História Psychosis - Jimin ( Imagine ) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jimin, Likenn, Park Jimin, Revelaçoes, Romance
Visualizações 54
Palavras 1.097
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem!

Capítulo 3 - Não


Escrito por: Likenn

Terça - 13h32min

Sentia medo dos próprios pais.

Não sabia oque falar, oque pensar, oque sentir, apenas olhava tudo atentamente. Seu medo era de vê-los novamente a sua frente, sentir os olhos dos seus pais sobre si, ouvir mentiras dos mesmos como se fosse algo raro, mas ele sabia que não era. Saber que seus próprios pais o deixaram daquele jeito, era horrível.

- Park Jimin?- Ouviu a voz doce da Heloísa e se afastou da porta rapidamente, vendo-a abrir a porta lentamente e revelar seus pais a sua frente, deixando-o tremulo e triste - Fiquem à vontade...- Falou baixo, encarando o Park com preocupação

- Eu não quero ficar aqui...- Jimin falou rapidamente, tendo a atenção de Heloísa para si em segundos - Heloísa...

- Não se preocupe, Jimin.- Sorriu docilmente, tentando acalmar o garoto - Qualquer coisa, me chame.- Falou baixo, se retirando do cômodo e fechando a porta logo em seguida

Não sabia oque falar, estava vendo seus pais ali. O desespero correu por suas veias em milésimos, e oque restou para fazer, foi chorar. Não queria ouvi-los novamente, não queria ama-los novamente, apenas queria distância. Suas lágrimas desciam descontroladamente, e os presentes ali não falavam nada, apenas viam o filho chorar.

- Jimin.- Ouviu a voz da sua mãe e logo a encarou, vendo-a com uma expressão triste e preocupada - Podemos conversar?

- N-Não temos nada para conversar...- Enxugou as lágrimas rapidamente - Me deixem em paz!

- Filho-

- Desculpa o atraso, Jimin!- Ouviu a voz de S/N e logo encarou a porta, vendo a mais nova com os olhos arregalados ao ver os pais do mais novo - S-Sinto muito...

- S/N, eu não quero ficar aqui...- Jimin pronunciou, fazendo-a encara-lo rapidamente - Por favor...

- Eu...- Encarou os pais do garoto lentamente

Não podia deixar Jimin ali, sabia que ele não estava nada confortável naquela situação, e deixa-lo no mesmo cômodo que os seus pais seria extremamente horrível.

Suspirou.

- Vocês podem voltar outro dia, não posso perder o meu horário de trabalho...- Pronunciou, vendo o Park ficar com as bochechas ruborizadas

- Tudo bem...- O pai do jovem falou baixo, segurando a mão da esposa e se retirando do cômodo sem ao menos se despedir do garoto

Viu os olhos de Jimin lacrimejarem novamente e logo largou sua bolsa no chão, fechando a porta e indo em direção ao jovem para abraça-lo. Sentiu o calor do corpo do maior em segundos, já sentindo os braços fortes e quentinhos do mesmo envolta da sua cintura. Gostava de abraçar Jimin, o Park era confortável e protetor, e por mais que não se conhecessem a muito tempo, tinham total noção do que faziam a cada movimento. Gostava de sentir as mãozinhas gordinhas e pequenas do Park em suas costas, enquanto era envolvida pelos braços quentes e macios do mesmo. Sentia-se protegida ao lado do mais novo, mesmo que fosse mais velha e bem mais responsável, faria de tudo para cuidar do anjo que conhecera.

- O que aconteceu?- Indagou, sentindo as lágrimas quentes do mesmo deslizarem por seu ombro

- Eu não quero ficar mais aqui...- Falou baixo, sentindo as mãos macias da mais velha deslizarem por suas costas - Me ajuda, S/N...

- Prometo de tirar daqui...- Beijou a bochecha macia e gordinha do mesmo

- Promete?- Questionou encarando-a nos olhos, sentindo o indicador da pequena limpar suas lágrimas

- Prometo.

16h26min

- Às vezes eu tenho medo do que você fala.- Falou para Luíza que a encarava com um sorriso no rosto

- Quando eu olhei para o seu namorado eu me assustei um pouco.- Pausou - Ele me lembra muito o Jimin que você tanto fala.- Falou, logo bebericando seu suco de morango - Admite.

- Oque eu vou admitir, sua boba!- Suspirou envergonhada - Você tem uma imaginação muito fértil.

- Eu sei.- Riu fraco - Somos melhores amigas, gostamos de orientais e você ainda não confia em mim.- Falou fingindo bravura - Por que ainda sou sua amiga?

- Para de ser chata, existe uma diferença enorme entre o meu namorado e o Park Jimin.- Falou convencida - Eles são quase o oposto um do outro.

- Isso não justifica absolutamente nada.- Riu - Boatos de que gêmeos não são totalmente iguais.- Olhou fixamente para as orbes da amiga - O Yoongi tem as mesmas personalidades do seu namorado.

- E qual é o problema?- Indagou  confusa

- Já ouviu dizer que os quietinhos são os piores?- Riu fraco - Talvez você se apaixone pelo Jimin e acabe descobrindo que seu namorado é o irmão dele.- Falou

- Você se ilude demais.- Suspirou

- Não me iludo, falo a verdade.- Sorriu - Agora eu preciso ir para o meu trabalho.- Suspirou - A faculdade me espera.- Riu

- Boa sorte na avaliação.- Pronunciou S/N

- Obrigada.- Sorriu

(...)

- Oi, amor!- Abraçou o namorado calorosamente, sentindo o calor do mesmo em poucos segundos

- Oi!- Sorriu - Como foi o trabalho?- Questionou, encarando a namorada com um grande sorriso no rosto

- Um pouco preocupante, mas nada que o meu paciente favorito faz me deixa triste.- Sorriu - Você precisa conhece-lo, ele é um verdadeiro anjo.- Riu fraco

- Ele é coreano, não?- Indagou

- É sim.- Sorriu abertamente - Ele é um filho para mim.- Pronunciou

- Claro.- Riu fraco

Foram em direção a cama da mesma e logo se sentaram um ao lado do outro. S/N amava sentir os carinhos e mimos do seu namorado para si, era amoroso e confortável.

Deslizou seus dedos pelos cabelos do ruivo e logo selou seus lábios com os do mesmo, sentindo a maciez e doçura do mesmo. Ainda não estava preparada para ter sua primeira relação sexual, queria esperar o tempo que for para estar confortável e protegida, já que era muito difícil disso acontecer já que a mesma era muito insegura.

- Me desculpa...- Sussurrou, vendo um sorriso tímido surgir dos lábios do alaranjado - Não estou preparada.

- Tudo bem, princesa.- Beijou a bochecha da mesma delicadamente - Espero o tempo que for, já que ainda não está segura.- Sorriu, confortando-a

- Obrigada, Jihyun...- Sorriu aliviada

- Não precisa agradecer, eu sou o seu namorado, tenho a obrigação de te amar a qualquer circunstancia.- Beijou-a - Aliás, qual é o nome do coreano?- Questionou com um sorriso no rosto

- Park Jimin.- Falou

Silêncio.

- Park Jimin?- indagou, encarando a namorada rapidamente

- Sim...- Falou baixo, encarando o namorado confusa - Por que?

- Ele é o meu irmão.

 

" Não "


Notas Finais


Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...