História Purple sky..*-* - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jimin, Jin, Kai, Xiumin
Visualizações 58
Palavras 1.756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Uma quase transa...


Chão, a outra continuou do lado do corpo do Jimin, quando fui passar a outra perna, jimin me abraçou que se fosse um urso, olhei pra ele e continuava dormindo, agora eu teria mesmo que acordar ele, a posição que nos encontravamos não estava muito legal.


- Jimin, Jimin, acorda.- nada dele acordar, começei a me mexer pra ver se ele acordava, a parte que mais mexia era o quadril pq ele tava segurando minhas costas.


- JIMINNNNN.- gritei e ele abriu os olhos de uma vez.


- ah, oi, boa....- olhou pra janela.- noite, nossa, dormimos tanto assim?- perguntou cossando os olhos parecendo um bebê.


- tenho que voltar pro dormitório.- ele disse me apertando mais fazendo minha cara afundar no pescoço dele. Ficamos assim por pouco tempo pois ele se tocou de como estvamos.- como veio parar aqui?- perguntou tendo uma crise de riso, eu sentei em seu colo e ele botou as mãos na minha cintura.


- dormiu bem jiminie?


- sim, até de mais.- respondeu precionando meu quadril, não tava entendendo nada.-o que quer fazer agora?- pergutei.


- a gente podia ficar aqui, n-né?- perguntou se ajeitando na cama fazendo eu sentir seu menbro desperto, ai eu entendi o que tava rolando.


- Jimin, eu, eu, não sei.- falei corada olhando pra baixo, ele se levantou ficando apoiado pelas mãos no colchão.


- tudo bem, não precisa fazer nada que vc não queira.- olhei pra ele que estava me encarando, eu me ageitei no seu colo por que eu estava quase caindo, quando fiz isso eu sentei com força sem querere achei ter machucado ele, pois o mesmo gemeu, mas quando o olhei ele estava com o lábio inferior preso entre os dentes e sua expressao era de..... prazer, não sei dizer, nunca vi nada parecido, ele chegou mais perto, ficando com o rosto no meu pescoço e me apertando mais no seu abraço o que fez nossos corpos se juntarem, não sei como nem quando começei a rebolar, mas quando dei por mim escutei Jimin gemendo por estar fazendo tal ato, ele me olhava de um jeito diferente de antes, eu admito, começei a ficar ecxitada com tudo isso.


- Jiminie..- chamei


- não fala assim Lia, vc só me deixa mais louco.- ele disse me fazendo rebolar mais no seu colo me fazendo sentir seu menbro mais duro que pedra.


- Jimin, por favor, precisamos parar.- falei fazemdo o mesmo olhar pra mim com os olhos semicerrados.


- eu sei que vc não quer parar Lia.- ele se aproximou mais e encostou seu nariz no meu.-ou quer?- me precionou mais no seu colo e eu não pude deixar de soltar um gemido sofrêgo .


- eu tambem acho que deveriamos parar, mas, vcme deixa louco sabia, essa sua inocência me ecxita sabia?


- daqui a pouco os garotos chegam e, e, eu não posso fazer isso Jiminie.- falei e olhei pra ele.


- por que não?


-Não estou pronta.- falei desviando o olhar.


- tudo bem, eu sei como é, respeito seu tempo.- acareciou meu rosto me fazendo olha-lo. - só queria te pedir uma coisa, posso?- fiz que sim com a cabeça.- me da um beijo?.- me assustei um pouco com o pedido mais aceitei.

Ele colou nossos lábios em um celinho, depois pediu passagem com a lingua e eu cedi logo, o beijo estava bem envolvente e ecxitante, eu mordia seu lábio e sugava sua lingua, sua mão desceu da minha cintura até meu bumbum, me assustei um pouco mas deixei, era só momentâneo, era pelo menos, até o momento que ele inverte as posições ficando entre as minhas pernas me fazendo sentir muito mais o seu menbro, isso me fez gemer um pouco mais alto e ele arfou fazendo o mesmo movimento de novo, mas agora ele não me beijava mais, só observava minhas expressões de prazer em quanto movimentava sua pélvis contra a minha.


- Jimin- consegui falar.- prescisamos parar agora, por favor.- falei com dificuldade. Ele me olhou parando os movimentos e chegando perto me dando um outro beijo.


- tudo bem, eu já vou indo então,- comcordei com a cabeça.- nos vemos amanhã né?- perguntou.


- sim, eu passo lá pra ficar com vcs.- ele abriu um lindo sorriso.


- vai me levar até a porta?- perguntou levantando da cama ficando do lado dela em pé.


- não estou em condições de andar agora.- ri o fazendo rir tambem.


- olha pra mim, vou ter que andar escondendo isso.- falou apontando para baixo o que me fez olhar e corar muito.


- meu deus.- cobri os olhos.


- culpa sua.- falou rindo me deixando mais vermelha.- ok, eu já vou agora, até amanhã.


- até jiminie.- falei


- nunca vou esquecer desse apelido saindo da sua boca da melhor forma possível.- agora minha cabeça é só sangue.


- Jiminnnnn, paraaaaa,- gritei e ele riu.


- tchau coisa fofa.- ele disse e saiu do quarto.

Depois de alguns minutos que ele saiu os garotos chegaram carregando chanyeol nos braços.


- o que acontçeu com ele?- perguntei


- ele caiu no chão da reitoria.


- quebrou algum osso?- perguntei nervosa.- botem ele aqui.- falei se referindo a minha cama que era a mais proxima, eles o botaram de bruços.- vou fazer uma massagem, tem que aguentar, vc gosta muito dessa blusa?- perguntei a ele.


- não ela é só de ficar em casa, por...- não terminou de falar, eu já havia a rasgado.


-Que selvagem.- Xiumin falou


- vou subir em cima de vc ok?


- que?


- pra massagem idiota.


Subi em cima dele e sentei em sua bunda ele gemeu de dor.


- desculpe, mas é preciso.- começei a fazer a massagem nele e ele gemia cada vez mais.


- é melhor parar de gemer assim, vão pensar outra coisa.- falei


- era o que eu queria está fezendo.- falou ele me olhando por cima do onbro.


- idiota.


- a gente tá saindo, vlw flw.- os garotos sairam nos deixando a sós.

Chanyeol de alguma forma inverteu as posições, seu abs é lindo, cala a boca Lia.


- de novo isso.!- falei isso baixo me referindo ao acontecimento com o Jimin.


- o que disse?


- nada idiota, sai de cima.- ele saiu e realmente eu pensei que ele tivesse ido em bora, então eu fechei a curtina e tirei a calça pra trocar pelo short, mas quando eu terminei de tirar ,a curtina é aberta bruscamente revelando um chanyeol ofegante.


- para de besteira chanyeol,sai daqui idiota.- tentava me conbrir com as mãos, o que obviamente não deu certo.


- eu não tô mais aguentando.- ele veio na minha direção me jogando na cama.- vc me atiça toda hora mesmo não querendo, santo deus, por que sua inocência me ecxita tanto?- ele começou a beijar meu pescoço, eu tentava me soltar, mas estava impossivel, ele é muito mais forte que eu.

Ele estava entre minhas pernas, roçando seu menbro em minha íntimidade já umida.


- eu sei que vc quer, não lute contra.- ele falou no meu ouvido me causando arrepios. Ele tirou minha crooped, fiquei totalmente a mostra, pois estava sem sutian, merda, ele lanbeu os beiços ao ver meu belos "dotes", pq ao contrario da maioria das asiaticas, eu tenho um quantidade maior de corpo do que elas, e parece que isso agradou Chanyeol.

Ele passou a ponta do nariz nos meus seios, me arrepiei pela milésima vez, eu ainda tentava sair de lá, claro que por pura birra, até pq já estava gostando daquela brincadeira.


- fica quieta, eu sei que vc tá gostando.- ele precionou forte seu menbro contra a minha intimidade simulando uma penetração o que me fez gemer no seu ouvido, ele soltou minhas mãos e elas institivamente foram ao seu cabelo os puxando na parte da nuca o que fez ele gemer. Ele selou nossos lábios em um beijo sedento e feroz, cheio de luxuria, ele desceu os beijos pros meus seios, depois pra barriga, ele começou a tirar minha calcinha e eu fiquei só olhando.


- olha, eu sei que vc nunca fez isso, então vou te dar prazer hoje.- eu apenas pisquei os olhos varias vezes.

Ele terminou de tirar a calcinha e abriu minhas pernas, eu estava completamente exposta, a luz do quarto todo estava apagada, apenas o abajur da minha mesa iluminava nossos corpos, eu não sabia o que estava fazendo, só sei que era tarde de mais pra parar.

Chanyeol foi destribuindo beijos lánguidos pela parte interna das minhas coxas, minhas mão agora se encontravam em meus seios agora, apenas desfrutando aquilo tudo.

Ele comçou a lanber minha intimidade o que me fez estremesser toda, ele abriu mais minhas pernas e assoprou o local molhado, eu gemi arrastado por tal ato.


- cretino.- falei e chanyeol riu


Continuou seu trabalho lanbendo e chupando minha intimidade, ele levou uma de suas mãos até meu seio direito e começou a brincar com ele, depois levou essa mão até minha boca, o chupei seu dedo do meio bem demoradamente, ele até parou de me chupar para me ver brincar com seu dedo, e pelo visto adorou o que viu, ele levou esse dedo que eu chupei ate a entrada da minha intimidade e forçou um pouco, um dedo entrou, depois ele botou mais um e eu gemi um pouco mais alto , agora ele trabalhava com os dedos e a linge ua, estava indo a loucura com isso.


- cha-chanyeol....- tentei falar pra ele parar, mas não dava. Ele continuou fazendo sucções na minha íntimidade.

Levei uma de minhas mãos para sua cabeça a precionando mais, eu sorriu soprado fazendo sua respiração bater contra minha intimidade, me fazendo soltar um gemido sofrego bem longo.


- tá gostando? Hum?- ele subiu até mim lanbendo e chupando meus peitos, eu arranhei as costas dele com força e ele arfou levantando um pouco minha perna e dando um tapa na minha bunda, gritei, o que fez ele levar uma de suas mãos pra minha boca e ficar simulando uma penetração bem forte, fundo, e rapido de novo, começei a chupar seus dedos, outro tapa.


- isso é por ser tão gostosa.- outro tapa.


- e isso é por me atiçar.


Sentia seu menbro duro e grande sob a calça roçando em minha intimidade. Ele voltou a me chupar, dessa vez mais forte e rápido. Sentia meu útero formigar, e de repende minhas pernas começaram a tremer e ele foi parando com os movimentos. Eu dei um ultimo gemido.


- docinha, como eu imaginei.- falou, ele de uma forma bem rápida inverteu as posições me deixando por cima, me fazendo sentir ainda mais seu menbro, resolvi atiçar, começei a rebolar devagar em cima dele, ele levou as mãos até minha fina cintura e fez os movimentos, sua cabeça estava jogada pra traz e seus olhos fechados.


- a- agente poderia,ahhh meu deus.- dei uma sentada forte o 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...