História Punish me Daddy (Imagine HOT- Suga BTS) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga
Tags Bangtan Boys, Bts
Visualizações 1.117
Palavras 1.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


#IloveSuga
#IloveBangtan

(+18)

Capítulo 1 - Oppa! You are very evil!


Fanfic / Fanfiction Punish me Daddy (Imagine HOT- Suga BTS) - Capítulo 1 - Oppa! You are very evil!

-P.O.Vs Min S/N- 

-Me solta Yoongi!- Gritava desesperada sentindo as mãos de Yoongi apertarem mais meus pulsos - 

- Eu falei pra você não entrar no meu quarto! - Dita enquanto me colocava contra a parede - Quantas vezes terei de repetir? 

- Desculpa Oppa, eu só queria ajuda - Digo choramingando - Não vai mais se repetir.

- Como posso confiar em você? Já aconteceu quatro vezes! 

- A culpa não é minha se não prestei atenção quando me avisou! - Digo tentando novamente me soltar -

- Calma Yoongi, deixe sua irmã, ela não sabia - Jun tentava acalmar seu namorado - Vamo, solte-a, ai poderemos continuar. - A mesma sussurrara no ouvido de meu irmão -

Yoongi me encara com um sorriso malicioso e solta meus pulsos, ele me pega pelo braço e me puxa para fora de seu quarto, Me deixando no corredor sozinha.

- Eu odeio você!! - Grito encarando a porta fechada de seu quarto - 

Seria verdade? 

Entrei na porta da frente onde daria ao meu quarto, encosto a porta e vou até minha cama. Retiro meu curto vestido e coloco apenas uma blusa moletom que estaria sobre o couxão, retiro meu celular do bolsa de minha mochila e me sento na cama encostando minhas costas na cabisseira.

Vejo que Yumi e Minah estavam online e início uma chamada de vídeo com ambas.

YM_ Oi Piranhas!

                                Oi Outa _S/N

MH_ Outa? 

                              Outa Piranha _S/N 

YM_ Engraçadinha! * Mostra o dedo* 

MH_ S/N, por que diabos seus pulsos estão vermelho?

                            Pergunte a Yoongi _S/N

MH_ Você entrou sem avisar denovo? 

YM_ Jun está aí, né? Ele parece ficar alterado na presença dela. 

                             Sim, ela está! _S/N

YM_ Será que ela tem algo haver, com esse ódio do Yoongi? 

MH_ Eu não duvido! 

                                       Eu também! _S/N

YM_ Mudando de assunto! Amanhã vai rolar uma festa, vocês vão, né? Por favor! 

MH_ Já estou lá, hahaha! 

                       Eu não sei... Meu pai viajou e estou sozinha com Yoongi. _S/N 

YM_ Ele nã pode te impedir! Você vai e pronto! 

Yumi as vezes era bem mandona, por isso a chamávamos de Omma, pois ela que descidia as coisas pela gente as vezes. A conversa rolou a tarde inteira, ficamos falando sobre a festa e sobre quem poderia aparecer, mas fomos interrompida pelos pais de Minah que chamavam ela para saírem e tivemos que desligar. 

Agora estava sentada enfrente a minha escrivaninha terminando um trabalho da escola, até ouvir a porta do quarto ser aberta, ao me virar encontro Yoongi me encarando sério e provavelmente irritado. 

- O que foi? - Pergunto cruzando os braços - 

- Estou indo Jantar com Jun, tem comida na Gela...- O interrompi- 

- Na geladeira e não é pra eu abrir a porta pra ninguém e nem deixar as luzes ligadas, eu já sei Oppa, se divirta! - Digo voltando minha atenção pro caderno - 

- Ah, então...... Tchau...- Ouvi a porta se fechar e seus passos ficarem distantes - 

Voltei a fazer o meu trabalho até sentir o celular vibrar em meu bolso, ao pegar vi que era uma mensagem de Taehyung pedindo para vir em casa. Eu apenas respondi dizendo que poderia. 

Botei o celular para carregar e fui me arrumar, coloquei um short e uma blusinha de alça fina, amarrei meu cabelo em um koc e passei um batom. Desci até a Sala e me sentei no sofá para esperar Tae, cinco minutos depois o mesmo estaria batendo na porta.

Me levantei e fui abir, o mesmo estaria com uma calça azul meio colada e uma blusa moletom e seus cabelos estariam bagunçados.

- Oi Oppa! - Digo dando um selar em sua bochecha - Senti saudades. 

- Também S/N, posso entrar? - Apenas confirmei - Ótimo.

Entramos em casa e nos sentamos no sofá, Tae encarava o chão enquanto eu brincava com meus dedos. Comecei a sentir as mãos de Taehyung sobre minha perna, assim subindo até o meio de meu short.

- Que tal matarmos a saudade? - Pergunto acariciando minha intimidade ainda coberta - 

Sem responde-lo, apenas me sentei sobre seu colo e comecei a rebolar sobre seu membro.

- Isso Jagya, obedeça seu Oppa - O mesmo segurava em minha cintura me colocando mais contra seu membro - 

Gemidos baixos saiam de nossas bocas, nossos olhos estaria perdidos, sentia o membro de Taehyung ainda mais perto, tocando em meu clitóris. 

Seria obra do destino? 

Ouvi a porta se aberta e Yoongi aparece sozinho segurando um sacola e uma coca em suas mãos.

- S/N? - Sua voz era de surpreso, seu olhar estaria sobre mim e Taehyung - 

Sai do colo de Tae o mais rápido possível me sentando na ponta do sofá encarando o chão.

- Não posso sair um segundo que você já está se ofereçendo? - Disse irritado vindo em nossa direção - Cadê a educação que nosso pai te deu? E você? - Disse se virando para Taehyung - Não tem vergonha? De estar se aproveitando de uma pobre menina? 

Taehyung era três anos mais velho e para Yoongi, era o bastante para eu ser comparada como uma pobre menina indefesa. 

- Não fizemos nada de mais - Tento nos defender -

- Mas iriam! - Fala me encarando - Se eu não tivesse chegado, o que teria acontecido? Uhu? Você estaria sendo praticamente abusada por esse garoto!! - Gritava enquanto apontava para Tae que permanecia de cabeça baixa - Eu nunca esperava isso de você Senhorita Min S/N! JÁ PARA SEU QUARTO!!

- Yah! Quem você pensa que er para gritar assim com ela? - Taehyung parecia meio irritado enquanto se levantada - 

- Eu sou o irmão dela, e por isso ela tem de me obedecer! - Grita respondendo o mais novo - 

- Falou certo, irmão e não pai, ela não é obrigada a te ouvir! - Taehyung daria um leve empurrão em Yoongi o fazendo dar um passo para trás - 

- E o que, VOCÊ, tem haver com isso? Apenas saia de minha casa antes que eu chame a polícia! 

- Por favor Tae, vai embora antes que piore as coisas - Digo choramingando - 

- Ficará bem?- Pergunta se abaixando para poder me encarar - 

- Sim, agora vai! - Digo correndo até as escadas as subindo - 

Entro em meu quarto encostando a porta com força, retiro meu short e me jogo na cama sentindo as lágrimas, Yoongi estava sendo muito rude com Taehyung, sem motivo, o menino não havia feito nada de mais, e dai se tivéssemos tranzado? Yoongi não tem de se incomodar. 

Escondi meu rosto no travesseiro deixando as lágrimas escorrerem, senti a cama afundar um pouco e alguém acariciar minha perna devagar.

- S/N, me desculpa - A voz de Yoongi parecia de arrependimento - Eu sei que fui muito duro, mais, eu estava apenas te defender, e acabei te machucando. Não foi a minha intenção, Me entende? 

Um silêncio  se fez naquele quarto, apenas o som do meu choro era possível ser escutado, Yoongi ainda passava a mão em minha perna diminuindo o ritmo. 

- Como foi o jantar? - Minha voz sairá meio baixa por ainda estar com o travesseiro sobre meu rosto - 

- Oh, foi divertido, Jun é uma garota muito legal, você verá! - Disse se aproximando mais - 

Retiro o travesseiro de meu rosto o colocando sobre o couxão. 


- Você Ama ela? - Pergunto o encarando- 


- Amar é uma palavra meio forte S/N, acho que não tenho capacidade de amar alguém sem ser nosso pai. 

- Uhm, entendo - Digo meio cabisbaixa, de certa forma, suas palavras me machucaram um pouco - 

- E você? Você Ama  aquele garoto? Ou apenas estava se sentindo sozinha? 

- Estava apenas me sentindo sozinha, não acho que amaria alguém de uma hora pra outra - Digo tirando sua mão de cima de minha perna - 


- Você me ama S/N? - O mesmo permanecia me encarando esperando por resposta - 

- Claro Oppa! Somos irmãos - Digo roubando um pequeno sorriso do mesmo - Até quando você briga comigo por bobagem! 

- Sério? Então você irá continuar me amando se eu contar para o papai, que te encontrei quase tranzando com um garoto na sala? 


- Não ousaria.....- Digo o encarnado irritada - 

- Claro que ousaria, mas se você não quiser que eu conte, tenho alguns pedidos!

O mesmo me encara com um pequeno sorriso malicioso enquanto mordia seu lábio inferior. 


- Oppa! Você é muito mal!!

《Continua?


  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...