História Psychopath Story - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Bieber, Justin, Justin Bieber, Piscicopata, Psychopath
Exibições 21
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Kill him without kidness


 

Jeremy morava em uma casinha de madeira no meio do nada, era simplesmente impossível achar aquela casa, e, eu juro que se eu não estivesse com Justin, me perderia.

- O que pretende fazer? - perguntei ofegante pois estava cansada de tanto andar.

- Primeiro dia, vamos apenas observar. Que horas são? - ele parecia não estar cansando, credo.

- Cinco da tarde - respondi olhando o relógio do meu pulso.

 

 

- Justin, já são onze horas. O que mais pretende? - eu disse enquanto comia uma barrinha de cereal que tinha trago e estávamos sentados no meio do mato a alguns metros de distancia da casa. Jeremy estava apenas assistindo TV - e tú não comeu nada, pega essa barrinha agora - eu disse mandona e ele revirou os olhos e pegou. Devia estar com fome.

- Ele vai sair de casa umas onze e meia. Espera um pouco.

- E depois? A gente vai no lugar que ela vai também? - confesso que se eu estivesse lá sozinha sentiria medo, mas Justin me dava uma sensação de segurança.

- Vamos só seguir depois iremos embora. A gente sai uns dez minutos antes e vai pro carro alugado, eu vou te que te carregar de novo. Sei andar sem ser barulhente - sim, ele tinha me carregado na ida. Revirei os olhos.

Jeremy não nos viu o seguindo e foi pra uma boate qualquer de lá.

Simples.

P.O.V JENNY

- Acredita que eu nunca vim para o Canadá? - eu disse para Justin - eu tenho vontade de conhecer aqui.

- Se quiser eu te levo para conhecer - ele me respondeu 

- Quando?

- Amanhã de manhã, vai dormir, está muito cansada.

Cedi, eu realmente estava muito cansada e adormeci logo logo.

 

 

Levantei eram umas dez horas e aguns minutos e fui procurar Justin no sofá e lá ele estava, pelo o visto alguem conseguiu a peoeza de dormir mais do que eu.

- Acorda, vams conhecer Canadá!

- Espera mais dois minutinhos.

- Nem um nem dois, anda. - disse o puxando para fora do sofá.

Justin era muito diferente do que pensavam que ele era. Ele era o oposto, mas a gente tem que aceitar que aqale lado piscicopata dele foi por culpa de seu pai, e isto estava prestes a mudar.

1 MÊS DEPOIS

Passaram-se um mês desde o dia em que começamos a observar Jeremy Bieber. Depois desse mês era o grande dia de entrarmos em ação.

- Vai lá Jenny - Justin disse - tenta seduzir ela, ele começa a peocurar as que se sentam ao lado dele no bar e que são as mais oferecidas. Você sabe disse. - ele disse e eu assenti e entrei na boate, que estava razoavelmente cheia.

Fiquei parada na porta esperando Jeremy adentrar e assim que ele adentrou o segui e me sentei em uma das cadeiras em frente ao balcão.

- E aí - tentei soar uma putinha, parece que deu certo.

- Olá - ele disse e deu um sorriso cafajeste. Argh, que nojo.

- Sou Luisa - Justin disse que eu não precisava dizer meu nome mesmo.

- E eu Jeremy. Que tal irmos lá fora para falarmos melhor e nos... conhecermos.

- Claro. - ele me levou ao local onde Justin estava e assim que Jeremy passou Justin deu um chete no saco dele e bateu a arma que ele tinha ( não sei como conseguiu, ele apereceu com uma lá no hotel sem mais nem menos ) e deixou Jeremy desarcodado.

 

 

 

Levamos ele até o carro, na verdade só o Justin era necessário, mas eu só queria tentar ajudar. Nós íamos o levar na casa de madeira de Jeremy mesmo e o torturar. Nossa, foi mais fácil do que o previsto. Nada podia dar errado.

- Oi papai - Justin disse a Jeremy assim que ele acordou. Ele reparou que estava preso e deu uma risada debochada.

- Pelo o visto, vai ter a vingança que queria. Te treinei pra isso.

- Fez muito mal.

- Quem disse que era pra ser pro bem? soltou uma risada irônica - e essa jovenzinha? - ele disse se referindo a mim.

- Sou Jenny, e não é nenhum prazer te ver - disse irônica e vi pela visão periférica justin revirar os olhos.

- De onde se conhecem?

- Eu sou eternamente grato por ela. Ela mesma queria que eu te matasse. Mas, não te devo satisfações, tenho que torturar o meu papai. - disse dando um sorriso cínico que até mesmo eu caguei de medo. - bom, aqui não tenho muito obque usar, apenas este canivete e a arma. Acho que começo pelo o canivete. - dito isso justin passou o canivete fazendk cortes profundos e grandes nos braços e pernas de Jeremy. Quando eu disse profundo, é porque eu conseguia  ver o branco dos ossos dele. Argh.

Foi tanta agonia que não quis mais ver. Depois de uns 10 minutos Justin saiu de lá meio que com um pouco de sangue ( ele era cuidadoso ). Mas a roupa preto ajudava.

- E aí? - eu disse 

- O que você pretende? A vingança já foi feita.

- A partir de agora, vamos viver fugindo da polícia. Não se preocupe, meus pais tem um cartão com muito, tipo, muito dinheiro - eu queria dizer bilhões,  meu pai trabalhou muito pra isso - e eu também tenho muito dinheiro - e eu tinha uns bilhões da minha conta - a gente sobrevive. Você vai viver comigo.

- E vou dar a minha vida por ti.

- Só por causa da vingança?

- Não, porque eu acho que te amo.

 

 


Notas Finais


Gente, minha fic nova chama i miss you e fala sobre um piscicopata também e tals. Deem uma passadinha nela. Por favor.

I MISS YOU :
https://spiritfanfics.com/historia/i-miss-you-7178301


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...