas. Ele sorri encantado, pois sabia, realmente sabia agora...
Quem era Park Crazy Jimin, ou melhor, quem era o Psico que todos temiam.

— Chamem todos do exército reforçado, aquele filho da puta entrou em transtorno novamente. À tempos não acontecia isso, é pra valer. - ouço um dizer, cabelos alaranjados.

Ahhhhh, você não fez isso... - tombo minha cabeça para o lado, com cara de tédio.


E você, querido leitor amigo, pensa que acabou por aqui...

Seu/sua trouxa, diversão é algo que não pode terminar cedo.


Querem brincar mais crianças? 


Vejo Tae, com as próprias mãos ocupado batendo em dois militares, que orgulho. Então, volto aquele laranjinha metido.

— É, eu fiz, pra você se foder como merece. - diz com um sorriso vitorioso, estava prestes a me dar uma pancada na cabeça.

Ele estava com um taco, escrito "Good Night".
— Nossa, que naja. - falo e ele permacene com sorriso da vitória.

Avança em mim e não sei como deuses, tira a faca de minha mão.

Fodeu, corre negada.


Mas... Pera aí, essa faca é minha.


— O que vai fazer agora, hein? Vejamos, entre nós dois apenas, está comigo, eu estou com um taco e com uma faca. - fala desafiador, suspiro com calma e fico sério.
Não, sr. Laranja... Você está comigo e está com a minha faca. - digo e em seguida, corro até ele, acerto no mesmo um chute no rosto. Pego minha faca e o taco, ele se levanta meio desengonçado e irritado, começo a analisar aquele taco, vejo Taehyung quase sendo dominado. — Antigo Inocente! - chamo e jogo aquela espécie de arma.

Bem útil.


Ele pega e assim, analisa por segundos e surra aqueles caras, dando pancadas em suas cabeças e corpos, como se fossem bolas de baseball a ser rebatidas.
Volto meu olhar ao indefeso Laranjinha.
— O que dizia mesmo? - pergunto com olhos em minha linda faca.
Ele bufa e vem até mim correndo, como um leão ao devorar pobres animaizinhos.


Mas o pobre animal... As vezes, pode ser até mais forte.


— hum, chega dessa brincadeira. - desvio seu soco e acerto um corte gigante na barriga do militar, ele tosse caindo no chão. Pouco depois se levanta, querendo novamente enterrar minha cara no chão. — você ainda insiste? - pergunto e outro corte dessa vez, no braço é feito. — que pena morrer tão fácil... - ele cai cuspindo sangue. — tem algo a mais para falar nos últimos segundos?

— Vai... P-pro... Inferno.
.. - dou um sorriso sacana.
— Caro colega, eu já estou. - dou um último golpe, um corte no pescoço. — bem, cadê seus amigos militares agora?

Bem aqui, Psico. - Yoongi diz apoiado à sua arma que estava apontada ao chão, assim o encontro com um exército mais reforçado.

Armas de choque, armas de fogo, algemas e correntes... Pareciam verdadeiros loucos prestes a atacar.

— Que bom, a diversão já estava acabando. - Tae aparece, umedece seus lábios, apoia o taco no ombro e encara aqueles de modo desafiador. — Vamos brincar, colegas?

— Como bem quiserem. - Yoongi desafia.

Olho Tae por segundos, ele fala mudo "para sempre" e sorri dócil de canto. Quando percebo, vários militares vem em nossa direção, Tae corre até uns, pula dando golpes com o taco. Corri perfurando cada um que passava, Yoongi apenas me observava, com desgosto, ao seu lado, Namjoon, Hoseok, Jin e Jungkook. O único meio assustado era Jeon.

Você me reconhece agora? Você sabe o que fez comigo? VOCÊ FEZ ISSO COMIGO!! - minha faca perfura o coração de um militar. — VOCÊ ME DESTRUIU EM PEDACINHOS, BRINCOU COM MEUS SENTIMENTOS E ME PRENDEU EM UMA CLÍNICA PARA LOUCOS! EU FIZ AMIGOS E ENCONTREI ALGUÉM QUE QUER ME AMAR. MAS VOCÊ QUIS ESTRAGAR TUDO E VOLTAR, DEPOIS DE QUASE 6 ANOS! - eu gritava meu ódio e matava quem estava por minha frente, estava quase a me encharcar de sangue, de raiva, de minha loucura. — VOCÊ MERECE FICAR AQUI!! O TEMPO TODO, O LOUCO FOI VOCÊ!! HAHAHAHA QUEM ESTÁ SENDO IDIOTA AGORA, JEON JUNGK... - ouço o gatilho pronto, percebo um militar moreno atrás de mim, apontando sua arma de fogo na minha cabeça.

Era a hora.


De joelhos, agora. - assim fiz, em silêncio e vi Taehyung ser pego e posto da mesma forma ao meu lado.
— Tem mais algo pra gritar? Alguém? - Yoongi se aproxima com passos fortes. — Muito bem. - suspira e retira sua arma, apontando para Tae. — Vocês foram os que mais me causaram trabalho, imbecis. - ele suspira novamente.

Esse seria nosso juntos para sempre?

— Já podem dizer adeus. - o moreno diz. O Antigo Inocente começa a rir doentio, e eu também.
Oh, adeus.

É mesmo, adeus... Filhos da puta. - falo e dou uma piscadela para Jungkook, que permanecia paralisado e em silêncio.

Um tiro foi dado.

— Acho melhor dr. Min Yoongi largar a arma porque senão... - Jackson tinha em mãos uma AK-47, prestes a atirar. — Ande logo, bebê, ou irá ter a cabeça estourada...  - ele ri. — dando exemplo, seu colega está ali ó. - aponta para o corpo morto e ensanguentado do moreno.

Yoongi se vira vagamente, encarava Jackson e Sehun com armas e atrás deles, militares sendo quase enforcados pelos outros louquinhos.
— Não iremos atirar, se obedecer. - Sehun fala. — Para as celas, agora.
Ah que droga... - murmura Namjoon e se solta de Jaebum, que estava o prendendo. Jackson e Sehun apontam suas armas pra ele e o mesmo saca também. — Sabem de uma coisa... - ele permanece com o revolver em direção à Jackson, rapidamente virava pra mim e logo voltava. — SeokJin, Hoseok. - os outros agem num piscar de olhos se soltando – de Mark e Chen – os gatilhos prontos, apontados dessa vez um à mim e outro em Tae. — Yoongi. - chama, o descolorido dá um sorriso vitorioso e se aproxima de Namjoon, que ainda focava nos dois.

— Muito bem, soldad... -
Mãos pro alto. - Namjoon aponta em direção ao Min, que fica incrédulo após ser interrompido e receber aquela ordem. — AGORA! - se aproxima mais, Yoongi rapidamente levanta as mãos em rendimento. — Encosta na parede, sem movimentos bruscos, rapaz. - assim o faz, com todo desgosto possível estampado no rosto. Namjoon o empurra, fazendo finalmente bater contra a parede, retira algemas e o prende. — Dr. Min Yoongi... o senhor está preso por homicídio, tortura proibida e consumo de drogas impróprias.

— Espera aí o que... - falo baixo, incrédulo no que via. Hoseok se aproxima vagamente de Jackson e Sehun, ambos ficam com olhos atentos. Já o Jung, solta sua arma e levanta as mãos em paz.
— Abaixem suas armas, não queremos causar mal. - o descolorido me olha confuso e então obedece ao comando, deixando no chão, já Sehun demora um pouco, mas também o faz. — Agora se todos não se importam, continuem a segurar esses "militares"... - pede e começa conversar seriamente com Sehun e Jack. Jin se aproxima de mim com as mãos no alto também, vagamente pega algo em seu bolso e me entrega.

DEPARTAMENTO de INVESTIGAÇÃO

South Korea

Agente Especial: Kim SeokJin

Nick: Jin 

× #7 28092008 94 ×


Um exército invade a clínica e aponta suas armas aos falsos militares e doutores que havia ali.
— Favor, todos ajoelhados e com as mãos na cabeça, quem não obedecer terá seu fim agora mesmo, andem logo filhos da puta! - um verdadeiro diz com uma arma de grande porte, prestes a atirar. — Quanto aos débeis mentais, todos para o jardim, viemos ajudá-los. - ouço alguns vibrando por conta.

Estávamos salvos?


Começo a andar junto ao meu Antigo Inocente, mas somos parados por Jin e o soldado real.

— Fomos enviados pra cá, pois descobrimos que havia um doutor que matava seus pacientes. Já deve ter se ligado em quem. - dou um olhar a Yoongi, que estava sendo levado à força pra uma das celas por Namjoon.
— Por que manteriam identidade "falsa" pra conseguir prender apenas ele? Não seria mais fácil chegar e pá, prender? - pergunta o Antigo Inocente.

— Ele é tão perigoso quanto parece. - responde o outro.
— Ham... Podemos ir já? Não caiu a ficha do que tá havendo ainda. Por que 6 anos vocês ficaram silenciosos? 6 ANOS!? - fico inconformado.

— Mais que 6 anos e era necessário, pesquisas e papeladas. - Jin esclarece.
— Agora podem já ir embora, rapazes. - diz o outro.


Vou chamar de outro, não sei o nome dele mesmo. 

Mas sério, que porra acabou de acontecer? Estávamos em um filme e eu não sabia?! 

Ah vão pra puta que pariu, fiquei revoltado.

Vou meter o loko.


— Então vamos para o jardim... - Tae fala e suspira.
— Jardim? Acho que não... - Jin estranha, Baekhyun se aproxima com um sorriso sem amostra dos dentes, as duas autoridades se afastam.

Psico, Antigo Inocente.. - ele nos joga nossas armas, assim ambos pegamos. — Estão livres.


Minha faca e o taco do Antigo Inocente.

Estávamos salvos


Dou um sorriso em agradecimento e vejo Jeon ser preso com as algemas. Vou até ele, o mesmo me olha implorando para que o soltasse.

— Me desculpa... - diz em súplica.
— Você teve seu tempo, você teve suas chances, teve tudo e não aproveitou... Agora é tarde. Mas tudo bem, veja pelo lado bom... - empurro ele para dentro da cela, onde também se encontrava Yoongi com olhos demoníacos. — Terá a experiência de ser um louco idiota... Boa sorte. - dou um sorriso livre, fecho a porta e vou me afastando, de mãos dadas com meu Antigo Inocente.

Jeon corre até a mesma, com as mãos presas batia na porta.
Jimin... Jimin!.. JIMIIIIN!!!


Notas Finais


Vráu.

~ sai correndo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...