História Maybe is the best 《jikook》 - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bantan Boys, Bts, Drama, Jikook, Jikook Flex, Kookmin, Mutilação, Psiquiatra
Visualizações 340
Palavras 822
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi! Sim esta semana terá atualização dupla yeay!!!
A foto do capitulo não sei se aparece tudo mas é um edit meu! Depois digam o que acharam nos comentários.
kkkk estou muito feliz pelos 58 favoritos e adoro os comentários que me estão deixando!
Muita gente quer lemon pelo que vi kkkk, mas ainda vai demorar um pouquinho, mas nem tanto assim kkkk
Sem mais demoras...
Com todo o meu coração ❤
Boa leitura

Capítulo 10 - Capitulo 9


Fanfic / Fanfiction Maybe is the best 《jikook》 - Capítulo 10 - Capitulo 9

E talvez, só talvez, aquele fosse uma maneira de mostrar que talvez já amasse Jimin, o seu paciente.

Mas são tantos “talvez” que um dia se tornaram numa resposta certa

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Soluços eram a única coisa que se ouvia naquele consultorio.

Soluços de Jimin por finalmente ter partilhado esta história com alguém que não o julgava e por ter de se lembrar de toda a dor e sofrimento que presenciou naquela altura.

Soluços de Jungkook por não acreditar na tamanha crueldade que existia no mundo e só de pensar no facto de, aquele ser indefeso, passar por algo de tamanha crueldade fazia com que Jungkook sentisse um aperto no coração.

Jungkook: Jiminie eu sei que passaste por algo que te transtornou para a vida inteira. -ele disse ainda abraçado a Jimin enquanto fazia um carinho subtil nas costas do paciente.

Jimin: Mas porque me doi tanto? -o peito subia e descia rapidamente tentando controlar as lágrimas.

Jungkook: Uma morte violenta como essa, um suicídio, provoca ondas de choque e quanto mais perto estamos maior o choque. Neste caso, tu viste a tua mãe se matar á tua frente sem puderes fazer nada e, até hoje, culpaste por isso. Talvez seja por isso que te dói tanto. -ele disse apertando mais forte Park. O mesmo já se encontrava mais calmo e, estranhamente, o perfume de Jungkook o acalmava de alguma maneira e para Jimin isso significava algo.

Jimin: Doutor, mas se a minha mãe não me amava, eu não devia me importar com a morte dela… -ele disse num sussurro enquanto exalava o perfume do pescoço do psiquiatra.

Jungkook: Jimin ela pode ter dito isso, mas uma mãe ama sempre um filho mesmo que não o demonstre. Tu amavas á tua mãe?

Jimin: Ainda amo… mesmo depois de tudo. -sussurrou deixando uma lágrima deslizar pelo rosto.

Jungkook: Park, quando amamos alguém ficamos sujeitos ao sofrimento. É essa a triste verdade. Talvez nos partam o coração ou talvez sejamos nós a parti-lo, mas nunca iremos deixar de os amar mesmo que isso nos magoe. São esses os riscos. -ele disse fazendo cafune nos cabelos de Park enquanto sorria por ver que jimin já estava mais calmo.

Jimin: Jeon… -jimin afastou-se e olhou diretamente nos olhos brilhantes do psiquiatra -Obrigado. -ele disse sorrindo sincero e voltando a colocar as algemas.

Jungkook: Só fiz o meu trabalho. -ele disse normal sem reparar que aqueles simples palavras tinham feito o coração de Jimin ficar inquieto. -Bem, a consulta acaba daqui a 5 minutos. E como hoje tivestes duas consultas seguidas vou te recitar um medicamento que te vai ajudar a dormir depois disto tudo. -ele disse sorrindo enquanto escrevia algo num papel.

Jimin: Um calmante? -ele disse frio, afinal já estava farto daqueles tipos de medicamentos.

Jungkook: Sim, mas é só para tomares hoje e quando tiveres alguma crise. Pode ser? -ele perguntou esperando uma resposta de Park.

Jimin: Hmm…

Jungkook: Prometes? -ele insitiu.

Jimin: Ok… -ele sussurrou e depois o psiquiatra estendeu o papel com a medicação. Em vez de Park colocar a mão no papel agarrou a mão do Jungkook levemente, levantou-se da cadeira, esticou-se sobre a mesa até chegar perto o suficiente para o psiquiatra ouvir. -Adorei o teu perfume, acalma-me podes voltar a traze-lo doutor? -ele disse inocente. Jeon ficou sem saber o que falar e por momentos uma memória de si e de sua mãe veio-lhe á cabeça

Era mais um dia e, juntamente com isto, mais uma crise. A mãe de Jeon muitas leves esqueciasse de tomar os medicamentos por sofrer de Alzheimer ainda num estado inicial. Jeon chegou a casa e encontrou a mãe na sala derrubando todo á frente enquanto gritava e lágrimas saiam-lhe pelos olhos e as palavras eram sempre as mesmas. “Calem-se! Estou farta!” “Eu não sou burra”, vozes, vozes essas que eram ouvidas na cabeça na mãe de Jeon por sofrer de esquizofrenia. Jungkook rapidamente se dirigiu até a cozinha para buscar o medicamento de emergência e acabou por conseguir dá-lo á sua mãe. Passado pouco tempo mãe e filho estavam abraçados e a última coisa que a mãe de Jeon disse antes de dormir foi “Gosto do teu perfume, acalma-me.”

Jungkook: Jiminiee… -ele disse num sussurro á espera que Park respondesse, mas já era tarde ele já tinha saído do consultório e levado consigo o papel da medicação. -Obrigado. -mesmo sabendo que o seu paciente não o ouviria, jungkook teve de agradecer por Park fazer com que o psiquiatra não sentisse tantas saudades da mãe.  

………….momentos antes………….

Jimin esperava uma resposta do psiquiatra, mas alguém bateu á porta, então, saiu com um sorriso sincero no rosto, aquele sorriso que á muito tempo já não era utilizado por ele. E só hoje já tinham dado dois sorrisos.

E a causa desses sorrisos tem nome…

Jeon Jungkook, o seu psiquiatra.

 

Leiam as notas finais pff! Nunca vos peço nada kkkkk


Notas Finais


Vou matar o Jungkook (mesmo que seja o meu bias) por dizer "Só fiz o meu trabalho" coitado do minie ele não merecia isso...
Bem este capitulo é mais pequeno que os outros porque vou atualizar novamente no domingo!
Eu preciso que me dêm uma ajudinha!
Lembra-se daquelas atividades no jantar?
Bem já temos karaoke e magia gostava que me dessem ideias de atividades, por isso deixem nos comentários pff! Sejam criativas kkkk
Queria agradecer outra vez aos 58 favoritos e espero que cheguemos a meta de 100 por isso ajudem a minha fic a crescer :-)
A capa é um edit meu digam-me se gostaram 😁
Acho que não tenho mais nada a dizer kkkk
💙🔐Até armys🔐💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...