História Punishment - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 73
Palavras 995
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


SE NÃO FOR PRA CORROMPER A JUVENTUDE, EU NEM SAIO DE CASA!

Capítulo 1 - Poder da Braçadeira - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Punishment - Capítulo 1 - Poder da Braçadeira - Capítulo Único

Natasha estava esperando Henderson na sala. Assistia TV tranquilamente, até lembrar do que tinha feito quando Jordan estava nas Eliminatórias.  

Havia ficado bêbada, ido em varias baladas, em muitas festinhas de amigos e ainda tirou uma foto nada legal com um colega da faculdade. Onde ela estava beijando o rosto do mesmo, sabia que Henderson não estava nada feliz com aquilo.  

Ouviu a porta se abrir, revelando um namorado zangado. O que a preocupou, mas seria bom ser castigada.  

— Amor, estava te esperando. — Olhei para Henderson, que não estava com uma cara nada pacífica. Vi a braçadeira em seu braço e mordi os lábios. 
 

— Festinhas, baladas e tudo mais. Ainda tem aquele cara, que você apareceu dando beijinho no rosto. 
 

— Ele é só meu amigo. 
 

— Sabe o que você precisa? De um capitão. De alguém que te mostre quem manda aqui. Eu sou o capitão e a senhora foi muito indisciplinada. — Tremi com aquilo. — E o seu castigo será foder comigo até cansar.  
 

— Mas, eu não fiz nada. 
 

— Fez sim, me provocou. Vou te dar o melhor castigo do mundo; trepar com você até tu desmaiar de prazer. — Henderson tirou as roupas, fazendo Nat morder os lábios. Ele ajeitou a braçadeira de capitão e a olhou com desejo; pode perceber a excitação que ambos estavam. 
 
Eles não queriam esperar mais por isso; foi quando finalmente se atracaram. Jordan puxou Natasha pelo cabelo, fazendo-a gemer baixo. Ele queria realmente mostrar o poder da braçadeira, queria mostrar para ela quem manda ali.  
 

O beijo era quente, pois não estavam aguentando mais tudo aquilo. Natasha queria experimentar o melhor do seu capitão, fazer coisas absurdas com o mesmo.  

— Hoje, a gente vai fazer diferente. Você vai me dar esse cuzinho gostoso primeiro e dessa vez não vou fazer com calma. Vou te arregaçar, eu estava sendo muito bonzinho com você. — Nat tremeu ao ouvir Jordan falar essas coisas. Sentia um misto de alegria e medo, mas sabia que no final, ela sairia dolorida e com a cara cheia de porra.  
 

— Me pega com força capitão. Me faz sentir o poder dessa braçadeira! — Henderson riu do desespero da namorada. 

— Sabe, eu ainda não toquei nisso aqui hoje. — Percebeu a calcinha molhada dela e logo tocou em sua boceta molhada. Natasha se segurou para não gozar com aquele toque; estava desmontada com tudo aquilo. — Só que eu quero isso aqui! — Deu um tapa certeiro na bunda da garota, que só ficou mais molhada com aquilo.  

— Me fode logo, acaba com isso! Eu quero você, Capitão!  

— Não tão fácil assim, antes eu quero ver você se tocando pra mim. Me mostra o que você fez quando eu estava longe. — Natasha ficou com receio de fazer aquilo. Mas, tinha de obedecer seu capitão.  

Começou tocando em seu clitóris, tremendo com o seu próprio toque.  Henderson olhava cada detalhe de longe; amava como ela estava excitada e de como estava se desmontando a cada toque.  
Natasha fechava os olhos, enquanto mexia em seu ponto fraco. Os seus movimentos estavam a fazendo perder o folego.  

— Coloca dois dedos dentro de si, fecha os olhos e se fode assim como faço. — Ela fez exatamente o que ele pediu. Começou em um ritmo frenético, era assim que ele fazia com ela, colocando seus dedos o mais fundo possível.  Jordan ria com aquela situação, mas estava ficando duro feito pedra. 

 Natasha continuava com seus movimentos, estava se destruindo aos poucos com aquilo. Sentiu o orgasmo chegar, estava quase gozando em seus próprios dedos, mas logo Henderson os tirou daquele lugar.  

Ele viu a melhor oportunidade, quando percebeu que a garota estava arreganhada no sofá e viu a oportunidade perfeita. Lubrificou a sua pica e logo adentrou de uma vez no cuzinho da moça, que gemeu de dor.  

— Porra, Henderson! — Fechou os olhos, tremendo com aquilo. Seu capitão estava furioso e iria descontar tudo nela.  

— Porra é o que eu vou te dar mais tarde! — Começou os movimentos fortes, nem dando tempo da garota se acostumar com aquela invasão. — Seu cuzinho é tão apertado! Eu vou te arregaçar hoje! — Jordan olhava atentamente para as feições de Natasha. Alguns fios de cabelo dela estava colados a testa, estava suando, o seu rosto estava totalmente transtornado com tanto prazer que estava tendo. Aquilo só fez o mesmo ficar com mais tesão e parar os movimentos na brasileira, que reclamou daquilo.  

Henderson sentou no sofá, a fazendo olhar meio confusa. A sua mente estava um pouco embasada com toda aquela atividade.  

— Vem amor, quica gostoso como você faz. — Ainda meio atordoada, Natasha sentou na pica de Henderson, que logo gemeu com aquilo. — Como eu senti falta dessa bocetinha apertada. — Ela fechou os olhos, tentando não gozar com tudo aquilo.  

Começou a quicar rápido, estava excitada demais para ir devagar. Queria sentir Henderson ir fundo, queria sentir a porra dele escorrendo em sua boceta; estava enlouquecendo.  

Ele estava acabando com ela, realmente mostrava quem era o capitão ali. Natasha já estava zonza de prazer, continuava nos mesmos movimentos, que estavam começando a ficar devagar.  

Jordan ajudava a garota, que já não conseguia pensar em mais nada. A mente estava nublada com tanto prazer. Olhava para Henderson, e não entendia aqueles olhares penetrantes dele. Estava a beira de um orgasmo; suas pernas estavam bambas, seus olhos reviraram e seu rosto transtornado entregavam tudo.  

— Goza pro seu capitão! — Depois daquela palavras, ela gozou forte no pau de Henderson. Mesmo assim, continuava assustadoramente excitada e pronta pra outra.  

— Quero sua porra na minha cara, capitão! — Jordan começou a se estimular e logo gozou na cara de Natasha, que se deliciou com aquilo. Amava quando ele fazia isso.  

Estava acabada, totalmente destruída. Jordan Henderson realmente tinha a deixado em frangalhos.  

— Filho da puta! Amanhã eu não vou andar! — Henderson riu.  

— Você fica linda com a cara cheia de porra. Sabe o que eu acho? Que você está excitada e quer de novo.  

— Quero mesmo! Vem, me mostra a força da capitania. Eu quero ficar mancando amanhã! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...