História Purple Knight - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Administradores, Anime, Artes Marciais, Aventura, Brasileiro, Cavaleiro, Celestiais, Chinês, Ilusão, Luta, Lutas, Original, Púrpura, Sagrado, Super Poderes, Xianxia
Visualizações 0
Palavras 955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Seinen, Shounen, Super Power, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Redemptio!


Devido ao incrível impacto, Gran foi arremessado a uma longa distância em instantes.

Ainda no ar Gyo o acerta com diversos golpes em alta velocidade, ele parecia estar enfurecido o que difere bastante de sua personalidade usual.

"Se ele realmente está sendo controlado preciso forçar seu corpo ao limite, só dessa forma a aura daquele cara deixará esse corpo. E assim provavelmente seu exército também voltará a consciência, já que ele é o líder." Pensa consigo mesmo o jovem.

Gyo continua o acertando rapidamente em todas as direções, raios de eletricidade provenientes da magia de velocidade eram disparados aos arredores, árvores e guerreiros foram acertados.

"O que está acontecendo? Onde está o mestre Gran?" Pergunta um dos soldados que estavam mais a frente.

"Ué? Ele estava aqui agora mesmo." Responde outro.

"Essa é a nossa chance, o líder deles não está aqui, vamos lançar um ataque combinado e ganhar tempo até que os reforços cheguem, não podemos deixá-los invadir a capital do Oeste custe o que custar!" Grita um dos guerreiros nível Celestial.

Enquanto isso Gyo ainda acertava Gran com golpes consecutivos, mas os efeitos colaterais da magia já estavam ficando evidentes, seus socos e chutes estavam cada vez mais fracos e seu corpo já estava no limite.

Habilidades assim podem apenas serem usadas por um curto período de tempo, pois geram um estresse enorme no corpo.

Ainda no ar, percebendo a gradual redução de ritmo dos golpes, Gran solta um grito tão alto que além de alertar sua posição para seus companheiros, paralisa o corpo do jovem por alguns centésimos de segundo, tempo suficiente para ele segurar seus braços.

"Era você!?" Grita Gran enfurecido.

Então Gyo dá um chute com os dois pés diretamente na barriga do inimigo, assim Gran atinge violentamente o chão e ele consegue impulso suficiente para se soltar e ganhar uma certa altura de distância.

"Redemptio!" Grita o jovem.

Nesse instante na ilha voadora dos Administradores Celestiais uma poderosa energia podia ser sentida por todos.

"O que está acontecendo? O chão está tremendo! Mas o que é isso!?" Diziam desesperadamente os Administradores que estavam no local.

"Olhem ali!" Aponta um deles.

Naquela direção era possível ver um enorme feixe de luz, até que de repente ele desaparece e um estrondo é escutado por todos.

"Chamem o Grande Ancião, rápido!"

"Não há motivos para se preocuparem, é apenas aquele homem chamando sua arma, e olha só, ela está vindo pra cá, protejam-se!"

Dizia calmamente Feng que havia chegado acompanhado por Dalan, até que sua voz calma torna-se um grito de desespero quando vê a arma mover-se em sua direção.

O grande machado Redemptio quase acerta os Administradores, que por sorte, conseguiram desviar a tempo.

Ela voa rapidamente na direção de Gyo, felizmente não atingiu ninguém em seu caminho, destruindo apenas uma pequena parte do Castelo Ancestral e algumas paisagens, com certeza os Anciãos ficarão furiosos, mas pelo menos o machado chegou em suas mãos intacto.

"Redemptio, estou no meu limite, precisamos acabar com isso em um único golpe, pode ir com tudo!" Disse Gyo.

Instantaneamente, uma incrível chama azul é expelida da extremidade inferior do cabo e de sua lâmina uma poderosa aura acumula-se rapidamente.

"Mire no grandão, não se esqueça." Disse Gyo ao machado enquanto o segurava como se fosse um rifle, afinal ele não queria acertar os guerreiros, muitos deles eram inocentes e estavam apenas sendo controlados.

"Certo, disparar!" Grita o jovem.

"REDENÇÃO DIVINA!"

Um raio fino de energia acerta diretamente o Administrador de Elite atingindo completamente seu corpo. A força era tanta que o vento proveniente do impacto arremessa todos os guerreiros próximos para longe, isso era justamente o que Gyo havia pedido ao machado, ele seguiu perfeitamente suas ordens.

"Ótimo, agora que não tem ninguém por perto, pode ir com tudo!" Grita o rapaz.

Automaticamente a rajada de energia aumenta drasticamente de tamanho destruindo tudo ao redor.

O estrondo foi escutado e sentido por todos em um raio de dezenas de quilômetros, era como se um meteoro tivesse atingido o solo, então obviamente não restaria nada de quem fosse atingido.

"Ei, o que foi essa explosão!? Será o mestre Gran?" Pergunta um deles.

"Olhem lá atrás!" Grita outro.

"Não os deixem fugir, eles são apenas nível diamante, temos que proteger a cidade!" Responde imediatamente um dos guerreiros oponentes de nível celestial.

"Ei, o que é isso!?" Perguntava outro guerreiro nível Celestial enquanto apontava para a gigantesca onda de energia.

Rapidamente a onda de choque arremessa todos os soldados de ambos os lados, ninguém estava seguro enquanto aqueles dois continuassem lutando.

Após o disparo as mãos de Gyo foram queimadas gravemente, mesmo suas poderosas luvas de metal foram completamente destruídas, esse ataque havia consumido toda a sua energia espiritual. Sem forças para continuar segurando sua arma, ele a solta enquanto caía em direção ao chão.

O local onde a onda acertou tornou-se uma grande, escura e profunda cratera.

"Conseguimos." Diz Gyo enquanto tentava levantar-se do chão.

Porém, inesperadamente de dentro das profundezas do buraco surge Gran, completamente queimado e dilacerado, era um milagre ainda estar vivo. Uma aura completamente negra envolvia seu corpo, definitivamente ele estava sendo controlado.

De repente ele solta um grito de fúria descontrolado e levanta suas mãos dizendo bem alto:

"Por favor, cure todo o meu corpo!"

"O que!? É impossível uma magia de cura ter efeito com o corpo nesse estado." Foi o que Gyo pensou, mas a realidade se mostrou diferente, quase todos os ferimentos dele haviam se regenerado.

"Uuaaahhh!!" Gritou Gran enfurecido.

"Droga, agora que ele se recuperou a aura desapareceu novamente." Pensou Gyo enquanto se dirigia até o gigante furioso.

Enquanto andava tentou pegar seu machado no chão, mas estava quente de mais, então o deixou lá mesmo.

Passo após passo lentamente eles se aproximam, até que começam a se encarar fixamente, a diferença de altura era gritante, mas algo trivial assim não era suficiente para intimidar ou envergonhar nenhum dos lados.

"Ora ora Gran, a quanto tempo não é mesmo?" Disse Gyo sorrindo.


Notas Finais


Obrigado por lerem até aqui, espero que estejam gostando.

Como sempre, continuo com dificuldades em não repetir muito os nomes, é difícil mas algum dia ainda conseguirei fazer isso perfeitamente.

Na minha primeira versão da história Gyo já chega atirando em Gran, mas achei que estaria perdendo um pouco do potencial da luta, afinal quem não gosta de uma sequência de golpes em alta velocidade no ar, não é mesmo ?

Comentem o que vocês acharam, sempre tentarei responder as perguntas :D

Até a próxima!

Eric Ferry


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...