História Psychos - MiTw - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias TazerCraft
Personagens Mike, Pac, Personagens Originais
Tags Cellbit, Cellps, Febatista, Felps, Jvnq, Jvtista, Mitw, Rezende, Tazercraft
Exibições 119
Palavras 653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, voltei ...
Tô afim de criar outra fanfic
O q minhas nuttelas-chan acham, hein?
O capítulo vai ser pequeno pq tô com uma puta gripe.😥

Capítulo 16 - Poema de uma psicopata


POV Pac

Acordo com o som do despertador e vou para o banheiro fazer minhas higienes matinais. Mike não cumpriu a palavra de ontem falou que iria brincar , mas não brincou tô triste. E por isso irá receber um castigo!!

Termino minhas higienes matinais e saio do banheiro indo acordar Mike que está dormindo que nem anjinho, é uma pena que tenho que acorda - lo.

- Mike... - o chamo e ele continua dormindo.

Já sei vou acorda-lo de um jeito especial , me abaixo mais ou menos na altura de seu membro e o mordo um pouco forte e depois abaixo seu zíper e com minha mão adentro em sua cueca , pegando seu membro e começando a fazer movimentos de vai e vem.

Mike suspira e geme baixo e finalmente acorda , me levanto e me sento ao lado desse ser que está coçando os olhos com a parte de trás das mãos... Que fofura !

- Bom dia , Mikaé - falo e o mesmo me encara de uma forma estranha - que foi tem algo na minha cara?

- Não é porque tem um cheiro esquisito saindo de você - ele fala me cheirando.

- Oh! Nem vem eu tomei banho viu !? - falo e Mike continua a me cheira e depois ele começa a lamber a curva de meu pescoço.

- Mike agora n- não a gente precisa ir para aula - sinceramente ele tá estranho hoje.

- D- desculpa eu meio que me descontrole hi hi - ele fala se afastando e indo para o banheiro.

Mike termina de fazer suas higienes matinais e saímos do quarto indo em direção a sala de aula. Chegando lá me encontro com Batista e Jv brigando acho que o tal do desafio.

- Bom dia minha gente , o que tá rolando ? - pergunto inocente e Jv fala.

- E você Pac não se finja de inocente seu gato molhado na chuva - porra pra que agredir.

- Ah! Jv pra que agredir assim você tira minha moral ! Mas gente foi só um desafio , o Batata promete que nunca mais vai fazer isso não é? - falo dando piscadinha para o Batista e ele assenti.

A professora de sei lá o que chega e começa a falar.

- Bom dia gente , bem hoje os militares descobriram uma Katana que estava na cantina e iremos fazer uma análise para ver as digitais , e Pedro achou pistas? - ela pergunta para um garoto de blusa preta com uma caveira desenhada.( N/A:Pedro é o espião da sala)

- Eu tinha achado mais um papel no quarto onde estava com minha dupla - quando Pedro falou isso Cellbit me encara . Mais esse papel não é meu de forma alguma , nunca fui no quarto do Pedro!(N/A: e também nunca irá...)

- E o que nele está escrito ? - pergunto curioso e a professora me olha um pouco desconfiada.

- Ah! Está escrito ..."Você será meu gatinho custe o que custar" - Pedro lê o papel é fica se achando só porque alguém quer ele e Maria olhava fixamente para o papel.

POV Maria 

Não acredito que coloquei o papel no quarto errado! 

A aula até que foi normal além da parte do papel o sinal tinha batido e fui para o refeitório. Agora estou numa árvore no jardim escrevendo no meu diário até que passo a folha e vejo um lindo poema.

"Diário"

           Quero matar essa distância

Que impede o meu amor

Barreiras infinitas

Que despertam meu rancor

Vou assassinar essa carência

Que em meu peito sobrevive

Cresce, evolui e não morre

Psicopata do amor, eu sou

Pois aquele que amei

Um dia me deixou

Matarei este sentimento

Sem dó nem piedade

Quero viver em paz

Para encontrar a felicidade

Escrevi esse poema quando vi Tarik pela primeira vez ele era jovem e provavelmente inocente ,mais como o tempo passou sua mente deve ter amadurecido e deve também ter pensamentos de desejo como eu.

Ah ! Como eu te amo Tarik e você vai ser meu custe o que custar.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Um beijo com Nuttela
E tchau 🍫🍫🍫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...