História Psychopath Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles
Exibições 8
Palavras 819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está outro capitulo, espero que gostem. Boa leitura ~dilaurantisa

Capítulo 3 - It Was Not Him


Fanfic / Fanfiction Psychopath Love - Capítulo 3 - It Was Not Him

Harry On

Depois de receber a ligação de Soraia, uma síndica do prédio de Caroline, dizendo que estava tudo certo e que o plano de expulsar Caroline tinha sido concluído com sucesso. Paguei uma quantia para "expulsarem" ela, queria ela comigo, queria ela do meu lado, na minha casa.

Já estava quase na hora dela sair da faculdade, 10 minutos no máximo, então fui para garagem ligar o carro para ir busca-la e inocentemente oferecer um teto para morar. Ela está precisando não vai recusar, até por que ela ainda me ama, com certeza me ama...

Por conta do engarrafamento, cheguei uns 5 minutos atrasados, Caroline estava de cabeça baixa, "brincando" com seus dedos da mão como ela sempre fazia quando estava muito concentrada ou pensando em algo. Olhei ao redor e vi uma menina, alta, loira, magra que por coincidência não me era estranha, estava fitando Caroline. Não estava fitando com raiva ou algo do tipo, e sim com preocupação, talvez pena... Caroline nunca teve muitos amigos por isso estranhei, ela só tinha dois, Rick e Katniss.

Fui dando passos pequenos até Caroline e cutuquei ela e disse:

-Fiquei sabendo que precisa de uma casa... -dizendo isso ela levantou em um salto e me olhou assustada

-Como soube? -perguntou

-Fui até sua casa hoje para te ver e os porteiros me avisaram, sinto muito. - eu disse com cara de quem realmente se preocupava, ela era fácil de enganar, não precisava ser tão convincente

-É...fui despejada! - ela disse triste

-Vem morar comigo, ainda somos namorados, não é mesmo?! -eu disse feliz

-É parece ser uma boa ideia -ela disse andando em direção ao carro de cabeça baixa. Sabia que não era esse o desejo dela, mas não posso viver sem ela.

Caroline On

Dentro do carro, só permanecia a troca de olhares, eu tinha medo dele mas precisa permancer forte, pois precisava conversar com ele e também precisava de um lugar aonde morar. Chegamos na casa dele e fui entrando, era linda a casa e fazia tempo que não ia la. A casa era confortável, aconchegante mas todo o "conforto" que estava sentindo pela casa acabava quando eu olhava pra Harry e ele sorria daquele jeito, com aquele sorriso enigmático que me causava medo.

-Onde é meu quarto por favor? -perguntei

-Vamos dormir juntos -ele disse num tom super normal, engoli seco e permaneci forte.

-Então, onde é o nosso quarto por favor? - perguntei novamente

-Subindo as escadas, a direita -ele explicou com as mãos no ar me "auxiliando" a onde era.

Subi, tomei um banho e troquei uma calcinha limpa e uma blusa de Harry, isso me lembra a época que a gente se dava bem...ele me enchia e beijos e eu me sentia segura com ele, e não com medo... A época que ele era o meu porto seguro!

Desci as escadas e Harry me fitou enquanto pisava nos últimos degraus.

-Ainda somos namorados - ele se levantou e veio até mim - E...

Harry On

Prensei ela na parede, ela arregalou os olhos mas logo suavizou quando sentiu meus lábios contra os dela. Logo depois, fui tomar banho.

Caroline On

Estava maravilhada com o beijo de Harry, tinha me esquecido como era bom o sabor de seus lábios. Eu poderia ficar imaginando mil coisas boas de Harry agora, mas tenho algo mais importante para fazer. Enquanto Harry tomava banho na nossa suite, eu entrei sem nenhum barulho no quarto, peguei o celular dele para ver se ele tinha algo a ver com as mensagens e me surpreendi quando vi.

Nessa hora Harry sai do banho e me olha com uma cara tipo "O que você está fazendo com meu celular?"

-O que está acontecendo? -ele pergunta

-Não foi você... -eu sussurei como um pensamento alto

-O que não fui eu? -ele pergunta

-Nada - eu disse querendo me livrar desse assunto

-Agora fala - ele disse e me deu medo então falei

-Faz um tempo que venho recebendo umas mensagens estranhas de um número anônimo, e como você também estava meio estranho pensei que poderia ter sido você. - eu disse com medo de sua reação seguinte, mas foi normal, talvez tivesse um pouco de espanto em sua voz, mas eu nem reparei isso

- Claro que não fui eu -ele disse "ofendido" e pegou o seu celular da minha mão.

-Então...me desculpe por desconfiar de você. -eu me desculpei

-Tudo bem amor...agora vem cá -eu levantei e ele me abraçou só de toalha.

Não me faça chorar sozinha

Eu não posso me machucar mais

Não me faça cair de joelhos

Quando eu estou te implorando por mais

Deitada de longe, me liberte

Você sabe exatamente o que eu preciso

Todas as noites, você não é nada além de problemas

Você não é nada além de problemas

Amor, eu não podia acreditar

Que você me tinha bem onde você queria que eu estivesse


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e até a próxima, Flws ~dilaurantisa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...