História Puro Sangue - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Cl, D.O, G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, T.O.P, V
Tags 2seok, Chanbaek, Jikook, Kaisoo, Lobisomens, Namjin, Skydragon, Vampiros, Vhope, Yoonmin
Exibições 65
Palavras 3.478
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu de novo. OBG a quem favoritou essa fic ><. Essa fanart é tão amorzinho, que decide colocar como capa do capítulo, pq não tenho outra melhor.

Capítulo 4 - I Love You


Fanfic / Fanfiction Puro Sangue - Capítulo 4 - I Love You

Namjoon povs
Como assim, transforma-lo? Eu jamais faria isso, ele só seria mais um monstro, assim como eu...
- Namjoon, você não é um monstro... - disse SeokJin, caminhando até o maior.
- Claro que sou... - Namjoon deu alguns passos para trás, afastando-se - Eu nem mesmo... - fechou os olhos - ...deveria estar querendo algo com você, Jin - disse, pondo as mãos nos bolsos da calça.
- Você não é um monstro... - SeokJin se aproximou de Namjoon, deslizando a mão sobre o rosto do maior, encostando seus lábios no canto aos lábios do Kim mais alto. Namjoon não correspondeu de início, mas SeokJin conduzia o movimento dos lábios de ambos, até Namjoon corresponde-lo lentamente, fechando os olhos quando as mãos de SeokJin repousaram em seu rosto. A língua do menor pediu passagem pelos lábios gélidos, que com o toque daquela língua quente, cederam lentamente, sentindo-a tocar cada canto de sua boca.
SeokJin empurrou lentamente Namjoon para trás até caírem na cama, enquanto o Kim mais baixo ainda estava somente usando a toalha, se separando do beijo em busca de ar. Namjoon estava deitado, enquanto SeokJin estava deitado por cima do mesmo, o menor se sentou sobre o membro do maior, roçando o quadril sobre a calça jeans de Namjoon, enquanto suas mãos estavam sobre o peito do maior.
SeokJin deixou um baixo gemido escapar, enquanto Namjoon o encarava, com um sorriso de canto nos lábios, se controlando ao máximo para não toca-lo, sabia que se o fizesse, não pararia mais.
- Pare, Jin... - disse, extinguindo o sorriso, e se sentando com o menor ainda em seu colo - Não quero perder o controle, e acabar passando dos limites. Não quero te machucar, Jin - disse, beijando a bochecha do menor.
- Está bem...- suspirou o menor, envolvendo os braços em volta do pescoço do maior.
- Mas, eu adorei o showzinho... - sussurrou, já com os lábios sobre os de SeokJin.
- Espero fazer um melhor pra vc... - sentiu as bochechas esquentarem drasticamente ao dizer tal coisa, pressionando mais forte seus lábios já inchados nos do maior. O menor envolveu mais ainda os braços no pescoço do outro, com o rosto levemente inclinado. SeokJin se desligou, mas logo se recordou de que, seu amigo havia acordado, e não estava querendo ir "dormir" novamente.
- Espera... - SeokJin se separou do beijo, levantando do colo do maior, com as mãos sobre a frente da toalha.
- Você está duro, Jin? - Namjoon sorriu de canto.
- Eu... - SeokJin pensando em, enfiar a cara num buraco, após sentir suas bochechas esquentarem mais ainda - ...sinto muito... - sussurrou, abrindo uma gaveta em seu guarda roupas, pegando uma cueca box vermelha. Vestindo ainda com o pênis latejando um pouco e, se assustando ao ver Namjoon em sua frente, observando o volume sobre o tecido.
- Você é muito bem dotado... - riu o maior.
- Se vo-você diz... - gaguejou, virando o rosto, pegando uma calça moletom cinza e vestindo.
- Jinnie o jantar está pronto! - a mãe do moreno quase gritou.
- Eu...já estou indo! - gritou de volta, vestindo uma camiseta azul bebê - Você me espera? - perguntou, apertando as mãos de Namjoon
- Espero sim - respondeu.
- Que bom, - SeokJin sorriu como uma criança que ganhou um doce, dando um selinho em rápido no outro - então eu já volto - disse. Saindo logo em seguida. Namjoon não se importou, então jogou-se sobre a cama, sentindo o cheiro suave de SeokJin presente nos lençóis de uma cor rosa-clara, bem a cara do outro Kim, se levantou, indo até o banheiro, sentindo um cheiro suave do sabonete de lavanda.
Em uma movimentação de pés, Namjoon já estava em frente à cama novamente, caindo sobre ela como um saco de batatas, e ficando deitado por alguns minutos, mas se levantando em seguida, caminhando de um lado para outro no quarto, inquieto.
Fome era a sensação que Namjoon ficando tanto tempo com o Kim mais baixo, estava sendo um tanto complicado para si.
Depois de mais alguns minutos, SeokJin abriu a porta e entrou, observando atentamente Namjoon sentado em sua cama, com as mãos unidas e o queixo sobre elas, o maior estava mais branco que arroz, bem diferente do seu estado normal.
- Namjoon... - caminhou até ele, se ajoelhando em sua frente, pondo as mãos sobre os joelhos do maior - Tudo bem? - perguntou, assim que Bruce o encarou.
- Não fique... - pausou, sentindo o cheiro do sangue do menor entrar em suas narinas, como um perfume - ...tão perto -completou, levantando-se e caminhando em direção a janela aberta, tentando se distrair com um pouco de vento atingido seu rosto, mas sabendo que não adiantaria, mas talvez evitaria um descontrole eminente, ou não.
- O que está acontecendo com você, Nam? - SeokJin foi até ele, pondo a mão em seu ombro - Esta...tão pálido - disse, levando a mão esquerda ao rosto do maior.
- Não...não é nada - respondeu quase gaguejando, cobrindo o nariz com a mão esquerda.
- Está... - SeokJin pausou, exitante - ...com fome? - perguntou receoso, encarando o maior.
- Jin... - Namjoon foi interrompido.
- Não precisa responder... - sussurrou, deixando a mão direita sobre a nuca do maior, ficando ainda mais próximo do mesmo.
- Não faça isso, Jin... - sussurrou Namjoon, antes de ter os lábios tomados pelo menor, em um beijo cheio de doçura. Namjoon levou os braços até a cintura do menor, enquanto Jin envolveu o pescoço do maior, mas Kim mais alto encerrou o beijo rapidamente.
- O que foi? - questionou SeokJin, desentendido.
- Venha... - Namjoon se recompôs - ...comigo - completou, jogando os pés para fora da janela aberta, ficando em pé sobre o pequeno espaço em decline na parede externa.
- Pra onde? - SeokJin assentiu o vento frio adentrar a janela.
- Só vem comigo - falou Namjoon, e então Michel correu para trancar a porta do quarto, indo até Namjoon. O maior o pegou pela cintura, segurando-o para não cair, inclinou o corpo para a frente, jogando-se em direção ao chão, segurou firmemente SeokJin em seu colo, e quando seus pés encostaram no chão, ele já estava correndo, enquanto o menor envolvia os braços em seu pescoço.
Namjoon levou SeokJin ao mesmo lugar onde o beijou pela primeira vez. O som da água caindo sobre as pedras nas paredes de pura rocha eram um calmante para Namjoon.
- Venho aqui quando quero ficar sozinho - disse caminhando entre algumas árvores, seguindo para um pequeno "caminho" em descida inclinada. SeokJin vinha logo atrás, segurando em alguns galhos e algumas rochas para não cair. Eles já estavam próximos ao início cachoeira, então Namjoon tirou lentamente a camisa, a água batia nas pedras e as gotas caiam sobre ele.
- O que está fazendo? - perguntou SeokJin, olhando o reflexo da Lua sobre a água.
- Tentando relaxar a alma, - respondeu, tirando os tênis e as meias, seguidos da calça jeans escura, ficando apenas com uma cueca de cor azul marinho. Michel ficou boquiaberto, com as pernas torneadas, a bunda redondinha, e a frente do tecido, deixando marcado o membro bem dotado - você me acompanha? - perguntou, saltando para dentro da água, o frio não era problema para si, chegou perto da descida da água da cachoeira, enquanto a água caia sobre as pedras e as gotas eram jogadas contra o menor.
- A água está fria e... - SeokJin pausou, pensando no que dizer - ...e que se dane! - completou, tirando a calça moletom e a camisa, jogando os chinelos para sabe-se lá onde. A cueca box colada, marcava bem as curvas de seu quadril, e o membro de tamanho elevado fez Namjoon apreciar visão por alguns segundos.
SeokJin pulou na água como se fosse um saco de batatas caindo no chão, se debatendo um pouco, até Namjoon ir socorre-lo.
- Jinnie! - o segurou pela cintura, levantando-o, e o trazendo para junto de si.
- Eu... - SeokJin cuspiu um pouco de água - ...esqueci de dizer que, não sei nadar - sussurrou, sentindo-se envergonhado por mais uma vez em sua vida.
- Ô Jinnie! Você poderia ter me dito. Não me deixe tão preocupado assim - disse Namjoon, erguendo mais o corpo de SeokJin, enquanto o menor envolveu os braços em seus pescoço.
- Me desculpe... - disse, beijando o rosto de Namjoon, sentindo a pele molhada.
- Está tudo bem agora, - sorriu de canto, encostando sua testa a do menor - está tudo bem com você, isso que importa - sussurrou, tomando os lábios do menor com os seus. Os lábios de SeokJin estavam inchados por conta dos vários beijos, e das chupadas que Namjoon deixava ali.
- Seu beijo é uma delícia - disse SeokJin, separando os lábios de ambos em busca de ar, abriu a boca e deixou a língua de fora. Namjoon sorriu de canto, encostando sua língua sobre a do menor, movendo-as no mesmo ritmo.
SeokJin chupou levemente a língua de Namjoon, ofegante e com sua respiração acelerada, o maior apenas olhava, já que vampiros não respiram, e Namjoon também não se cansa.
- Eu não disse isso ainda mas... - Michel suspirou, achando fôlego o suficiente para conseguir falar -...eu amo você, Namie - abriu um largo sorriso, achando um novo apelido para o maior, e Bruce sorriu mais do que o normal.
-Eu também... - fechou os olhos, pensativo, e abriu um sorriso logo depois - ...amo você - completou, erguendo SeokJin e saindo da água em um salto. A Lua estava cheia, e seu reflexo na água deixava o lugar ainda mais iluminado, enquanto Namjoon dava alguns passos segurando SeokJin em seu colo.
Namjoon saltou, parando sobre uma enorme rocha.
- Que maravilhoso - disse, sentando SeokJin sobre a pedra, e ficando de pé ao lado dele. Sua sede ainda gritava, foi então que, uma sombra semelhante à um veado, apareceu sobre a água.
Namjoon exibiu os caninos, tomando impulso, e saltando de cima da pedra, parando atrás do animal. O veado levou um susto, tentando fugir pela direita mas, foi agarrado pela mão de Namjoon.
- Namie! - chamou, ficando de pé e presenciado o ataque do vampiro. Os dentes de Namjoon cravaram-se sobre o pescoço do animal já agonizante, sugando todo o sangue possível. SeokJin pos uma mão sobre a boca, sentindo um calafrio percorrer seu corpo, assim que o maior limpou o canto da boca com as costas da mão, segurando o veado com uma das mãos, o arremessando o corpo o mais longe possível.
Namjoon estava novamente ao lado de SeokJin, em um piscar de olhos. O menor parecia assustado, assim que o maior se aproximou mais.
- Jinnie... - sussurrou, não entendo a atitude do menor.
- Isso foi... - as mãos de SeokJin tremeram.
- Assustador? - perguntou, dando de ombros, e caindo de joelhos com as mãos sobre a pedra molhada - Eu só...só precisava matar minha cede, pelo menos um pouco... - sussurrou, fechando os olhos.
- Eu só fiquei surpreso em ver você...pegando sua presa... - SeokJin passou a mão sobre o pescoço, imaginando como teria sido aquela mordida em si.
- Você teve... tem medo... - disse Namjoon, observando o menor por cima de seu ombro - ...confesse - completou, se levantando.
- Namie... - estendeu a mão, como se quisesse faze-la alcançar o maior.
- Você acha que sou um monstro, não é? - adentrou os dedos sobre os fios de cabelo.
- Meu amor... - sussurrou, fazendo Namjoon mudar de sério, para supreso - ...você não é um monstro - SeokJin segurou as mãos de Namjoon, olhando firmemente em seus olhos.
- Jin... - pos a mão direita sobre o rosto do menor, encostando os lábios sobre a orelha do mesmo - ...namora comigo? - perguntou, mordendo levemente o lóbulo, fazendo o menor arrepiar.
SeokJin ficou estático com a pergunta, pensando no que responder, sentindo o rosto pinicar cada vez mais, com certeza suas bochechas estavam muito vermelhas de tão nervoso que estava.
- Sei que, não é bem o lugar para perguntar isso...mas não posso esperar mais tempo - foi sincero, recebendo um olhar um tanto confuso do menor.
- Eu... - suspirou, pensativo e nervoso - ...aceito! - disse SeokJin animado, e um largo sorriso se abriu em seus lábios, Namjoon sorriu de canto beijando o pescoço do menor lentamente, antes de empurra-lo e os dois deitarem sobre a pedra. O maior entrelaçou os dedos aos do menor, levando os braços do mesmo acima da cabeça, seu corpo grande cobria o do menor perfeitamente.
- Eu estou feliz agora... - sussurrou, deixando um chupão bem marcado sobre o pescoço de SeokJin.
- E-eu...também - gaguejou, fechando os olhos ao sentir os dentes de Bruce roçarem sobre sua pele.
- Como eu queria poder experimentar... - Namjoon deslizou a língua sobre o pescoço de SeokJin, fazendo uma trilha até o peito, chegando aos mamilos - ...saber o gosto... - lentamente sua língua roçava contra os mamilos do menor - ...O cheiro é ótimo, e o gosto deve ser maravilhoso, Jin... - Namjoon encaixou suas pernas entre as de SeokJin, suas mãos apertavam firmemente as coxas do mesmo, suas mãos pesaram, por conta da enorme força que tem, deixando as pernas do menor um tanto avermelhadas.
SeokJin pos as mãos sobre a boca, tentando abafar os gemidos, mas assim que deixou um gemido um tanto alto escapar, foi como se Namjoon acordasse de um transe, causado pelo forte cheiro de sangue, e pela atração que tem pelo menor.
O vampiro se afastou bruscamente, encarando as mãos, depois encarando SeokJin deitado com as pernas semi-abertas.
- Namie... - se sentou, cruzando as pernas para esconder o leve volume sobre a cueca molhada pela água, e por sua erecção presente.
- Perdão... - Namjoon estendeu as mãos para a frente, dando dois passos para trás - ...não foi minha intenção, eu só... - foi interrompido.
- Você é meu namorado agora, não deveria se preocupar tanto com isso, Nam - se levantou, chegando mais perto do maior.
- Jinnie, você sabe que é perigoso para você eu perder meu controle, e decidir fazer sexo com você, poderia te... - foi novamente interrompido.
- Seria tão ruim assim? - SeokJin deu mais alguns passos, até ficar de frente com Namjoon.
- Eu não quero te machucar...como quase fiz agora... - Namjoon encarou firmemente SeokJin.
- Talvez nós possamos fazer isso algum dia... - sussurrou. - Eu posso esperar... - completou.
- Está ficando tarde, melhor irmos, não acha? - Namjoon encarou o céu.
- Acho, e eu também acho que vou cair - riu sem graça, e então Namjoon o levantou em seus braços, saltando e indo de encontro a margem da lagoa. Pegaram suas roupas, assim que Bruce o pos no chão, vestindo-as mesmo ambos  estando com a roupa íntima molhada.
Namjoon se vestiu rapidamente, calçando as meias e o tênis em seguida, SeokJin logo voou sobre o seu pescoço.
- Upa! Upa cavalinho! - riu como uma criança, sentindo o sono chegar cada vez mais.
- Como quiser! - Namjoon segurou nas pernas do menor. O maior caminhou, subindo o caminho facilmente, até parar na beirada da cachoeira.
- Tô morrendo de sono... - sussurrou SeokJin, encostando a cabeça sobre o ombro direito de Namjoon.
- Mortais estão sempre como sono - Namjoon riu balançou, a velocidade que atingiu chegou a assustar o menor. Sem intervalo, ele saltou, parando uma das mãos sobre a sustentação da janela aberta, SeokJin teve a cintura segurada braço de Namjoon antes de adentra r o quarto, o maior entrou logo em seguida, fechando a janela.
- Que sono... - SeokJin bocejou, desabando na cama.
- Se quiser, vou embora para que possa dormir - Namjoon colocou as mãos nos bolsos da calça.
- Fica... - sussurrou o menor, levantando-se e indo até o guarda roupas. Abriu uma das gavetas e pegou uma cueca, entrou no banheiro e retirou a cueca úmida que usava, saindo em seguida.
- Preciso de um banho, - disse Bruce - prometo que volto logo - falou, abrindo a janela.
- Está bem... - SeokJin levou a mão a boca, jogando um beijo a distância para Namjoon, antes do vampiro ir.

Namjoon povs
Cheguei em frente à casa onde vivo, assim que adentrei, Suga e CL me olharam como se eu fosse um homem vindo de uma boate depois de, ter pego várias garotas, talvez meu cabelo molhado ajude a se formar essas caras, minha roupa amassada, e minha expressão contente.
- O negócio foi bom, né? - riu CL, chegando próxima a mim, pondo a mão em meu cabelo.
- Coitado do SeokJin, deve estar paraplégico - brincou Suga, me fazendo mostrar a língua para ele.
- Não fiz nada do que estão pensando, seus pervertidos! - virei o rosto, sorrindo de canto - Não preciso apenas em sexo, Jin é especial e frágil, eu não tenho condições de fazer isso com ele... - suspirei - ...não é a hora ainda - falei, sorrindo enquanto pensava no showzinho que SeokJin fez, e em meu deslize com ele hoje.
- Meu amigo, você está se superando, -sorriu CL - se precisar de qualquer dica, só me consultar! - piscou um olho, apertando minha bochecha subindo as escadas em seguida.
- Você está amando, - Suga me encarou, sorrindo de canto - me chame para ser padrinho do casamento - brincou, caindo do sofá de tanto rir.
- Casamento? HAHA! - ri de um jeito forçado - Muita calma aí, irmão! -completei - Bem, preciso de um banho agora... - falei, dando de ombros e subindo lentamente degrau a degrau.
- Depois me conte tudo! - Suga parece uma garota de tão curioso que é as vezes, aja disposição para falar com ele quando o mesmo está assim.
- Está bem... - concordei, confirmando com um "joinha".
Entrei em meu quarto, fechando a porta e, tirando as minhas roupas, indo direto para o banheiro.
A água quente caia sobre meu corpo frio, enquanto eu pensava em tudo que está acontecendo atualmente, pensando em meu contato com ele...no perigo dessa aproximação. A liga já está de olho em mim desde que me transformei. Estão de olho em meu poder. De olho da ameaça que posso causar a eles.
Para mim, o tempo passou como o vento passa por uma folha, me deixando levar por ele. A única coisa que me resta como uma antiga marca do passado presente em mim, somente os símbolos em minhas costas, os símbolos da...
Afastei os pensamentos que queriam se espalhar em minha mente, não é hora para isso, o passado é somente...o passado. Desliguei o chuveiro, enrolando a toalha branca em volta da cintura, caminhando pelo quarto, abri uma gaveta e peguei uma cueca box preta, depois uma calça moletom também preta. Assim que abri a terceira gaveta  querendo pegar uma camiseta, avistei um antigo colar dentro de uma caixa semi aberta, um colar que aqui eu guardo, o colar de...Minzy. Peguei a camiseta, e fechei a gaveta rapidamente, numa tentativa falha de apagar as lembranças.
- Minzy... - meus pensamentos queriam voltar ao passado de qualquer maneira, enquanto eu caminhava pela escada, mas consegui ser mais forte que eles, pelo menos dessa vez. Sai pela porta da frente, mesmo vendo Suga protestar um pouco, dizendo que eu o estava trocando por SeokJin. Era incrível como ele conseguia ser um amigo bem ciumento as vezes. Chegando a casa de Jin, entrei em seu quarto através da janela aberta.
Jin estava estirado sobre a cama, os olhos fechados, e o corpo relaxado, encolhido por conta do vento frio que adentrava a janela. A fechei, e sentei-me na cama ao lado de meu...meu pequeno, acariciei seu rosto, ele se encolheu um pouco. Levantei e abri seu guarda roupas, pegando um cobertor que não me surpreendeu, por ser cor de rosa, pois já havia notado que ele amava a cor. O ajeitei sobre a cama, deitando-me ao lado de meu pequeno e pondo a cabeça dele em meu peito, enquanto meu braço estava em volta do corpo de meu pequeno. Nós dois estávamos cobertos, Jin ajeitou o corpo ao meu, agarrando minha camiseta.
Apenas fiquei observando-o ressonar lentamente, antes de enterrar de vez o rosto em meu peito, seu corpo pequeno se encaixa perfeitamente no meu.
- Namjoon... - dizia, estava sonhando - Não solta a minha mão... - as palavras saíram fracas, fazendo-me observa-lo mais atentamente. - Eu te amo muito, Kim Namjoon! - ele apertou mais ainda minha camiseta, fazendo as dobras em seus dedos ficarem um tanto esbranquiçadas. O abracei ainda mais, sentindo que o meu dever, é protege-lo. -povs off-


Notas Finais


E então? Espero que gostem. Até o próximo ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...