História Psyco Love - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Selena Gomez, Zayn Malik
Personagens Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Zaylena
Exibições 58
Palavras 1.369
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá gente, vim com mais um capitulo. Na minha opinião está totalmente chato mas é um capitulo ponte, vai originar um melhor eu juro. Quero agradecer os favoritos e comentários. Realmente é gratificante.
Boa leitura, me perdoem de se tiver algo errado.

Capítulo 11 - Dismay


Título do capítulo: "Receio"

Selena segurava a barriga que doía de tanto rir, errou o buraco da chave várias vezes até Zayn se oferecer para abrir a porta. Adentraram dentro da casa da mais nova ainda rindo. Selena conseguiu convencer o moreno a ajuda-lá a terminar o trabalho que precisava entregar na próxima semana. 

Após a garota enche-lo de perguntas, e praticamente ter preenchido boa parte do trabalho, fizeram uma pausa para tomar algo, já que o tempo sentados foi o suficiente para cansa-los. 

Zayn acariciava a coxa da garota por cima da calça jeans, enquanto a mesma contava uma coisa super engraçada que tinha ouvido no consultório alguns dias atrás. Ele sorriu com a forma que ela reagia a uma situação super boba no seu ponto de vista. 

A porta da frente foi aberta sutilmente pelo homem que não entrava ali a dias. O corpo magro achou estranho uma voz mais grossa que o normal estar ocupando lugar na cozinha de sua namorada, já achou estranho ter uma moto estacionada em frente a sua casa, mas preferiu conferir. 

O corpo magro tomou conta da  cozinha e pode ver uma cena da qual não gostou nem um pouco. O dono da voz grossa proferia elogios diante a sua garota enquanto a mão  acariciava seus cabelos. 

- Que porra é essa? - A voz de Andrew tomou conta do lugar fazendo Selena pular rapidamente da cadeira e se levantar. 

- Andrew? Não sabia que viria - Ela saiu de perto do moreno e partiu para cima do namorado que visivelmente estava furioso. 

- Se você pelo menos atendesse o telefone iria saber. Quem é ele? - Apontou  para o moreno que no momento parecia ter sido esquecido. 

- Zayn Malik, e você deve ser o Andrew. - Se levantou e mesmo não ficando na altura do rapaz a sua frente sabia que intimidava ele muito mais. 

- Entendo, já esta de saída? te acompanho até a porta. 

- Na verdade eu estava de saída mesmo. -  Os dois pares de olhos castanhos se encontraram  e pode ver que o brilho que tinha antes nos olhos da garota a minutos atras tinha desaparecido e a preocupação estava destacada neles. 

Zayn deixou a casa da amada pegou sua motocicleta estacionada, e seguiu o caminho de casa. O velocímetro da moto parecia estar descontrolado, mas a unica coisa que estava fora do controle era o sentimento de raiva do mesmo. Ele tinha tentado se controlar mas era impossível, só de olhar para o rosto do homem que toca nela sempre e nem se quer da algum valor ele já tem vontade de soca-lo.

Chegou em casa quase arrebentando a porta com a intensidade que fechou a mesma, se dirigiu até a cozinha ignorando o fato de Cam estar quase nos finalmente com uma garota no mesmo sofá que tinha transado com Selena a dias atrás. Pegou uma cerveja na geladeira, abriu a mesma jogando a tampa longe. Suas pernas caminharam até a garagem, jogou a camiseta que estava longe, e deu toda sua atenção para o saco de pancadas a sua frente. Sua vontade não era socar um saco preto cheio de areia, e sim a cara daquele cara.

Selena tentava falar pela milésima vez naquela noite, mas estava cada vez mais difícil   já que Andrew gritava sem parar. A garota já tinha caminhado por toda a cozinha e a sala, esperando que cedo ou tarde ele parasse de falar. 

- Andrew, chega. - O tom da voz fina foi identificado ao meio de tantos gritos do homem. - Você é o que menos tem direto de falar algo pra mim. Quer saber o por que eu não te  atendi? Pensei que estivesse muito ocupado com a Nancy. Pois é, eu sei de tudo - A frase não acabaria por ali, mas por incrível que pareça acabou. O tapa que o homem propiciou em sua face fez a mesma estalar os olhos e acariciar a face dolorida. 

- Não levante a voz pra mim! Você esta viajando anda acreditando demais nas conversinhas das suas amigas, sou fiel a você deveria se orgulhar disso. 

- Andrew, eu vi com meus olhos, ninguém precisou me contar nada. - Selena estava enfurecida, era impossível controlar a intensidade de sua voz, o que resultou em um Andrew ainda mais furioso. 

- Parece que você ainda não aprendeu - Tomou o queixo da menina e puxou para si - Não erga seu tom de voz para mim - As palavras foram ditas com calma, mas não era isso que seus olhos diziam. Seus dedos finalmente pararam de apertar seu rosto, a menina passou a palma da mão pela bochecha varias vezes em busca de acalmar a dor. 

- Vá embora por favor! Se puder nunca mais voltar eu agradeço. - a menina deixou a  cozinha, mas foi impedida por dedos fortes segurando seu pulso. - Me solta.

- Me perdoe por aquilo que você viu, sei que foi errado, me deixei me levar pelo momento. Vim aqui para ficar com a minha namorada. Não quero brigar mas você provoca. Trouxe o cara que te fez sofrer pra dentro da sua casa tem noção do que é isso? Ele é perigoso! - Seus braços estavam em volta da sua cintura enquanto seu nariz calmamente acariciava a bochecha que tinha batido a minutos atras. 

-Por favor, saia da minha casa. Eu não quero mais isso Andrew, eu não aguento. 

- Você sabe que não pode terminar comigo, e se não sabe é melhor pensar muito bem nisso. - Ele soltou a morena e a mesma voltou a encarar o chão. - Agora suba e tome banho e troque essas roupas, não quero nem lembrar que aquele drogado de merda tocou em você. 

Selena apenas subiu, e fez como pedido. Era errado ela ter que obedece-lo dessa maneira, mas não havia nada que ela pudesse fazer a não ser aceitar até ter planos melhores para acabar com todo esse relacionamento embaraçoso. As lagrimas se misturavam com a gotas do chuveiro, ali ela estava tranquila, tinha trancado a porta e sabia que ele não entraria. Assim que terminou o banho, vestiu um pijama velho, escovou os dentes e com muito custo se deitou em sua cama a qual estava ocupada por Andrew. 

A morena não pregou os olhos durante a noite, diferente do homem ao seu lado. Sua mente estava em Zayn, ela não sabia o porque, mas tinha vontade de estar com ele e não com Andrew. Sua vontade de saber como ele estava era grande. Já tinha pensado várias vezes em ligar para ele, mas isso poderia dar totalmente errado. Decidiu esperar para vê-lo pela manhã. 

Assim que o sol apareceu na janela mostrando que a manha de sábado tinha acabado de começar, a garota sorriu minimamente. virou-se para o lado buscando descansar um pouco. 

Zayn tinha perdido a conta de quantas garrafas já tinha bebido, a garagem estava vazia, a não ser por ele que ainda ocupava o lugar mexendo em algumas coisas velhas. Assim que olhou no relógio decidiu que iria sair. Pegou um moletom no guarda roupa e deixou a casa fechando a porta lentamente. Se sentou em frente a casa de Selena. Ele queria que aquele carro não estivesse mais ali, mas infelizmente estava. Respirou o ar puro da manha, já que tinha acabado de amanhecer. Sorriu lembrando de um dos momentos que presenciou esta dadiva com a amiga. 

FlashBack On:

- Já vai começar- Ela estava tão empolgada, nunca tinha visto algo tão lindo como aquilo. A tonalidade azul escura com algumas partes laranjas deixava tudo mais lindo. - Valeu a pena ter dirigido quase uma hora e meia para ver isso.

- Nunca veio em Cape Cod? - O sorriso do moreno era evidente. 

- Primeira vez.- Ela disse olhando em seus olhos. - Fico feliz de você ter sido o primeiro  a  me mostrar essa maravilha. - Seus lábios abriram em um sorriso grande. 

E abraçados ficaram olhando o sol nascer. 

flashBack Off.

Se levantou e se direcionou para casa novamente, um pouco mais feliz dessa vez, sem  saber que de ângulos diferentes, de lugares diferentes tinham presenciado mais um nascer  do sol. 


Notas Finais


Por favor, comentem isso motiva muito.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...