História Puro Sangue - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Cl, D.O, G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, T.O.P, V
Tags 2seok, Chanbaek, Jikook, Kaisoo, Lobisomens, Namjin, Skydragon, Vampiros, Vhope, Yoonmin
Exibições 68
Palavras 3.821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu de novo, e agradeço a quem favoritou essa fic. Espero que curtam o capítulo.

Capítulo 3 - Never


As horas foram passando, até as aulas acabarem, e o horrível sinal tocar.
- Suga, vai na frente, preciso fazer uma coisa - disse Namjoon.
- Ok - concordou Yoongi, dando de ombros e caminhando sem o Kim.
Namjoon estava em frente ao colégio, esperando SeokJin, que apareceu um tempo depois.
- Oi, Namjoon - sorriu o Kim mais baixo, deixando Namjoon desnorteado somente em vê-lo, nem ele sabe o porque ao certo.
- Bem, venha comigo... - sussurrou o mais alto, caminhando em direção ao beco onde havia sumido no dia anterior. SeokJin o obedeceu, e assim que eles entraram no beco, o Kim mais alto encarou o mais baixo, o pegando no colo.
- O que está fazendo? - questionou SeokJin, um tanto quanto constrangido com tal cena.
- Silêncio... - sussurrou Namjoon, antes de começar a correr em alta velocidade, SeokJin sentiu o vento em seu rosto, então pos a cabeça sobre o peito do Kim mais alto. Em uma questão de segundos, eles estavam na beirada de uma cachoeira.
- Como você... - SeokJin fora interrompido.
- A vista é linda, né? - Namjoon o colocou no chão, e os dois pararam para apreciar a vista.
- Você é mesmo um vampiro... - SeokJin deu um beliscão em si mesmo, testando para ver se, não estava dormindo.
- Pois é... - Namjoon abriu a jaqueta, a tirando junto a camisa.
- Você não vai brilhar no Sol, né? - SeokJin permitiu que uma gargalhada escapasse.
- Acho que não... - Namjoon também gargalhou, deixando a luz contrastar em seu peito, expondo ainda mais sua pele, que aparentava estar mais clara a cada dia, em consequência de não ter um coração vivo, bombeando sangue pelo seu corpo para dar-lhe a devida cor.
- Você é tão... - SeokJin se aproximou, deixando sua mão percorrer o peito do mais alto, descendo até o abdômen e então, parando sobre a barra da calça.
-Tão o que? - perguntou, chegando o corpo para a frente, ficando mais próximo do Kim mais baixo.
- Incrível... - sussurrou o menor.
- Você acha? - Namjoon aproximou seu rosto ao de SeokJin, encarando-o firmemente, fazendo o menor ficar estático.
- Sim... - SeokJin levou a mão até o rosto de Namjoon, acariciando-lhe a pele fria, repousando a mesma ali alguns segundos.
- Você realmente me fascina, mortal... - Namjoon aproximou ainda mais o rosto ao de SeokJin, deixando seus lábios a centímetros dos dele.
- Sério? - sussurrou.
- Sim... - Namjoon pos a mão sobre a de SeokJin, que estava sobre seu rosto. Lentamente encostou seus lábios aos do menor, pressionando sem pressa.
- Nam... - sussurrou entre os lábios,  levando as mãos até a nuca do maior, o puxando-o para mais perto. Diferente de quando Hoseok o beijou, SeokJin queria cada vez mais o contato de Bruce sobre ele, a pele gelada o deixava arrepiado, e o fazia adorar cada vez mais o contato.
As mãos de Namjoon desceram até a cintura do menor, puxando-o para mais perto, deixando seus corpos colados, não demorando muito para pedir passagem com sua língua, fazendo SeokJin ceder facilmente. A língua de Namjoon vasculhava cada cantinho da boca de SeokJin, e suas línguas se entrelaçavam, travando uma batalha por espaço, que foi vencida pelo Kim mais alto.
SeokJin empurrou um pouco o rosto de Namjoon, querendo sair do beijo em busca de ar, mas antes teve a língua chupada.
- Isso foi... - pausou, recobrando o fôlego - ...incrível - SeokJin sorriu, olhando nos olhos de Namjoon.
- Pra você, tudo é incrível? - o mais alto encostou o rosto no pescoço de SeokJin, sentindo seu cheiro.
- Nem tudo... - o menor parecia tenso.
- Você tem um cheiro delicioso... - sussurrou Namjoon, fazendo SeokJin suar um pouco.
- Vo-você acha? - gaguejou.
- Sim...uma pena não poder sentir o... - exitou.
- O gosto do meu sangue? - SeokJin completou com uma pergunta.
- Você não imagina, o quanto estou me controlando agora, Jin... - sussurrou, depositando um beijo sobre o pescoço do Kim mais baixo.
- Eu tenho um cheiro tão bom assim? - pergunto u, deslizando as mãos pelo peito de Namjoon.
- Não imagina o quanto... - Namjoon subiu os beijos até o rosto de SeokJin, chegando até seus lábios.
- Nam... - Michel virou o rosto, encostando os lábios nos de Namjoon -  Seus lábios, são tão frios... - sussurrou, antes de tomar os lábios do maior com pressa. Dessa vez, Michel pediu passagem, fazendo Namjoon ceder, suas línguas dançavam em uma sincronia única, e antes de se separar do maior, deu uma leve mordida no lábio inferior do mesmo, sorrindo assim que se separou dele.
- Acho que...precisamos ir - disse o Kim mais alto, soltando o mais baixo, e pegando sua camisa e jaqueta do chão, as vestindo rapidamente.
- Também acho, mesmo não querendo -disse SeokJin, sentindo as bochechas pinicarem.
- Você fica fofo corado. - essa foi a deixa para SeokJin se tornar um tomate -Vamos? - perguntou, virando-se de costas.
- Sim! - num impulso, SeokJin pulou sobre as costas de Namjoon, então o maior segurou suas pernas, enquanto Michel envolvia os braços em seu pescoço.
- Segure firme - disse o Kim mais alto e SeokJin o fez, e rapidamente eles chegaram a casa do Kim mais baixo, o mesmo desceu das costas de Namjoon, roubando um selinho, antes de dar de ombros.
- Você não quer entrar? Comer alguma...esqueci que você não come nada! - SeokJin colocou as mãos sobre o rosto, rindo de uma maneira envergonhada.
- Eu preciso ir, mas amanhã nos vemos no colégio - disse Namjoon, dando de ombros.
- Está bem! - sorriu SeokJin, caminhando pela pequena calçada de pedra, indo até a porta de casa.
- Tchau - acenou o Kim mais alto.
- Tchau... - acenou de volta, antes de Namjoon desaparecer como um vulto.

SeokJin povs
Abri a porta de casa, pensando no que acabara de acontecer, em alguns dias, já chegamos a esse ponto? Meu Deus!
- Onde você estava, Jin? - minha mãe me olhou, sentada no sofá da sala.
- Eu... - pausei, fechando a porta atrás de mim - ...estava com um amigo, por isso demorei - sorri, tentando afastar um pouco a atenção para meu rosto ruborizado.
- Entendo... - ela voltou ao que estava fazendo, então subi as escadas sem dizer mais nada. Entrei em meu quarto, fechando a porta logo em seguida, joguei minha mochila no chão, e me joguei sobre minha cama.
- Namjoon...é um vampiro, - sussurrei, tentando fazer a mim mesmo acreditar no que estava acontecendo - eu beijei um vampiro... - um sorriso bobo brotou eu meu rosto, assim que lembrei dos beijos que Namjoon e eu compartilhamos, aqueles lábios frios me tiraram do normal. Estou agindo como se fosse um retardado. Pareço um bobo alegre, mal conheço Namjoon, e já estou assim, será que ele também está? Não sei, talvez não ou, talvez sim, quem sabe? -povs off-

Namjoon povs
Cheguei em casa, abri a porta e vi Suga sentado no sofá, assistindo um filme na televisão.
- Demorou, o papo foi tão bom quanto penso? - ele sorriu de canto, será que ele sabe o que eu fui fazer?
- Perdão pela demora, precisei resolver uma coisa - falei, caminhando até a escada.
- Resolver algo, com os lábios Namjoon? - CL desceu as escadas, passando por mim com uma expressão estranha. Sorrindo de uma maneira estranha.
- Chae... - a encarei.
- Não precisa responder - disse ela, se sentando no sofá ao lado de Suga, pegando o controle da TV de sua mão.
- Eu odeio esse seu poder! - bufei de raiva, subindo as escadas em um milésimo de segundo.
Entrei no meu quarto, largando a bolsa no chão, e deitando em minha cama, minhas mãos foram para trás da cabeça, enquanto eu pensava no que aconteceu entre mim e Jin, foi tão...bom. Não sei como explicar o que estou sentindo agora, só sei que o quero...o quero perto de mim.
- Posso entrar? - Suga bateu na porta.
- Pode sim, Suga - falei, e então ele entrou, fechando-a em seguida, se sentando em minha cama.
- Oi Nam, - ele disse - me diz, o que aconteceu? - foi direto, ele não é de enrolar quando quer chegar em um assunto.
- Suga - o encarei.
- Sabe que, somos parceiros - ele disse, e sim, Yoongi é o ser que mais confio nesse mundo.
- Parceiro eu... - pausei novamente, virando o rosto para o lado - ...o beijei -falei, um pouco receoso - eu beijei o Kim SeokJin - suspirei lentamente, me sentando na cama, com as pernas cruzadas e as mãos juntas entre elas.
- Ô Bruce! - Suga levou a mão até a boca- Você é mais louco que eu, é? - riu ele - E como foi? - perguntou, ainda rindo.
- Foi incrível... - falei, virando o rosto.
- Ele beija bem? - Yoongi estava mesmo disposto a me ouvir, parece que está em um dos seus dias de bom humor extremo.
- Muito...muito bem - suspirei, pondo o dedo indicador direito sobre meus lábios, lembrando do contato entre mim e Jin.
- Mas, você sabe que isso é arriscado, Nam... - disse Suga, me lembrando do lado desastroso da coisa - Ainda mais para você, eles já estão de olho em ti, meu irmão - Yoongi estava preocupado, com motivo. A Liga, a organização que ele diz estar "de olho em mim", o que não é mentira mas, se eu me envolver com o Jin...não! Eu quero arriscar, o por que dessa minha loucura, não sei explicar.
-povs off-

SeokJin estava sentada em sua cama, vendo vídeos em seu notebook quando, alguém bateu na porta, ele não ouviu por conta dos fones de ouvido, então Hoseok entrou no quarto sem que o mesmo notasse.
- Jinnie... - SeokJin se sentou ao lado do mesmo, e então desligou o notebook, o pondo sobre a mesinha e se sentando na cama novamente.
- O que está fazendo aqui, Hoseok? - perguntou, se afastando um pouco do amigo.
- Por que está me tratando assim? - Hoseok tentou se aproximar, mas o Kim se levantou, dando de ombros.
- Porque você está agindo como um idiota... - sussurrou, serrando os punhos.
- Eu só... - Hoseok também se levantou, segurando uma das mãos de SeokJin - ...quero uma chance com você...porque acho, que estou te amando - sussurrou, puxando SeokJin para mais perto.
- Me solte... - SeokJin disse entre os dentes, puxando o braço, caminhando até a porta.
- Jin! - novamente segurou o Kim pelo braço.
- Me solte, Hobi... - sussurrou, pondo uma mão sobre a boca.
- Jin eu... - Hoseok foi interrompido.
- Ele disse para soltar! - era a voz de Namjoon, que estava de costas para a janela aberta.
- O que diabos você está fazendo aqui, sanguessuga? - rosnou Hoseok.
- Não importa, você só tem que soltar o meu... - Namjoon deu alguns passos, ficando cara a cara com Hoseok - ...garoto - os olhos pequenos transbordaram raiva, e seus lábios se voltaram para baixo, numa expressão irada.
SeokJin arregalou os olhos, enquanto Hoseok estava espantado, sem reação.
- Hobi, isso não é verdade, né? - quase gaguejou, encarando SeokJin com uma expressão assustada.
- Hobi... - SeokJin mordeu o lábio - Estou com o Namjoon... - ele levantou o olhar, aproveitando que SeokJin estava estático para se soltar dele. Namjoon caminhou até o Kim mais baixo, ficando ao lado dele, e segurando sua mão.
- Ele fez algo com você? - com a mão livre acariciou o rosto de SeokJin, terminando por passar o polegar sobre os lábios do menor.
- Não, Hobi só estava querendo... - foi cortado.
- Você! - completou o Kim, irritado enquanto encarava Hoseok, com uma expressão indiferente.
- Eu não acredito nisso, - Hoseok serrou os punhos - você fez lavagem cerebral nele, ou o que? - vociferou, por sorte os pais de SeokJin tinham saído minutos atrás.
- Claro que não, Hobi! - SeokJin ficou um pouco atrás de Namjoon, agarrando-lhe o braço.
- Jin, como você está ao lado de um... - Hoseok foi cortado.
- Um vampiro? - completou SeokJin, de forma interrogativa.
- Um monstro! - disse Hoseok.
- Calado, totó! - disse Namjoon, já perdendo a calma. O maior deu de ombros, pondo a mão direita sobre o rosto de SeokJin, tomando seus lábios ternamente, e deixando Hoseok boquiaberto ao ver que o Kim mais baixo estava correspondendo o mais alto, diferente de quando o beijou.
SeokJin mordeu o lábio inferior de Namjoon quando pediu para o maior se afastar, tentando buscar ar.
- Jin... - Matthew virou o rosto, serrando os olhos e os punhos.
- Mat...me desculpe, mas não posso te corresponder... - disse SeokJin, encostando a cabeça sobre o peito de Namjoon, enquanto segurava em sua camiseta.
- Você vai ver, Jin não vai aguentar ficar muito tempo com você, sanguessuga... - rosnou Hoseok, caminhando até a porta -  E quando essa hora chegar, eu estarei aqui - completou, saindo e batendo a porta.
- Nam... - SeokJin apertou ainda mais o tecido entre suas mãos, enterrando o rosto no peito do Kim mais alto.
- Calma, Jinnie - disse Namjoon, segundo as pernas de SeokJin, o levantando em seu colo. O menor envolveu as pernas no quadril do maior, e o mesmo se sentou na cama com o menor em seu colo.
SeokJin pos as mãos sobre os ombros do maior, encostando sua testa na dele, o encarando por alguns segundos.
- Seus olhos...são lindos - sorriu o menor.
- Eu os adoro, porque com eles, posso olhar pro seu rostinho, posso olhar para você - Namjoon deixou um sorriso de canto escapar, se sentindo idiota por ter sido tão meloso. SeokJin se mexeu um pouco, sentindo um arrepio, por conta das mãos gélidas em suas pernas nuas, já que estava usando um short mais curto que uma bermuda, que normalmente usa para dormir.
- Você é muito frio... - sussurrou, movendo o quadril um pouco mais para a frente, colando o corpo ao do maior.
- Eu sei - concordou, apertando mais as pernas do menor, e arrancando-lhe um baixo gemido. O maior se surpreendeu com a cena.
- Não faça isso... - SeokJin mordeu o lábio inferior, sentindo uma fisgada em baixo da cueca.
- Está bem... - Namjoon assentiu, subindo as mãos até a cintura do menor - ...farei como quiser, Jinnie - disse, observando a inquietação do menor.
- Obrigado... - sussurrou, descendo a mão direita sobre o peito do maior.
- O que está fazendo? - Namjoon o encarou.
- Você é forte... - fixou os olhos em Namjoon subindo o olhar lentamente.
O menor teve o impulso de, subir um pouco a camisa de Bruce, tocando seu abdômen.
- Sim... - Namjoon ajudou, tirando de uma vez a camisa preta, deixando-a sobre a cama de Michel.
- Sua pele é mais claro do que imaginava... - disse SeokJin, tocando cada parte do peito do maior - E seu corpo frio, me deixa ainda mais vidrado em você - completou, depositando um beijo sobre o queixo do maior. O Kim mais alto se levantou, deixando SeokJin sentado.
- Você não me viu por completo... - Namjoon se virou, ficando de costas para Michel. Abriu o zíper calça, baixando-a um pouco, deixando a tatuagem que vai do início ao fim de suas costas, mas não tomando completamente a pele da região. Eram um único símbolo dentro de um círculo, que era acompanhado com linhas e marcas estranhas até o fim do dorso.
SeokJin ficou boquiaberto, se levantando e ficando próximo ao Kim, deixando sua mão direita subir pelas costas do mesmo, deslizando os dedos pela aparente tatuagem. Namjoon parecia inquieto, sentindo a mão de SeokJin percorrer seu dorso, chegando próximo a base de sua coluna, mas parando por ali.
- Que incrível - disse, sorrindo de canto.
- Você achou? Bem, eu gosto muito dela - disse Bruce, vestindo novamente sua camisa, e fechando o zíper de sua calça.
A porta da sala fez barulho, os pais de SeokJin chegaram, e ele se assustou.
- Preciso ir agora... - Namjoon caminhou até a janela, sendo seguido por SeokJin.
- Sim, mas nos vemos amanhã - SeokJin mordeu o canto do lábio inferior, se aproximando mais de Namjoon, segurou a camisa do maior, levantando o rosto para conseguir tocar seu lábios nos dele, em um beijo cheio de sentimentos ainda inexplicáveis para ambos, logo menor foi em busca de ar para seus pulmões.
- Tchau - disse Namjoon, sentando-se na beirada da janela, jogando-se para fora, e sumindo ao aterrorizar no chão.
- Tchau... - sussurrou SeokJin, antes de sua mãe abrir a porta do quarto.
- Jinnie - a mãe do mesmo caminhou até ele, depositando o braço em volta dos ombros do filho.
- Omma! - sorriu SeokJin.
- Me diz uma coisa, - falou, encarando SeokJin firmemente - o que está acontecendo com o Hoseok? - foi direta - Ele estava saindo com uma expressão tensa aqui de casa um dia que passou, e o vi com a mesma expressão agora a pouco, onde eu e seu pai fomos, já que é próximo ao caminho da casa dele - completou.
- Omma... - ficou pensando no que dizer.
- Vocês se gostam? Porque se for isso, não tem problema meu filho - falou, sorrindo e surpreendendo o mais novo - não me importa de quem vocês goste, contanto que se sinta bem - completou.
- É aí que tá, ele gosta de mim mas... - suspirou - ...eu só o considero um amigo...na verdade um irmão, mãe - pos as mãos sobre o rosto.
- Entendo, você tem certeza disso? Eu sempre achei que, tinha uma certa química entre vocês dois - falou a senhora Kim, segurando a mão do filho entre as suas, dando de ombros e caminhando pelo quarto, ela não sabe sobre o tiro no braço e, SeokJin não pretende contar, então continua usando camisas de manga longa.
- Eu... - pensou em Namjoon, nos toques do mesmo, na pele gelado do "seu vampiro", e teve uma certeza absurda - ...tenho - completou, passando a mão direita sobre os cabelos.
- Entendi - a senhora Kim sorriu ternamente - Se precisar conversar, estou aqui Jinnie - disse, abrindo a porta.
- Obrigado, omma - falou, jogando-se na cama assim que sua mãe saiu do quarto.
Enquanto SeokJin colocava os pensamentos no lugar, Namjoon estava sentado no sofá da sala, quando Yoongi desceu as escadas sentando-se ao lado dele.
- Como foi lá, Nam? - se referiu a visitinha feita por Namjoon até a casa de SeokJin.
- Foi ótimo - deixou um leve sorriso brotar em seu rosto.
- Meu amigo está amando um mortal, isso é inacreditável - Yoongi balançou a cabeça.
- Pois não deveria, - G-Dragon desceu as escadas, caminhando até porta da sala - você sabe o risco que isso trás para você, para SeokJin, e para nós também, mas está escolhendo arriscar tudo por algo assim - G-Dragon disse seco, saindo e batendo a porta.
- Namjoon, eu sei que o SeokJin é um cara legal, mas o GD pode estar certo - CL já estava em frente a porta, encarando  o Kim.
- Eu sei Chae...eu sei. - Bruce fechou os olhos - SeokJin me fascina, e está me conquistando com seu jeito em apenas alguns dias, desde que o olhei de uma maneira diferente... - serrou os dentes.
- Eu entendo - CL sorriu amigável, saindo para ir atrás de G-Dragon.
- Vai ficar tudo bem, meu irmão - disse Yoongi, tentando confortar o melhor amigo.
- Espero que sim... - disse, um pouco desanimado, talvez zonzo por conta de após ver Michel, ter ficado com uma sede imensa.
- Estou indo para o meu quarto - Yoongi se levantou em um pulo.
- Vai la - disse Bruce, e então Yoongi subiu a escada em segundos.
Namjoon estava pensativo, e entediado por não ter nada para fazer, então levantou, saindo em meio a noite que já estava a tona. O vampiro disparou, correndo na rua escura, parando em frente à casa de SeokJin, saltando até a janela do quarto do menor, ficando no pequeno espaço na parede abaixo da janela que, estava destravada por dentro, deixando o mesmo conseguir entrar facilmente sem fazer barulho algum.
SeokJin terminava de tomar banho, enrolando a toalha em volta da cintura, saindo do banheiro, e levou um susto ao ver, deitado em sua cama um certo vampiro, quase deixando a toalha escapar de sua mão.
- O que esta fazendo aqui? - perguntou,  pondo as mãos em frente à toalha, deixando os pontos em seu braço um pouco a mostra.
- Estava entediado, resolvi vir aqui, - disse de maneira tediosa, já ao lado de SeokJin - ver você, Jin - estava atrás de SeokJin, sua mão esquerda foi até a cintura do menor, enquanto seu nariz percorria a pele do mesmo, seu olhos observavam cada tensão e cada pelo arrepiado sobre a pele de SeokJin. O cheiro do sangue de SeokJin estava deixando Namjoon fora do normal, seus lábios frios percorreram a pele do menor, causando-lhe calafrios.
- Qual será o gosto? - sussurrou, enquanto sua mão direita ficou sobre as de SeokJin, por cima da toalha azul escura.
- Nam, você... - virou o rosto para o lado, deixando o pescoço ainda mais a mostra - ...sua boca, está me deixando louco... - sussurrou, mas Bruce pode ouvir perfeitamente.
- É? - Namjoon foi rápido, segurando SeokJin de frente para ele, segurando a barra da toalha.
- Não, Namjoon... não... - sussurrou, o maior apenas respeitou, abraçando-o pela cintura.
- Não farei isso... - sussurrou o maior, soltando o menor, dando de ombros - ...não posso fazer isso - completou.
- Não? - SeokJin segurou as mãos de Namjoon, fazendo o maior virar o rosto para olha-lo.
- Não, Jin você não suportaria... - sussurrou, não querendo criar história para o menor.
- Nam...eu gostaria que, quando confiar mais em mim... - pausou, mal sabendo o que estava prestes a dizer, ainda não eram nada, e talvez o maior não fosse querer que chegassem a ser. Era o pensamento de SeokJin, mordendo o lábio inferior - ...você me transforme -completou, desviando o olhar. Namjoon recuou, tomando em seu rosto uma expressão de espanto.
- Nunca faria isso com alguém como você! - falou ele, balançando a cabeça em sinal de negação - Eu nunca o transformarei em um monstro como...como eu. Nunca! - vociferou, com os dedos entre os fios do próprio cabelo.


Notas Finais


E então? Até o próximo.
Beijos de luz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...