História Purple Knight - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Administradores, Anime, Artes Marciais, Aventura, Brasileiro, Cavaleiro, Celestiais, Chinês, Ilusão, Luta, Lutas, Original, Púrpura, Sagrado, Super Poderes, Xianxia
Visualizações 1
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Seinen, Shounen, Super Power, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Acorde


No meio de um campo aberto cercado por pequenas criaturinhas brancas, murmurava um jovem de cabelos loiros:

"Imagino há quanto tempo estou aqui graças àquele idiota, logo eu, Gyo um administrador celestial de Elite..."

Neste lugar nada existe, é basicamente uma terra dos sonhos, sim, tudo pode mudar de acordo com seus pensamentos, é uma prisão dentro de sua própria mente, mas o que acontece com alguém que não quer estar em lugar nenhum ? Exatamente, apenas um grande e eterno vazio o aguarda.

Essa é a lendária cápsula de hibernação da Elite, o lugar onde eles optaram esconder seus poderes.

"Devo dizer que naquela época eu achei ser a escolha adequada, mas hoje em dia estou bastante entediado, me pergunto se essa foi realmente a escolha certa, talvez teria sido mais inteligente criarmos algum tipo de selo para nossas habilidades..." Disse Gyo enquanto acariciava uma das pequenas criaturas.

"Pelo menos aqui dentro posso continuar treinando minhas técnicas irrestritamente. E também tenho vocês é claro." Complementa sorridente.

Inesperadamente uma voz surge do além dizendo:

"Prepare-se."

"O que? Quem está aí !?" Grita Gyo enquanto se levanta rapidamente e faz uma pose de ataque, porém algo acontece.

Ele é sugado por um portal que aparece bem debaixo de seus pés, a velocidade da queda é tanta que até mesmo alguém da elite sentiria desconforto.

"O que está acontecendo!?" Gritou o rapaz enquanto caía. O local assemelhava-se ao espaço, pena que era impossível apreciar calmamente sua exuberância.

Gyo continuou gritando por alguns segundos até que uma luz forte surgiu diante de seu rosto, o brilho era tanto que ele teve que fechar seus olhos momentaneamente, porém quando os reabriu já não estava mais naquele lugar, mas sim acordado dentro de sua cápsula de hibernação na ilha voadora dos Administradores.

Seu corpo começa a brilhar e perder a forma até tornar-se um completo feixe de luz que voa em alta velocidade pelos céus e cai levantando uma cortina de poeira no Santuário do Deus Supremo.

"Mas que merda foi essa!? Pensei que ia morrer, cof, cof, cof" disse o jovem enquanto tossia.

"Pare de brincadeiras Gyo, agora eu sou o Grande Ancião e exijo compostura em minha presença." Repreende um idoso.

"Grande Ancião, quem é esse?" Pergunta Dalan surpreso.

Feng sorri e responde entusiasmado: "Esse aí é a nossa Salvação!"

"Salvação? Como assim?" Mais uma vez pergunta o administrador de classe normal.

"Ora ora se não é o jovem Feng, vejo que o tempo não foi gentil com você. A julgar por sua careca eu devo ter dormido por no mínimo uns 500 anos." Diz Gyo demonstrando sarcasmo.

"Espero que suas habilidades continuem tão afiadas quanto sua língua e a propósito, foram apenas 100 anos." Reclama o Grande Ancião.

"Então o que você quer? Pra me despertar a situação deve ser bem irritante..." diz o jovem.

"Dalan, por favor explique para ele." Ordena educadamente Feng.

"Certo Grande Ancião. Um Administrador Celestial de Elite está causando um caos na terra, nesse momento ele já destruiu a capital do Leste, não sobrou praticamente nada, e agora marcha rumo ao país do Oeste" Explicou Dalan.

"O que, a capital se foi!? E o cristal? Como ele está!?" Grita Gyo enfurecido.

"Que cristal é esse? O que está acontecendo?" Pergunta Feng.

"Não tenho certeza, mas se ele destruiu completamente a capital do Leste incluindo o cristal, tenho quase certeza de que ele esteja sob ordens daquele bigodudo. Ele quer destruir os cristais para se libertar do selo." Responde calmamente o jovem.

"Agora entendo perfeitamente a situação. Maldição, não imaginava que aquele desgraçado conseguiria controlar alguém mesmo estando preso por 100 anos." Disse o Ancião de maneira pensativa, então ele suspira e complementa dizendo:

"Rápido, não podemos perder tempo aqui, vá e o impeça. Se ele realmente estiver sendo controlado você não será o suficiente, então chamarei por reforços."

"Certo, acho que não terei alcance suficiente, mas tentarei me teletransportar para lá" Diz Gyo.

Seu corpo perde a forma e vira luz novamente, a velocidade é tanta que ele chega na capital do Oeste instantaneamente.

"Consegui chegar inteiro, agora só preciso encontrar o idiota... Pera aí, eu esqueci de perguntar quem ele era. Droga! Sabia que tinha esquecido de alguma coisa."

Inesperadamente gritos ecoavam pela cidade, sons de destruição e cheiro de ferro estavam por toda parte.

"Uma guerra! Rápido fechem o portão" Exclamavam desesperadamente alguns habitantes.

Ao ouvir isso Gyo corre em disparada na direção oposta das pessoas, talvez o causador desse distúrbio seja o indivíduo que ele está procurando.

Ao chegar nos portões ele vê ao longe alguns guerreiros aparentemente de nível celestial enfrentando outros mais fracos. Graças a sua poderosa visão ele vê ao centro um homem com aparência conhecida, Gran, um administrator celestial de Elite, que devido a sua altura de quase 3 metros e ser detentor de uma força absurda, tinha Gyo como seu maior rival, já que o mesmo era tão forte quanto ele e media menos de 1,70m.

"Não há dúvidas, é ele com certeza. Preciso chegar de surpresa se eu quiser vencer rapidamente. Tenho que usar alguma magia para aumentar minha velocidade."

Então ele usa uma magia similar a de teletransporte, só que dessa vez seu corpo não perdeu a forma, muito pelo contrário, seus músculos ficaram incrivelmente firmes e definidos, raios saíam de duas pernas como se quisessem eletrocutar todos ao redor. A arrancada foi tão rápida que até mesmo ele não conseguia ver bem o que estava a sua frente.

"Droga, não consigo ver nada, tanto faz, preciso apenas sentir a energia espiritual dele e acertar apenas um soco!"

Ele chegou em Gran tão rápido que o mesmo não teve nem tempo de reagir, na verdade o administrador nem viu o que aconteceu.

Gyo usou toda sua força naquele golpe, Gran foi arremessado incrivelmente longe.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, sinceramente escrever histórias nesse estilo são meio difíceis pra mim, principalmente no quesito de não repetir muito os nomes para que a história não fique repetitiva, sem contar a questão do uso das vírgulas que é levemente difícil (Eu faço economia, não letras, deem um desconto :P).

Também não sei bem se esse meu "formato" de escrita é adequado. Estou apenas tentando escrever de um jeito simples e bem espaçado para que pessoas sem prática não desistam de ler devido a quantidade de texto.

Enfim, eu ainda sou novato e tenho muito o que aprender com o tempo...

Até a próxima!

Eric Ferry


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...